Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

mw-860.jpgimg_770x433$2016_01_21_20_22_27_1053914.jpg

 

Por não termos conhecimento concreto dos factos, limitamo-nos a transcrever a notícia sobre a alegada "confusão" entre Bruno de Carvalho e Carlos Pinho, presidente do Arouca, no final do jogo em Alvalade. Estão em foco dois homens conhecidos por serem ambos conflituosos, mas falta apurar quem foi o provocador do incidente.

 

Eis uma das reportagens disponíveis:

 

No final do Sporting-Arouca, para quem acompanhava a emissão da "Sport TV" e esperava pelas entrevistas rápidas dos treinadores, foi possível ouvir a gritaria que ocorria ali perto, junto aos balneários de Alvalade. Os treinadores surgiram para prestar declarações, mas ambos recusaram-se a explicar o que se passava.

 

A polícia ocorreu ao local e, pouco tempo depois, o director desportivo do Arouca e o director de comunicação do Sporting foram à sala de imprensa esclarecer o que se passou. Contudo, com versões completamente opostas.

 

O Arouca acusa Bruno de Carvalho de tentativa de agressão ao homólogo Carlos Pinho. O Sporting diz que é falso e que foi o contrário. Seguem as declarações dos representantes de ambos os clubes na sala de imprensa:

 

 

JOEL PINHO, director desportivo do Arouca (e filho do presidente)

 

«É com grande tristeza que estou aqui hoje. Aconteceram factos que não dignificam o futebol, uma situação vergonhosa, não estava à espera em pessoas associadas à grandeza do Sporting. Fizeram uma espera ao nosso presidente quando estávamos a sair do balneário, tentaram agredi-lo, foi muito mau. Para uma pessoa que tanto dignifica o futebol, que tanto dá e tanto fez, foi uma situação lastimável. Tentam agredir em superioridade numérica. Invadiram o nosso túnel, o nosso espaço.

 

O presidente identificou pessoas. Foi Bruno de carvalho que tudo começou, provocou, tentou agredir, insultou. Não vou dizer o que disse porque as pessoas merecem mais respeito. Bruno de Carvalho não merece estar no futebol, que merece pessoas sérias e dedicadas. Tem, de crescer mais, tem de saber estar, saber respeitar o futebol e a instituição do Sporting. O Sporting merece pessoas melhores. O relatório será feito mas sim, a polícia esteve presente».

 

NUNO SARAIVA, director de comunicação do Sporting

 

«Acho que é tempo de repor a verdade do que realmente se passou. O presidente Bruno de Carvalho foi à casa de banho e quando saiu foi insultado e sofreu uma tentativa de agressão pelo presidente do Arouca. Ninguém gosta de ser agredido e muito menos em casa. Tentou saber o porquê e a partir daí gerou-se a confusão. O director desportivo e alguns jogadores tentaram furar o cordão policial.

 

Não podemos admitir que alguém insulte o Sporting e agredir o seu presidente. Bruno de carvalho ficou estupefacto com o que estava a acontecer. É falso que tenha existido uma tentativa de agressão por parte do presidente do Sporting. Tem sido normal o presidente do Arouca criar problemas onde a equipa vai jogar. Bruno de Carvalho foi vítima de tentativa de agressão e insultos. Polícia tentou por fim à situação e mais nada».

 

Adenda: Uma outra versão dos acontecimentos, segundo informações recolhidas pela TSF:

 

"Afinal, o local onde aconteceram os incidentes em Alvalade, no final do jogo Sporting vs. Arouca, tem câmaras de videovigilância e as imagens vão ser entregues à PSP e à Liga.

Segundo soube a TSF, não terá havido qualquer tentativa de agressão de Bruno de Carvalho ao presidente do Arouca, Carlos Pinho. Por sua vez, o presidente do Arouca terá insultado Bruno de Carvalho e agredido um assistente do recinto.

 

Para Luís Cassiano Neves, especialista em direito do desporto, estas imagens vão ser fundamentais para a resolução do caso, já que se forem perceptíveis ganham mais força do que qualquer outro testemunho".

 

publicado às 11:12

Regresso às vitórias

Rui Gomes, em 07.11.16

 

551589_png.jpg

 

Foi um jogo algo previsível, com um bom desfecho para o Sporting, embora com duas partes distintas. A primeira, até aos 49 minutos, quando surgiu a expulsão (2.º amarelo) do jogador do Arouca, em que a equipa leonina, conforme indicámos no post da convocatória, exerceu pressão alta e acentuou a sua postura ofensiva. A segunda, já com a superioridade numérica, em que os espaços começaram a aparecer e mais oportunidades de golo foram criadas, sob domínio absoluto.

 

Apesar do resultado e de uma exibição que satisfaz, o Sporting continua com dificuldades com a sua dinâmica ofensiva. O início de construção muito bom, para depois pecar por falta de penetração, especialmente pelo "miolo", e ineficácia de último passe. Dos 9', pelo golo de Bas Dost - num excelente lançamento de João Pereira e assistências de Rúben Semedo e Sebástian Coates - até já depois dos 30', o Sporting não fez um único remate à baliza do Arouca, acabando a primeira parte com um registo de 23 ataques e apenas 3 remates. Há aqui, há muito, um problema claro com a equipa, que Jorge Jesus ainda não conseguiu resolver.

 

O onze inicial for precisamente o que esperávamos, com João Pereira a render Schelotto e Joel Campbel a situar-se como segundo avançado. O costa-riquenho marcou um bom golo - o seu terceiro da I Liga - e terá feito o seu melhor jogo de "leão ao peito".

 

image.jpg

Também Bas Dost de regresso aos golos. O seu quinto na Liga, aos 9', com já referimos, e novamente aos 68'. Bom sinal para um ponta de lança que se alimenta prioritariamente através de golos.

 

Adrien Silva de regresso à titularidade, fez sentir, como sempre, a sua influência na equipa, mas deixou a ideia, ao falhar a grande penalidade, que "quis" aliviar a carga sobre William Carvalho, pelo seu recém-falhanço do género.

 

Com o empate no Dragão, o Sporting recuperou terreno, igualando agora o FC Porto, ambos com 21 pontos, a 5 do líder Benfica.

 

P.S.: Novamente mais de 40 mil espectadores (40 743) em Alvalade. Os adeptos continuam a apoiar !

 

publicado às 11:06

Convocatória para o Arouca

Rui Gomes, em 06.11.16

 

14947799_10153886589736555_7518822493193065647_n.p

 

A lista de convocados (18) de Jorge Jesus para o jogo deste domingo, contra o Arouca. Alguma surpresa, porventura, pela ausência de Markovic, depois de ter sido utilizado na segunda-parte frente ao Borussia Dortmund, salvo existir um caso clínico não divulgado.

 

Não é de prever que o técnico do Sporting recorra novamente a três centrais, a jogar em casa, contra este adversário. Daí que a defesa deverá ser constituída João Pereira (Schelotto acusou fisicamente o jogo da Champions), Coates, Rúben Semedo e Mavin Zeegelaar; o meio-campo com William Carvalho e Adrien Silva (regresso à titularidade), e os restantes quatro é quase uma incógnita. Possivelmente, Gelson Martins e Bryan Ruiz nas alas, Luc Castaignos e Bas Dost na frente do ataque, ou apenas um deles, completementado por Bruno César, Joel Campbell ou Alan Ruiz.

 

O Sporting precisa, urgentemente, de marcar golos e voltar ao registo das vitórias. É de esperar pressão alta e uma postura muito ofensiva, diante de um Arouca que irá alinhar em linhas baixas e apostar em lances de contra-ataque.

 

publicado às 15:19

 

Jorge Jesus - conferência de imprensa de antevisão

ao jogo com o Arouca

 

 

«Esta situação era uma situação que previa no final do mês de Agosto, não em termos de resultados, mas de quebra da equipa. Temos de solucionar o que não corre tão bem e voltar à dinâmica que a equipa perdeu em dois jogos. Fora do campeonato português a equipa já teve a mesma dinâmica de qualidade ofensiva que perdeu com o Tondela. Estou convencido que amanhã (hoje) vamos repor.

 

Há vários factores para que o Sporting tivesse uma quebra, que nós sabemos e tentamos reparar, o que muitas vezes não é fácil porque passam por características individuais de jogadores que já não estão cá».

 

publicado às 03:46

 

prog_scp_arouca.jpg

 

Superioridade total e inesperada goleada do Sporting sobre o Arouca, equipa que já não era derrotada e nem sequer sofria golos há cinco jogos, acabando por dar termo a este ciclo de 542 minutos de "zeros", pelo golo de Teo Gutiérrez, aos 15'. Para maior ironia, o avançado colombiano do Sporting marcou pela primeira vez em três meses, o seu quarto tento na Liga. Acabaria por "bisar" com o quarto golo da partida, ao cair do pano da primeira parte, dando seguimento a um cabeceamento de William Carvalho. Digamos, em abono da verdade, que não fez favor algum em finalmente realizar uma exibição de aproveitamento.

 

Creio, no entanto, que o homem do jogo foi João Mário, com uma primeira parte espectacular e com dois belos golos, aos 19' e 32'. Esta, a dimensão que tem faltado a este talentoso jogador, para potencialmente se tornar num fora de série.

 

ng6261816.jpg

Jorge Jesus surpreendeu com o onze inicial - até não sei se o termo mais adequado não é "inventou" - surgindo com Bruno César a lateral esquerdo e Schelotto na direita. Só o treinador poderá explicar estas suas opções. Pela ausência de Jefferson, por lesão, e Zeegelaar, por castigo, tudo indicava que a alternativa mais lógica e viável era Ricardo Esgaio, que até já jogou na posição. Felizmente que tudo correu bem e as circunstâncias de jogo nem sequer deram para verdadeiramente testar o esquerdino brasileiro. Quanto a Schelotto, como é a minha opinião que não é jogador para um Sporting ambicioso, não me agrada ver a sua utilização em detrimento de João Pereira que, salvo informações em contrário, foi convocado e não está lesionado. Aliás, ainda vou um pouco mais longe: Schelotto nunca será jogador ao nível de João Pereira, mesmo nesta fase final da sua carreira.

 

O jogo acabou por ter maior encanto na primeira parte, com o Sporting a abrandar um pouco no segundo período. Mesmo assim ainda deu para Bryan Ruiz marcar o quinto golo leonino, aos 60', com a baliza de Rui Patrício a ser violada aos 67'.

 

ng6261823.jpg

Jorge Jesus optou por substituir Adrien Silva (Aquilani) e Slimani (Barcos) aos 61', com a óbvia intenção de os proteger de levar o nono amarelo da Liga e consequente castigo. Isto, como já disse em várias ocasiões, pela sua casmurrice em recusar fazer a gestão dos cartões atempadamente. Curiosamente, foi o avançado argelino que ficou visivelmente furioso com a sua saída do relvado. Creio que era o seu desejo permanecer no jogo e tentar tirar proveito das circunstâncias favoráveis para aumentar o seu registo e manter-se na perseguição de Jonas, do Benfica, na corrida para o melhor marcador da Liga. É apenas a ideia que me surgiu no momento, pela sua reacção.

 

Assistimos a uma outra situação inédita neste jogo, pela entrada dos jogadores do Sporting em campo, todos, sem excepção, com erros nos nomes imprimidos nas camisolas. Foi posteriormente explicado que este acto foi deliberado em protesto pela reprodução fraudulenta de equipamento à venda no mercado.

 

Por fim, mais uma uma magnífica demonstração de apoio pelos adeptos, com 46014 espectadores em Alvalade.

 

Tags:

publicado às 20:07

Já temos árbitro !

Rui Gomes, em 15.03.16

 

manueloliveira.jpg

 

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol revelou, esta terça-feira, as nomeações de árbitros para a 27.ª da I Liga.

 

Manuel Oliveira, que esteve no FC Porto - União da Madeira, foi o escolhido para dirigir a partida em Alvalade com o Arouca, enquanto Manuel Mota, que participou no Estoril - Sporting, irá estar no Vitória de Setúbal - FC  Porto.

 

O clube da Luz irá ter Fábio Veríssimo no seu jogo no Bessa. O árbitro de Leiria reencontra os "encarnados" depois de ter apitado o Tondela - Benfica, assim como os "axadrezados", depois de ter estado no Boavista - V. Guimarães.

 

I LIGA

27ª Jornada

 

NOMEAÇÕES

 

Sexta-feira, 18 de Março

20h30

Rio Ave-Marítimo, Carlos Xistra

Sábado, 19 de Março

18h30

Sporting-Arouca, Manuel Oliveira

V. Setúbal-FC Porto, Manuel Mota

 

Domingo, 20 de Março

16h00

Tondela-Belenenses, Cosme Machado

Nacional-V. Guimarães, Luís Godinho

Académica-Estoril, Rui Costa

P. Ferreira-Moreirense, Sérgio Piscarreta

18h15

Boavista-Benfica, Fábio Veríssimo

20h30

Sp. Braga-U. Madeira, Rui Oliveira

 

publicado às 17:00

Consideração do Dia

Rui Gomes, em 10.11.15

 

ngB7AA64C3-CE33-4581-B4FE-F21A505D1523.jpg

 

Há quem diga, não sem expressão sorridente, que Lito Vidigal - treinador do Arouca - com aquela sua intervenção anedótica do domingo passado no encontro com o Sporting, já tem mais minutos em campo, na I Liga, do que Taarabt, médio do Benfica contratado no início da época.

 

É o que consta na praça, não sei se corresponde aos factos...

 

O futebol português, mais vezes do que é desejado, oferece situações insólitas que deixam o adepto indeciso se deve rir ou não.

 

publicado às 17:42

Somos diferentes ! Somos?

Leão Zargo, em 10.11.15

 

O jogo em Arouca revelou uma determinada faceta de alguns dirigentes do Sporting que andava como que encoberta. No entanto, bastou um jogo mais tenso e disputado até ao último minuto para que o verniz estalasse.

 

18993361_T11l1.jpg

É relativamente consensual que o árbitro Cosme Machado agiu de forma adequada na sequência da invasão de campo pelo técnico Lito Vidigal. O árbitro expulsou o infractor, para além de Naldo que caiu na armadilha do empurrão. O que se seguiu foi alucinante. Brian Ruiz descobriu Montero que fez um subtil amorti para a corrida de Slimani. Golo ! O inesperado aconteceu, o Sporting seria o justo vencedor e esperar-se-iam festejos genuínos.

 

ng8B92D87B-593F-4ED8-AF6D-97901A215154.jpg

Os festejos genuínos aconteceram, mas no meio deles houve quem perdesse a cabeça e as estribeiras. Segundo a imprensa, Bruno de Carvalho desafiou Cosme Machado. "Mostra lá o vermelho agora!", terá gritado o presidente do Sporting. Já Octávio Machado, ensaiando uma dança haka à maneira portuguesa, com os punhos cerrados gritava “toma” para a bancada dos sócios do Arouca. O adjunto Miguel Quaresma teve de ser acalmado. Outro, Raul José, acabaria por ser expulso. Os ânimos nas bancadas estavam exaltados e trocavam-se provocações.

 

O jogo terminou logo a seguir. No exterior do campo os adeptos do Sporting e do Arouca continuaram com os insultos. Para acalmar os ânimos que estavam perigosamente ao rubro e para evitar males maiores a GNR teve de intervir. Tudo acabou sem registo de agressões.

 

Somos diferentes, ouve-se dizer a muitos sportinguistas impantes de orgulho ! Somos?

 

publicado às 14:58

 

carlos_pinho_presidente_do_arouca_simbolo_do_clube

 

 A julgar pelas suas declarações à Rádio Renascença, torna-se aparente que Carlos Pinho, presidente do Arouca, não está sastisfeito com a arbitragem de Cosme Machado no embate de ontem diante o Sporting, assim como também deixa claro que não é fã de Bruno de Carvalho nem de Octávio Machado. Eis um breve excerto do que teve para dizer:

 

Faltas que eram a favor do Arouca não marcava. Ao contrário marcava sempre. E um penálti descarado, se fosse ao contrário marcava sem dúvidas, mas como era a favor do Arouca não teve coragem. Não sei se vale a pena recorrer a Vítor Pereira. As coisas vão-se acumulando. Assim é muito fácil o Sporting ser campeão. Será assim até ao fim.

 

Só falo com gente que tem palavra. E esse senhor (Bruno de Carvalho) não tem palavra. Tenho todas as razões para dizer que é um homem sem palavra. Tem lá uma pessoa (Octávio Machado) que se virou para a bancada a fazer coisas que não devia fazer. Não sei bem o nome dele. Vi um 'vultozito'. Viu uma pessoa aos 'saltitos'. Nem sei se era uma pessoa.

 

publicado às 16:02

Slimani resolve... quem mais ?

Rui Gomes, em 09.11.15

 

12193663_10153115215376555_6309770465965728378_n.p

 

Já tinha o título preparado para o post - "Muito pouco para os três pontos" - mas Slimani teve a feliz ideia de me baralhar a escrita, mesmo em cima dos 90 minutos, com o único golo da partida no Estádio Municipal de Arouca.

 

Na realidade, o primeiro pensamento que me surgiu pela inauguração do marcador foi "estrelinha de campeão", muito em especial, tendo em consideração que o Sporting jogou mas não encantou o suficiente para assegurar a vitória e os preciosos três pontos até aquele ponto da partida.

 

A equipa leonina sentiu muitas dificuldades perante um Arouca defensivamente muito bem organizado, como aliás era de esperar de uma equipa liderada por Lito Vidigal. Uma primeira parte muito inconsequente e uma única clara oportunidade de golo, mesmo em cima do intervalo, através de um bom cabeceamento de Paulo Oliveira, que obrigou o guarda-redes a fazer uma excelente defesa.

 

ng8E6B7767-486B-4F32-8F8B-30FF1E6C5E8D.jpg

O segundo tempo apresentou um Sporting muito mais agressivo, com melhor controlo de bola e do jogo, a exercer mais pressão alta e a ganhar alguma mais profundidade, mas continuou a faltar a criatividade necessária para resolver a contenda. Neste período notou-se a contribuição de um muito motivado Ricardo Esgaio, que entrou no jogo em substituição de Jefferson, que terá tido problemas físicos.

 

O jogador leonino que mais me impressionou foi Bryan Ruiz e não foi por mero acaso que o lance que teve o seu desfecho em golo, nasceu dos seus pés. Montero baralhou mas um muito atento e oportuno Slimani colocou o esférico na baliza.

 

I80662OW.jpg

Uma breve palavra final para os critérios algo inclinados de Cosme Machado, a culminar no incidente que levou à expulsão de Naldo já perto do fechar do pano. Na repetição verifica-se que o instigador foi o treinador do Arouca, mas também é bem verdade que o defesa do Sporting não pode reagir daquela maneira. Pela decisão do árbitro, acabou por ser o Sporting a parte prejudicada, ao ficar reduzido a dez elementos.

 

Tudo bem que acaba bem, mas espero que não venham a surgir comentários sobre o "bom futebol" que o Sporting está a praticar, apenas e tão só por não corresponder à verdade.

 

 

P.S.: Mais uma "brilhante" partida de Gutiérrez. Dirão os seus fãs, como usual, aliás, que jogou muito bem sem bola, abriu espaços, etc., tudo menos rematar e marcar golos, mas isso até será menos consequente.

 

wdiag.jpg4139_fcaf72a4f2eb6f631fe5367e8f922846.png

 

Tags:

publicado às 05:10

Foto do Dia

Rui Gomes, em 09.11.15

 

1024.gif

 

Arouca  vs  Sporting

 

publicado às 05:08

 

600.gif

 

Um grave lapso ocorreu no jogo entre o Arouca e o FC Porto, este sábado, parcialmente da responsabilidade do treinador - neste caso Lito Vidigal - e inteiramente inerente à área de desempenho do director desportivo/delegado ao jogo, que poderia ter tido severas consequências, caso o Arouca tivesse empatado ou vencido.

 

No início da segunda parte, Lito Vidigal mandou aquecer Leandro, Maurides e Vuletich. Tudo bem... aparentemente, salvo um pequeno pormenor: Vuletich não constava na ficha de jogo. Alguém terá detectado o lapso e o jogador regressou prontamente ao banco.

 

Para agravar ainda mais uma situação já tão caricata, Dabó, que nem sequer tinha sido convocado para o jogo e não se encontrava no banco, constava da ficha de jogo, "pormenor" que passou despercebido aos responsáveis.

 

Há uns anos aconteceu-me algo semelhante, embora com contornos diferentes. Como bem sabemos, os regulamentos de competições variam mediante a Federação (país) e a prova em si, mas, por norma, o período de elegibilidade de um recém-inscrito jogador para um jogo de taça é mais longo do que para um jogo de campeonato. Isto, para evitar que uma equipa se reforce deliberadamente para um jogo a eliminar.

 

O árbitro do jogo de taça em questão estava prestes a dar início à partida, quando me veio à ideia - porquê naquele momento não sei explicar - que faltavam ainda dois dias para dois recém-reforços da minha equipa estarem elegíveis para alinhar. Ambos encontravam-se no banco e dei-lhes ordens prontamente para regressarem discretamente ao balneário. Aproximei-me então do árbitro auxiliar que se encontrava no centro do terreno e avisei-o que necessitava urgentemente de falar com o árbitro da partida. Este, após pausa e muito furioso, veio ao meu encontro. Expliquei-lhe então (menti) que me tinha equivocado ao inscrever os dois jogadores na linha de jogo e exigi que ele verificasse que não se encontravam nem no banco nem no relvado e que tomasse nota do facto para o seu relatório.

 

Vencemos a partida, mas o adversário detectou os nomes dos dois jogadores na linha de jogo e protestou. (naqueles tempos tínhamos 48 horas para submeter um protesto) Felizmente para nós, o protesto foi indeferido por falta de comprovativos, devidamente sustentado pelo relatório do árbitro.

 

Nunca antes tinha cometido um erro daquela natureza e nunca mais voltei a cometer, mas estas situações insólitas acontecem no mundo do futebol, a exemplo do que sucedeu ontem ao Arouca. Não sei se a Liga irá reagir através de multa ou qualquer outra punição.

 

publicado às 05:30

Consideração do Dia

Rui Gomes, em 23.08.15

 

ng05E43F96-D13D-4813-B9B4-999F6229452D.jpg

 

Reconhecimento pelo "desportivismo" do Benfica que não quis tirar proveito dos deslizes dos seus mais directos rivais, ao visitar e perder com o Arouca por 1-0. Parabéns à equipa de Lito Vidigal que lidera a tabela classificativa, com duas vitórias em tantos jogos.

 

publicado às 21:28

Foram só seis minutos...

Rui Gomes, em 09.03.15

 

MANCHETES.jpg

 

"Seis minutos à campeão valem triunfo"

 

 

Admito que pouco me irrita tanto como manchetes "encarnadas", mas achei piada a esta, do Record, sobre o jogo da equipa de Carnide com o Arouca. Os "fabulosos" seis minutos incluem, certamente, os dois brindes do guarda-redes, que quase deixa a ideia de que não queria que o Benfica perdesse pontos neste desafio. Já não digo nada da expulsão, a 14.ª quarta da época, salvo erro. Que nenhum adversário tenha a ousadia de jogar um jogo completo contra o Benfica, com 11 jogadores.

 

De qualquer modo, parabéns ao Iuri Medeiros pelo golo de belo efeito que marcou, o melhor do jogo.

 

publicado às 03:06

Momento para Tobias não esquecer

Rui Gomes, em 02.02.15

 

tobias_figueiredo_20230c8d_400x225.jpg

790.gif

 

O seu primeiro golo pela equipa principal do Sporting

 

publicado às 04:01

 

images.jpg

 

Um jogo muito desagradável de seguir, um dos piores da época, numa noite fria e chuvosa no Estádio Municipal de Arouca, e com um relvado muito "pesado". Não invejo os espectadores que estiveram presentes.

 

Não me vem à ideia um único jogador do Sporting que tivesse feito uma boa exibição, salvo, porventura, William Carvalho, que, entre tanta mediocridade, esteve menos mal. O jovem Carlos Mané, longe do seu melhor, também acabou por contribuir com duas assistências.

 

ng7DD97B1F-B05F-4ED5-A1A1-740573D1D601.jpg

 

O Sporting nunca se impôs, nunca controlou o meio campo e a construção de jogo evidenciou-se pela sua ausência. Muitos erros de ordem diversa ao longo dos 90+8 minutos, a culminar com aquela infantil retaliação por parte de Jonathan Silva, mesmo ao fechar do pano, que precipitou a confusão verificada e resultou na sua expulsão, ao lhe ser exibido o segundo cartão amarelo.

 

Nota especial para o golo de Tobias Figueiredo, aos 77', salvo erro, o seu primeiro pela equipa principal. Não o posso culpar no lance da grande penalidade; um remate forte a curta distância em que ele leva o braço para trás das costas, mas sem conseguir evitar o contacto com a bola. Ficou ao critério do árbitro, que, diga-se de passagem, fez um trabalho ao nível do jogo, ou até pior.

 

ng5C14A4F9-9B60-4CB0-94B2-D14336D15726.jpg

 

Vem aí o "derby" e teremos, então, de elevar a nossa qualidade de jogo significativamente.

 

P.S. Achei "piada" ao banco do Sporting, que incluía Diego Capel, Nany Sarr e Miguel Lopes, três jogadores que deviam estar a caminho... de algum lado.

 

publicado às 20:17

Fokobo também foi cedido

Rui Gomes, em 15.01.15

 

ngE5EC1FF6-5FCD-4FAB-ABFE-012F35212B67.jpg

 

Além de oficializar a cedência de Iuri Medeiros ao Arouca - revelada ontem por este clube - a Sporting SAD veio hoje, via comunicado, também anunciar o empréstimo de Fabrice Fokobo ao mesmo emblema da I Liga, até ao final da temporada.

 

O jovem (20 anos) médio oriundo dos Camarões tem contrato com o Sporting até 2019. Esta época, ao serviço da equipa B, participou em 15 jogos da II Liga, 13 como titular e 2 como suplente utilizado, acumulando 1032 minutos de jogo (11,4 jogos).

 

Tal como referi no post sobre o empréstimo de Iuri Medeiros, preferia ver os jovens da formação leonina nas mãos de outro treinador, que não Pedro Emanuel. Com o facto consumado, resta esperar para ver o impacte desta experiência no seu desenvolvimento.

 

publicado às 17:40

Iuri Medeiros emprestado ao Arouca

Rui Gomes, em 15.01.15

 

ng97C2B5DA-C5B8-478B-AE1D-4311B3925D75.jpg

 

O Arouca anunciou durante a tarde de quarta-feira, que tinha chegado a acordo com o Sporting para o empréstimo de Iuri Medeiros até ao final da época.

 

Iuri chegou ao Sporting em 2005, com 11 anos, e tem contrato com o Clube até 2019, com uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros. Esta época, com a equipa B, participou em 18 jogos - 11 como titular e 7 como suplente utilizado - acumulando 1183 minutos de jogo (13,1 jogos) e marcando 2 golos.

 

Esperamos que seja utilizado com regularidade por Pedro Emanuel. Desconheço as circunstâncias do Estoril, mas a exemplo do que ocorreu com João Mário na época passada, no Vitória de Setúbal, preferia que o Iuri fosse treinado por José Couceiro.

 

publicado às 07:33

E o penálti...

Rui Gomes, em 24.08.14

 

Nani pegou na bola e terá pedido a Adrien para marcar...
 
Adrien

 

«Foi o momento do jogo e Nani sentiu que estava confiante. Durante o jogo quem está mais confiante é quem marca. Nani é um reforço que vem ajudar o Sporting e tenho a certeza que está aqui para nos ajudar.»

 

Marco Silva

 

«Foi um momento do jogo e Nani estava confiante. É verdade que existe uma hierarquia e Adrien é o nosso marcador, mas volto a dizer que é o momento do jogo. Não vamos criar um caso em torno disto, se ele tivesse marcado não estaríamos aqui a falar sobre isso. Nani tem todo o nosso apoio. É um jogador experiente, maduro e um elemento criado aqui. É um jogador que nos vai ajudar, mas volto a dizer que é preciso um colectivo forte.»

 

Luís Pedro Sousa - Record

 

«Nani passou por cima de toda a hierarquia pré-estabelecida e, perante a comprometedora inércia de Marco Silva, mostrou a Alvalade a diferença entre um filho e um enteado da casa. Adrien, cuja fiabilidade da marca dos 11 metros é quase total, ficou impotente. Adrien minimizou o episódio mas não gostou da ultrapassagem; já Marco Silva, mesmo reconhecendo a existência de uma hierarquia, foi lesto a desvalorizar uma questão que nunca existiria num banco liderado por Jorge Jesus ou Julen Lopetegui.

Ao contrário dos homólogos de Benfica e FC Porto, Silva foi contratado para integrar uma estrutura e não para pensá-la ou planificá-la. Já tem pouca voz activa na política de contratações, bem como noutros temas de gestão corrente da equipa de futebol. Se não controlar pelo menos aquilo que se passa em campo, arrisca-se a não passar de um treinador que chegou prematuramente a um grande.» 

 

Adenda: Pelos comentários dos leitores, entendo que devo explicar que este post visa, apenas e tão só, apresentar pontos de vista diferentes sobre a mesma ocorrência e, daí, incentivar o debate. Lamentavelmente, há sempre quem prefira confrontar o mensageiro em vez de debater a mensagem. Escolhi o breve extracto do artigo de opinião de Luís Pedro Sousa - pessoa que não conheço e nem sequer tenho memória de ter lido no passado - por mera casualidade e para esse específico fim.

 

Dito isto, tenho uma opinião própria sobre o que decorreu pela marcação da grande penalidade por Nani, e até concordo com Marco Silva quando ele diz que o lance só vem a debate por não ter sido concretizado. A responsabilidade por tudo o que decorre em campo é sempre do treinador, indiferente das circunstâncias. Duvido que se Nani tivesse sido alertado durante a semana sobre quem é que marca as grandes penalidades na equipa, isto tivesse acontecido e, além disso, há meios durante o decorrer de um jogo para o treinador comunicar os seus desejos para dentro do relvado. Recordo, até, quando José Mourinho recorria ao envio de recados escritos para para fazer sentir a sua voz de comando.

 

Há uma parte do artigo com que eu concordo, nomeadamente onde o autor refere que Marco Silva "tem pouca voz activa na política de contratações". Há muito que penso isto, apenas por fazer sentido, pelo que é possível observar. Se concordarmos que Marco Silva é um treinador competente, ele nunca teria optado por contratar mais em quantidade do que em qualidade, mesmo tendo em conta as restrições financeiras do Clube. Este meu parecer até não é novidade alguma, porque já o deixei expresso em outros textos publicados.

 

Não viso fomentar oposição alguma a Marco Silva, muito embora seja crítico da sua gestão do plantel durante a pré-época e ainda não consiga identificar o que ele pretende desta equipa. Aceito argumentos em contrário, mas não tenho vindo a verificar evolução de jogo alguma por parte do Sporting e temo este estado das coisas, porque os jogos mais difíceis ainda estão para vir, a começar já na próxima semana.   

 

publicado às 15:21

Carlos Mané: a figura do jogo

Rui Gomes, em 24.08.14

  

 
Não só pelo golo que marcou, mas também pelo impulso que deu ao jogo ofensivo do Sporting assim que entrou. Feliz pelo golo que deu a vitória ao Sporting:
 
«Foi um golo muito importante, mas já o tinha feito anteriormente. Espero continuar a dar vitórias ao Sporting e o meu melhor por este clube."
 
Sobre Nani e o "derby" na Luz:
 
«A chegada de Nani foi muito boa para a equipa, é um grande jogador, um ídolo para mim. Estar ao lado dele é uma motivação. O derby com o Benfica ? Vamos à Luz para ganhar.»
 
Sobre as opções de Marco Silva:
 
«Se esperava jogar mais ? São opções do "mister", temos de respeitar e continuar a trabalhar para merecer outras oportunidades.»
 
Muito embora reconheça que necessita de melhorar o seu jogo defensivo, não sei se não merece consideração para o lugar de André Martins.
 

publicado às 04:46

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds