adriensilva.jpg

 

Adrien Silva

 

Passou nesta época a envergar a braçadeira de «capitão» do Sporting. O seu rendimento em campo justificou essa decisão do treinador, mandando no jogo da equipa dentro das quatro linhas estando à altura da liberdade que lhe é dada estrategicamente. É notoriamente rápido e inteligente a decidir (numa maioria inequívoca de ocasiões) a melhor opção, fruto também de uma grande leitura de jogo que lhe permite fazer uma rápida e segura (e muitas vezes cheia de classe) transição do momento defensivo para o processo atacante. Consegue complementar a sua acção individual com um remate forte e (mais) colocado.

 

GettyImages-507595_2856443a.jpg

 

João Mário

 

Classe é o que não falta no meio-campo do Sporting e João Mário alternou não só com Adrien, mas também com a nota artística de Bryan Ruiz, na riqueza técnica com que põe em prática a inteligência com que joga – essa riqueza, mais do que um simples adorno, é um componente; é assim que ele sabe jogar. E bem. Porque toda essa classe é parte integrante da forma pragmática com que produz os resultados. O médio leonino que joga à direita, à esquerda e também ao meio com idêntica qualidade deu nove golos a marcar – e, com seis marcados (e mais alguns por marcar porque sabe aparecer muito bem na zona de finalização), participou em 15 da equipa.

 

600.jpg

 

Slimani

 

Falar de golos no Sporting é falar (maioritariamente) do ponta de lança argelino que, com 27 remates certeiros, foi o grande goleador leonino – e também, claro, o segundo mais eficaz da Liga. A quantidade de golos que marcou deixam-no também de longe como o jogador que mais participou nos golos do Sporting, pois ainda soube assistir para os outros marcarem. Mas, além disso, Slimani foi muitas vezes decisivo para a equipa não pela quantidade de golos, mas pela importância de alguns em particular. Rápido, felino, destemido, o argelino foi fundamental para o percurso da equipa com cinco dos seus golos a terem decidido jogos a favor dos leões: FC Porto (casa), P. Ferreira (fora), Estoril (fora), Moreirense (fora) e FC Porto (fora).