Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

IMG.jpg

 

Como já divulgámos aqui no Camarote Leonino, a UEFA anunciou recentemente um enorme incremento no valor dos prémios financeiros a pagar aos clubes que obtenham bons desempenhos desportivos na Liga dos Campeões, a partir de 2015/16 e até 2018.

 

São cerca de 1257 milhões de euros por época a repartir pelos participantes, um significativo acréscimo de 39 por cento em relação à época ainda em curso. Enquanto que o Real Madrid, a exemplo, encaixou 20,514 milhões de euros pela sua participação, e eventual conquista, na edição de 2013/14, essa verba poderá chegar a mais de 54 milhões por semelhante feito no futuro.

 

Este cenário do mundo do futebol, em que a UEFA - como se verifica - tem vindo a implementar substanciais aumentos nas provas sob sua supervisão e coordenação directa, surge em total contra ciclo com a crise financeira que assola a Europa desde 2008, prova irrefutável que o desporto, em geral, e o futebol, em particular, são casos distintos e à parte da realidade que confronta a sociedade e o cidadão comum.

 

Há quem diga que a economia do futebol anda a outra velocidade, e anda mesmo, pelo menos para os que têm melhor e maior "pedalada". Daí que, como já tivemos ocasião sublinhar, a cada vez maior importância para o Sporting em garantir anualmente a sua participação na chamada Liga milionária, quer seja via o apuramento directo para a fase de grupos ou, como segunda alternativa, através das pré- eliminatórias. Duvido que a estratégia de "fazer mais com menos" resulte neste sentido. Com um duplo objectivo de tão enorme dimensão no horizonte, algum risco terá de ser assumido para, no mínimo, proporcionar condições de competitividade adequadas. E... recorrendo aos exemplos de insucesso do passado nada contribuirá para o alcance dos sucessos desejados para o futuro. A demagogia não pratica futebol, não marca golos e não vence jogos.

 

publicado às 16:51

O "bolo" da UEFA aumenta em 2015/16

Rui Gomes, em 24.03.15

 

635484517990763071-EPA-MONACO-SOCCER-UEFA-CHAMPION

 

O secretário-geral da UEFA, Gianni Infantino, anunciou ontem que o organismo vai aumentar em mais de 30 por cento os valores a dar anualmente aos 32 clubes que participam na Liga dos Campeões para o próximo triénio: de 900 milhões de euros, o valor aumentará para 1.250 milhões até 2017/18 e a começar já na próxima época.

 

Este é o acréscimo nos valores globais, embora só na sexta-feira seja revelada a distribuição desta verba. Consta que o apuramento para a fase de grupos passará a valer cerca de 10 milhões, comparados aos actuais 8,6 milhões, e que o prémio por cada vitória subirá para 1,5 milhões, do actual milhão. Não é claro se o prémio de 500 mil euros por empate será igualmente aumentado.

 

No que ao Sporting diz respeito, tendo em consideração que recebeu 11,1 milhões de euros pela sua participação esta época, o que este aumento passará a representar é praticamente metade do seu orçamento anual para o futebol. Por conseguinte, o seu apuramento para a fase de grupos, seja directo ou via o "play-off", torna-se cada vez mais essencial.

 

A UEFA também vai reduzir o impacte do mercado televisivo. Até agora, 45 por cento do dinheiro era dado aos clubes que geravam mais audiências, ficando o resto para o pagamento dos prémios desportivos. A partir da próxima época, serão 40 por cento para o chamado "market pool" e 60 por cento para prémios.

 

Com tudo isto não devemos ter ilusões, porque a ideia fundamental é de beneficiar cada vez mais os clubes que "têm", em detrimento dos que não "têm". Claro que se verificam efeitos colaterais com clubes como o Sporting, mas a vasta fatia do bolo será distribuída pelos galácticos. É e sempre será assim.

 

Ainda não é claro se a Liga Europa também vai beneficiar desta recém-generosidade da UEFA. Uma Liga que é menosprezada pelo próprio organismo, no que a prémios diz respeito, e com um formato que visa favorecer os clubes eliminados da Champions.

 

publicado às 12:46

 

Uefa-Champions-League-Prize-Money-Distribution-201

 

Pode parecer estranho, mas corresponde à realidade. Ficar em terceiro lugar na I Liga, que, neste momento, por virtude do ranking de Portugal, dá acesso ao "play-off" da Liga dos Campeões, é potencialmente mais compensador do que ficar em 1.º ou em 2.º. Isto, evidentemente, desde que a equipa saia vitoriosa e se qualifique para a fase de grupos que segue. Ora vejamos:

 

Esta época, devido ao 2.º lugar na I Liga em 2013/14, o Sporting ficou apurado directamente para a fase de grupos da Champions. Pelo feito, recebeu o prémio da UEFA de 8,6 milhões de euros. A estes adicionam-se mais 2,5 milhões de euros, pelas vitórias sobre o Schalke 04 e o Maribor e ainda um empate com este último, na fase de grupos, para um total de 11,1 milhões de euros.

 

Se esta época conseguir assegurar o 3.º lugar na I Liga, qualifica-se para o "play-off" da Champions em 2015/16, que garante automaticamente 2,1 milhões de prémio (sem contabilizar a receita de bilheteira e transmissão televisiva). Em caso de vitória e passagem à fase de grupos, o Sporting arrecadará mais 8,6 milhões de euros, para um total de 10,7 milhões. Ou seja, portanto, mais 2,1 milhões de euros do que recebeu a esse mesmo ponto da competição esta época.

 

Não consta aumento algum nos prémios para a próxima época, por conseguinte, na fase de grupos cada vitória valerá um milhão de euros e cada empate 500 mil euros, a exemplo do que foi em 2014/15.

 

publicado às 15:48

 

B0_ZU-MIAAE2Fvd.jpg

 

Cristiano Ronaldo foi o grande vencedor da Gala da Liga Espanhola - onde anualmente são anunciados os jogadores que mais se destacaram na temporada anterior - conquistando nada menos do que três prémios:

 

* O melhor jogador da Liga

 

* O melhor avançado (31 golos em 30 jogos)

 

* O melhor golo da época (contra o Valência, de calcanhar)

 

Meras palavras já escassam para descrever as realizações deste jogador fenomenal que foi formado no Sporting Clube de Portugal. Ao assistir às exibições de Nani, esta época, já me veio à imaginação o que seria com Cristiano Ronaldo também de novo a jogar de "leão ao peito". Creio que nunca acontecerá, mas não é proibido sonhar...

 

publicado às 03:16

Os milhões do Mundial

Rui Gomes, em 11.12.13

 

 

Alguns leitores já aqui referiram, e bem, que a razão que leva as Federações a ignorar, ou a não protestar, certos menos transparentes procedimentos da FIFA são precisamente os elevados valores associados ao apuramento para a fase final do Mundial. As informações de registo dão plena razão à suspeita de este ser um factor determinante. 

 

A FIFA aumentou os prémios 37 por cento em relação a 2010 (307,3 milhões). O campeão mundial do Brasil irá receber 25,6 milhões de euros, a fatia maior de um bolo de 421,4 milhões a ser distribuído pelas Federações participantes. O finalista encaixa 18,299 milhões. O terceiro e quarto classificados recebem 16,106 milhões e 14,642 milhões, respectivamente.

 

Pelo apuramento para a fase final, a Federação Portuguesa de Futebol, bem como todas as outras que se qualificaram, vai receber cerca de 7 milhões de euros. Os três jogos garantidos na fase de grupos, permite um encaixe de 5,859 milhões de euros, mais 1,098 milhões que a FIFA atribui para custear as despesas de preparação e participação na prova. Já a passagem aos oitavos-de-final vale 6,585 milhões de euros, e aos quartos-de-final 10,247 milhões de euros.

 

Se é que ainda existiam dúvidas, estes números sublinham o "peso" da indústria futebol e os múltiplos interesses colaterais. Por tudo isto e mais, não é de ficar surpreendido que determinadas "démarches" menos transparentes e credíveis ocorram ao longo do percurso. Nós, os adeptos, optamos muito naturalmente por focar as nossas atenções no jogo, em si, porque a nossa paixão é somente o futebol praticado.

 

publicado às 04:10

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo