Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A estreia de Nani e afins

Rui Gomes, em 23.08.14
 

 

Uma vez que Nani está apto a jogar, poucos se alguns sportinguists duvidam que vai entrar directamente no onze de Marco Silva para a recepção ao Arouca. Até é de admitir, analisada a questão exclusivamente pela vertente técnica, que não deveria ser assim, considerando que após apenas dois ou três treinos a equipa não está preparada para acomodar e complementar Nani e este não pode já estar verdadeiramente entrosado no grupo ao nível desejado. Dito isto, a enorme expectativa e entusiasmo em torno seu regresso a "casa" não tolera outro cenário que não a sua entrada apoteótica no relvado de Alvalade, sensivelmente às 20h25.

 

Seria desonesto da minha parte não confessar que também sinto o mesmo entusiasmo, à mistura com alguma preocupação, porque embora não duvide da importância que Nani pode ter neste campeonato e nesta equipa, não considero que esta tenha sido globalmente reforçada como deveria, nomeadamente pela não contratação de um defesa central de grande qualidade - superior a Maurício - pelas saídas de Eric Dier e Marcos Rojo, e o inevitável criativo para o meio campo, inicialmente considerado uma prioridade, mas evidente pela sua ausência, dado que Shikabala, por uns motivos, e Ryan Gauld, por outros, aparentam não ter condições e/ou não estarem preparados para assumir esse tão importante desempenho.

 

Terei sido um dos adeptos mais entusiasmados pela contratação de Fredy Montero - até porque já tinha algum conhecimento dele pela sua participação na MLS - mas, para minha desilusão, não apostaria nele neste momento. Há quem acredite - deseje, pelo menos - que virá a beneficiar pela entrada de Nani, e espero que assim seja, mas temo cada vez mais que o colombiano não esteja à altura do desafio, tanto no futebol português como no europeu. Como já tive ocasião de sublinhar em comentário em outros posts, não há dúvida alguma sobre os seus dotes técnicos, mas quando se chega ao momento da verdade, são os golos que eventualmente definem um ponta de lança, e este afastou-se dessa realidade há cerca de oito meses, mesmo até em jogos particulares, uma "seca" longa e grave de mais para ser casualmente ignorada.

 

Por fim, e aqui aceito perfeitamente que estamos ainda no início da campanha - descartando o que para mim foi uma decepcionante pré-temporada - não tanto em termos dos inconsequentes resultados, mas muito mais pela não evolução da equipa, acho que a triangular Bruno de Carvalho, Augusto Inácio e Virgílio Lopes falhou rotundamente na construção da equipa para esta época. Existirá alguma maior profundidade qualitativa à disposição do treinador, em termos de alternativas, mas a ausência de dois ou três talentos com a capacidade para entrar no lote das escolhas principais, é preocupante, e nem sequer quero pensar na Liga dos Campeões, por agora.

 

Acredito, desejo sobretudo, que hoje se vá assegurar a primeira vitória da nova época perante o Arouca e que a novidade Nani vai ter enorme impacte, dentro e fora do relvado. 

  

publicado às 08:36

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 23.08.2014 às 09:34

Embora o plantel seja maior e passe a haver banco, considero que a equipa-tipo neste momento, é inferior à do ano transacto. A defesa , com a saída de Rojo e Dier, está mais vulnerável. No ataque, sem Slimani, a equipa fica com mais dificuldades em fazer golos. É urgente a vinda de um goleador. Apenas a entrada de Nani é uma melhoria. Shikabala não sei se continua de "férias". Nesta altura da época, a uma semana do jogo na Luz, as principais necessidades da equipa já deviam estar resolvidas, de modo a já estar entrosada. Arriscamo -nos, à 3ª jornada, a ficar a 5 pontos do 1º. Não basta Nani, precisávamos de mais 1 ou 2 jogadores experientes para realmente sermos candidatos ao título.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds