Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A caminho de Doorwerth, Holanda

Rui Gomes, em 22.07.14

 

 
Como já é de conhecimento geral, Marco Silva convocou 30 jogadores para o estágio em Doorwerth, Holanda, que decorrerá entre 22 e 29 de Julho. Já referimos em outros posts que estão previstos três jogos particulares durante este período, embora nesta data, que seja do meu conhecimento, apenas o encontro com o Twente, no dia 28, está agendado. Eis a lista dos jogadores:
 
Rui Patrício, Marcelo Boeck, Luís Ribeiro e Vladimir Stjokovic; Cédric Soares, Maurício, Eric Dier, Tobias Figueiredo, Paulo Oliveira, André Geraldes e Jefferson; William Carvalho, Oriol Rossell, Adrien Silva, André Martins, João Mário, Slavchev, Ryan Gauld e Shikabala; Diego Capel, Carrillo, Heldon, Carlos Mané, Wallyson, Iuri Medeiros, Ricardo Esgaio e Chaby; Fredy Montero, Islam Slimani e Junya Tanaka.
 
Apenas alguns breves reparos:
 
- Não compreendo a necessidade de levar 4 guarda-redes, obviamente em detrimento de outros jogadores da equipa B que não viajaram;
 
- Nada há a questionar sobre os jogadores da equipa principal, estão todos excepto Marcos Rojo, que ainda goza as suas férias;
 
- A escolha entre o lote da B é inteiramente ao critério do treinador, mas esperava ver Dramé neste grupo, assim como Zezinho, que entretanto foi cedido ao AEL Limassol do Chipre;
 
- A exclusão de Valentin Viola não surpreende, dado que sempre foi o objectivo da SAD transferi-lo, ou por empréstimo ou a título definitivo. Ele só regressou da Argentina porque o Racing não tem os meios para exercer a opção de compra;
 
- A exclusão de Salim Cissé e Vítor Silva será uma forte indicação que não fazem parte dos planos para esta época. Surgiram rumores sobre o possível regresso de Cissé a Coimbra e Vítor também poderá voltar ao Paços de Ferreira;
 
- Já a exclusão de Mica é difícil de compreender. Primeiro, porque já jogou contra o Belenenses e até não esteve mal. Segundo, porque seria a única alternativa a Jefferson neste lote de 30. Aqui está... menos um guarda-redes e Mica poderia ter sido integrado, tal como Dramé, aliás.
 
- O caso de Rúben Semedo não pode ser analisado à distância. É uma situação algo complexa que apenas compete a quem trabalha com ele.
 
Salvo pelo aproveitamento dos três particulares a realizar, não vejo grande benefício de um estágio de sensivelmente seis dias. Nada que não fosse possível fazer na Academia, embora reconheça que poderá contribuir de algum modo para a união do grupo. Haverá também uma agenda que não apenas desportiva.
 

publicado às 04:07

 

 

Quase que me apetece dizer que correram mais no fim para celebrar a vitória do que durante o jogo. Venceu quem mais sorte teve na lotaria das grandes penalidades, dando termo a uma partida monótona, desinteressante mesmo, com duas equipas bem organizadas defensivamente a não querer arriscar o suficiente para assegurar a vitória durante os 120 minutos de jogo.

 

Não obstante reconhecer que num só jogo tudo pode acontecer e que o futebol é tudo menos lógico, não vejo esta Argentina vencer uma Alemanha que, em princípio, não vai ter uma postura tão passiva como a Holanda teve nesta quarta-feira.

 

publicado às 06:02

 

 

As fotos do lance polémico em que Pedro Proença assinalou a falta

para grande penalidade que acabou for eliminar o México do Mundial 2014.

 

O seleccionador do México, Miguel Herrera, acusou Pedro Proença de ter errado na decisão e além de o responsabilizar pelo afastamento mexicano da competição, exige que a FIFA não permita mais actuações suas no Brasil.  Arjen Robben, o avançado holandês, admitiu depois do jogo que mergulhou em uma ocasião durante a primeira parte, mas que a eventual e fatal última decisão do árbitro português foi legítima. Certo ou errado, não era de esperar outra coisa.

 

Para não haver más interpretações, esclareço desde já que assisti ao jogo como adepto de futebol completamente imparcial, dado que não torci por nenhuma das equipas. Vejo Robben jogar há muitos anos e conheço bem as suas características, e assim que ele entrou na área mexicana, fiquei logo na expectativa de ver uma queda, voluntária ou involuntária. Tive ocasião de rever o lance uma dúzia de vezes - só não publico o vídeo porque será retirado passado pouco tempo, por uma questão de direitos - e, na minha opinião, o defesa estaca o pé no relvado exactamente como se vê na foto e Robben prontamente salta em mergulho. No vídeo, tal como na foto, não se verifica qualquer contacto. Pedro Proença está situado em posição frontal ao lance, ligeiramente dentro da área. A ausência de contacto é verificável pelo ângulo lateral e terá sido o ângulo frontal que induziu o árbitro a assinalar a falta.

 

Com tudo isto, é de esperar perspectivas diferentes por parte da audiência.

 

publicado às 05:45

Quem diria ?

Rui Gomes, em 13.06.14
 

 

O jogo que muitos consideravam uma final antecipada, acabou por se tornar numa muito inesperada goleada, com a Holanda a marcar 5 golos à Espanha e a reduzir os Campeões do Mundo, em título, quase ao insignificante, uma autêntica humilhação.

 

Não obstante o resultado, a arbitragem esteve novamente em destaque - embora não tanto como no jogo do Brasil e no do México - Camarões - com uma grande penalidade assinalada por uma muito discutível falta sobre e Diego Costa e, já na segunda parte, salvo erro no terceiro golo holandês, terá havido carga ilegal sobre Casillas.

 

Com um falhanço colectivo desta dimensão - nomeadamente nos segundos 45 minutos - não será justo apontar o dedo a Casillas, mas cada vez mais se verifica que ele já não é guarda-redes que foi e, a exemplo do que acontece no seu clube - não justificará a titularidade.

 

Os homens do jogo, na minha opinião: Robin van Persie com dois golos, o primeiro dos quais um golaço à ponta de lança, e o inevitável Arjen Robben, que também bisou e esteve muito activo no jogo.

 

Com tudo isto, é apenas um jogo e com todo o talento disponível, não se deve menosprezar os espanhóis.

 

publicado às 21:38

Curiosidades

Rui Gomes, em 31.05.14
 

 

Não é que seja um caso inédito, mas até é de estranhar num país com raízes muito fortes no futebol como a Holanda. Entre os 23 convocados de Louis Van Gal para o Mundial do Brasil encontra-se um português, ou melhor, um luso-holandês natural do Barreiro com ascendência guineense, que até já conta com 14 internacionalizações "A" pela Holanda.

 

Bruno Martins Indi - nº 4 na foto - de 22 anos, fez uma boa parte da sua formação no Feyenoord e salvo uma época passada no Excelcior de Roterdão, é no actual segundo classificado do campeonato holandês onde tem feito carreira. Já representou as selecções de sub-17, sub-19 e sub-21 da Holanda, onde regista 27 internacionalizações.

 

Joga como defesa central ou lateral esquerdo e é titular indiscutível do Feyenoord, com participação em 31 jogos, com dois golos marcados em 2013/14.

 

publicado às 16:06

Sobre o jogo de Portugal e Holanda...

Rui Gomes, em 14.08.13

 

 

SÓ TENHO UMA COISA A DIZER...

 

MALDITA A HORA QUE VENDEMOS O JOÃO PEREIRA !!!

 

 

publicado às 22:26

Violência no futebol

Rui Gomes, em 03.12.12

Mais dois incidentes deploráveis de violência no futebol, um em Portugal e o outro na Holanda, este último a acabar em tragédia. Todos aqueles que insistem neste tipo de conduta, têm de ser chamados à justiça e punidos severamente, de modo a servir de exemplo, de uma vez por todas. É absolutamente inadmissível que estas ocorrências tenham lugar em sociedades supostas civilizadas, em geral, e em recintos desportivos, em particular:

 

* O encontro de futebol de juniores C entre o Desportivo Candal e o Lusitano de Vildeminhos, em Vila Nova de Gaia, terminou em confrontos entre pais dos atletas das duas equipas, registando-se, pelo menos, um ferido. Segundo o que foi noticiado, assim que árbitro deu o jogo por terminado, começaram a «chover» placas de alumínio dos camarotes, resultando num ferido mais grave que teve perda de consciência quando levou com uma das placas na cabeça.

 

* Um assistente que dirigia um jogo de camadas jovens na Holanda, faleceu depois de ter sido violentemente agredido por jogadores. A vítima, Richard Nieuwenhuizen, faleceu no hospital depois de ter sido espancado - com murros e pontapés na cabeça - por jogadores do Nieuw Sloten, após o final do encontro com o Buitenboys. Três jogadores, entre os 15 e 16 anos, foram detidos pelas autoridades por alegado envolvimento nas agressões.

 

publicado às 23:49

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds