Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Screenshot (33).png

Nuno Mendes e João Palhinha, estreantes pela Selecção A frente ao Azerbaijão

Um autogolo foi o suficiente para a Selecção Nacional somar os primeiros três pontos, nesta fase de qualificação para o Mundial'2022 do Qatar. Portugal foi claramente superior durante toda a partida, mas pecou bastante na finalização. Ronaldo, Bruno Fernandes, Rúben Neves e João Félix, perto do final, foram ineficazes. Portugal venceu e agora segue-se Sérvia.

João Palhinha esteve em campo poucos minutos, mas Nuno Mendes jogou a partida toda e, tendo presente que foi a sua estreia, esteve muito bem. Falta-lhe, porventura, como aliás também acontece no Sporting, mais alguma intensidade ofensiva.

As opções de Fernando Santos, como quase sempre, muito discutíveis, mas com o sucesso que tem tido merece a nossa confiança. Como mero exemplo, este não era um jogo para João Moutinho começar de início e com Diogo Jota no banco - jogador que está em grande forma - difícil de compreender Bernardo Silva no relvado até aos 88 minutos.

publicado às 03:49

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Rui a 25.03.2021 às 08:01

Portugal podia ter feito melhor, mas hoje já não há tantas seleções fraquinhas a quem se dão goleadas como antes, porque muitos dos seus jogadores são profissionais que jogam em campeonatos europeus.
Parabéns aos leões, fica a faltar a estreia de P. Gonçalves (embora a concorrência seja forte) e o regresso de João Mário.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.03.2021 às 10:50

Pote está com os sub-21.
Sem imagem de perfil

De Rui a 25.03.2021 às 13:16

Sim, fica a faltar a sua estreia na selecção A.
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 25.03.2021 às 08:43

Fernando Santos não será porventura o maior cancro desta seleção.
Tal reside muito provavelmente na influência decisiva do agente Jorge Mendes que condiciona largamente as escolhas de um selecionador muito fraco, com uma carreira medíocre ao nível dos clubes e que descobriu aqui uma forma de se sustentar, desde que não levante polémicas desnecessárias aos interesses de alguns que dominam a seleção e a federação há muitos anos.
Do ponto de vista técnico e táctico, há muito que é um crime manter esta figura menor aos comandos da seleção.
Temos efectivamente alguns bons recursos que se poderiam traduzir, não direi numa seleção de topo mundial, mas pelo menos num underdog que pudesse voltar a fazer-se sentir nas grandes competições, como já sucedeu várias vezes ao longo dos últimos 20 anos, tendo culminado na obtenção de um campeonato europeu que acabou por nos cair de bandeja na mão, tal o rol de erros e disparates que o seu selecionador cometeu.

Ontem à noite deu-se mais um jogo que revela toda a sua incompetência.
Com uma equipa claramente superior, eis que nos brinda com um sistema táctico em 4-4-2, afim de justificar a presença de Ronaldo como ponta de lança de área, onde ele claramente perde influência no jogo, embora se compreenda a ânsia de o querer junto da baliza para poder facturar e atingir os tais recordes que lhe faltem. Resta apenas saber se tal opção se deve a uma vontade própria do jogador que assim o impõe ou se é mesmo uma decisão pessoal do treinador, que basicamente habituou-nos a fazer tudo o que lhe mandam fazer...
Perante isto, tivemos um jogo medíocre e atabalhoado, com algumas oportunidades, é certo, mas perante uma equipa que, por mais aguerrida que seja, está ao nível de um Luxemburgo qualquer...
Aliás, o grupo é absolutamente fraco.
Veremos o que nos reserva o jogo, dito mais difícil, já no próximo sábado frente à Sérvia.
Positivo foi a presença em campo de Mendes, a sua estreia, de Cancelo, bom jogo e de Neves e Rúben Dias, seguros.
O meu destaque vai para um senhor chamado Domingos Duarte e que durante anos me questionei sempre como é que não teria lugar no meu clube.
Mas o grupo das patuscadas incumbiu-se de o despachar, a ele e a outros, a troco de 3 milhões para vir pagar diabys e borjas por aí...! Obrigado Sousa Cintra pela incontável série de asneiras que fizeste ao longo da história em nome do Sporting...
Parabéns aos nossos pelas estreias e sorte para eles nos próximos desafios.
Imagem de perfil

De Greenlight a 25.03.2021 às 16:58

Caro Leão Campeão,
Subscrevo muito daquilo que escreveu. Fernando Santos venceu o Campeonato da Europa de 2016, com muita fé, sorte e esforço dos jogadores apesar de todos os seus equívocos ou erros deliberados pelas razões apresentadas. Não obstante esse sucesso que nos obriga a "respeitar" Fernando Santos há que reconhecer que FS é, apenas, um treinador sofrível, para não ser tão contundente, como Leão Campeão que o qualificou de medíocre. Enquanto Fernando Santos continuar como Seleccionador, vai ser penoso ver a Selecção jogar, ou melhor, não jogar, embora tenha um lote de jogadores de grande categoria. Pela amostra de ontem, é de esperar o pior e apenas o fraco nível das selecções adversárias poderá fazer com que Portugal se qualifique para o Mundial.
Finalmente, também concordo que Domingos Duarte teve uma boa prestação e não se percebe a sua "venda" pelo Sporting, por valores quase irrisórios. No entanto o mal não é apenas de Sousa Cintra e do inefável Peseiro pois já o Mestre JJ tinha preterido Domingos Duarte em favor de Tobias Figueiredo, um grande atleta mas com pouco jeito para jogar futebol.
SL
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 25.03.2021 às 23:08

Quando qualifico Fernando Santos de medíocre, tal deve-se efectivamente a uma carreira sofrível que tem o seu apogeu num Europeu ganho de forma muito discutível, pese embora o bom leque de jogadores ao seu dispor.
No entanto, tal carreira resvala para a mediocridade a partir do momento em que se torna evidente que muitas das suas escolhas técnicas são encomendadas.
Ora isso é o suficiente para se perceber que de comando à frente da seleção, Fernando Santos revela pouco.
Apenas uma figura menor... toldada pela sorte e pela conveniência!
Sem imagem de perfil

De Orlando Santos a 25.03.2021 às 08:47

Fernando Santos tem a mentalidade "Estrela da Amadora" e foi assim que levou Portugal à conquista do Euro. Agora tem jogadores em quantidade e qualidade superiores à 5 anos, mas Fernando Santos não tem capacidade (pelo menos que eu veja) para pôr a equipa a jogar como um "grande". Ontem jogou com 2 avançados e 1 extremo (Pedro Neto), muito original. Bernardo Silva passou o tempo a correr por todo o lado sem proveito que se visse. Porquê Moutinho de inicio? Porque não jogou com 2 extremos? Porquê tanto medo do Azerbaijão?
Sem imagem de perfil

De João Gil a 25.03.2021 às 09:28

Nuno Mendes esteve bastante bem, para a estreia. Sempre certo no passe, atento e a procurar não comprometer as acoves dos companheiros. Abordagem inteligente, portanto, o que para 18 anos foi muito bem. Foi deixado inúmeras vezes sozinho sem que lhe passassem a bola estando em boa posição para progredir no terreno. Mereceria uma exibição decente da equipa nacional, que esteve em plano medíocre, sobretudo do meio campo para a frente. SL
Sem imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 25.03.2021 às 11:47

João Gil

Apenas vi a segunda parte. Se reparou aquilo parecia um treino onde os jogadores encarnados se recreavam uns com os outros. Apenas Rúben Dias enviou a bola para o Nuno Mendes, estando variadíssimas vezes sozinho com hipótese de progredir. Má exibição da maioria dos jogadores , contra uma equipa que parecia, que nos era superior, quando na realidade é bastante inferior . Espero que no segundo jogo a equipa seja diferente, pois alguns destes jogadores mostraram pouca qualidade. Fernando Albuquerque (SCP)
Sem imagem de perfil

De João Gi, a 25.03.2021 às 13:26

Caro Fernando Albuquerque,
Concordo. O jogo foi péssimo e a atitude geral também foi fraca. Acho que a defesa esteve bem, mas o adversário era o que era. Da defesa para a frente foi tudo fraquíssimo, a começar por Ronaldo. Fernando Santos também escolheu um alinhamento inédito baseado no meio campo do Wolverhampton e a coisa não resultou de todo. SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.03.2021 às 14:37

O Cristiano Ronaldo, especialmente nesta fase da sua carreira, tem de ser bem servido para produzir golos, algo que não aconteceu ontem.

Contra o Azerbaijão precisávamos de ter jogo pelo corredor centrar para variar a insistência nas alas com cruzamentos para o monte que nada produzem.

Temos vários jogadores que insistem no jogo individual, a exemplo de João Cancelo, que só pensa no que ele próprio poderá fazer com a bola.

O Guardiola, pelos vistos, gosta dele, mas sendo bom jogador tem tido dificuldade em permanencer num clube precisamento pelo seu individualismo.
Sem imagem de perfil

De RASR a 25.03.2021 às 09:31

Já todos percebemos que algo mais se passa naqueles corredores da secretaria da FPF e do Selecionador Nacional. Não vale a pena debater mais isso. Tenho em crer que Nuno Mendes ganhou já a titularidade daquele corredor! Grande jogo! Palhinha entra e a seleção estacionou na área do Azerbeijão!!! Muito pobre foi durante 80mins!!!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 25.03.2021 às 12:13

Jogo muito fraco da Selecção.... creio que um dos problemas será o posicionamento do Ronaldo que na minha opinião tem de ser o ponta de lança porque já não tem velocidade para jogar na faixa ficando assim a equipa coxa.
Quanto ao Nuno Mendes acho que esteve bem quando solicitado, na minha opinião os extremos de Portugal nunca deram largura, tanto o Bernardo como o Neto vinham sempre para dentro afunilando muito o jogo, muitas vezes vimos o Nuno Mendes sozinho mas os craques da Selecção preferiam toques a afunilar no meio campo. Um jogador que terá de ser titular é o Jota do Liverpool.
Tambem não se entende a titularidade do Moutinho, o Fernando Santos deveria rejuvenescer a equipa mas não é com flops lampiões como o Renato Sanches.... por exemplo o Sergio Oliveira está em boa forma ou o João Mario ou mesmo o Pote..... Não é por ser flop lampião que tem de ser sempre convocado.
Sem imagem de perfil

De RCL a 25.03.2021 às 21:04

Jogo sofrível/mau. A seleção virou à direita, todo o jogo foi feito por esse corredor, raramente passaram a bola a Nuno Mendes. Quem tem Cristiano Ronaldo tem de ter dominio no meio campo, laterais e extremos rapidos que lhe passe a bola, caso contrário não está lá a fazer nada.......desculpem... está, aquele dominio de bola entre 2 azis e o passe para Bruno Fernandes não é para qualquer um. Pronto, já disse aqui,de FS não há que esperar mais.
Gostei dos nossos, Nuno Mendes, não tremeu, Palhinha entrou e disse subam que trato do resto. Também gostei de Domingos Duarte, candiadato a substituto de Pepe.
O Cancela não passa a bola, anda a tentar ganhar o premio Puskas. Saudades do Cédric.
SL
ps : Parabéns a Palhinha. Não levou nenhum cartão amarelo

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo