Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Frase da Semana

Rui Gomes, em 09.08.14
 

 

«(...) Queriam meter cláusulas impensáveis. Uma cláusula de 45 milhões implica um ordenado ao mesmo nível. Além do mais, ficamos presos ao clube. Sou um central e queriam pôr uma cláusula de 45 milhões com um salário que não justifica esse valor ? Nem pensar... Para mim não faz sentido.»

 

-    Eric Dier    -

 

Observação: Era minha intenção escrever um longo texto sobre a entrevista do Eric e as suas circunstâncias no Sporting, mas acabei por decidir que já tanto foi dito, que não vale a pena "massacrar" a temática. Todavia, não deixo de adiantar dois ou três reparos sobre o caso.

 

Por muito que se pretenda dissecar a entrevista e as circunstâncias laterais inerentes à situação contratual do jogador, é a minha opinião que a questão fulcral resume-se a três factores principais, que não excluem a vertente monetária:

 

1. A cláusula de 5 milhões de euros que quase todos nós desconhecíamos e que o jogador tinha consciência de que era o seu trunfo mais importante, a ser usado quando ele se sentisse - certo ou errado - encostado à parede. Poderemos discutir os (de) méritos de este seu estado de espírito, mas nenhuma discussão possível servirá para negar este tão crucial factor;

 

2. Insisti inúmeras vezes aqui no Camarote Leonino que ele estava convicto de que a época passada era a da sua afirmação na equipa principal. Insisti, porque tinha conhecimento de causa, e porque era plausível pela evolução do jogador, que aliás ele acabou por referir na entrevista. Também não interessa agora discutir os "quês" e os "porquês" de ele não ter conseguido concretizar esse seu objectivo. Não aconteceu, é facto incontornável. No entanto, creio que se isso tivesse acontecido ele estaria disposto a assinar um contrato por pelo menos mais três anos, com uma cláusula mais realista - inferior a 45 milhões mas superior aos 20 milhões - e com um salário mais compatível com o seu valor, sem causar "stress" ao orçamento da SAD;

 

3. O último factor, que, pelas circunstâncias, acabou por ser decisivo. A inflexibilidade da SAD em recusar negociar um contrato mais nos moldes que refiro acima e insistir nos 5 anos de prorrogação com a cláusula de 45 milhões e um salário completamente desproporcional. Quer se concorde ou não é irrelevante. Foi a disposição final que serviu de trampolim para o uso do supracitado "trunfo" via o Tottenham.

 

Uma breve e final palavra sobre a essência da formação. Muitos adeptos raciocinam, de algum modo ingenuamente, que o Sporting está a fazer um favor - quase uma obra de caridade - em formar estes jovens no contexto futebolístico e que eles devem reflectir a respectiva gratidão. Quanto muito, o Sporting está a proporcionar uma oportunidade - e em certos aspectos uma educação - mas com o intuito único de assegurar um retorno desportivo e financeiro. Por outras palavras, é um negócio, em que os jovens também apostam uns anos da sua vida na perseguição do sonho. Ao longo do tempo o Sporting já recrutou milhares de miúdos, mas nós só ouvimos falar de uma mão cheia. Porquê ?... Porque a vasta maioria fica pelo caminho, tendo o Clube decidido que as prospectivas de retorno não justificam um maior investimento. Por muito que nós sportinguistas queiramos o melhor para o nosso Clube, não podemos perder de vista que há mais do que um lado na equação e desde que seja perseguido dentro de um enquadramento ético e legal, não devemos levar a mal os jovens defenderem os seus interesses. O Sporting defende os seus quando perde o interesse neles.

 

Muito mais pode e deve ser dito sobre este assunto, mas ficamos assim por hoje.

  

publicado às 05:40

Eric Dier... A entrevista completa

Rui Gomes, em 08.08.14
 

 

A entrevista completa de Eric Dier pode ser lida aqui.

 

O nosso mais sincero agradecimento ao leitor Almano pela gentileza da referência.

 

publicado às 16:11

Comunicado

Rui Gomes, em 08.08.14
 

 

Lamento informar que já tentei tudo o que está ao meu alcance, mas não foi possível publicar a entrevista completa de Eric Dier. A via mais directa e simples, seria publicar o link directamente ao jornal, contudo, isso significaria revelar a milhares de pessoas o código de acesso permanente, algo que não me incomoda, pessoalmente, mas que entendo não ser justo.

 

Já experimentei fazer o scan das quatro páginas da entrevista, a fim de publicar quatro posts com uma página cada, mas pela transferência para a plataforma do blogue a letra fica ilegível e quando se tenta ampliar fica desfocada.

 

Experimentei também dividir a entrevista em recortes e então efectuar o scan, mas o efeito é o mesmo.

 

Creio que seja possível, mas exige alguém com a perícia que nem eu nem ninguém aqui no escritório tem. Ainda vou tentar fazer um contacto, mas não posso prometer nada.

 

Saudações Leoninas

 

P.S. Podem comentar à vontade que amanhã será a minha vez, através de um post exclusivamente nesse sentido. 

 

publicado às 15:43

Entrevista de Eric Dier

Rui Gomes, em 08.08.14
 

 

Na hora em que preparo este post ainda não havia qualquer link disponível para a entrevista de Eric Dier, quer seja por escrito ou em vídeo, e a entrevista é extensa de mais para eu a transcrever na totalidade. Tentarei publicar uma adenda para o efeito mais tarde.

 

Muito embora haja uma ou outra revelação, a entrevista não é tão polémica como se pensava, pelo breve vídeo que o "Record" disponibilizou ontem. Transcrevo aqui algumas considerações que eu considero mais pertinentes à situação do Eric no Sporting e à sua saída. É de prever que hajam interpretações diferentes sobre o que é mais importante da entrevista, assim como no que diz respeito à essência das declarações.

 

"Não gostei do comunicado. É estranho tratarem alguém assim, que estava no clube desde os 8 anos, que respeitou sempre o Sporting e que tentou fazer sempre tudo bem feito."

 

"Não saio magoado. Surgiu a proposta, tinha a cláusula dos 5 milhões no contrato. Essa cláusula está lá desde os 16 anos. Tiveram 4 anos para mudar e esta Direcção até já tem um ano e meio de mandato... Ninguém mudou."

 

"A única vez que me fizeram uma proposta foi neste verão. Essa foi a primeira vez que houve conversas. Na altura não sabia nada do Tottenham. Fomos negociando e só depois é que apareceu o Tottenham."

 

"As pessoas podem pensar que estou a mentir, mas o problema nunca foi o dinheiro. As cláusulas que o Sporting queria impor é que dificultaram as negociações. Nunca poderia aceitar isso. Queriam meter cláusulas impensáveis. Uma cláusula de 45 milhões implica um ordenado ao mesmo nível. Além do mais, ficamos completamente presos ao clube. Sou um central e queriam-me pôr uma cláusula de 45 milhões com um salário que não justifica esse valor ? Nem pensar... Para mim não faz sentido."

 

"Nunca ia tomar uma decisão apenas baseada no dinheiro. Tive várias oportunidades para sair e nunca o fiz. Isso demonstra que não era essa a questão."

 

"No último ano e meio fui muito maltratado. Nunca vou esconder isso. Para alguém que estava no clube desde os 8 anos e que nunca tinha tido problemas com ninguém... Acho que fui maltratado e as pessoas dentro do Sporting sabem disso. Esta não é a altura certa para estarmos a falar sobre tudo, mas um dia no futuro as coisas irão sair cá para fora. Prefiro não dizer mais nada."

 

"Sentia que estava na altura de colocar um ponto final. O Sporting será sempre a minha segunda família e vou ter saudades de várias pessoas."

 

"Trabalhar com o Marco Silva foi fantástico. É um óptimo treinador. Os treinos e a teoria de jogo são muito bons e tem uma mentalidade muito forte. O Marco Silva gosta de um futebol mais trabalhado e ofensivo. O mister Jardim tinha a sua teoria de jogo e fixava-se muito nela; o Marco Silva quer um futebol mais "complicado", mais dinâmico. O Marco Silva é mais próximo dos jogadores., dá para falar melhor com ele."

 

"William Carvalho tem lugar em qualquer equipa do Mundo. Fisicamente e tecnicamente não terá problemas para se adaptar ao futebol inglês. Não tenho dúvidas disso. O melhor jogador com que quem partilhei o balneário foi o William."

 

"O melhor treinador com quem trabalhei foi o Jesualdo Ferreira. Já disse várias vezes que aprendi mais com ele em 6 meses do que com qualquer outro treinador em 5 anos. Foi uma experiência incrível."

 

"O reforço que mais me surpreendeu foi o Oriol Rosell. A mim e a toda a gente no balneário."

 

"A última temporada não me correu bem. Não tive pré-época devido à presença no Mundial de sub-20 e isso prejudicou-me muito. A partir daí, foi difícil ganhar um lugar no onze de Leonardo Jardim."

 

"Houve muitas mudanças no comando técnico. Esperava que o ano passado fosse a minha temporada de afiramação, mas isso não aconteceu."

 

"Foram feitas mudanças positivas com Bruno de Carvalho. A equipa ficou mais unida e humilde. Havia um melhor ambiente no balneário. Jardim também foi importante."

 

"A presença do presidente no banco para mim é indiferente. Para os outros não sei. Estar no banco ou na bancada é igual."

 

"É bom ter concorrência. Faz com que evoluas. O Paulo Oliveira é muito bom jogador e já gostava dele no V. Guimarães."

 

"Sabes que um jogador tem qualidade quando chega a um clube e os companheiros lhe reconhecem de imediato capacidades. Não há nenhuma pessoa no Sporting que diga que o Gauld não é bom jogador. Nesse sentido não tenho dúvidas que ele vai brilhar no Sporting."

 

"Não vou impor metas para esta época. Vou fazer o meu melhor, mas claro que todos os jogadores querem jogar sempre. Vou trabalhar muito para mostrar serviço ao treinador."

 

"Fui à Academia de Alcochete na quinta-feira de manhã para ir buscar as minhas coisas e despedir-me de toda a gente. O presidente estava lá, cumprimentou-me e não disse nenhuma palavra. Seguiu em frente. Não me desejou boa sorte nem nada, o que é um pouco estranho... Estive no Sporting 12 anos e saio sem uma palavra do presidente ? Para mim, é estranho."

 

*** Nota: O sistema de moderação do blogue não está activado neste momento, a fim de permitir uma troca de impressões livre entre leitores. No entanto, deixo desde já o aviso que comentários de teor ofensivo e/ou linguagem imprópria não serão tolerados e serão prontamente editados. Esperamos que o bom senso prevaleça e que esta medida não seja necessária.

 

publicado às 06:20

Assim não Bruno

Ricardo Leão, em 07.08.14
 

 Em entrevista exclusiva a Record, o defesa central Eric Dier deu pela primeira vez a sua versão dos factos quanto à saída do Sporting e explicou por que razão abandonou Alvalade. 

 

R - O principal motivo da mudança para o Tottenham não foi apenas financeiro?

 

ED – Nunca ia tomar uma decisão apenas baseada no dinheiro. Tive várias oportunidades para sair do Sporting no passado e nunca o fiz. Isso demonstra que não era uma questão monetária.

 

R – Acha que foi bem tratado pelo Sporting nestes últimos meses, principalmente pelo presidente que, em última análise, é a cara da direcção leonina?

 

ED - Desde o último verão que sinto que fui maltratado no Sporting. Nunca vou esconder isso. Para alguém que estava no clube desde os 8 anos e que nunca tinha tido problemas com ninguém… No último ano e meio fui muito mal tratado.

 

R – Ou seja, desde que Bruno de Carvalho chegou ao Sporting…

 

ED – Exactamente, desde que esta direcção assumiu a presidência do clube.

 

publicado às 21:50

O adeus de Eric

Rui Gomes, em 04.08.14
 

 

«Quero agradecer ao Sporting por tudo o que me deu, foi um orgulho representar o clube durante 12 anos. Quero agradecer a todos os funcionários, aos meus colegas, treinadores e principalmente aos adeptos. Estarei sempre a torcer pelo Sporting e desejo o melhor para esta época.»

 

-    Eric Dier    -

 

publicado às 04:30

Eric Dier apresentado no Tottenham

Rui Gomes, em 02.08.14
 

 

Eric Dier foi hoje apresentado no Tottenham e deu a sua primeira entrevista ao canal televisivo do clube inglês. Cada um apurará as suas próprias conclusões, mas é difícil ignorar a quase indiferente referência ao Sporting, deixando clara a ideia de que o "divórcio" não foi pacífico.

 

O vídeo da entrevista pode ser visto aqui.

 

publicado às 17:44

Alguém em quem não se pode confiar

Ricardo Leão, em 31.07.14

 

 

Bruno de Carvalho nunca me entusiasmou, não o escondo. Desde cedo que me apercebi das suas características. Entre elas a pouca credibilidade do seu discurso e, pior, da sua prática. Foi a "estória" dos milhões dos investidores, que nunca ninguém viu, nem verá, foram as "entradas de leão" logo seguidas de "saídas de sendeiro", foi o dizer uma coisa e fazer outra bem diferente. Agora o último episódio deste seu conturbado mandato foi a inacreditável venda de Eric Dier, o último jogador que Carvalho poderia vender por tudo aquilo que representa para o clube e para os sócios e adeptos do Sporting. Este era o grande teste de "Bruno": ter sabido completar a tarefa de renovação do jogador iniciada pela anterior Direcção, que a deixara bem encaminhada. Carvalho fez tudo mal e deixou bem claro que para ele Eric não contava. Vendeu-o agora "por meia dúzia de patacos". Azevedo de Carvalho chumbou no exame e perdeu a consideração dos adeptos que nele ainda acreditavam. Afinal ontem não havia contactos por nenhum jogador do Sporting, dizia o Presidente. Foi o que se viu. Hoje a verdade já era outra. 

Para quem se dizia portador de novas práticas e adepto da verdade, afinal Bruno é "mais do mesmo". Pobre Sporting que não merece um presidente destes.

 

publicado às 23:53

Adeus Eric. Boa sorte !

Rui Gomes, em 31.07.14

 

 
Sem ser surpresa de maior, a Sporting SAD acaba de surgir com um comunicado a participar a transferência de Eric Dier para o Tottenham, por 5 milhões de euros, alegadamente porque esse valor estava estipulado no contrato que o jogador assinou com o Sporting em 2012.
 
Esta ocorrência, e da forma como sucedeu, obriga-me a reflectir nas informações misteriosas que surgiram hoje no blogue por parte de "enviados especiais", directa ou indirectamente mandatados pelos actuais dirigentes do Sporting. Tudo é comentado sob anonimato, salvo pelo IP, já que o nome que utilizam nada indica, e posso garantir que aqueles que surgiram aqui hoje a fazer referência à "cláusula de 5 milhões" e outros argumentos do género, nunca antes tinham comentado neste espaço. Grande coincidência !
 
Há muito que dizer sobre este assunto, e é necessário algum período de reflexão para analisar e comentar o caso devidamente. Questiono-me porque será que um jovem que está no Sporting desde criança, que sempre proferiu o seu amor pelo Clube e o seu desejo de se afirmar na equipa principal, apresentou-se, subitamente, tão ansioso por sair.
 
Os responsáveis da SAD, pelos termos do comunicado, apresentam-se como meras "vítimas inocentes" neste processo. São tudo menos isso, mesmo tendo em consideração a referida cláusula de 5 milhões de euros, aparentemente acordada de forma irresponsável pela Direcção anterior.
 
De uma forma ou outra, seja quem for a parte mais culpada, é um negócio muito mau para o Sporting, desportiva e financeiramente.
 
Nota: Recomendo ler interessante artigo intitulado "A verdade sobre Eric Dier (para lá da propaganda)" da autoria de A. Figueiredo no "faxverdeebranco.wordpress.com".
 

publicado às 21:58

Mera opinião !

Rui Gomes, em 31.07.14
 

 

Consultei um amigo, pessoa muito bem informada sobre a vida do Sporting e cuja opinião eu tenho em grande consideração. No que diz respeito ao muito debatido caso de Eric Dier, sem ter conhecimento de quaisquer dados concretos, tem uma opinião muito simples. Ele está convicto de que o sensacionalismo em torno do jovem defesa originou por "noticia" lançada de dentro do Sporting para testar a reacção dos Sportinguistas e que Dier vai entretanto aparecer vendido por verba ligeiramente superior à que foi propagada, provavelmente por valores semelhantes aos de Tiago Ilori. Deste modo, Bruno de Carvalho e a SAD apresentar-se-ão como tendo levado a cabo um grande negócio, em circunstâncias "muito difíceis", pela alegada recusa de renovação por parte do jogador, não obstante o contrato apenas terminar daqui a dois anos.

 

Acredita, ainda, que muito embora aparente haver alguma urgência com a situação, que Bruno de Carvalho não se atreveria a vender pelo baixo preço divulgado, e que a contenda deverá surgir resolvida antes da hora da apresentação da equipa, esta sexta-feira.

 

É uma mera opinião. Veremos se tem razão !

 

publicado às 19:51

Uma mentira contada mil vezes...

Rui Gomes, em 31.07.14
 

 

.... torna-se verdade !

 

Mas quem é que inventou essa da cláusula de 5 milhões de euros no contrato de Eric Dier caso a transferência seja para a Inglaterra ?... Esse falso rumor foi posto a circular na blogosfera à conveniência de quem ?

 

Os factos:

 

- Eric Dier tem contrato com o Sporting até 30 de Junho de 2016.

 

- Esse contrato contempla uma cláusula de rescisão no valor de 20 milhões de euros.

 

- O Sporting chegou a ceder 50 por cento dos seus direitos económicos ao Fundo "Quality Football Ireland", mas essa percentagem foi recuperada e agora detém 100 por cento.

 

- A "English Premier League" não permite a partilha dos direitos económicos de jogadores.

 

*** O presidente ainda ontem GARANTIU que não há propostas para jogadores do Sporting. Como é possível estarem negociações em curso com o Tottenham em relação a Eric Dier, sem existirem propostas ?... Além do mais, como já indicou um leitor, e bem, no prévio post, se essa cláusula de 5 milhões existisse, para quê negociações ?... E, por favor, ninguém diga que o Tottenham não pode ou não quer pagar 5 milhões a pronto !

 

Nota: Dito isto, quase todos os diários ingleses noticiam hoje que o negócio está prestes a ser finalizado, por cerca de 4 milhões de libras.

 

publicado às 12:27

 

 

Em breve entrevista a "Bola Branca" da Rádio Renascença, Jeremy Dier, pai e empresário de Eric, clarifica alguns dos boatos que têm surgido na praça em tempos recentes, sobre a ligação do jovem defesa ao Sporting:

 

«Eu não recebi qualquer proposta do Newscastle e, se existisse uma, teria de passar por mim. Há muita especulação. Ele está feliz no Sporting e cabe-lhe trabalhar para conseguir o seu espaço na equipa. Ele está a gostar muito de trabalhar com Marco Silva.

 

Ele sempre foi fiel ao clube onde é muito feliz. Ama o Sporting, ama jogar no Sporting e quer continuar no clube. É falso que tenha recusado qualquer oferta de renovação de contrato, por parte do Sporting. Vai tentar jogar mais na próxima temporada, mas a última palavra é do treinador.»

 

Perante estas declarações, veremos agora que adaptação lhes é dada em certos cantos da praça. A última vez que falou e disse que o filho queria jogar mais, surgiram prontamente os "suspeitos usuais", inclusive de alguns no Camarote Leonino, a clamar que Eric Dier estava a exigir a titularidade para renovar.

 

publicado às 14:34

A propósito de um comunicado

Ricardo Leão, em 10.07.14
 

 

A Direcção do Sporting emitiu um comunicado, a propósito da notícia de "O Jogo" de ontem sobre Eric Dier, à qual demos relevo, e onde se afirma:"O Sporting Clube de Portugal vem repudiar a edição do jornal O Jogo, desta quarta-feira, em específico a manchete com o título “Rutura com Dier”, à qual é acrescentado que “central recusou renovação e leões querem rentabilizá-lo no mercado de verão”. Lamenta-se que seja necessário, uma vez mais, fazer um esclarecimento público sobre algo que é especulativo e não corresponde à verdade.
Esta notícia e com tamanho destaque é mais uma tentativa clara de desestabilização, pois para além de não corresponder à realidade, também não respeita minimamente a ética e deontologia jornalística, dando algo como certo e garantido sem que tenha existido qualquer comunicação oficial por parte do Sporting Clube de Portugal, nem qualquer tentativa de confirmação com o Clube.
Relembramos que o atleta Eric Dier tem contrato com a Sporting SAD, até ao final da época de 2015/2016, e o jogador desde o início da presente pré-época tem estado focado e empenhado em desenvolver da melhor forma o seu trabalho, contribuindo para o crescimento coletivo da equipa principal de futebol.
Por isto, voltamos a apelar aos Sportinguistas para que não se deixem condicionar por notícias que não são oficiais, e se informem através das plataformas de comunicação oficiais do Sporting Clube de Portugal, para obterem, sempre e apenas, a verdade."

 

Não resistimos a comentar este comunicado da Direcção de Bruno de Carvalho. Já estamos habituados a esta forma de comunicar do Sporting através da qual a Direcção desmente na maior parte das vezes aquilo que se sabe que corresponde à realidade e que se vem a confirmar dias ou semanas depois. Aliás, se os sportinguistas apenas fossem dar crédito a comunicados oficiais da Direcção, ainda hoje estariam sem saber rigorosamente nada sobre um conjunto significativo de factos que aconteceram no Sporting, que incluem desde contratações e dispensas até outras referências importantes sobre a realidade leonina e cuja divulgação apenas se verifica conforme os insondáveis desígnios temporais da política de comunicação do clube o permitam e, bastas vezes, bem a destempo. Registe-se, por outro lado, o menosprezo da Direcção de Alvalade pelo trabalho de investigação jornalístico do qual o jornal em causa é, aliás, um bom intérprete já que, como se constata dia após dia, é aquele que de forma mais rigorosa informa sobre o quotidiano leonino. 

Veremos em breve se o que é hoje a "verdade oficial" não é "mentira" amanhã. Se assim não for cá estaremos, como é evidente,"de corda à volta da garganta" a dar a mão à palmatória e a felicitar Bruno de Carvalho.

Porque, acima de tudo, o Sporting é o nosso grande amor.

 

publicado às 06:24

Falta de jeito

Ricardo Leão, em 09.07.14
 

 

 O maior desafio do mandato de Bruno, no âmbito das renovações de jogadores, era saber resolver o assunto da renovação de Eric Dier, cuja porta tinha sido deixado entre-aberta pela anterior Direcção do clube. A fazer fé nesta capa de hoje, do sempre bem informado "O Jogo", Carvalho prepara-se para reprovar com estrondo. E nem vai ter direito à 2ª época de exames. É o resultado de ter ido de férias sem acautelar a nova época e ter deixado as disciplinas mais difíceis para o fim.

 

publicado às 09:15

Os rumores persistem

Rui Gomes, em 30.05.14
 

 

Os rumores persistem sobre Eric Dier e na Inglaterra também já ouviram falar dos 6 milhões de euros. Segundo o que o "TalkSport" indica, Arsene Wenger pretende reforçar a defesa do Arsenal e estará interessado no jovem internacional inglês do Sporting. O custo de menos de "5 milhões de libras" agrada, porque permitirá maior flexibilidade financeira para a contratação de avançados.

 

A notícia do "TalkSport" pode ser lida aqui.

 

publicado às 04:33

Frase da Semana

Rui Gomes, em 30.05.14
 

 

«Espero poder jogar o mais possível, isso é o mais importante. Só quero jogar. O Sporting vai fazer a mesma coisa que na época passada. Pensar jogo a jogo e dar sempre o máximo para ganhar.»

 

-    Eric Dier    -

 

publicado às 04:32

Há coisas que não têm piada nenhuma

Ricardo Leão, em 29.05.14
  

 

A ser verdade, e o jornal "O Jogo" costuma ser o diário desportivo mais credível sobre aquilo que se passa no Sporting, ou o Presidente Bruno de Carvalho e a restante dupla que gere o futebol do Sporting ensandeceu, ou estamos perante uma piada de muitíssimo mau gosto. Escassos 6 milhões de euros pelo nosso mais promissor central, um internacional inglês, produto da formação de Alvalade, com uma cláusula de rescisão de 20 milhões? Prescindir de um jogador como Eric Dier porque o rapaz ainda não renovou? Só pode mesmo ser brincadeira.

 

publicado às 08:48

Apenas os factos

Rui Gomes, em 27.05.14
 

 

As estatisticas referentes à performance de Eric Dier durante a época de 2013/14. Isto, para evitar as deturpações, à conveniência dos argumentos, que se verificam nos comentários do prévio post:

 

I LIGA

 

- Titular em 8 jogos - suplente utilizado em 5 jogos - suplente não utilizado em 17 jogos - 864 minutos de jogo (9,6 jogos)

 

II LIGA

 

- Titular em 9 jogos - 860 minutos de jogo (9,6 jogos)

 

TAÇA DA LIGA

 

- Titular em 3 jogos - 283 minutos de jogo (3,1 jogos)

 

1.ª Arouca - SNU

2.ª Académica - SU - 18'

3.ª Benfica - SU - 36'

4.ª Olhanense - T - 94'

5.ª Rio Ave - T - 95'

6.ª SC Braga - SNU

7.ª V. Setúbal - SNU

8.ª FC Porto - SNU

9.ª Marítimo - T - 96'

10.ª Guimarães - T - 96'

11.ª Paços de Ferreira - SNU

12.ª Gil Vicente - SNU

13.ª Belenenses - SNU

14.ª Nacional - SNU

15.ª Estoril - SNU

16.ª Arouca - SU - 23'

17.ª Académica - SU - 32'

18.ª Benfica - T - 92'

19.ª Olhanense - SNU

20.ª Rio AVe - T - 94'

21.ª SC Braga - SNU

22.ª V. Setúbal - SNU

23.ª FC Porto - T - 95'

24.ª Marítimo - SNU

25.ª Guimarães - SNU

26.ª Paços de Ferreira - SNU

27.ª Gil Vicente - SNU

28.ª Belenenses - SU - 9'

29.ª Nacional - T - 94'

30.ª Estoril - SNU

 

Se há uma pergunta que eu gostaria de fazer a Leonardo Jardim - partindo do princípio que a decisão foi dele - é qual a razão da sua quase total não utilização a partir da sua excelente exibição na vitória sobre o FC Porto. Se Marcos Rojo não tivesse sido expulso no jogo com o Belenenses, a época para Eric Dier teria para todos efeitos terminado à 23.ª jornada. Há um outro ciclo intrigante: foi titular nas vitórias consecutivas sobre o Marítimo e Guimarães - 9.ª e 10.ª jornadas - mas depois não foi utilizado um único minuto nos seguintes 5 jogos.

 

Mais um daqueles casos em que há razões que a própria razão não compreende.

 

publicado às 12:42

Assim não!

Ricardo Leão, em 26.05.14
 

 

«O Eric Dier tem contrato até junho de 2016 e até ao momento não houve contactos nenhuns para a renovação de contrato. O que não me surpreende», começou por referir. 

«Na minha opinião, e quero deixar bem claro que é a minha opinião, não é a opinião do Eric porque ele fala pela boca dele, mas na minha opinião o Sporting tem pouca fé no meu filho.» 

 

«O Eric jogou com o FC Porto, fez um excelente jogo, foi elogiado por toda a gente e no jogo seguinte saiu da equipa. Sempre que ele foi titular, o Sporting nunca perdeu. A única exceção foi no jogo com o Benfica, mas esse jogo não serve de exemplo», refere Jeremy Dier. 

«O Eric jogou no meio campo, numa posição que não é a dele e as pessoas esperavam que ele fizesse o mesmo do William Carvalho. Não é justo fazer essa comparação porque o Eric Dier tem pouquíssimos jogos no meio campo. A posição dele é no centro da defesa.» 

 

Jeremy Dier acrescenta de resto que lamenta muito que o Sporting não aposte no filho. 

«É realmente uma pena e lamento muito que seja assim, porque o meu sonho era ver o Eric Dier afirmar-se na equipa principal do Sporting. Foi o clube onde cresceu e do qual gosta muito.» 

 

Jeremy Dier, pai de Eric Dier, aqui

 

publicado às 22:20

Uma palavra final sobre Eric Dier

Rui Gomes, em 25.05.14
 

 

Uma vez que andamos a trocar impressões sobre certas incertezas em relação a activos do Sporting e apenas para arrematar o recém-debate sobre o jovem defesa inglês, aproveito o ensejo para relatar, em síntese e parcialmente, informação que me chegou ontem directamente às mãos.

 

Em conversa casual com quem conhece o jogador melhor do que ninguém e que há anos lida com ele como poucos, esta apreciação merece profunda reflexão:

 

«A questão é meramente contratual. O Eric Dier não é somente um bom jogador, é um grande jogador.»

 

Assente neste parecer por quem de direito e sem evocar demais detalhes, não deixo de questionar o grau de dificuldade em assegurar a desejada renovação. Está em causa um grande talento formado na Academia Sporting desde criança, que já afirmou, em mais do que uma ocasião, que deseja permanecer no Clube. Será que está a exigir milhões ?... Duvido muito, assim como não acredito que esta renovação seja possível sem alguma flexibilidade por parte da SAD, reconhecendo que não se pode lidar com todos pelos mesmos critérios. Cada caso é individual e corresponde a um leque de circunstâncias bem diferentes.

 

publicado às 18:26

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo