Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Foto do Dia

Rui Gomes, em 17.10.15

 

790.gif

 

Troféu Santiago Bernabéu

 

publicado às 20:54

Ricardo Esgaio "galáctico" ?

Rui Gomes, em 13.03.15

 

Ricardo-Esgaio.jpg

 

Quando se pensa que já se viu tudo, ou melhor, leu tudo, aparece prontamente algo de novo e sensacional para surpreender. É este o caso com os últimos rumores da praça, que dão conta do interesse do Manchester United e Real Madrid em... Ricardo Esgaio. 

 

A notícia aparenta originar na Itália, no portal Tutto Mercato, mas no corpo do artigo é possível ler uma referência ao "O Jogo", que ajuda a esclarecer o fundamento da novela.

 

Curiosamente, mais alguma pesquisa e encontramos nova referência ao Manchester United no portal inglês The Peoples Person.

 

É deveras incrível como boatos desta natureza circulam o globo. Adoraria que houvesse fundamento concreto neste reportado interesse destes dois clubes "galácticos" no Ricardo. Seria fantástico para o jovem e um negócio espectacular para o Sporting, mas como diria o meu vizinho "Too good to be true" !

 

publicado às 03:25

Celebração "portuguesa"

Rui Gomes, em 21.12.14

 

ng0C1E7F26-DF8A-432B-B831-916C8546E40B.jpg

 

Com a conquista do Mundial de Clubes, Cristiano Ronaldo regista o seu 7.º título ao serviço do Real Madrid, desde a sua chegada em 2009/10. Somente em 2014, este é o seu quarto título colectivo, num ano que somou 61 golos em 60 jogos e uma série de recordes individuais. Dizer que é incrível, não é dizer muito.

 

"Apenas" o actual melhor jogador do Mundo, o melhor jogador português de sempre e, quiçá, talvez acabe por ficar na história como o melhor jogador de futebol de todos os tempos.

 

publicado às 08:16

 

marceloliga.jpg

 

Prova evidente que há mais portugueses em campo pelo Real Madrid, do que no chamado clássico de domingo, entre o FC Porto e Benfica, que fica na história precisamente por esta razão. Tal o estado do futebol "português" !

 

FC PORTO

 

Fabiano Freitas, Danilo, Martins Indi, Marcano, Alex Sandro, Óliver, Casemiro, Herrera, Tello, Jackson Martinez e Brahimi.

 

BENFICA

 

Júlio César, Maxi Pereira, Luisão, Jardel, André Almeida, Samaris, Salvio, Enzo Peréz, Gaitán, Lima e Talisca.

 

publicado às 09:42

Parece que foi ontem

Rui Gomes, em 07.12.14

 

23D2D11900000578-2863684-image-m-98_1417904165046.sporting cristiano ronaldo e pepe.jpg

 

Os dois jogadores do Real Madrid a celebrar o 23.º "hat-trick" de Cristiano Ronaldo na Liga espanhola e juntos no Sporting na época de 2002/03. Pepe não serviu para o Sporting e/ou não houve acordo com o Marítimo, e pouco tempo depois CR7 diria adeus a Alvalade rumo a Manchester.

 

publicado às 11:40

Espectacular !

Rui Gomes, em 03.08.14
 

 

Em jogo integrado na "International Champions Cup", o Manchester United venceu o Real Madrid, por 3-1, com dois golos de Ashley Cole e um de Chicharito. Gareth Bale apontou o único golo dos "merengues" ao converter uma grande penalidade. Ainda apenas com uma semana de treino e condicionado pela recuperação de lesão, Cristiano Ronaldo jogou apenas os derradeiros 20 minutos da partida.

 

Mas se no relvado houve espectáculo, à sua volta algo de especial aconteceu, no Estádio de Michigan em Ann Arbor: 109, 318 espectadores a assistir ao jogo, um novo recorde para futebol nos Estados Unidos, superando a anterior marca de 101,799, que ocorreu na final dos Jogos Olímpicos de 1984, entre o Brasil e a França.

 

A parte ainda mais espectacular é que os mais de 100 mil bilhetes venderam-se em menos de um dia !

 

Relativamente ao jogo, um amigo meu comentou que verificou-se a prova de que o Real Madrid é Cristiano Ronaldo e mais 10. Eu discordei e nomeei o conjunto de grandes talentos à disposição da equipa da capital espanhola. Dito isto, o treinador Carlo Ancelotti fez uma observação curiosa: "A equipa não está habituada a jogar sem o Cristiano nem outros jogadores."

 

 

publicado às 05:05

Mais emoção do que futebol...

Rui Gomes, em 24.05.14
 

 

... mas venceu a equipa que mais tentou jogar.
 
Parabéns Cristiano Ronaldo, Pepe e Fábio Coentrão
 
Real Madrid - Campeão Europeu 2013/14
 

publicado às 22:26

A classe de Franz Beckenbauer

Rui Gomes, em 30.04.14
 

 

Tive o prazer de o ver jogar diversas vezes "in loco" e o privilégio de o conhecer pessoalmente. Ainda hoje guardo com muita estima a sua camisola de jogo que me foi oferecida. O antigo jogador - um dos lendários da história do futebol - e actual presidente do Bayern Munique, sempre "respirou" classe, e esta terça-feira, após o que deverá ter sido uma muito dolorosa derrota às mãos do Real Madrid, nas meias-finais da Liga dos Campeões, exibiu-a novamente:

 

«O Bayern não está bem há várias semanas. Começámos a época ao máximo nível e máxima concentração, mas entrámos numa fase de debilidade que está a durar até agora. A decepção é grande, mas reconheço o grande mérito do Real Madrid. Voltou a fazer outra exibição maravilhosa, tal como no primeiro jogo. Mereceu a vitória e estar na final.»

 

Perante esta honestidade, nada mais há para dizer, salvo congratular Franz Beckenbauer. 

 

publicado às 07:56

Inacreditável !!!

Rui Gomes, em 29.04.14
 

 

Se não tivesse visto teria muita dificuldade em acreditar !... O potente Bayern Munique a ser goleado em casa pelo Real Madrid, por 0-4, com dois golos do sempre presente Cristiano Ronaldo, dando-lhe o total de 16, tornando-se assim no melhor marcador de sempre numa só edição da Liga dos Campeões.

 

Cristiano Ronaldo regista recordes atrás de recordes, e ainda está longe do termo da sua carreira. Fantástico mesmo !

 

Apenas um reparo de desagrado para com Pedro Proença, pelo cartão amarelo a Xabi Alonso, à parte de Ronaldo, o meu jogador favorito nesta equipa. O árbitro português não mostrou bom senso nem consciência em uma jogada em que a falta não é grosseira, mas que impedirá este fabuloso jogador, já perto do fim da sua carreira, de participar na final da Champions em Lisboa. E também é incompreensível a UEFA não seguir o bom exemplo da FIFA, que para evitar bons jogadores de não participarem em finais, "limpa" o registo de cartões após os quartos-de-final. Será muita "areia" para a "carroça" de Platini.

 

Por fim, não posso deixar de me despedir do que eu mais abomino no futebol:

 

Adios, Auf Wiedersehen tiki-taka !!!

 

publicado às 22:17

Cristiano Ronaldo: "Não renovei"

Rui Gomes, em 09.08.13

 

 
Foi avançado pelo jornal espanhol "Marca" que Cristiano Ronaldo e o Real Madrid tinham chegado a um acordo em relação à sua renovação contratual até 2018, algo que permitiria a CR7 permanecer praticamente até ao fim da sua carreira, pois no final teria 33 anos. O jogador português reagiu à notícia declarando que a "situação ainda não está solucionada" e "não confirmo que vá terminar a minha carreira aqui no Real Madrid".
 
O diário espanhol também divulgou que com o novo contrato Cristiano Ronaldo passaria a auferir 17 milhões de euros líquidos por ano, ou seja, a "modesta" somade 46,575 euros por dia. Este salário faria com que superasse Lionel Messi - que recebe cerca 13 milhões de euros - e, no Mundo, apenas atrás de Samuel Eto'o do Anzhi que aufere 20 milhões de euros. Curiosamente, pelas recém-novidades dessa parte do Globo, esse jogador e todos os outros craques do emblema russo estão disponíveis no mercado, haja milhões para os adquirir.
 
Os números do já lendário formado do Sporting são espectaculares: no Real Madrid marcou 202 golos em 199 jogos. Na sua primeira época, 33 golos em 35 jogos, em 2010/11 54 golos em 54 jogos, em 2011/12 60 golos em 55 jogos e em 2012/13 55 golos em 55 jogos.
 
A existir qualquer dificuldade nas negociações, deverá relacionar-se com os direitos de imagem, dos quais o Real Madrid detém uma boa percentagem e o jogador pretende aumentar a parte que lhe compete.
 
Para nós sportinguistas, há sempre aquela esperança, por remota que seja a sua concretização, que CR7 decida dar os seus últimos pontapés oficiais na bola em Alvalade. Sonhar não paga imposto !
 

publicado às 23:26

Adiós Madrid !

Rui Gomes, em 01.06.13

 

José Mourinho realizou este sábado o seu último jogo como treinador do Real Madrid, com uma vitória sobre o Osasuna por 4-2. Três épocas à frente dos "merengues", 178 jogos - 128 vitórias - 28 empates - 22 derrotas - 475 golos marcados e 168 sofridos. Um título de La Liga em 2011-12 - batendo quase todos os recordes do campeonato espanhol - duas vezes vice-campeão - uma Taça do Rei em 2010-11 - a primeira do Real Madrid em vinte anos - uma Supertaça de Espanha - três vezes consecutivas semifinalista da Liga dos Campeões. A primeira equipa na história do futebol espanhol a marcar 100 ou mais golos em três épocas distintas, no caso, em três consecutivas. Muito de tudo isto, em competição com o melhor Barcelona de todos os tempos.

 

Para a fama do treinador luso e a grandiosidade do Real Madrid, este registo de três anos não é o mais impressionante para muitos críticos. O próprio José Mourinho já admitiu que falhou ao não ter vencido a Liga dos Campeões, o seu - e o do clube, também - primordial objectivo. A história um dia demonstrará que não obstante as polémicas e outras adversidades, este período de três anos foi um dos mais prósperos do clube principal da capital espanhola e muito mais teria sido realizado, caso ele tivesse permanecido até ao termo do seu contrato. Como um simples - mas importante - à parte, o Real Madrid, neste mesmo período, bateu todos os seus recordes de receitas, inclusive de atingir este ano, pela primeira vez na sua história, a marca de 500 milhões de euros, uma não mera coincidência com o consulado de José Mourinho.

 

publicado às 18:26

"The Special One" deixa o Real Madrid

Rui Gomes, em 21.05.13

 

O presidente do Real Madrid anunciou segunda-feira a rescisão de contrato de José Mourinho, por mútuo acordo, com efeito no final da presente temporada. Florentino Pérez afirmou que depois de uma conversa com o treinador português, chegaram ambos à conclusão que este era o melhor momento para terminar a relação, sublinhando que "o nível da pressão chegou ao limite" por muito que gostasse que ele continuasse em Madrid.

 

Uma situação há longo antecipada e meramente à espera de ser anunciada, não pelos resultados, não obstante esta época que ficou muito aquém das expectativas, mas pelo clima muito tenso dentro e na periferia do clube e pelas más relações com a comunicação social. Dirão aqueles que não simpatizam com José Mourinho que o seu consulado na liderança dos "Merengues" foi um fracasso, mas nada está mais longe da verdade. Mourinho será o primeiro a admitir que não concretizou um dos seus dois primodiais objectivos: a conquista da 10.ª Taça da Liga dos Campeões da história do Real Madrid. O outro, o título de "La Liga", foi conquistado a época passada perante o melhor Barcelona da história do futebol espanhol, e talvez do Mundo, batendo quase todos os recordes da competição no processo.

 

Em suma, o Real de José Mourinho registou 86 vitórias - 15 empates - 11 derrotas, em 112 jogos do campeonato, 125 vitórias no total das competições. Uma vez campeão e duas vezes vice-campeão, uma Taça do Rei (que o Real madrid já não conquistava há 20 anos) e três meias-finais da Liga dos Campeões. Poucos se alguns treinadores no Mundo não gostariam de terem "fracassado" com estes números e títulos.

 

É antecipado que o técnico regresse a Londres para voltar a liderar o Chelsea, mas até à data não existe qualquer confirmação oficial. Uma informação que surgiu no Twitter nesse sentido, na suposta conta do director desportivo do clube inglês, provou ser falsa. José Mourinho não conquistou a sua terceira Champions por três clubes em três países diferentes, mas é o único treinador na história do futebol mundial a vencer quatro campeonatos em tantos países: Portugal, Inglaterra, Itália e Espanha. Simpatize-se ou não com ele, o homem é um ganhador. O resto são conversas de café. 

 

publicado às 07:01

Quo vadis ?

Rui Gomes, em 03.05.13

 

A pergunta que mais corre no mundo do futebol relaciona-se com as intenções de José Mourinho para a próxima época: permanecerá ele no Real Madrid e, se sair, para onde vai ? Após o embate da meia-final da Champions, o técnico garantiu que só no final da época irá discutir o seu futuro com Florentino Pérez. 

 

Nessa conferência de imprensa fizeram-lhe a seguinte pergunta: «Se sair, o seu palmarés será uma Liga, um ou duas Taças e uma Supertaça. Consideraria isso triunfar ?»

 

A resposta de Mourinho: «Penso que quando se valoriza o meu trabalho, nunca se fala de títulos. E a culpa é minha, porque já ganhei tanto, tanto, tanto que as expectativas são altas. Mas vim preparado para quando me perguntassem isso. Vou socorrer-me dos meus famosos papeis para vos dizer: a Liga dos recordes é minha. Podem querer apagá-la, mas não o conseguirão. 20 anos sem ganhar uma taça, isto não é fácil. Também não poderão apagá-lo. A Supertaça é pequenina, mas as três meias-finais da Champions, que a mim não me alimentam o ego nem me deixam satisfeito, que fique bem claro, também não é fácil. Digo-vos que não deve ser fácil porque Toshack, Di Stefano, Beenhakcker, Floro, Capello, Heynckes, Del Bosque, Hiddink, Valdano, Iglesias, Flore, Queiroz, Remón, Camacho, Luxermburgo, Juande, Schuster e Pellegrini, foram 18 treinadores em 21 anos e cinco meias-finais da Champions em 21 anos. E o mau do Mourinho conseguiu três e três anos.»

 

Quer se simpatize com ele ou não, contra factos não há argumentos. Curiosamente, já alcançou mais vitórias no Real Madrid do que em qualquer outro clube que treinou. Com a última vitória frente ao Borussia Dortmund soma 125 ao serviço dos "merengues", contra as 124 no Chelsea, 91 no FC Porto e 67 no Inter de Milão.

 

Outro facto que ele não mencionou mas que é igualmente pertinente ao seu palmarés e às realidades do futebol-indústria de hoje, é que com ele o Real Madrid garantiu a maior receita da sua história: pela primeira vez em 110 anos, os "merengues" chegarão aos 500 milhões de euros de receita, que não inclui venda de jogadores. Na época passada, o clube treinado por José Mourinho chegou aos 479,5 milhões, enquanto que, por comparação, o Barcelona chegou aos 450 milhões e o Manchester United aos 367 milhões. Desde que chegou a Madrid, as receitas do clube na Liga dos Campeões duplicaram. No período entre as temporada 2004/05 e 2009/10, a média das receitas não ultrapassaram os 25 milhões de euros, numa fase em que a equipa foi orientada por Luxemburgo, Caro, Capello, Schuster, Ramos e Pellegrini. No primeiro ano do técnico português foram concretizados 39,3 milhões de receitas e na temporada passada 38,4 milhões e, esta época, os valores serão semelhantes.

 

 

publicado às 13:26

 


Certas coisas simplesmente não são feitas!... É impensável que o Real Madrid ficasse alojado num «mero» hotel de cinco estrelas pela sua estadia em Istambul (Turqia), onde na terça-feira vai defrontar o Galatasaray no segundo jogo dos quartos-de-final da Liga dos Campeões. Para o efeito, os comandos de José Mourinho encontram-se hospedados, desde domingo à noite, no sumptuoso hotel »Ciragan Palace Kempiski», situado na margem europeia do Bósforo. O hotel ocupa um palácio de estilo barroco que foi mandado construir por Abd-ul-Aziz, sultão do império otomano, entre 1863 e 1867, onde o quarto mai barato custa 600 euros por dia e o suite do sultão 30 mil.

A bem dizer, para quem já viajou e permaneceu no Sudeste Asiatico como eu tenho feito ao longo de muitos anos, nomeadamente em Hong-Kong, Tóquio e Shanghai, os preços do antigo palácio do sultão até são «razoáveis». Duvido que Fábio Coentrão, entre outros, nos seus dias de dar pontapés numa bola em Vila do Conde, jamais tivesse imaginado vir a ficar tão bem alojado como futebolista.

 

publicado às 09:31

O negócio que é o futebol

Rui Gomes, em 10.03.13

 

Quando se vende um jogador de grande qualidade, em alguns casos extraordinária, não se abdica apenas do seu talento futebolístico, mas também dos potenciais lucros que ele poderá vir a representar no mercado colateral. 

Existem muitos exemplos deste género mas o mais excepcional de todos será Cristiano Ronaldo que, segundo o que foi divulgado recentemente, tornou-se no jogador mais lucrativo de sempre do Real Madrid. Entre os direitos de imagem e a venda de camisolas - um milhão e meio por época - o jogador português está a gerar mais receitas ao clube da capital espanhola do que a era dos «galácticos» do tempo de David Beckham e Zidane. 

A loja do Real Madrid já é, para a Adidas, a mais rentável em todo o mundo e é responsável por grande parte da receita de 512,6 milhões de euros dos «merengues» em 2012. Esta, uma das considerações que levam Cristiano Ronaldo a exigir um salário muito superior ao actual para permanecer em Madrid, além de querer deter uma maior percentagem dos seus próprios direitos de imagem.

 

publicado às 09:54

 
 

 

Qualquer simpatia que eu sinto pelo Real Madrid deve-se somente à influência dos elementos portugueses na equipa, jogadores e técnicos. José Mourinho terá hoje orquestrado e liderado o jogo mais perfeito da sua carreira contra o seu rival da Catalunha, com apenas um erro de algum relevo, pelo lapso defensivo de Sérgio Ramos que permitiu ao Barça o seu único golo da partida aos 89 minutos, com o resultado final de 1-3, que permite aos «merengues» avançarem para a final da Taça do Rei. Com o sistema de jogo delineado por Mourinho, o Barcelona foi anulado ao ponto que é realístico anular uma equipa da sua magnitude. Lionel Messi, salvo um remate perigoso logo no ínicio da partida, não teve a sua usual influência.

O «nosso» Cristiano Ronaldo no centro da actividade e das atenções com dois golos, aos 13 e 57 minutos, o seu sexto jogo consecutivo a marcar em Camp Nou, com um total de 8 golos. Nada menos do que fantástico !... Já disse e repetirei as vezes que for necessário: é o jogador mais completo do Mundo.

 

publicado às 22:11

Especial ou simplesmente ganhador ?

Rui Gomes, em 18.02.13

 

Quer se simpatize com ele ou não, ninguém pode negar o inigualável sucesso de José Mourinho como treinador de futebol. Muito além das conquistas que constam do seu palmarés em quatro países - Portugal, Inglaterra, Itália e Espanha - o técnico setubalense acaba de registar um outro recorde ao serviço do Real Madrid. O embate de domingo frente ao Rayo Vallecano - vitória por 2-0 - foi o seu centésimo jogo na liderança dos «merengues», tornando-o no mais bem sucedido centenário da história do clube da capital espanhola. Em antecipação dos mais cínicos - e eles abundam em Portugal relativamente a José Mourinho - há que ter em consideração que o Real Madrid é um clube que no dia 6 de março celebrará o seu 111.º aniversário e, na sua história, já teve 54 treinadores diferentes. No entanto, nenhum deles, em 100 jogos ao lemo da equipa, se pode gabar de acumular 76 vitórias, 13 empates e apenas 11 derrotas. «A facto ad jus non da tur consequentia»...contra factos não há argumentos!

 

publicado às 01:45

Curiosidades

Rui Gomes, em 13.02.13

 

As estatísticas de Cristiano Ronaldo nos dois clubes galácticos que se encontram hoje na Champions, são nada menos do que espectaculares: No Manchester United, entre 2003 e 2009, o avançado português marcou 118 golos em 292 jogos, média de 0,40 golos por jogo. No Real Madrid, de 2009 até ao presente, marcou 182 golos em 179 jogos, média de 1,01 golos por jogo. Dizia um treinador adversário há dias, que os «merengues» entram em campo sempre com um golo de avanço, pela média de Cristiano Ronaldo, e que o adversário sabe, pelo mesmo motivo, que tem de marcar pelo menos dois golos para vencer. Um pormenor do seu palmarés que, não sei bem porquê, nunca me passou pela mente, é que é o único futebolista a conquistar duas Botas de Ouro em dois campeonatos diferentes: pelo Red Devils, na época de 2007/08, com 42 golos e com o Real Madrid, na época de 2010/11, com 53 golos. Um jogador deveras extraordinário e, para mim, o mais completo do Mundo.

 

publicado às 12:09

O grande duelo

Rui Gomes, em 30.01.13

 

Pelas cinco baixas de peso na equipa de José Mourinho, não é de esperar um real Madrid ao seu melhor nível, mas nada retira a enorme expectativa perante mais um duelo entre os dois melhores jogadores do Mundo, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

Os «merengues» vão-se ver privados dos serviços de Fábio Coentrão e Ángel Di Maria - ambos expulsos no jogo da segunda «mão» dos quartos-de-final da Taça do Rei, frente ao Valência, Sérgio Ramos - por acumulação de amarelos - e Iker Casillas e Pepe, por lesão. O Real Madrid recorreu da decisão sobre Coentrão e Di Maria, mas é muito improvável que levem a melhor no recurso. Curiosamente, até o preparador físico Rui Faria, está suspenso por dois jogos, por insultos ao árbitro do acima referido embate com o Valência. Apesar destes «inconvenientes», é sempre um jogo de muitas emoções entre estes eternos rivais e resta desejar que o futebol praticado esteja à altura da expectativa.

 

publicado às 04:21

O sempre polémico Real Madrid

Rui Gomes, em 29.01.13

 

Controvérsia e José Mourinho sempre andaram de braço dado, muita da sua própria autoria, mas nem ele terá imaginado o que teria de enfrentar durante o seu consulado em Madrid, tanto por parte da comunicação social e até dentro do clube. Começou logo nos primeiros dias com Jorge Valdano, que se sustentou com os seus anos nos «merengues» para não abdicar da sua influência sobre a equipa, uma batalha que Mourinho encarou frontalmente e venceu. Um outro que sempre se sentiu, e sente-se agora mais do que nunca, relaciona-se com duas figuras do balneário: Iker Casillas e Sergio Ramos. Ambos têm enorme presença na estrutura madridista e, por vezes, dão indicações de maior lealdade aos seus compatriotas da selecção espanhola que militam no Barcelona do que aos seus próprios colegas de equipa.

Iker Casillas terá sido o mais evidente dos dois, até pela braçadeira de capitão, chegando ao ponto de não celebrar os golos da sua equipa. Não foi uma mera coincidência ele ter sido relegado para o banco durante dois ou três jogos, pela primeira vez na sua carreira. Agora surge a sua namorada, a pseudo-jornalista Sara Carbonero, com declarações em um programa televisivo, clamando que o balneário está dividido e que os jogadores não estão com José Mourinho. À primeira impressão, torna-se impensável que esta sua iniciativa não tenha a conivência do namorado e guarda-redes do Real Madrid. Há muito que se sente que o técnico português não é feliz em Espanha e que espera ansiosamente pelo seu regresso ao futebol inglês. Se conseguir vencer a Champions, de certo que não permanecerá no clube, por sua própria iniciativa, se não vencer e com o Real há longo afastado do título, será Florentino Perez a assumir a decisão. De uma forma ou outra, os seus dias nos «merengues» estão contados.

 

publicado às 13:18

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo