Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A excelência da Academia Sporting

Rui Gomes, em 23.01.14
 

 

Dados ainda provenientes do estudo conduzido e publicado pelo "CIES, Observatório do Futebol", indicam que o Sporting Clube de Portugal é o quarto clube que fornece mais jogadores da sua formação às equipas de vários campeonatos europeus.

 

Verifica-se que nos 31 principais ligas europeias há neste momento 52 jogadores que passaram pelo menos três anos de formação (entre os 15 e os 21) ns escola do Sporting. O clube europeu que tem mais é o Ajax, com 69 futebolistas, seguindo-se o Partizan de Belgrado, com 66, e o Barcelona com 61.

 

Não deixa de surpreender, pasmar até, que depois de Estrela Vermelha, Sparta de Praga, Real Madrid, Feyenoord, Dínamo de Kiev, MTK, Shakhtar, Dínamo de Minsk, Osiejek e Slávia de Praga, encontra-se o FC Porto, com 37 jogadores. Para uma formação que poucos conhecem que existe, reflectindo-se no número de estrangeiros no plantel da equipa principal, este número é deveras surpreendente.

 

Mais expectável é o Benfica surgir na 28.ª posição, embora também com um número surpreendente de jogadores: 32. Em termos de clubes portugueses, segue o Marítimo em 176.º, o Guimarães em 192.º e o Belenenses e o SC Braga em 212.º, ambos com 12 jogadores de formação.

 

Com tudo isto, outro item vê Portugal numa das piores posições da Europa: o de percentagem de jogadores formados em Portugal a actuar na liga nacional: apenas 12 por cento, a quarta pior da Europa, superada negativamente somente pela Rússia (11 por cento), Turquia (9) e Itália (8).

 

publicado às 04:29

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De L a 23.01.2014 às 13:02


Que a excelência está toda lá ninguém duvida, o pior vem depois. Na 1ª época do génio da gestão e da finança só perdemos Bruma, o melhor e Moreto, a promessa mais forte, porque deixámos de cumprir o estipulado com o empresário, que depois de vários anos e vários jogadores, passou a ser o individuo mais vil à face da terra. Mais ou menos como os jovens jogadores que também não aceitaram outras propostas da direcção, como aliás nenhum trabalhador de boa fé e fosse em que actividade fosse também não aceitava. E a explicação é muito simples, a actual direcção do Sporting não se comporta como uma entidade de bem. Para a outra forma de captar miúdos, como todos devem saber, os “olheiros” espalhados pelo país, também deixou de haver dinheiro. Presume-se pois que o Bruno, o Inácio e o Virgilio já devem andar em contactos avançados com outras galáxias, de onde vão cair todos os anos os muitos Cristianos, entretanto já anunciados.

Só para se ter uma ideia melhor do grau da bebedeira de alguns, cláusulas de 6O M no Seixal eram ridículas, emprestar essas cláusulas à posteriori era uma palhaçada. No Sporting antes é que éramos comidos como anjinhos, como se apressou a vir dizer uma fonte fidedigna no último post a propósito da venda de Elias. Habemus papam.

Negócio sobre o qual nem apetece falar para já, presumo só que a parte mais complicada da negociação é acordo para todos saírem a dizer o mesmo. Depois tiramos as dúvidas todas no R&C. Entretanto lembrar só que segundo as mesmas fontes e em apenas duas semanas, o Flamengo passou de uma proposta de 4M pela integridade do passe para 6M por 50% dos direitos económicos? O que também foi mentira já agora, nunca chegou nenhuma proposta a Alvalade pela totalidade do passe porque não faz sentido. Estes de anjinhos realmente não têm nada, em contrapartida são no mínimo trapalhões ou julgam os sócios todos como eles.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.01.2014 às 17:47

Caro L,

Já disse diversas vezes que adoraria ouvir o parecer de Aurélio Pereira sobre o que se está a passar com a formação neste momento, inclusive da ligação à equipa B. Compreensívelmente, ele não irá falar publicamente e, em particular, ainda não houve oportunidade.

O principal problema é que os resultados da actual gestão só poderão ser anlisados a médio prazo. Por enquanto, andamos no escuro, salvo uma ou outra observação mais evidente.
Sem imagem de perfil

De L a 23.01.2014 às 20:50


O Aurélio Pereira perdeu a equipa que sempre supervisionou e é hoje uma figura meramente decorativa. Como o Manel, por exemplo, também acha por bem não levantar muitas ondas e fazem ambos muito bem porque estão ambos muito acima do carrossel em que se transformou o Sporting nos últimos anos.

E o mesmo em relação ao último post. O Elias foi emprestado ao Flamengo já na fase de desinvestimento do mandato anterior, para aliviar a folha salarial e ao mesmo tempo com expectativas de ainda ir a tempo de se valorizar na terra do Mundial, quiçá até voltar à selecção, onde entretanto houve uma mudança de liderança sempre difícil de antecipar. Mesmo assim ambos os objectivos alcançados.

Recordo-me de ouvir críticas no que respeita à decisão de investir através de fundos no mandato anterior e mesmo depois de devidamente explicadas as expectativas relacionadas com a curva de investimento e criticas em relação à decisão de desinvestir na 2ª época. Todas perfeitamente legitimas, muito embora um quadro de maior normalidade só por si se encarregaria sempre de assegurar o retorno do investimento realizado, na sua maior parte em internacionais das melhores selecções, mais nuns que noutros como é natural. Eu próprio também nunca achei razoável mudar tanto em tão pouco tempo, mesmo com tudo a mudar também à nossa volta. O que não foi legítimo foi passar a chamar coxos a vários internacionais, alguns que até transitaram para o plantel actual, meramente por questões eleitorais. Ao Elias então umas centenas de vezes. E isto é que foi sempre inaceitável e pelos vistos não tem fim. Quanto é que vale um coxo hoje no mercado?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.01.2014 às 22:45

Discursos demagógicos não obstante, o investimento - excessivo obviamente - foi feito em antecipação dos resultados desportivos que, por si, valorizariam os activos em que se investiu, além de outras considerações laterais. Na ausência dos resultados, a desvalorização sofreu um acréscimo significativo, agravada pela forma como diversos desses activos foram entretanto ainda mais desvalorizados pela política em curso.

Não presumo ajuizar Aurélio Pereira, mas considerando a fase adiantada da sua vida e carreira e uma situação pessoal que deve ser estável, leva a reflectir o que o motiva a continuar sua colaboração nas circunstâncias actuais.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds