Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




campos-nomes-das-lendas.jpg

Sinceramente – e com todo o respeito pela opinião contrária – considero um grande erro, um contra-senso, um disparate, a atribuição, a título perpétuo, de nomes de jogadores lendários do Sporting aos campos de futebol da Academia – com excepção, evidentemente, do Estádio Aurélio Pereira, o justamente celebrado “pai da formação”.

Regozijo-me, no entanto, com a nova e feliz designação de Academia Cristiano Ronaldo atribuída a todo o complexo de Alcochete – tendo na devida conta o aproveitamento do prestígio planetário do maior futebolista português (e, provavelmente, mundial) de sempre e a figura de Portugal mais famosa internacionalmente – mas, desde que se mantenha visivelmente na fachada a inscrição complementar de “Centro de Futebol do Sporting Clube de Portugal”. Felicitações ao presidente Varandas e sua equipa.

Entendo, porém, que a identificação dos vários campos de futebol por nomes de antigos jogadores, ainda que se trate de “lendas”, representa, além de um exagero excessivo, uma medida precipitada e não profundamente ponderada. Susceptível, mesmo, de produzir efeitos indesejavelmente negativos ou contraditórios. De notar que – exceptuando os lendários Cinco Violinos – todos os restantes seleccionados se notabilizaram no período entre os anos setenta e oitenta.

Ora... o Sporting existe desde 1906, há 114 anos – tendo sido representado até ao presente por milhares de jogadores, incluindo numerosas glórias – pelo que a escolha dos agora homenageados arrisca-se a ser polemicamente classificada tanto de injusta como de discriminatória ou desrespeitadora do passado histórico da Instituição. Por outro lado, não há a certeza de que o comportamento moral ou profissional face ao Clube, por parte de alguns dos distinguidos, justifique suficientemente tal consagração (relembrando-se, por exemplo, o caso Paulo Futre).

Pelas mesmas razões já aqui apontadas – e sem pretender, obviamente, menosprezar de forma alguma o indiscutível e intocável mérito dos excepcionais e admirados futebolistas  seleccionados – discordo também inteiramente da atribuição de nomes de jogadores às entradas no Estádio José Alvalade. Uma medida, a meu ver, não apenas desnecessária como eventualmente propiciadora de situações embaraçosas entre o público visitante.

Outro factor a ter em consideração – provavelmente até o mais relevante – respeitará ao eventual efeito psicológico da iniciativa em causa nos jovens jogadores em formação na Academia, que – aspirando, legitimamente, à conquista do sucesso profissional e da eventual celebridade – poderão, de alguma forma, sentir-se afectados na sua motivação por considerarem dificultado ou impossibilitado o seu futuro acesso à honraria eterna agora oferecida aos “lendários”, cujos nomes passaram, de súbito, a monopolizar todos os campos do complexo.

Reconhecer e corrigir o erro só enobrece o seu autor…

Texto da autoria de Leão da Guia

publicado às 03:49

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


12 comentários

Sem imagem de perfil

De João F. a 04.10.2020 às 10:04

Não estou de Acordo com as escolhas de Futre e do Figo, pelas razões conhecidas por todos os que acompanharam a forma como saíram do Sporting. A de Futre agravada pela promessa que fez quando do seu regresso e que depois foi cair no outro lado da 2ª. tendo faltado à palavra dada.
Sem imagem de perfil

De João F. a 04.10.2020 às 10:05

corrijo:foi cair na 2ª. circular
Sem imagem de perfil

De Perry a 04.10.2020 às 14:47

Só não concordo com a de Futre. Figo ainda jogou 3 ou 4 épocas como senior, muito ou pouco deixou dinheiro em Alvalade, ganhou um troféu pelo Sporting e nunca jogou num rival. Futre como disse, teve uma segunda oportunidade de voltar à casa mãe e deu-nos com os pés. Ainda por cima é amigo do peito de um dos maiores mafiosos de sempre e presidente do nosso rival LFV.
Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 04.10.2020 às 10:49

A ideia não me desagrada, até tendo a considerar que é uma ideia feliz.

O "diabo" está em alguns nomes serem muito pouco consensuais. Futre... Figo... Já agora Simão Sabrosa?

Talvez o Sporting devesse ter aberto uma votação online, penso que legitimaria mais as escolhas.
Sem imagem de perfil

De Orlando Santos a 04.10.2020 às 11:27

Concordo que se devia ter feito uma votação online, sempre era uma forma de ouvir a opinião dos sócios, pelo menos dos que têm internet. Penso que ficaria bem.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 04.10.2020 às 11:28

O problema é que agora já não se pode "desbatizar" os campos com aqueles nomes. Foi uma decisão demasiado unilateral, sem nenhuma auscultação aos sócios e sem aviso prévio. Uma jogada pouco inteligente da parte da direção, aumentada ainda mais pela escolha de Futre, que nada fez pelo nosso clube (Figo também não é consensual).
Sem imagem de perfil

De De Vigia a 04.10.2020 às 12:36

É de boas memórias que a mística se constrói.
Parece-me boa ideia nomear os campos da Academia com os Nossos Grandes Jogadores. Considero que não estão neste lote o Figo e (especialmente) o Futre.
Agora que tantos falam em votações online porque não fazer um consulta no site do Clube para aferir as escolhas dos associados?
Sem imagem de perfil

De João F. a 04.10.2020 às 12:50

Acha que uma votação online é fiável? É tão fiável como aquelas que se veem em certos programas de TV, onde todos sem excepção podem votar, sportinguistas ou não.
Sem imagem de perfil

De Paulo Matos a 04.10.2020 às 13:44

Vivemos num tempo onde tudo se contesta. Houvesse outro estado de espírito no Sporting e nada disto era assunto. Corre por esta altura no Sporting uma concertação para o insucesso. O motivo é só um.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.10.2020 às 15:14

E qual é esse motivo?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.10.2020 às 14:12

Comentário apagado.
Sem imagem de perfil

De salgado a 04.10.2020 às 14:16

Entre tanta gente que aqui comenta, é natural que haja alguns seguidores da brunette...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.10.2020 às 14:20

Comentário apagado.
Sem imagem de perfil

De Bento a 04.10.2020 às 14:39

O pior presidente da história sabemos quem foi, o nalgas.Deixou o clube atolado de dívidas, e foi o autor moral da debandada em massa de jogadores, provocando dessa forma um prejuízo de muitos milhões, deixando o clube á beira da falência.

Aliás não é nada de novo, esse grande gestor da treta idolatrado pela seita fez o mesmo nas empresas que teve.
Se ele não foi capaz de gerir pequenas empresas, como seria capaz de gerir uma grande instituição!?
Só mesmo na cabeça de fanáticos idólatras.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo