Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A coerência, essa palavra desconhecida

Ricardo Leão, em 10.09.16

 

19895797_cZdzD.png

 

Abordo este assunto pela última vez. Pessoalmente é-me indiferente se Bruno ganha ordenado. Eu não o faria mas cada um sabe de si. Já não me é indiferente o facto do ainda presidente do Sporting, Azevedo de Carvalho, desrespeitar sócios e adeptos quando falta à verdade sobre um assunto que considerou importante quando revelou a sua candidatura. 

 

Ao contrário de Carvalho nós temos memória. E quando esta falha nada como recorrer a apenas uma das centenas de entrevistas que Carvalho ou os seus ocasionais apoiantes deram ao longo do seu consulado. Neste caso o impagável comendador Jaime Marta, que tantas vezes surge como porta-voz oficioso do "querido líder", disse tudo e sem desmentido superior: enquanto as contas do Sporting não estiverem positivas, ou seja, "enquanto sentir que há dificuldades", Bruno não receberia ordenado. à espera de melhoras dias, em suma.

 

Ou seja, poderia receber mas tal ficaria dependente de um conjunto de pressupostos que teriam de se concretizar.

 

Depois já sabemos o que se passou. Os melhores dias, três anos passados, não chegaram e, na verdade, de positivas as contas nada têm. Muito pelo contrário, como é sabido, deram um prejuízo real que não foi pequeno. Ora assim sendo, e na "lógica carvalhiana", nada haveria a receber. O resto já é conhecido de todos. 10.500 mil razões em sentido contrário.

 

A coerência ficou, uma vez mais, na gaveta. Quanto a mais uma inverdade é melhor nem falar.

 

publicado às 09:26

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 10.09.2016 às 10:33

"Depois já sabemos o que se passou. Os melhores dias, três anos passados, não chegaram e, na verdade, de positivas as contas nada têm. Muito pelo contrário, como é sabido, deram um prejuízo real que não foi pequeno."

Não estamos melhor que há 3 anos? Não se pode comparar os 45M€ de prejuízo anuais das épocas 11/12 e 12/13 com os 32M€ da época passada:

1- Porque esses 32M€ têm um caso excepcional (Doyen) que não se irá reflectir mais e por outro lado influenciou positivamente as contas em 14/15.

2- Porque hoje o Sporting tem o dobro das receitas que tinha há 3 anos atrás. Mesmo sem Champions!

3- Porque tem a quase totalidade dos passes dos jogadores, o que permite realizar grandes encaixes como sucedeu com JM e Slimani.

4- Porque somos competitivos, e isso reflecte-se no nº de sócios (já vai nos 148 mil), e nas assistências (hoje mais uma vez Alvalade registará mais de 40 mil adeptos, parece que se tornou a regra e não a excepção).

5- Porque tudo isto traz mais patrocionadores, e certamente esta dinâmica também ajudou na negociação com a NOS, um fonte de receita que vai ser muito aumentada em 17/18, se não estou em erro.

Por tudo isto, só um cego não vê que este R&C é a excepção, e não a regra. Em 12/13 a Sporting SAD dava um prejuízo quase crónico. Depois de 2 anos a dar lucro, demos prejuízo este ano, mas voltaremos a dar lucro, provavelmente record, no próximo.

Finalmente, certamente já ouviu falar em investimento. Quando bem feito e com cabeça, é absolutamente necessário para ter retorno. Pois bem, esse retorno já está a ser visível e será reflectido nas contas da próxima época, e das que se sucederão. Se era possível fazer igual ou melhor com menos custos? Sim, mas muito difícil. No futebol, sabemos como não é tudo preto no branco, ocorrem muitos imprevistos. A arbitragem que nos tirou cerca de 10M de receitas no ano passado, foi uma delas.



Sem imagem de perfil

De Tiago a 10.09.2016 às 13:11

1- Sem a doyen, agora em vez de -32M, teria apresentado -17M. Em 2014/15 em vez de +20M, teria apresentado +5M (a justificação para o seu aumento salarial seria bem menor).

4 - Quantos desses sócios são efectivamente pagantes? (Isso deve estar no R&C - ou pelo menos o valor das quotas pagas).

Como sabe que para o próximo ano o Sporting irá dar lucro record? Dos 22M que sobrariam se considerarmos os 54M do Slimani + João Mário, faltam tirar os custos do Bas Dost e outros que também foram adquiridos após o 30/06, ou seja, destes negócios vai sobrar pouco para os custos do próximo ano!
Quantos e quais dos reforços deste ano, para o ano poderão efectivar uma grande mais valia numa potencial venda?
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 10.09.2016 às 13:58

1- De acordo.

4- Não sei exactamente, e esse valor é impossível de saber ao certo através da receita, pois há várias categorias de sócio, incluindo menores de idade. De qualquer forma, a ter uma ideia só no R&C do Sporting clube pois 100% das quotas vão para o clube. O que sei é que tinhamos cerca de 90/95 mil por altura das eleições. Já houve recontagem onde diminuiram cerca de 8 mil números. Por isso, em 3 anos inscreveram-se cerca de 60 mil sócios, contas por alto. Assumindo que esses 60 mil que entraram nos últimos 3 anos continuam a pagar quotas, juntando aos 40/50 mil que pagam quotas há mais tempo, então o número de pagantes rondará os 90/100 mil. Isso explica, em parte, o aumento dos orçamentos para as modalidades.

5- Eu disse provavelmente, não posso afirmar com certeza. O Sporting tem cerca de 75M de custo (50M em pessoal). E teve cerca de 60M de receitas, o que um déficit anual de cerca -15M€, que o ano passado chegou aos -30M€ devido à Doyen.
Este ano, assumindo a mesma estrutura base de custos/receitas, temos os 54M€ como lucro adicional, junta-se as receitas da CL esta época, pelo que se prevê receitas na ordem dos 120M€. Os custos a manterem-se nos 75M€ (que inclui a compra de jogadores), então o lucro seria de 45M€... mesmo tirando 10M€ pelo Bas Dost, mais 5M pelas restantes contratações, ainda sobram 30M€. Por isso acho que há boas hipóteses de um lucro record na próxima época.

De dizer que sobram 22M dos 54M é uma falácia, pois os -32M€ são desta época, não contam para o próximo R&C. Mas sim, se pensarmos nas 2 épocas no global (15/16 e 16/17), devemos ficar um pouco acima do break-even, entre 5 a 10M€ positivos.

Sem imagem de perfil

De Tiago a 10.09.2016 às 15:15

Quando me referi aos 22M €, foi porque o presidente Bruno de Carvalho se referiu a esse valor no pós-entrevista de ontem, querendo passar a ideia de que com os valores das duas vendas, as contas acabavam positivas, esquecendo, propositadamente ou não, dos custos de aquisição no mesmo período.
Sem imagem de perfil

De Diogo Martins a 10.09.2016 às 17:43

O valor das quotas vai para o Clube, não para a SAD, julgo.
Sem imagem de perfil

De Tiago a 10.09.2016 às 21:49

Certo! Erro meu!
Imagem de perfil

De Profeta a 10.09.2016 às 11:19

Ao principio era preciso passar aquela imagem de "estadista", daí essas demagogias-baratas. Enfim, agora é com retroactivos e tudo!...

Artista!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo