Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




luan1.jpg

Uma questão que me deixa com 'mixed feelings': por um lado, as regras exitem para se cumprir e quem as transgredir sujeita-se a ser punido, por outro, não me dá satisfação alguma o Sporting poder continuar na Taça de Portugal, porque não jogou para o merecer.

O Sporting terá apresentado queixa contra o Alverca junto do Conselho de Disciplina da FPF por alegada utilização irregular de um jogador, nomeadamente de Luan, no encontro entre ambos para a 3.ª eliminatória da Taça de Portugal.

É alegado que o futebolista em causa estava suspenso preventivamente (o castigo só foi divulgado na sexta-feira, um dia depois do jogo), logo não estava apto a jogar. Luan, autor do segundo golo da equipa alverquense, tinha sido expulso (duplo amarelo) na partida anterior do Campeonato de Portugal, frente ao Loures.

A partir deste ponto, a informação divulgada é bastante confusa. Em qualquer parte onde futebol organizado é praticado, um jogador que é expulso (por duplo amarelo ou cartão vermelho), é automaticamente considerado inapto de alinhar no próximo jogo do seu clube, indiferente da prova (à excepção dos jogos internacionais).

Consta, no entanto, que o Campeonato de Portugal, que está sob a égide disciplinar da FPF, tem regras diferentes, nomeadamente que o castigo terá de ser cumprido na mesma prova. Não faz sentido algum que assim seja, mas teremos de esperar por esclarecimento da FPF.

Nota: Entretanto, o presidente do Alverca, Fernando Orge, reagiu á notificação da FPF que o jogo se encontra "sob averiguição":

O regulamento é tão explícito que uma estrutura tão profissional como é a do Sporting não devia sentir qualquer problema em interpretá-lo. Fiquei espantado quando a FPF comunicou que o jogo se encontra sob averiguação".

Se o relevante regulamento da FPF indica de facto o que está aqui em debate, é apenas e tão só mais uma absurdidade grosseira do futebol português, em haver regras diferentes entre as provas nacionais e, ainda por cima, uma regra que vai contra o que é a norma universal.

publicado às 03:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


29 comentários

Sem imagem de perfil

De Joao a 20.10.2019 às 03:57

O numero 1 do Art 40 e claro. Alias ja houve 2 jogadores na mesma situacao que foram utilizados portanto o Sporting nao tem qualquer razao
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.10.2019 às 08:24

Sei que está apenas a repetir algo que leu algures, mas convém explicar o que é isso "número 1 do Art 40"... de quê?
Sem imagem de perfil

De Micael Santos a 20.10.2019 às 08:06

Na minha interpretação, as regras a seguir são as definidas pela entidade organizadora, neste caso, a FPF.
Veremos no que dá este caso, mas seja qual for o resultado, o Sporting não sairá bem desta estória.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.10.2019 às 08:21

Já referi que não me dá satisfação alguma o Sporting poder eventualmente continuar na prova. Não o merece. Ponto!

Isso não obstante, se a FPF tem uma regra diferente para o Campeonato de Portugal é absolutamente ridículo. Nesse caso, um jogador é expulso numa prova nacional mas pode continuar a jogar desde que não seja a mesma prova.

Isso só se compreende por acumulação de amarelos (5), como é o caso na I e II Liga e até na Liga Revelação e Liga BPI.
Sem imagem de perfil

De Micael Santos a 20.10.2019 às 08:40

Partilho da sua opinião, não tem lógica
Sem imagem de perfil

De Orlando Santos a 20.10.2019 às 08:58

O Regulamento Disciplinar da F.P.F. diz no artigo 37 número 10 que o jogador fica suspenso automáticamente de forma preventiva para todos os jogos oficiais. Porém, o artigo 40 contradiz o anterior ao afirmar que a suspensão deve ser cumprida na prova em que ocorreu a expulsão. É só escolher.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.10.2019 às 09:05

Confesso que não tive oportunidade de investigar as regras da FPF, mas sendo esse o caso, ainda mais confuso se torna.
Sem imagem de perfil

De Dk Nepo a 20.10.2019 às 09:20

O 37o fala da suspensão de agentes desportivos. O 40o especifica o caso dos jogadores, sendo que o mesmo indica que a suspensão é aplicada na própria competição, a não ser que não possa ser cumprida na mesma antes da época terminar... Ainda estamos em Outubro. Os regulamentos são para cumprir e neste caso não parece que a razão assista ao Sporting, independentemente da concordância ou não com o texto.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.10.2019 às 09:27

Não quero ver o Sporting continuar na prova!

Mas esses supostos regulamentos são ridículos, dado que vão contra à norma praticamente universal.

Mas, claro, isto é Portugal. Talvez seja exigir muito!?!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.10.2019 às 09:29

P.S.: Um jogador, à letra da definição, não é um "agente desportivo"?
Sem imagem de perfil

De Dk Nepo a 20.10.2019 às 09:49

É um agente desportivo, daí existir artigos específicos que trate os jogadores dos restantes agentes desportivos em alguns pontos. O que faz sentido uma vez que os jogadores devem ser o "sumo" do futebol na minha opinião. O impacto da falta de um jogador numa equipa não pode equiparado com o técnico de equipamentos, a título de exemplo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.10.2019 às 10:02

Compreendo isso, mas parece-me haver, no mínimo, muita ambiguidade.
Sem imagem de perfil

De MG a 20.10.2019 às 10:31

Permitam-me meter a minha colherada.

1- Como as duas provas em questão são organizadas pela mesma instituição, leia-se FPF, não há qualquer divergência entre regulamentos;

2- Embora parecendo contraditórias, as normas em questão não o são. Uma regulamenta o âmbito de aplicação do castigo, a outra tão só refere que até haver uma decisão do órgão jurisdicional competente, o jogador em questão fica suspenso preventivamente, não podendo participar em qualquer prova oficial organizada pela FPF (ou por entidade que o faça por protocolo/acordo com a FPF).

Dito isto, vamos à situação em concreto:

a) o jogador Luan foi admoestado com duplo amarelo no jogo anterior;

b) ao abrigo do regulamento, independentemente da prova onde irá cumprir castigo, terá de ficar suspenso preventivamente;

c) depois de ser decidido o castigo atribuído pela entidade jurisdicional competente, cumprilo-á, também ao abrigo do regulamento, na prova onde o jogador foi admoestado, leia-se Campeonato de Portugal.

d) No dia e hora em que se realizou o jogo Alverca x Sporting, ainda não havia decisão sobre o castigo, pelo que, face ao regulamento, o jogador encontrar-se-ia suspenso preventivamente não podendo, por isso, alinhar em qualquer jogo oficial;

e) A comunicação oficial do castigo foi efectuada na tarde do dia seguinte ao jogo. A partir dessa comunicação, e também ao abrigo do regulamento, o jogador terá de cumpri-lo no Campeonato de Portugal, podendo alinhar em quaisquer outras provas oficiais.

Minha conclusão:

Olhando simplesmente ao regulamento e aplicando-o de “olhos vendados” é minha humilde opinião, que o jogador estaria suspenso preventivamente, não podendo alinhar no jogo da Taça de Portugal.

Acontece que os órgãos judiciais/administrativos/outros não decidem de “olhos vendados”. De acordo com a lei e a jurisprudência, tem de ter em consideração vários fatores: espírito da lei (objectivo do legislador quando a concebeu), possíveis atenuantes ou agravantes, se o acto praticado foi deliberado ou foi negligente, se o possível benefício obtido com a violação da lei foi grande ou pequeno, se esse possível benefício provocou danos a terceiros, se a aplicação da decisão teria efeitos diferentes daqueles obtidos, etc. etc. etc.

Voltando à minha humilde opinião.

Se o jogo tivesse ocorrido, por exemplo na sexta à mesma hora, não teria havido qualquer problema. Ou seja, a única coisa que está em questão é a data do conhecimento do castigo, apenas isso.

Ou seja, havendo castigo, e já se sabia que iria haver, este seria cumprido SEMPRE no Campeonato de Portugal e não na Taça de Portugal.

Assim, o Alverca “violou” uma disposição regulamentar ao fazer alinhar um jogador num jogo em que, mesmo havendo castigo para o jogador, este poderia jogar. É disto de que se trata.

É aqui que entra o espírito da lei e tudo o que referi antes. O legislador quando criou a suspensão preventiva para determinados casos (casos em que exista a punição com um mínimo de um jogo) tinha em mente impedir que um jogador que, face aos regulamentos, ficaria impedido de jogar, o fizesse por demora na decisão do órgão competente (independentemente das razões dessa demora) desvirtuando a prova. Ora, neste caso nunca existiriam quaisquer desvirtuamentos e/ou danos a terceiros pois, tal como referi antes, o castigo teria de SER SEMPRE CUMPRIDO no Campeonato de Portugal.

Por isso, mais uma vez referindo que se trata da minha humilde opinião, a ser dada razão ao Sporting, estaríamos perante um absurdo jurídico, pelo que a única decisão juridicamente lógica e desportivamente correcta será o INDEFERIMENTO da queixa do Sporting.

Nota final: os Sportinguistas sérios deveriam sentir vergonha se isto tivesse um desfecho diferente. Aliás, já o deveriam sentir agora após esta queixa vergonhosa.

MG
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.10.2019 às 11:01

Já comentei a essência da minha posição sobre o processo e não me vou repetir.

Quanto ao seu comentário, não é muito mais do que um "testamento", em formato de "livro", com contradições.

Recomenda-se que leia novamente o que escreveu, se de facto a narrativa é da sua autoria e não apenas copy paste de um qualquer outro autor.

P.S.: Como é que chega à conclusão que o jogador está suspenso preventivamente até o castigo ser formalizado, mas que pode alinhar no jogo da Taça, quando o castigo só foi formalizado depois desse jogo?
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 20.10.2019 às 12:03

Completamente de acordo com o MG.
Espero que não seja dada razão ao SCP.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.10.2019 às 12:21

Agradeço, então, a explicação do Mike (sem fazer copy paste do que o outro leitor escreveu) sobre o mérito dos argumentos apresentados.

Ou seja, explique como é que um jogador suspenso preventivamente até o castigo ser anunciado oficialmente, pode então jogar antes desse anúncio.

Uma coisa é nós não querermos que o Sporting continue na prova, por não o merecer. Outra, é o cumprimento das regras.

E, repito, se a regra do Campeonato de Portugal permite um jogador expulso jogar noutra prova, é ridículo!
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 20.10.2019 às 14:41

Rui,

É simples. O espírito dessa lei que suspende preventivamente é para impedir que o jogador possa jogar se o castigo demorar muito a sair, mas também não pode penalizar o jogador se o castigo demorar muito a sair.

Neste caso específico, segundo os regulamentos, o castigo nunca seria para a Taça e sim para o jogo do campeonato seguinte, pelo que o jogador não deveria ser duplamente castigado só porque o castigo não saiu imediatamente.
Vai-se penalizar o jogador impedindo-o de jogar na Taça e no jogo do campeonato, fazendo com que a punição seja, na realidade, 2 jogos de castigo em vez de 1?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.10.2019 às 15:22

Mike,

É simples... ? Seria se o regulamento estivesse bem escrito.

Mas qual "espírito da lei".. Só em Portugal é que existem essas interpretações.

Por norma, um jogador fica automaticamente suspenso no jogo oficial que segue a expulsão. Ponto!... Apanhará mais jogos se a transgressão assim o justificar.

No caso concreto do jogador do Alverca, havendo lógica, que pelos vistos não há, ele estaria inapto para o jogo oficial seguinte que calhou ser o da Taça com o Sporting.

Mas mesmo seguindo os v/argumentos, se ele estava suspenso preventivamente, como é que essa suspensão preventiva, por um qualquer milagre, não é aplicável ao jogo da Taça?

Esse argumento do Mike sobre duplo castigo não faz sentido algum.

Mas enfim, já estou cansado de debater isto. Seja como for...
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 20.10.2019 às 16:19

Apenas para clarificar a situação, em relação ao castigo, de acordo com a informação do director do jornal Record, com base na comunicação do castigo: expulsão directa do jogador, porque o segundo cartão foi vermelho e não amarelo; o castigo atribuído ao mesmo foram dois jogos
Uma coisa é a justiça da eliminação em jogo jogado. Outra é em função disso deixar de aplicar os regulamentos, seja qual for o resultado.
Sem imagem de perfil

De MG a 20.10.2019 às 16:01

É isso mesmo Mike. Se o jogador não pudesse alinhar na Taça de Portugal , estaríamos, efetivamente, perante uma dupla penalização, isto porquê:

a) o castigo diz apenas respeito ao Campeonato de Portugal;

c) se tivesse cumprido castigo no jogo da Taça, esse jogo não poderia nunca ser descontado ao castigo que apanhou porque esse jogo não foi no Campeonato de Portugal.

Ou seja, o Laum teria de cumprir o castigo no Campeonato de Portugal (os jogos que forem) e além disso teria cumprido mais 1 na Taça.

Qualquer pessoa com o mínimo de bom senso acharia que isso é um absurdo.

Agora há um aspecto que o Rui tem razão. Isto só acontece porque os regulamentos estão mal feitos. Mas o facto de estarem mal feitos não impede que as pessoas sérias, com um mínimo de bom senso decidam de modo a não permitir que sejam cometidas atrocidades contra a verdade desportiva.

PS. Imaginem quem o Alverca era dos Distritais. Então ainda era pior, pois o regulamento das distritais é o regulamento da Associação Distrital que organiza a competição (apesar desse regulamento ter de ser ratificado pela FPF, da qual a Associação de Futebol Distrital é associada)
Sem imagem de perfil

De Morais a 20.10.2019 às 12:44

Eu tenho vergonha, mas isso sou eu.
Perfil Facebook

De Manuel Lima a 20.10.2019 às 19:18

Não é por eu ser da cor do S.C.P., mas meus senhores, amigos, aniversários, rivais, mas Regras são Regras, se existiu uma ilegalidade só tem recolocada no devido lugar, "é a minha opinião",,,
Sem imagem de perfil

De William a 20.10.2019 às 20:57

Isto é para nos envergonhar? Então não ganhamos ao Alverca (!) e agora vamos apresentar queixa quando a lei é clara?

Deviam usar o tempo dos nossos advogados para temas muito mais interessantes para a nossa história e para a verdade desportiva, digo eu...

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.10.2019 às 21:24

Não é para nos envorgonhar, mas é para dar mais um pretexto a adeptos como o caro para criticar o Sporting.
Sem imagem de perfil

De Pacheco a 20.10.2019 às 22:04

E quem deu esse pretexto? Frederico Varandas com esta queixa absolutamente ridícula, sustentada numa tecnicalidade que vai contra o espírito da lei. Mas ele acha que a hostes vão acalmar por ter esta acção? Ainda vai ser pior se o Sporting ganhar na secretaria, o clube vai ser alvo de chacota o resto da época.

Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 20.10.2019 às 22:19

Em Portugal tudo é turvo, tudo é alvo de interpretações.

Lembra-me aqui há uns tempos, um atraso do FCPorto na entrada em campo, na Taça da Liga, na ultima jornada, que teria de ser em simultâneo com a da outra equipa que disputava o apuramento, e depois a interpretação da forma de contagem do tempo.
Que no caso foi favorável ao FCP.

Normalmente ganha a equipa mais forte, palpita-me que o Sporting ainda é candidato a revalidar a conquista da Taça.

O que me faz mais confusão nos regulamentos da Taça de Portugal, é a possibilidade de uma equipa que foi eliminada, poder vir a ganhar a referida Taça.
Confusos? É ver as repescagens das equipas na primeira eliminatória. Aliás, até pode haver em teoria uma final entre 2 equipas que tenham sido eliminadas da Taça.

Estamos em Portugal.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.10.2019 às 22:47

Aliás, hoje houve uma equipa que eliminou a que a tinha eliminado a ela na fase anterior.

Uma enorme confusão, obra da FPF.
Sem imagem de perfil

De Pastor a 20.10.2019 às 23:13

Nao sei se fizeram alguma irregularidade ou nao nem se o caso é ganho ou perdido e pouco me interessa. O que me é relevante é que nada disto era sequer debatido ou ponderado se tivessem ganho o jogo e jogado à bola como lhes competia.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo