Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

islamslimani-600x390.jpg

 

Até achei curioso o Diário de Notícias não ter "metido a colher" na suposta "novela" em torno de Slimani na terça-feira, uma vez que este jornal não perde uma oportunidade seja no que for de menos positivo para o Sporting.

 

Em modo de recuperar tempo e espaço perdidos, eis que surge a "colher" com mais uma versão para divertir a plateia, invocando, até, a Lei Webster, reconhecendo que esta não é aplicável neste caso, mas nem por isso sem deixar de a referir, quase como a querer dar ideias.

 

«Slimani quer sair do Sporting. O internacional argelino já há muito tomou esta decisão e voltou a comunicá-la à direcção do clube leonino. Bruno de Carvalho, presidente dos leões, contudo, continua à espera de uma proposta considerada séria e até ao momento nenhum clube passou dos 15 milhões de euros mais bónus.

 

O empresário do jogador, Luca Bascherini, esteve em Lisboa na passada semana e apresentou ao avançado de 28 anos novas propostas provenientes de Inglaterra. Financeiramente, as mesmas triplicam o salário que o argelino recebe no Sporting, pelo que Slimani entende que é o momento para sair. Até porque, segundo fontes próximas do jogador, a SAD leonina terá dado a garantia ao futebolista de que este poderia sair nesta época caso chegassem propostas. E foi com base nessas ofertas que o jogador tentou abordar o treinador Jorge Jesus no treino de segunda-feira, mas este recusou-se a falar sobre o tema.

 

(...) Slimani, no entanto, entende que os verde e brancos estão a faltar à palavra dada no início da última temporada, segundo fonte próxima do jogador, e irá continuar a pressionar para sair de Alvalade, ainda que a possibilidade de faltar a treinos, como chegou a ser ventilada, não esteja nos planos do argelino - ontem, por exemplo, depois de ter falhado o treino de segunda-feira à tarde, foi um dos primeiros a chegar a Alcochete no treino da manhã.

 

Segundo dados recolhidos, o avançado também não irá recusar-se a jogar pelo emblema de Lisboa, até porque, em caso de ser transferido, como deseja, pretende apresentar-se em excelentes condições físicas».

 

Lei Webster sem efeito

 

«A hipótese de Slimani fazer exercer a Lei Webster para poder sair já do Sporting circulou durante a tarde de ontem, mas a verdade é que o argelino não poderá usar essa artimanha.

 

A Lei Webster permite, de facto, que um jogador de 28 anos possa sair do clube que representa se pagar o equivalente aos salários que lhe restam até final de contrato. Contudo, essa mesma lei estipula que para tal o jogador tem de estar sob um contrato há pelo menos dois anos. E se é verdade que o internacional argelino está em Alvalade desde 2013, também é um facto que renovou contrato no último ano, em Agosto, e os tais dois anos terão de ser contabilizados a partir daí. Ou seja, caso o argelino pretenda exercer essa lei, só o poderá fazer no final desta nova temporada».

 

Ficamos a "saber", portanto, que houve várias propostas mas que nenhuma foi além dos 15 milhões de euros, mais "bónus". Que a origem destas é a Inglaterra (o segredo mais conhecido do Planeta), mas não revela os nomes dos clubes, a exemplo da restante imprensa. Ainda, segundo a proverbial "fonte" anónima, que o Sporting deu a palavra ao jogador que permitiria a sua saída no final da época.

 

Por fim, o diário também "sabe" que não é a intenção do jogador faltar aos treinos, confirmada pela sua presença na terça-feira, depois de ter estado ausente na segunda-feira à tarde. Um caso típico de noticiar em função do que já foi noticiado.

 

Resumindo e concluindo, com toda esta "informação", ficamos a saber ainda menos do que sabíamos na terça-feira. Ainda bem que a comunicação social está atenta a estas questões e reporta com fundamento e exactidão.

 

publicado às 06:56

Sporting: evolução na continuidade

Rui Gomes, em 18.05.16

 

Um artigo interessante e creio que merecedor de ser comentado, que nos foi referido pelo leitor Leão da Guia, a quem agradecemos.

 

logo_dn1.jpg

O futuro do futebol profissional do Sporting passa inevitavelmente por um nome: Jorge Jesus. A contratação surpresa por Bruno de Carvalho em Junho do ano passado continua a ser o principal trunfo para um futuro risonho dos leões, e, por isso, só depois de ficar desfeita em definitivo a dúvida da permanência do técnico em Alvalade se poderá perceber se o projecto tem continuidade ou se mais uma vez o clube terá de começar de novo nesta matéria, o que seria desastroso. Jesus revolucionou o futebol leonino ao ponto de ter ficado apenas a dois pontos do título logo na primeira época. Liderou 16 jornadas e esteve em segundo na última fase sempre à espera da escorregadela encarnada que nunca aconteceu.

 

O egocêntrico mas talentoso Jesus mexeu em quase tudo, implementou um modelo de jogo, ajustou a organização, afinou o planeamento e interferiu até na logística e nas infra-estruturas. Teve o dinheiro de que precisava para contratações cirúrgicas, apostou em alguns nomes da formação e rentabilizou activos que já possuía. Uniu os adeptos à volta da equipa e o grupo em torno de si próprio, permitindo que ficasse imune à maior parte das ameaças externas. Se não ficar em Alvalade a estrutura poderá ser abalada ao ponto de abrir brechas difíceis de sarar nos tempos mais próximos.

 

Garantir a continuidade da maior parte dos jogadores e substituir de forma eficaz os que saírem será o segundo maior dos desafios imediatos em Alvalade. Parece óbvio que João Mário, Slimani e William Carvalho vão mesmo sair. Foram fundamentais nesta época e vão abrir vagas difíceis de preencher em talento, influência na manobra, e na capacidade de entrega em campo. Há opções em casa mas ainda são muito arriscadas para serem únicas.


O último desafio imediato em Alvalade será ver se finalmente Bruno de Carvalho vai conseguir vestir definitivamente o fato de presidente e despir a pele de adepto, corrigindo os erros de uma época que podia ter sido memorável mas que teve muitos erros próprios. Depois do sucesso na reestruturação financeira, na contratação de Jorge Jesus e na aquisição de jogadores, o presidente dos leões terá de perceber que a guerra permanente alimentada por comunicados venenosos, discursos truculentos, entrevistas regulares e a presença quase diária nas redes sociais provoca vários efeitos mas nenhum deles é benéfico para a equipa.


Porque motiva adversários, como se viu na Luz, irrita e condiciona árbitros, como se percebeu ao longo da época, e dá matéria aos comentadores e "opinadores" para manterem a pressão sobre a equipa em alturas fundamentais. A estratégia de comunicação tem de mudar de forma radical. Um presidente é um líder, firme mas contido, que quando fala deve fazer-se ouvir e não permitir que se ridicularizem as intervenções pelo tom desadequado, pela linguagem guerrilheira ou pela frequência quase diária que as banaliza. Além disso, cria-se à volta da equipa um ruído desnecessário e uma pressão que em momentos fundamentais podem ser factores demolidores.


O sucesso desportivo de qualquer clube de craveira internacional passa pela estrutura. Pelo seu equilíbrio e pela sua qualidade. Essa terá de ser a partir de hoje a principal tarefa de Bruno de Carvalho, garantir que a estrutura se torna de tal forma hermética que não há ameaça exterior que afecte o grupo de trabalho, e de tal forma científica que se torne imbatível em eficácia. Há que garantir que quem entrar depois de Jorge Jesus terá condições de excelência e um trabalho para continuar. Um conceito para respeitar. Como em todos os grandes clubes do mundo.

 

 

António Esteves - Diário de Notícias

 

publicado às 09:51

 

276255.jpg

 

Transcrevemos, sem qualquer alteração, a reportagem do Diário de Notícias publicada esta madrugada, em que o jornal relata a sua versão dos acontecimentos em torno do compromisso que André Carrillo terá assumido com o Benfica:

 

«André Carrillo vai ser jogador do Benfica a partir da próxima época. O extremo de 24 anos, que está em final de contrato com o Sporting, assinou ontem de manhã contrato com os encarnados válido até 30 de Junho de 2021, que contempla um salário de dois milhões de euros líquidos e ainda um prémio de assinatura de 2,5 milhões de euros.

 

O jogador chegará à Luz a custo zero (na mudança de clube), tendo agora o Benfica cinco dias para informar o Sporting do compromisso com o jogador, cumprindo assim a regulamentação da UEFA. O DN sabe que a carta seguirá para Alvalade dentro do prazo, pois o Benfica quer evitar problemas legais com os leões. Refira-se que Octávio Machado, director-geral do Sporting, disse que, a confirmar-se a transferência, "há prerrogativas que têm de ser cumpridas", que se prendem com a informação ao clube a que ainda pertence.

 

Ao que o DN apurou, o processo precipitou-se nos últimos dias, depois de Carrillo ter tido em mãos uma proposta do Atlético de Madrid, através do empresário Jorge Mendes. Aliás, o jogador até esteve na capital espanhola nesta semana, mas a entrada em cena do empresário Paulo Barbosa e a vontade de Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, mudaram tudo.

 

A primeira reunião realizou-se na quarta-feira à hora do almoço, quando Vieira e Carrillo foram vistos a entrar no mesmo prédio, onde Paulo Barbosa tem um apartamento. As fotografias de ambos no local foram publicadas nas redes sociais, tendo fonte oficial do Benfica desmentido, na altura, que tenha havido um encontro, afirmando mesmo ao DN que "o Benfica não está interessado em Carrillo". Ontem, a mesma fonte garantiu ao DN que "não há qualquer contrato assinado" com o jogador, acrescentando que a única coisa que existe é "uma proposta do Atlético de Madrid para o empréstimo de Carrillo no final da época".

 

Pois bem, a verdade é que o encontro entre Vieira e Carrillo se realizou mesmo, tendo sido esse momento decisivo para que o peruano aceitasse a proposta que lhe foi apresentada pelo presidente do Benfica. Aliás, esta jogada de antecipação acabou por surpreender o próprio Jorge Mendes, que pretendia colocar o jogador no Atlético de Madrid, numa operação que incluiria o empréstimo ao Benfica ou ao FC Porto na próxima época, no caso de se confirmar o castigo da FIFA, que impedirá os espanhóis de inscrever jogadores nas duas próximas janelas de mercado.

 

O DN sabe que a proposta apresentada pelo Benfica a Carrillo foi a melhor que o jogador recebeu de um clube que não o Sporting. Sendo certo que o jogador já tinha decidido que não iria continuar em Alvalade, tendo inclusive recusado uma proposta, divulgada em Novembro pelo blogue Football Leaks, no valor de dois milhões de euros limpos no primeiro ano, que aumentaria para três milhões na segunda época de contrato e chegaria aos quatro milhões em 2018-19.

 

Sobre este contrato entre Carrillo e o Benfica, o Sporting não tomou qualquer posição oficial, mas o DN sabe que os leões estão a ponderar accionar judicialmente o jogador por alegadamente ter pretendido prejudicar os leões, mas também por alegados danos causados à imagem do clube.

 

FC Porto também na corrida

 

Ao que o DN apurou, o FC Porto também tentou contratar Andre Carrillo, tendo havido contactos nas últimas horas. Contudo, o Benfica conseguiu antecipar-se aos dragões.

 

Assim se explica que, ontem de manhã, Pinto da Costa tenha afirmado que o peruano já era jogador do Benfica, alegando que o atleta lhe teria sido oferecido. "Telefonaram-me a avisar que o Carrillo estava a assinar pelo Benfica e perguntaram se o FC Porto estava interessado. Não quero saber dos outros. Se quer assinar pelo Benfica faz muito bem", atirou o líder portista, em declarações à SIC.»

 

publicado às 05:53

 

6736e6eb4c758a059cb92bfe96b98a8f.jpg

 

Com três defesas espectaculares, Rui Patrício segurou no sábado o triunfo leonino, nos Barreiros (1-0, golo de Adrien), campo onde curiosamente se estreou com a camisola do Sporting em 2006. Quase uma década depois o guarda-redes mostra estar na melhor fase da carreira e pronto para ser campeão e dar o salto... após o Euro 2016.

 

Não é muito comum, mas o número 1 da baliza leonina, que tem contrato com o Sporting até 2018 e uma cláusula de rescisão de 40 milhões de euros, é dono de parte do próprio passe (17,5%), o que significa que em caso de uma futura venda recebe uma percentagem - o Sporting tem 65% e Jorge Mendes outros 17, 5%.

 

Todos os anos se fala na sua saída de Alvalade, mas para já ele nem quer pensar nisso. Patrício quer ser campeão nacional pelo Sporting antes de isso acontecer. Sabe que está na lista de vários clubes europeus de topo e é constantemente observado, mas nesta altura não há qualquer hipótese de o Sporting o deixar sair em Janeiro.

 

Mais uma vez os leões vão esperar que valorize (ainda mais) numa grande competição. Foi assim no Euro 2012 e no Mundial 2014. Agora espera-se que à terceira seja de vez, no Euro 2016. O passe está avaliado em 15 milhões de euros e é esse o valor-base para negociar, segundo Bruno de Carvalho. Em 2013, Godinho Lopes admitiu ter recusado uma proposta do Arsenal no valor de dez milhões e Bruno de Carvalho recusou 12 milhões do Mónaco...

 

E pensar que chegou a Alvalade com 12 anos e a troco de 1500 euros para o Marrazes, clube da zona de Leiria em que começou a jogar e a... extremo, até ir parar à baliza.

 

Jesus é fã do número 1

 

Jorge Jesus é fã do guarda-redes há algum tempo e nunca o escondeu. "Rui Patrício é um bom guarda-redes, terá muito trabalho no jogo mas vai desempenhá-lo bem. Vai ser um dos melhores da Europa, de certeza", disse o técnico, antes do Euro 2012, quando ainda treinava o Benfica. Aliás, o treinador chegou a dizer que só havia três leões que "cabiam" no onze encarnado e um deles era precisamente Patrício.

 

É verdade que quando chegou a Alvalade Jesus tirou-lhe a braçadeira de capitão, que tinha ganho em 2012-13, mas só porque o treinador não é apreciador de capitães na baliza. A "despromoção" não o afectou, apesar de na ausência de Adrien e William Carvalho já ter usado a braçadeira nesta época.

 

Sobreviveu a Stojkoviv ( internacional bósnio) e a Hildebrand (internacional alemão), e aos 27 anos leva sete temporadas seguidas como titular da baliza leonina. Está há cinco jornadas sem sofrer golos (450 minutos) e lidera a defesa menos batida em 25 anos (1990-91), desde que Ivkovic era o dono das redes leoninas. O recorde pessoal de imbatibilidade são oito encontros (758 minutos), na época 2013-14.

 

No sábado cumpriu frente ao Marítimo o jogo 240 no campeonato português (igualou Chalana) e o 347.º da carreira pelos leões, sendo já e aos 27 anos o sétimo jogador que mais vezes vestiu a camisola verde e branca, depois de Hilário(453) Damas (436), M. Fernandes (433) Azevedo (405), Oceano (401) e Manecas (352). E tenciona chegar aos 500. "Desde a estreia que o meu objectivo é evoluir, chegar mais longe e ajudar o clube a vencer. Agora foram 300 jogos, mas espero chegar aos 400 ou 500, e por aí. Só o futuro o dirá", disse após o jogo 300 em 2014.

 

Além disso, é o quinto jogador com mais jogos no campeonato, dos que estão em acção, e só atrás de Alan, Helton, Luisão e Briguel. E o mais jovem guardião a defender a baliza nacional numa grande competição internacional ( aos 24 anos, no Euro 2012).

 

Joaquim Carvalho não o quer nos rivais

 

Carvalho, guarda-redes do Sporting entre 1958 e 1970, percebe bem o que levou Jesus a elogiar o guardião, afinal foi ele um dos primeiros a perceber que "havia um guarda-redes em Rui Patrício". Recomendou-o ao Sporting e viu-o crescer cheio de orgulho. "Honra seja feita ao Paulo Bento, que não o deixou cair no início... podia ter sido a morte dele, mas era impossível não aproveitar tanto talento", disse o antigo guarda-redes do Sporting, que fazia parte da equipa que conquistou o único título europeu de futebol do emblema leonino, a Taça das Taças, em 1964.

 

Para Carvalho, Patrício "sempre foi um guarda-redes que ganhou jogos" e isso faz dele "ainda mais valioso". Se vale 15 ou 20 milhões, não sabe, mas só espera "nunca o ver na baliza de um rival". Porque, na opinião de quem o descobriu e fez história de leão ao peito, o actual camisola n.º 1 já "é um símbolo do clube, e não é fácil nos tempos modernos, em que os jogadores entram e saem, alguém representar o que ele representa para o Sporting ao 27 anos".

 

 

ISAURA ALMEIDA - Diário de Notícias

 

publicado às 13:58

Não sem humor...

Rui Gomes, em 14.07.15

 

 

dn.jpg

Um amigo meu alertou-me que viu num dos telejornais de ontem à noite uma referência à capa desta terça-feira de um dos jornais locais, em que Jorge Jesus é mencionado em relação ao Benfica. Como o meu amigo não me soube explicar o contexto exacto do que foi noticiado, dei-me ao trabalho de indagar a questão e deparei com esta manchete e abertura de um artigo no «Diário de Notícias»:

 

Jorge Jesus pede informações a jogadores e a staff do Benfica

 

Nas últimas duas semanas, o treinador do Sporting tem feito propostas de trabalho a ex-colegas da Luz, tendo ainda, por telefone, tentado obter documentos e informações sobre como está a correr a pré-época de Rui Vitória... "Jorge Jesus ainda não percebeu que mudou de clube", diz fonte oficial do Benfica.

 

 

Achei piada à alegada declaração da "fonte oficial do Benfica" que, não por mero acaso, fez-me lembrar o notório Rui Gomes da Silva.

 

publicado às 04:30

Eclipe em reportagem maliciosa

Rui Gomes, em 05.12.14

 

ngB3323F9E-5EBA-4C59-9C8F-6A54D04887DD.jpg

 

Mais uma reportagem "inclinada", porventura "avermelhada", do Diário de Notícias, através da qual denomina a época de William Carvalho como "o eclipse de uma grande revelação" e, até, "o grande mistério da Liga portuguesa".

 

E para atribuir um tom ainda mais depreciativo à temática, o jornal procurou Wilson Eduardo - actualmente ao serviço do Dínamo de Zagreb - e recorreu às explicações deste para adensar o chamado "eclipse" e "mistério" em torno de William Carvalho:

 

«Há um abaixamento de forma e sem dúvida que não está ao mesmo nível. Mas repare que este ano há mais viagens, mais jogos, na época passada não havia competições europeias e estes são factores que precisam de ser tidos em conta. Ele não está tão confiante como na temporada anterior, mas não deixa de ter qualidade. E depois há Nani, que está em grande forma. O ano passado o Montero marcava muitos golos, mas de quem se falava era do William, agora com Nani, que é um jogador de grande qualidade, e também Carrillo, que está muito bem, as pessoas gostam mais deste espectáculo e os holofotes também estão um pouco menos no William.»

 

Não aceito, minimamente, o contexto geral do raciocínio de Wilson Eduardo. Mais viagens e jogos são de menor consequência e que agora os "holofotes" estejam mais em Nani do que em William, até seria razão para o jovem médio sentir menor pressão.

 

Sem também explicar tudo, Vítor Pereira, ex-treinador do clube do Norte, aproxima-se mais dos factores que poderão estar a influenciar a actual performance de William:

 

«É verdade que a defesa agora joga mais subida, mas a ele continua a ser-lhe pedido que seja o factor de equilíbrio e o elo de ligação na primeira fase de construção. Talvez que nas expectativas e na pressão se veja uma possível justificação para o menor rendimento de William.»

 

Creio que não exagero ao afirmar que o seu rendimento tem vindo em acréscimo com o passar das semanas e dos jogos, embora seja visível que ainda não atingiu os patamares da época passada. Talvez, também, que as nossas expectativas, e as suas próprias, estejam a criar maior pressão e, consequentemente, maior dificuldade em brilhar com regularidade, como nos habituou. Penso, sobretudo, que a ida ao Mundial e a enorme onda de sensacionalismo durante o Verão, em que era praticamente um dado adquirido que iria ser transferido, o tenha deslumbrado e, eventualmente, afectado psicologicamente. Pelo meio, temos a questão salarial, em que o Sporting comprometeu-se em rever e ajustar mediante o rendimento do jogador. Já o terá feito, embora não haja, do meu conhecimento, qualquer confirmação oficial neste sentido, nem referência concreta alguma sobre os valores.

 

De qualquer modo, a forma como o Diário de Notícias "adornou" a reportagem peca por exagero extremo e deliberado, com o inevitável intuito de depreciar o jogador. Com o passar de cada jogo William está a marcar um desempenho maior no rendimento do colectivo e tudo faz crer que este curso continuará, em ascensão, ao longo dos próximos meses.

 

publicado às 14:04

O diferendo em curso

Rui Gomes, em 24.11.14

 

doyen-2438118378.jpg

 

Na passada sexta-feira, o Diário de Notícias publicou uma breve reportagem sobre o diferendo em curso entre o Sporting e a Doyen Sports, dando relevo à possibilidade de vários clubes serem chamados para testemunhar "contra" o Sporting, entre estes, o Benfica e o FC Porto.

 

Uma notícia que visa somente sensacionalismo, porventura assente em critérios jornalísticos "inclinados", uma vez que, mesmo admitindo esse cenário, os dois emblemas portugueses, além de também o Real Madrid, Sevilha, Mónaco, Manchester City e Atlético de Madrid, entre outros, só poderão atestar quanto aos seus negócios com o fundo de investimento e não ao quer que seja em relação ao Sporting, directamente.

 

Pinto da Costa já veio a público, esta segunda-feira, acentuar precisamente isso:

 

«A única coisa que nós vamos atestar é a seriedade com que a Doyen sempre lidou com o FC Porto e cumpriu com todos os acordos. Não temos nada a ver com Rojo, nem com as relações entre a Doyen e o Sporting.»

 

Mediante a perspectiva, será possível argumentar que é um caso clássico de "juntar o útil ao agradável", mas é de crer que o Tribunal do Desporto (TAS) terá questões de Direito muito mais complexas a ponderar, no litígio entre o fundo sediado em Malta e a Sporting SAD.

 

publicado às 18:43

 

imprensa-manipulacao.jpg

 

Decerto que já todos terão conhecimento do que foi publicado esta manhã pelo Diário de Notícias sob o sensacionalista cabeçalho "Nani, Jefferson e Jefferson ameaçados com processos". Isto, alegadamente, em relação às respostas dos jogadores às críticas que Bruno de Carvalho dirigiu à equipa no Facebook.

 

Optámos por não comentar esta notícia mais cedo, por a acharmos ridícula, mesmo para um presidente que tem recorrido ocasionalmente a extremos de radicalização.

 

Um íntimo amigo meu, a meu pedido, esteve em contacto com um elemento do Conselho Directivo do Sporting, há pouco mais de uma hora, que afirmou peremptoriamente: "A notícia é pura MENTIRA. Essa hipótese nunca foi falada, muito menos ainda equacionada. É só mais uma tentativa a destabilização.»

 

Não temos razão alguma para duvidar da pessoa em questão, até porque sempre nos deu informações - dentro do que é possível divulgar - dignas de todo o crédito.

 

O objectivo da notícia tanto era de servir interesses obscuros, que surgiu prontamente o inevitável aproveitamento sensacionalista, quando Nani foi confrontado com a mesma em pleno estágio de Selecção.

 

É somente a comunicação social cá do burgo, a qual devia ser responsabilizada pelas suas acções, mas que, em um país como Portugal, tudo passa imune.

 

publicado às 19:39

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo