Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Foto do dia

Rui Gomes, em 21.10.19

72888490_10156314578916555_73624526956527616_n.jpg

James Ellisor (extremo)

publicado às 03:30

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 20.10.19

W-Motors-Fenyr-SuperSport-1024x702.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

2019 W Motors Fenyr Supersport - 1,5 milhões de dólares

publicado às 23:00

2019-10-20.png2019-10-20 (1).png2019-10-20 (3).png

2019-10-20 (5).png

... gostaria de ver as apreciações encarnadas sobre este lance que deu o golo vitorioso ao Benfica, ontem, no embate entre os sub-23.

Vê-se claramente nas imagens, e no vídeo, que o jogador encarnado n.º 8 carrega o defesa do Sporting nas costas, agarra-o pelo colarinho e derruba-o. A bola sobra para o colega, n.º 9, que faz o golo. Tudo isto, com o árbitro em excelente posição para avaliar o lance.

Repare-se, que os pés do jogador n.º 8 do Benfica nunca sequer se aproximam da bola, havendo um momento do lance que ele até tem os dois pés no ar.

publicado às 15:58

Uma extensa crónica de Rui Santos, publicada no jornal Record esta sexta-feira, da qual transcrevemos este excerto:

21363942_wdw5M.jpeg

"O Sporting tem um muito acentuado problema de desunião crónica para resolver, que tudo afecta — e, claro, a natureza da gestão desportiva e a equipa de futebol.

Um problema de desunião crónica é como um cancro. É muito difícil de curar, se não for atacado no momento mais certo, antes de se desenvolver e alastrar.

A desunião crónica ainda não matou o Sporting, mas está a enfraquecê-lo de uma forma irracionalmente inconcebível. É muito difícil erguer alguma coisa, no futebol do Clube ou na sua periferia, enquanto a desunião prevalecer sobre tudo o resto.

A desunião crónica é o princípio e pode ser o fim de tudo.

O Sporting não morre, mas no futebol está a fraquejar perigosamente na sua dimensão desportiva e competitiva. É muito preciso ter a noção disso. E ter a noção que mais egos, arrogâncias, ambições descabeladas, insultos e manifestações de natureza patológica, gratuitamente violentas, vão empobrecer o Sporting a um nível que muitos imaginariam impossível.

O Sporting, ainda noutro patamar, é um caso singular de resiliência. Metaforicamente, é um grande barco que anda no alto mar a levar com a violenta força das ondas, algumas das quais aumentadas, artificialmente, por ‘marinheiros-suicidas’ disfarçados de bóias-salvadoras. Não basta levar com o ‘mau tempo’ e com as investidas dos adversários, que querem legitimamente dominar as águas territoriais, mas também com uma incrível (auto) propensão para a sabotagem e para os actos de pirataria. As velas nos mastros estão rasgadas, há buracos no casco, água e ratos a rodos no porão, mas o barco, contra ventos e marés, lá resiste, numa trajectória errática mas ainda assim heróica e valente.

A recém-eliminação do Sporting da Taça de Portugal, caindo aos pés do Alverca, que fez um jogo competente e maduro, é ‘vergonhosa’ mas nem sequer já cabe, neste contexto, no âmbito das ‘grandes surpresas’. Parece que nada resulta, mesmo quando — aqui e ali — se faz um esforço mínimo para resultar.

O Sporting sofre de um problema global de confiança. Ninguém é capaz de pegar na palavra para unir. Frederico Varandas está na cabeça do touro sem ajudas. Desgasta-se, e sempre que fala, acossado por todos os lados, não consegue ser assertivo. Há gente, na estrutura, certamente bem intencionada, mas não parece estar a ajudar o presidente. E ainda é preciso perceber se, em matéria de aconselhamento no apetrechamento do plantel, Frederico Varandas não foi traído. O plantel é desequilibrado e mais parece uma casa de recuperação de dói-dóis. Até dói".

publicado às 03:03

No dérbi da Liga BPI, o Sporting foi à Luz perder por 3-0, um resultado enganador em que não espelha o que verdadeiramente ocorreu dentro das quatro linhas.

O empate seria o resultado mais certo, ou, em último caso, vitória da equipa encarnada por 1-0, dado que não há nada a dizer sobre o primeiro golo (24'), embora tenha sido fortuito em que a bola só entrou na baliza leonina depois de dois ressaltos.

O Benfica foi ligeiramente superior no primeiro período, foi mais agressivo, pelo menos, mas as leoas também criaram oportunidades para igualar o marcador, faltando a eficácia.

O segundo golo surge apenas aos 80', através de grande penalidade, na nossa opinião, mal assinalada. A defesa leonina, Tatiana Pinto, faz um corte limpo, mas no movimento a avançada encarnada, Geyse, fica com um pé entre as pernas de Tatiana e faz a simulação, mergulhando.

2019-10-19.png

No terceiro golo (aos 90+3'), como se pode ver na imagem que publicamos e no vídeo, a avançada do Benfica, Darlene, está em posição irregular.

Com este resultado, o Benfica passa a liderar a tabela classificativa, com 12 pontos, três à frente do Sporting. 

Lotação recorde num jogo de futebol feminino em Portugal, com 12.812 espectadores no Estádio da Luz.

Verificou-se, igualmente, que a equipa feminina do SLB goza da mesma protecção "divina" que privilegia as outras formações do clube. Nada da novo, portanto!

*** Nota para os idiotas que apareceram aqui ontem à noite para gozar com o resultado. É escusado... um desperdício de tempo e energia.

publicado às 03:02

As modalidades vitoriosas

Rui Gomes, em 20.10.19

74231808_10156274334611923_6636393885922754560_n.j72700540_10156273618416923_1725362700097159168_n.j

75223746_10156273711271923_141257093498798080_n.jp73231632_10156273983896923_1143452385914388480_n.j

publicado às 03:01

luan1.jpg

Uma questão que me deixa com 'mixed feelings': por um lado, as regras exitem para se cumprir e quem as transgredir sujeita-se a ser punido, por outro, não me dá satisfação alguma o Sporting poder continuar na Taça de Portugal, porque não jogou para o merecer.

O Sporting terá apresentado queixa contra o Alverca junto do Conselho de Disciplina da FPF por alegada utilização irregular de um jogador, nomeadamente de Luan, no encontro entre ambos para a 3.ª eliminatória da Taça de Portugal.

É alegado que o futebolista em causa estava suspenso preventivamente (o castigo só foi divulgado na sexta-feira, um dia depois do jogo), logo não estava apto a jogar. Luan, autor do segundo golo da equipa alverquense, tinha sido expulso (duplo amarelo) na partida anterior do Campeonato de Portugal, frente ao Loures.

A partir deste ponto, a informação divulgada é bastante confusa. Em qualquer parte onde futebol organizado é praticado, um jogador que é expulso (por duplo amarelo ou cartão vermelho), é automaticamente considerado inapto de alinhar no próximo jogo do seu clube, indiferente da prova (à excepção dos jogos internacionais).

Consta, no entanto, que o Campeonato de Portugal, que está sob a égide disciplinar da FPF, tem regras diferentes, nomeadamente que o castigo terá de ser cumprido na mesma prova. Não faz sentido algum que assim seja, mas teremos de esperar por esclarecimento da FPF.

Nota: Entretanto, o presidente do Alverca, Fernando Orge, reagiu á notificação da FPF que o jogo se encontra "sob averiguição":

O regulamento é tão explícito que uma estrutura tão profissional como é a do Sporting não devia sentir qualquer problema em interpretá-lo. Fiquei espantado quando a FPF comunicou que o jogo se encontra sob averiguação".

Se o relevante regulamento da FPF indica de facto o que está aqui em debate, é apenas e tão só mais uma absurdidade grosseira do futebol português, em haver regras diferentes entre as provas nacionais e, ainda por cima, uma regra que vai contra o que é a norma universal.

publicado às 03:00

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 19.10.19

pininfarina-battisa-al-parco-valentino-2019.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

2019 Pinninfarina Battista - 2,5 milhões de dólares

publicado às 22:00

72700540_10156273618416923_1725362700097159168_n.j

O Sporting CP começou da melhor forma a sua campanha na Liga Europeia, batendo no Pavilhão João Rocha os italianos do Amatori Lodi por 4-2.

Numa partida do Grupo A na qual ao intervalo perdia por 1-0 - chegou até a estar a perder por 2-0 no segundo tempo -, a formação leonina conseguiu dar a volta na segunda metade e iniciar com brilho o percurso da defesa do título conquistado na temporada passada.

Toni Pérez, com dois golos, foi a figura da partida, com Gonzalo Romero e Ferran Font a marcarem os outros tentos da turma leonina.

publicado às 17:58

Leões perdem no dérbi sub 23

Leão Zargo, em 19.10.19

Benfica e Sporting, os dois primeiros classificados da Liga Revelação, defrontaram-se hoje de manhã no Seixal em jogo da 11ª jornada. Os encarnados venceram o dérbi por 2-1. Na véspera, o treinador Leonel Pontes tinha avisado que “o Benfica tem excelentes jogadores, vamos manter o critério de análise ao adversário. É importante estarmos tranquilos e manter a cabeça fria”. Rafael Camacho alinhou a titular. Antes do início da partida cumpriu-se um minuto de silêncio em memória de Rui Jordão.

A primeira parte foi equilibrada, representada no empate (1-1). O Benfica explorou mais o corredor esquerdo ofensivo através de Tiago Araújo, o Sporting procurou sempre jogar mais apoiado para se aproximar da baliza adversária. Ronaldo Camará na sequência de um pontapé de canto e Pedro Mendes de grande penalidade fizeram os golos.

A equipa da casa entrou muito forte depois do intervalo e Gonçalo Ramos marcou logo nos primeiros minutos. Leonel Pontes respondeu com a entrada de Joelson Fernandes aos 63 minutos, que no minuto seguinte atirou ao poste. Com a chuva intensa o jogo tornou-se mais físico, privilegiando-se os passes longos para o meio campo adversário. Os leões pressionaram muito na fase final, mas não conseguiram marcar e perderam pela primeira vez esta época.

Apesar deste resultado, o Sporting continua a liderar a classificação com 30 pontos. Na próxima jornada, em 26 de Outubro, os leões recebem o Estoril-Praia em Alcochete.

Benfica-Sporting.jpg

Ficha de jogo:

Liga Revelação - 11.ª jornada (19.10.2019)

Benfica 2 - Sporting 1

Caixa Futebol Campus, Seixal

Benfica: Leo Kokubo, Ebuehi, Miguel Nóbrega, Morato, Frimpong, Rafael Brito (Tomás Azevedo, 79’), Paulo Bernardo, Ronaldo Camará, Jair Tavares (Tiago Gouveia, 72’), Tiago Araújo e Gonçalo Ramos (Luís Lopes, 79’)

Treinador: Jorge Maciel

Sporting: Diogo Sousa, Echedey Verde (Joelson Fernandes, 63’), Eduardo Quaresma, João Ricciulli (Tiago Rodrigues, 80), João Silva, Matheus Nunes, Rodrigo Fernandes, Tomás Silva (Dimitar Mitrovski, 80’), Rafael Camacho (Diogo Brás, 68’), Bruno Tavares e Pedro Mendes

Treinador: Leonel Pontes

Golos: Ronaldo Camará (25’), Pedro Mendes (g.p. 32’) e Gonçalo Ramos (49’)

publicado às 13:07

Fotografia com história dentro (168)

Leão Zargo, em 19.10.19

Rui Jordão pintor.jpg

“Talvez falte mais silêncio ao futebol.” (Rui Jordão)

Rui Jordão era um jogador diferente. Um avançado felino que jogava de uma forma rara e muito eficaz, tecnicista e móvel, elegante e audacioso, versátil e corajoso. Fez uma dupla inesquecível com Manuel Fernandes, tendo jogado juntos no Sporting durante nove épocas e marcado em conjunto cerca de setecentos golos. Foi duas vezes campeão nacional e conquistou duas Taças de Portugal, para além de uma Supertaça, e distinguido com o Prémio Stromp em 1980.

Deixou de jogar em 1989 e assumiu uma paixão interrompida pelo futebol, a pintura. Um regresso à infância em Benguela quando pintava as ilustrações no jornal da escola, mas essencialmente o desejo de viver e de comunicar através da arte, longe de qualquer tipo do foco do futebolista que tinha sido e de uma realidade que o sufocava. O homem sociável, mas de caráter introvertido, trocou então o ruído dos estádios pelo silêncio do ateliê para o reencontro com o seu outro eu.

Jordão clarificou a sua relação com o futebol e a pintura numa entrevista ao Record, em 2000: “[O futebol] é um mundo demasiado objectivo, material e ruidoso. Era impossível encontrar outras formas de expressão que não fossem dentro dos relvados. Foi por isso que desapareci do meio durante muitos anos. Só o silêncio seria capaz de permitir o reencontro com o meu outro eu. Não sei qual dos dois é mais verdadeiro, mas quando comecei a pintar descobri uma outra forma de comunicar com os outros. O que o futebol não tem é o silêncio que preciso para mostrar a verdade que, enquanto jogador, ocultei. Talvez falte mais silêncio ao futebol.”

Por ser um pintor abstraccionista, Jordão construiu obras de arte em regra não figurativas, ou apenas com formas subtilmente harmonizadas para estabelecer uma conexão com o observador, recorrendo às relações formais existentes entre linhas, cores e superfícies para exprimir as suas correspondências simbólicas. Criou um universo autónomo abstracto, intuitivo e interpretativo, na linha da proclamação de Wassily Kandinksy que considerava que “criar uma obra de arte é criar um mundo”.

Rui Jordão licenciou-se em História de Arte na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e fez o curso de Belas Artes em Pintura, Desenho e Modelagem na Sociedade Nacional de Belas Artes. Participou em inúmeras exposições, individuais e colectivas, em Portugal e no estrangeiro. A última exposição foi “Que a Mente resista/Projeto de uma exposição/Palavras Ditas”, em Oeiras, em 2018. Integra várias colecções particulares, galerias e museus, o que constitui parte importante do legado da sua “segunda vida”.

publicado às 12:15

Leoas são elas

Rui Gomes, em 19.10.19

_MG_0361_c+2.jpg

Carolina Loureiro

publicado às 03:34

img_920x518$2018_10_08_19_31_51_1457955.jpg

Considerações de Beto Severo, team manager da equipa profissional de futebol, à Sporting TV, no rescaldo do desaire em Alverca que resultou no afastamento do Sporting da Taça de Portugal:

"Depois de reflectirmos um pouco, e com o máximo respeito que o Alverca nos merece, sabemos que o Sporting tinha de fazer muito mais. Temos de ter essa consciência, desde jogadores ao staff. Estamos envergonhados e tristes.

Vamos conseguir dar a volta a este momento menos bom. Temos de assumir que é um momento mau do nosso Clube. Todos nós queremos e vamos trabalhar ainda mais para ultrapassar esta situação.

Não é o momento adequado para meias palavras, mas sim para treinarmos ainda mais. Os adeptos têm razão nas criticas que nos fazem e têm mesmo porque temos consciência disso.

Já fui capitão deste Clube, sei como se sente este balneário, e sei que toda a estrutura, jogadores e equipa técnica, estão desiludidos, mas vamos trabalhar ainda mais para sair deste momento."

publicado às 03:33

A mão $$$$$$ da UEFA

Rui Gomes, em 19.10.19

0_ITPMPLlVLW1L3HIb.jpg

O Comité de Controlo, Ética e Disciplina da UEFA puniu, esta quinta-feira, o Ajax com a proibição de venda de ingressos para o próximo encontro europeu de futebol, devido ao mau comportamento dos seus adeptos.

O clube holandês fica impedido de vender bilhetes para a próxima partida europeia fora de casa, em Londres, diante do Chelsea, em 5 de Novembro, da Liga dos Campeões, e vai pagar 50.000 mil euros pelos distúrbios causados pelos seus apoiantes em Valência, a que se junta ainda uma coima de 18.000 euros face à conduta imprópria dos jogadores nesse encontro, referente à segunda jornada.

Em comunicado, o órgão disciplinar do organismo que superintende o futebol europeu exige que a formação holandesa contacte o clube 'che' num prazo máximo de 30 dias para a resolução dos danos causados.

Quanto ao Borussia Dortmund, da Alemanha, foi castigado com uma multa no valor de 29.875 mil euros pelo arremesso de objectos, uso de material pirotécnico e outros danos na vitória (2-0) alcançada na mesma competição frente aos checos do Slavia de Praga, que também foram sancionados em 26.000, por bloquearam as escadas no estádio.

Também em encontro da Liga dos Campeões, na recepção vitoriosa (4-3) ao Salzburgo, o campeão europeu Liverpool foi punido em 10.000 euros pela invasão de campo dos seus adeptos.

publicado às 03:32

ttstk_5.jpeg

O Sporting venceu esta sexta-feira os croatas do Starr Croatia por 3-2, em jogo da segunda jornada do grupo D da Liga dos Campeões Europeus de ténis de mesa, que se disputou no Multidesportivo do Estádio de Alvalade.

A equipa leonina beneficiou principalmente da prestação de Quadri Aruna, jogador que venceu os seus dois encontros, frente a Liang Qiu (11-9, 11-7 e 11-5) e a Chia-Hung Sun (11-8 11-6 e 11-5), tendo Diogo Carvalho dado o ponto da vitória, quando derrotou Liang Qiu, por 11-6, 11-6 e 11-4.

Pelo meio, Diogo Carvalho perdeu com Chia-Hung Sun por 11-9, 11-7 e 11-6 e Francisco Wahnon saiu derrotado frente a Ronald Redjep por 11-7, 11-7 e 11-7.

ttstk_9.jpeg

Com este triunfo, os leões são os terceiros classificados do grupo D, com três pontos, os mesmos dos franceses do Hennebont, em segundo lugar, e menos um que o líder, os alemães do Borússia Dusseldorf, enquanto o Starr Croatia ocupa a última posição sem pontos.

O Sporting vai agora receber, na terceira jornada, os franceses do Hennebont, no próximo dia 23 de Outubro, a partir das 17:30

publicado às 03:31

publicado às 03:30

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 18.10.19

Lotus Evija 12.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

2019 Lotus Evija (Electric) - 2,1 milhões de dólares

publicado às 22:00

Liga dos Campeões de Futsal

Rui Gomes, em 18.10.19

72594037_10156270693991923_3857432651069652992_n.j

A realizar entre 19 e 24 de Novembro, a ronda de elite disputa-se com quatro grupos com quatro equipas a jogarem uma volta entre si. O primeiro classificado avança para a fase final, onde o Campeão Europeu é definido.

Miguel Albuquerque, director-geral das modalidades leoninas, acredita que entre os três adversários, o MFK Tyumen, equipa russa que vai organizar a ronda de elite, será o maior obstáculo do Sporting:

"É uma viagem difícil e longa até à Rússia para defrontarmos uma equipa fortíssima, o MFK Tyumen, que é um dos grandes candidatos ao título. Viu-se na ronda principal: o MFK Tyumen perdeu com o FC Barcelona por apenas 1-0 num jogo que podia ter caído para qualquer um dos lados. A verdade é que, das quatro equipas do grupo, Sporting CP e MFK Tyumen vão lutar pelo primeiro lugar. A liderança deste grupo vai estar muito no jogo entre estas duas equipas".

publicado às 19:25

Morreu Rui Jordão

Rui Gomes, em 18.10.19

73130718_10156310574971555_5433762279508148224_n.j

Sporting CP - 1977 a 1987 - 207 jogos / 137 golos

publicado às 12:08

3204-934x.jpg

O Movimento Salvar o Sporting revelou, esta quinta-feira, que vai pedir a destituição da Mesa da Assembleia Geral (MAG) e do Conselho Fiscal e Disciplinar (CFD) do Clube por alegadas violações aos estatutos e regulamentos.

O movimento, protagonizado por um conjunto de sócios (?), acusa o presidente da MAG, Rogério Alves, de não cumprir as normas apenas por as considerar absurdas, as quais foram aprovadas por mais de 75 por cento dos sócios em Assembleia Geral, e ainda de subverter as assembleias deliberativas, colocando a discussão dos vários pontos como um mero acto decorativo, numa autêntica falta de respeito por quem pretende confrontar os responsáveis directivos com questões.

"Um conjunto de sócios entregou um requerimento a ser submetido à Assembleia de quinta-feira, que foi recusado pela Mesa, mesmo cumprindo todos os preceitos legais. Foi o senhor presidente da MAG quem levou a que os ânimos se exaltassem. As violações dos estatutos e regulamentos são acções demasiado graves e que num passado recente levou à expulsão de sócios.

Assim, informamos os sócios do Sporting CP que iniciámos o processo legal com vista à destituição do presidente da Mesa da Assembleia Geral e, como não houve por parte do restante órgão nenhuma condenatória das acções do seu presidente, essa destituição é extensível a toda a Mesa da Assembleia Geral", disse Soraya de Amorim, porta voz do movimento, que se apresentou aos jornalistas na Rotunda do Leão, junto ao Pavilhão João Rocha.

Por outro lado, este conjunto de sócios (?) considera que o CFD violou um compromisso eleitoral da candidatura 'Unir o Sporting' com a abertura de processos disciplinares contra associados que se manifestaram contra os órgãos sociais durante a AG de 10 de Outubro.

"Não manifestamos apoio algum aos insultos de registo, no entanto, consideramos que a actuação do presidente (Frederico Varandas) foi tanto ou mais grave a provocar os associados, sem que tenha sido feito um reparo por parte dos restantes elementos dos órgãos sociais. Foi criado pelo CFD um clima de medo e no Sporting não pode haver medo com a ameaça de expulsão de sócios", reforçou Soraya de Amorim, colocando-se o movimento à disposição dos associados que venham a ser alvo de processos disciplinares para auxílio jurídico.

O Movimento Salvar o Sporting pretende formalizar junto do CFD até ao início do mês de Novembro o pedido de destituição, devidamente fundamentado, da MAG, e do próprio órgão fiscal e disciplinar, remetendo para mais tarde outros procedimentos em função da decisão que vier a ser tomada pelo CFD.

Reportagem da Lusa

publicado às 04:31

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds