Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

img_770x433$2017_02_22_00_37_21_1227867.jpg

 

"Paisano" é uma expressão comum nos meios de formação pedagógica/operacionalidade militar, afim de identificar determinados indivíduos que se movimentam nos corredores do poder com claras intenções pessoais, cujo principal incómodo às próprias pretensões se debate com uma pequena classe na sociedade que faz da organização e do exemplo uma forma séria de estar na vida – geralmente, os que tiveram formação académica no ensino militar.

Sendo uma expressão não utilizada pela sociedade civil (ou de formação académica não-militar), congratulo-me por a ver exposta deste modo. Porque me diz muito, acrescentaria que existe um verdadeiro conflito, tanto na sociedade como na política, entre "oficiais" e "paisanos". Bruno de Carvalho é a face mais notória da "paisanada" no futebol português actual, pois nesse âmbito tanto Pinto da Costa, Vieira ou Salvador escolheram um caminho empresarial para sustentar a sua própria vida – com maior ou menor sucesso.

Os paisanos são aqueles que geralmente fizeram de cargos institucionais públicos a sua forma de vida, com claros objectivos de elevar uma condição pessoal de riqueza em função do financiamento alheio, seja pela caça ao orçamento ou outros fluxos. Geralmente após o curso superior, encostam-se aos partidos, procuram mover influências junto dos mais influentes, com o intuito de beneficiarem de um cargo para a vida – o que se denomina vulgarmente como "tacho vitalício".

Grandes homens da nossa sociedade (Ramalho Eanes por exemplo) moveram-se contra esta populaça, até ficarem esquecidos, fruto do lobby que se apoderou da maioria da comunicação social portuguesa. Diria ainda, por experiência pessoal, que o maior terror da "paisanada" são os Economistas de formação militar. Porque salvo raríssimas excepções, estes são incorruptíveis.

Quando escrevi o texto "Sporting, Política e Maçonaria – a nova designação de "Honra", não o fiz por acaso.

 

                                                                                                       Drake Wilson 

publicado às 05:42

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


44 comentários

Sem imagem de perfil

De Guilherme Rosado a 09.03.2017 às 07:02

Paisano

1- compatriota, Patrício.
2- que não é militar.
3- inexperiente.
4- paisana
Fonte, dicionário Priberam.

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.03.2017 às 10:20

A sério ?... E nós que nem dicionários temos !?!
Sem imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.03.2017 às 10:24

O tema em questão ao qual o meu texto respeita, não se debate sobre questões profissionais dos 3 intervenientes que referi – Filipe Vieira, Pinto da Costa ou António Salvador – nem da legalidade das mesmas. Refere-se à explicação de um termo aplicado a personalidades que procuram na vida política um futuro, uma vida profissional, com todos os custos que isso tem provocado ao nosso País em consequência da falta de experiência e conhecimento destes naquilo que é o mundo real, tanto a lidar com negócios como com outras responsabilidades sociais, nomeadamente na tomada de decisões.No que respeita ao tema Futebol, constata-se uma ligação ao sector da construção civil e imobiliário (nos casos dos presidentes do SL Benfica e SC Braga), ou relacionado a agenciamentos indirectos de transferências (no caso do presidente do FC Porto), algo que nos diz que estas pessoas trilharam um caminho de independência e autonomia no qual a questão da legalidade, embora de necessária análise, não será um tema para este debate.Hoje, Vieira e Salvador são frequentemente procurados pela esfera do poder. Explicando de um modo simplificado para que o leitor "Fight..." compreenda, essa procura deve-se essencialmente à influência que o referido sector de actividade de ambos move junto de esferas políticas essencialmente ao nível dos PALOP como de outras nações. Ou seja, ambos os casos trilharam o seu enriquecimento não através das instituições desportivas que representam, mas dos negócios particulares que têm.Não obstante, tanto Vieira como Salvador sabem reconhecer a importância de recorrer a matéria intelectual para a qual não detêm capacidade. Talvez por essa razão, hoje o Sporting é um Clube que vive nas ruas da amargura em termos financeiros e futebolísticos, de acordo com os objectivos que se impõem a um Clube da sua dimensão.Conseguirá o leitor "Fight...", elevando a sua sapiência ao máximo, explicar porque o Sporting em virtude desta paisanada que gere o Clube, oferece um prejuízo de mais de 100 mil euros diários...?Pois é caro amigo. O Record, a Bola e o Jogo agora não o podem ajudar.
Sem imagem de perfil

De Amaf a 09.03.2017 às 11:57

Caro Drake, sabendo que com o mal dos outros .... , apenas porque refere a capacidade dos rivais no recurso a especialistas na matéria, e sabendo que jornais não ajudam, sobretudo nesta matéria, tem informação sobre o prejuízo diário que oferecem as suas contas?

Confesso que estou num local que não me fácil aceder a documentação que me permita fundamentar a opinião que tinha e tenho, resultante de analises que fiz e li, em que principais clubes, todos eles a viverem muito acima das suas possibilidades, o Sporting estando mal não estaria pior que os rivais, antes pelo contrario, comparativamente falando.

Em todo o modo, acho injusto, sobretudo quando falamos em clubes de futebol em que o investimento é fundamental para aumentar receitas operacionais (prémios UEFA), as amortizações ficarem excluídas dos resultados operacionais.
Um exemplo claro, para todos perceberem do que estou a falar. No inicio da temporada, com recurso a capitais externos faço um investimento brutal, digamos 100M na aquisição de 5/6 jogadores de topo. Com isto, posso aumentar substancialmente os rendimentos operacionais, seja com prémios da UEFA (as probabilidades são maiores) mais e melhores patrocínios, aumento das assistências, ficamos bem situados para que no final do ano os resultados operacionais sejam positivos. O problema é quando tiver que acrescentar os gastos em amortizações e os gastos com os financiamento, aí já os resultados não serão tão interessantes. Pior, na minha perspectiva, aumentam os riscos caso as coisas não corram bem e o futuro pode ficar seriamente comprometido, no fundo é o que se está a passar no Porto, o Benfica caminha com uma passada larga para o mesmo e o Sporting está a iniciar a caminhada na mesma direcção.
Sem imagem de perfil

De Amaf a 09.03.2017 às 12:07

Peço desculpa:
Quando refiro as amortizações ficarem excluídas dos Result. Operacionais, quero dizer o Resultado com direitos de atletas ficar excluído.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.03.2017 às 12:35

Boa tarde Amaf, obrigado pela exposição.

Não vamos complicar as coisas simples da vida, porque isso não leva a lado nenhum.

Nesta edição da Champions League que decorre, o Sporting recolheu em prémios de participação cerca de €12,7 Milhões. Tendo em conta o último lugar do grupo sem possibilidade de acesso à Liga Europa, o Sporting garantiu menos receitas que equipas como Dinamo Zagreb (€14M), Rostov (€17M), Celtic (€16,2M), Dinamo Kiev (€15,2M), Basileia (€13,7M) e Ludogorets (€13,7M).

Destas equipas que referi, os russos Rostov foram o clube com maiores rendimentos de participação (€17M), cuja paridade de plantel actual ronda os €50Milhões. Tinham Atlético, PSV e Bayern no grupo. O Sporting, com um plantel avaliado em mais de €170 Milhões, apenas garantiu €12,7M, sem aceder à Liga Europa sequer, ficando mesmo abaixo do Légia de Varsóvia. Isto diz-nos de um modo directo e sem conversas, que o investimento num plantel não é influentemente proporcional ao retorno. Isso é um mito, como o exemplo acima ajuda a comprovar. O nível de exposição do Légia neste momento, por exemplo, permite muito mais proveitos publicitários e de royalties que o Sporting. Isto é grave, tratando-se do Sporting uma equipa que faz parte do primeiro nível competitivo mundial, ao contrário dos polacos.

A ausência de real planeamento desportivo do Sporting desde a pré-época, com elevados investimentos em vencimentos que nenhum efeito desportivo surtiram (Markovic, Elias, etc...) são outro exemplo. Na tabela classificativa actual, o Sporting encontra-se apenas 6 pontos acima de SP.Braga, cuja diferença pontal para com o nosso Clube se resume a duas vitórias de diferença. Paridade de plantel do SP.Braga? €120 Milhões mais barato que o nosso.

Resolver qualquer assunto financeiro do Sporting requer resolver primeiro as questões estruturais, que é onde os problemas começam.

Depois vem a parte má. O Sporting dos 3 grandes apresenta um nível de receitas operacionais mais baixas, tem os piores contratos publicitários, tem as piores receitas extraordinárias e tem o pior rendimento desportivo. Tinha lá o João Mário e o Slimani, e agora já não tem. Conclusão: gasta em encargos valores superiores aos rivais?

Chegamos aos final de 2016 com rendimentos diários na ordem dos €187 mil. Encargos diários de €288 mil. Um prejuízo operacional diário de €101 Mil. Esta é a verdade.

101 Mil euros por dia de prejuízo. Esqueça as probabilidades e as amortizações.

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.03.2017 às 13:36

Apenas um reparo car Drake.

Nesta edição da Champions, o Sporting tem direito a 12,7 milhões pelo apuramento directo para a frase de grupos, acrescido por 1,5 milhões pela única vitória, ou seja o total de 14,2 milhões. Diferença pequena, apenas para clarificar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.03.2017 às 13:36

Perdão... "caro Drake".
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.03.2017 às 20:38

Obrigado Rui! Lapso meu.
Sem imagem de perfil

De Amaf a 09.03.2017 às 16:47

Drake, nessa perspectiva de esquecer probabilidades, amortizações e tudo o mais, só posso estar de acordo com praticamente tudo o que diz.
Apenas posso argumentar, com isto: Qual é a novidade?
Há meses, num post relativo à analise das contas 2015/2016, deixei a minha opinião sobre este problema que então já era bem claro, e não se alterou:
Apôs dois anos de austeridade, a SAD por ambição desportiva mais ou menos bem planeada, colocou os resultados líquidos na dependência directa do sucesso desportivo e da necessidade de vender atletas, de forma a manter os resultados da sociedade equilibrados.
Esta é foi na minha opinião uma estratégia errada, preferia consolidar o equilíbrio financeiro mesmo que à custa da competitividade desportiva, mas compreendo a opção.
Estou convencido que com os melhores jogadores e que sendo bons terão de ser bem pagos, estaremos mais próximos de ter sucesso.

As comparações que estabelece são de realidades diferentes, que desconheço e admito que em alguns casos até poderão pontuais e ou conjunturais. Com muita pena minha, tenho de reconhecer que, ao contrario do que afirma, o Sporting está muito longe de fazer parte do primeiro nível competitivo mundial, acho que todos os clubes portugueses quando muito podem estar numa segunda ou terceira linha.

Na paridade interna, podemos observar que os rendimentos operacionais, sem grande sucesso desportivo aumentaram substancialmente, com sucesso só podem crescer e muito.
A diferença para o Braga, não sei se é tão elevada, até admito que o seja, mas uma coisa é certa, os planteis com mais milhões estarão sempre melhor posicionados para vencer. O Moreirense também ganhou ao Porto, Benfica e Braga, mas isso são as excepções que confirmam a regra.
Só estando em condições de pagar elevados salários, aumentando dessa forma e substancialmente os gastos operacionais, estaremos em condições de manter os melhores jogadores.

Preocupante os resultados operacionais, infelizmente (ou não) é um problema transversal do futebol Português e acaba por ser o resultado necessário para manter a equipa competitiva (não vamos falar do treinador, seria assunto para outra abordagem).

Mas como disse, o prejuízo operacional no Sporting, não será nada que uma campanha bem sucedida interna e externamente não resolva ou em ultima analise é resolvida com a venda de um ou dois jogadores. As vendas em Agosto, praticamente garantem o deficit de 2 anos.

Apesar do sucesso desportivo, com maiores rendimentos operacionais, o Benfica a este nível tem uma situação bem mais complicada, pois terá fazer mais do que o dobro do Sporting de forma a garantir o equilíbrio, o que explica os mendilhões e as voltas ao mundo que o seu presidente dá, na tentativa de vender jogadores. Do Porto, neste âmbito, é melhor nem falar tal é o descalabro dos prejuízos operacionais.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.03.2017 às 20:59

"As vendas em Agosto quase garantem o deficit de 2 anos"

Amaf, no último semestre de 2016 o Sporting teve rendimentos na ordem dos €49 Milhões, contando com a venda de jogadores. Se observarmos apenas o último trimestre de 2016, os rendimentos caem para €16,8 Milhões. Em custos no mesmo trimestre, o Sporting teve quase €26 Milhões, ou seja, um prejuízo de €9,2 Milhões. Se a este prejuízo juntarmos todo o prejuízo que este primeiro semestre de 2016 vai dar, em Junho de 2016 o Sporting terá um prejuízo acumulado entre os €25 e €30M.

Ou seja, temos um prejuízo de €30M numa época onde nada se ganha desportivamente. Isto é de gente doida que não sabe o que anda a fazer.

Com o agravamento das despesas em cerca de €8 Milhões/Ano como se tem vindo a constatar desde 2014, daqui por 2 anos estamos metidos em sarilhos. O Sporting está a gastar 154% em relação ao que produz quando numa gestão equilibrada sobre uma empresa intervencionada com acordos a credores, os gastos deveriam rondar os 60%, no máximo 70%. É por esta razão que o Pavilhão dá imenso jeito a esta Direcção, afim de justificar o fair-play financeiro do órgão de organização de competições desportivas.
Sem imagem de perfil

De Amaf a 09.03.2017 às 22:24

Não posso deixar de concordar, sobretudo com a sua expressão:
"Isto é de gente doida que não sabe o que anda a fazer"

Apenas posso acrescentar que a situação é transversal a todo o futebol português, e como disse, nesta tabela o Sporting também não é o primeiro, nem o segundo classificado.

Só um reparo, os valores que menciona são com exclusão das transacções de jogadores, com a inclusão dos resultados das transacções de jogadores, nesta projecção os resultados líquidos ainda serão positivos e bem acima dos 20M, por isso disse, que as vendas feitas em Agosto dão margem para cerca de 2 anos.

Agora também não deixa de ser verdade, que um ano com uma campanha interna e externa bem sucedida pode ser suficiente para equilibrar os resultados operacionais, mas isso como disse foi colocar-se tal como fizeram os rivais à mercê do sucesso desportivo.
Por outro lado, a renegociação dos direitos televisivos nas próximas épocas também reforçarão substancialmente os rendimentos operacionais e não creio que os gastos aumentem na mesma proporção com que aumentaram nestes dois últimos anos, o aumento foi sobretudo nos salários que nos colocaram ao nível dos rivais e julgo que por aí já não margem para aumentar mais.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.03.2017 às 22:29

Por norma, não comento estas questões, mas há uma parte do seu comentário que me deixa perplexo. Os direitos televisivos foram negociados ainda há pouco tempo e já fala em "a renegociação dos direitos televisivos nas próximas épocas também reforçarão substancialmente os rendimentos operacionais".

Ou será que isto refere a mais um contrato que vai ser rasgado ?
Sem imagem de perfil

De Amaf a 09.03.2017 às 22:46

Caro Rui Gomes, talvez eu tenha explicado mal.
Os contratos foram renegociados, os novos valores só entrarão nas contas, ou seja só serão considerados rendimentos operacionais nos próximos exercícios.

Nesta negociação também foram melhorados os contratos actuais, mas o contrato com os novos valores e que será valido por 10 anos tem inicio em 1 de Julho de 2018.

São 515M por 10 anos, o que dará em media mais de 51M por ano, ( a media anual será inferior pois está a incluir o valor atribuído à melhoria dos contratos actuais ) actualmente o rendimento dos direitos televisivos + patrocínio terão um valor próximo dos 30M, pelo que haverá um aumento significativo nos rendimentos a partir de 2018.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.03.2017 às 22:49

Assim já compreendo. Consta, no entanto, que algum do dinheiro proveniente destas renegociações já deu entrada.
Sem imagem de perfil

De Amaf a 09.03.2017 às 22:59

Mas isso é outra questão.
Uma coisa é a contabilização do rendimento, que deve ser efectuada no exercício onde ocorre.
Coisa diferente é o recebimento.
Repare o rendimento terá de ser obrigatoriamente distribuído pelos anos de duração do contrato, o recebimento se arranjarem quem o financie ou mesmo que o cliente o pague, pode ser recebido todo de uma vez.

Espero que esteja perceptível, para mim é claro mas acredito para que não tenha grandes conhecimentos de contabilidade possa ser confuso.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.03.2017 às 23:02

Longe de ser perito na matéria, compreendo essa parte. Em termos pragmáticos, acho que para o adepto comum é importante identificar que o Sporting já recebeu alguma parte dos direitos televisivos futuros.
Sem imagem de perfil

De Amaf a 09.03.2017 às 23:20

Sem duvida, tal como faz a maioria dos clubes, a necessidade de antecipar receitas, sejam direitos televisivos, bilhetica, quotas, venda de atletas, etc. e usando vários mecanismos, factoring, desconto de letras, servindo de garantia p/ empréstimo, etc.., é pratica corrente.

Na minha opinião é errado hipotecar receitas futuras, mas é uma necessidade imposta por gestões desequilibradas, que criam uma dessincronia total entre os activos correntes (valores a receber num curto prazo) e os passivos correntes (valores a pagar num curto prazo), daqui resulta a necessidade de antecipar receitas e nesta guerra todo o que vier à rede é peixe. Como é óbvio, as antecipações aumentam os gastos financeiros, que acabam por se repercutir nos resultados líquidos anuais aumentando as dificuldades de tesouraria.



Sem imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.03.2017 às 10:29

Gostaria ainda de acrescentar o meu lamento por verificar uma frequente intencionalidade em desvirtuar assuntos sensíveis ao nosso Sporting, através do júbilo em relação assuntos que em nada dizem respeito ao Clube. Mais a mais, utilizando uma gritante falta de respeito por um homem que desde Novembro de 2012 – Rui Gomes – dedica grande parte do seu tempo diário à gestão do Camarote Leonino.Os sportinguistas têm de entender que por muito que se identifiquem com Bruno de Carvalho, não lhe podem outorgar ad eternum as capacidades que este não tem dominado ao longo destes 4 anos, ou sequer alguma vez teve.O Sporting está a ser gerido financeiramente de modo catastrófico. Olhem para os Relatórios & Contas. Qualquer miúdo do ensino secundário percebe a diferente entre as duas operacionalidades trimestrais da última exposição fiscal e financeira, e o que está a acontecer ao Sporting desde meados de Novembro. Neste campo, lamento profundamente não ter tido uma oportunidade como Madeira Rodrigues teve, no debate na Sporting TV (um debate que nunca foi debate, mas sim um jogo de chinquilho). Em termos desportivos, observem que as modalidades onde o Sporting apresenta bons resultados são aquelas que carecem de rivalidade competitiva em termos nacionais em termos de orçamentos, ou aquelas onde os rivais deixaram de investir nos últimos dois anos. Leiam o que se passa nos R&C's de FCPorto e SLBenfica e irão perceber.No Futebol, perderam-se 4 anos a brincar aos gang's de marginais na estrutura que se tentou criar, e que desde o principio nunca surtiu efeito.O que se passa com os estes sportinguistas?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.03.2017 às 10:34

Caro Drake,

Agradeço as suas palavras, mas esses imbecis são ordinários de mais para compreender seja o que for salvo defender o outro ordinário chamado Azevedo de Carvalho.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.03.2017 às 10:53

Bom dia Amigo Rui.

Como lhe terei dito a jusante, a minha pouca participação no Camarote tem-se devido essencialmente a questões de ordem profissional, entretanto maioritariamente ultrapassadas. Porém, que fique claro a quem de direito, que o Rui não "está sozinho".

Esta questão dos €100 mil/dia é muito grave – basta olhar para o Cash Flow do R&C, ou em formato "ensino secundário" dividir o break-even por 90 dias, sem receitas "João Mário/Slimani"...

O Sporting não é uma fábrica que produz A e vende B em ciclo repetitivo. Vamos dividir o Semestre último em 2 partes, e vejamos a diferença entre trimestres: uma lástima. É isto que se anda a fazer ao Sporting. O problema é que se coloca o rótulo de "Melhores resultados semestrais de sempre" para a plateia engolir.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.03.2017 às 10:59

Caro Drake,

Essas questões necessitam de ser bem explicadas para permitir uma verdadeira compreensão da "engenharia" financeira que nos é apresentada.

Obrigado pela consideração.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.03.2017 às 11:17

Fica a promessa que farei um Post sobre o assunto. E aproveito para lançar um desafio a toda a blogosfera leonina alheia ao Camarote Leonino e pró-Status Quo, no sentido de comparecerem ao debate. Que tragam inclusivamente Bruno de Carvalho e Vieira à caixa de comentários pública, como já vem sendo meu desejo. Se necessário, exponho o meu currículo pessoal e prometo não recorrer a qualquer tipo de imprensa para me apoiar.

Esta farsa já me começa a incomodar particularmente, não apenas como sportinguista.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 09.03.2017 às 12:48

Uffff!!... Ao seu comentário das 11.17 horas
(Man)Drake Wilson

Um Abrazzzo grande e forte

Sem imagem de perfil

De Luis Vicente a 09.03.2017 às 13:49

Boa tarde!!
Só passei para lembrar,que num post lá para trás escrevi que o Sporting no 2º trimestre,tinha tido um prejuizo mensal de 5,5 Milhões de euros,houve aqui quem me chamasse de mentiroso e não só.

Ainda bem que o caro DRAKE percebe de números!!

E o burro sou eu??

Cumprimentos.
Sem imagem de perfil

De João Ferreira a 09.03.2017 às 16:06

Caro Drake Wilson, saúdo e concordo com tudo o que escreveu.
No dia 3 de Março, sobre o R&C do Sporting, se me permitem a ousadia, repito o comentário em resposta aos comentários do Sérgio Palhas:

"Os números que apresentei são os MESMOS números que estão no R&C.
Mostram que os custos estão desgovernados. Sem qualquer dúvida.
Um trimestre que mostra 16,4M de resultados líquidos NEGATIVOS, de 5,5M/mês, são números dramáticos! E não se esqueça que no 4º trimestre haverá com certeza aumento dos custos de pessoal via eventuais prémios a pagar a atletas e a treinadores.

Que os resultados operacionais vão ser negativos já ninguém duvida, nem o senhor. Essa é a prova que os custos operacionais estão descontrolados!! Um défice mensal de -5,5M, a diferença entre proveitos e custos operacionais, prova que os custos estão descontrolados. Afinal quem anda a brincar aos números?

Para além disso, os proveitos operacionais do 2º trimestre são mesmo INFERIORES ao mesmo período do ano passado, o que é extraordinário quando se ouve que aumentaram. Aumentaram sazonalmente (1º semestre), o que não é mesma coisa. E não estou a ver que aumentem no 3º ou 4º trimestres. Onde os irão buscar? Tem alguma ideia?

Não podemos jogar com números que estão inflacionados por via da sazonalidade como são os números do 1º semestre, quando se juntam o 1º e o 2º trimestres. Isso nota-se particularmente nas vendas de jogadores.
E tem razão, no fim do ano os resultados estarão perto do zero, antes das vendas de jogadores.
Por isso eu afirmo, e o r&c não mente, que serão necessárias vendas elevadas de jogadores no verão.

A falta de liquidez é dramática. Não se esqueça que o Sporting, neste momento, já ultrapassou em muito os custos operacionais mensais de 8M! Aproxima-se perigosamente do Benfica e do Porto, quando estes facturam muito mais. Dinheiro que o Sporting tem de pagar mensalmente aos atletas, treinadores, bancos, fornecedores, etc.
Faltam 6 meses até Agosto, cerca de 50M de euros em pagamentos. A não ser que fiquem a dever.

Depois têm ainda de pagar o que deve aos bancos, conforme Acordo Quadro. O dinheiro que está nos clientes já tem destino.

Por isso terão de vender muito no verão. Pela mesma razão anteciparam receitas de 30M o ano passado do contrato com a NOS que começa apenas em 1 de julho de 2018.
Irão fazer o mesmo este ano? "

Saudações desportivas
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.03.2017 às 21:04

Boa noite João Ferreira.

O que descreve acima é a situação real do Sporting. Acabei por escrever a resposta ao leitor Amaf (lá para cima, na caixa de comentários), embora se tivesse observado o que escreveu, poderia perfeitamente apenas ter redireccionado para o seu comentário. Obrigado.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.03.2017 às 01:02

Caro Drake,

Veremos se eles têm a coragem e a dignidade de comparecerem.
Sem imagem de perfil

De Carlinha MR a 11.03.2017 às 05:48

Pois adorava que aparecessem, de cara limpa, sem nicks falsos!

Se BdC e LFV forem tão corajosos como se arrogam ser, aparecem aqui com certeza!
Seria muito interessante!

O Drake estará à altura (não tenho qualquer dúvida) e aí acho que os 'exércitos' sejam de que lado da barricada, devem deixar fluir a troca de ideias, sem futilidades pelo meio que atrapalhem, penso eu! 😉

P/S quem sabe o Bruno de Carvalho com isto, nos conquiste a confiança!!!
Sem imagem de perfil

De José Santos a 09.03.2017 às 11:00

Caro Drake,

Um forte aplauso para este seu comentário. Revejo-me totalmente nas suas palavras.

Orgulhoso do vosso Sportinguismo,
Um forte abraço para si e para o Rui Gomes
Sem imagem de perfil

De J. a 09.03.2017 às 11:56

Orgulhoso do vosso sportinguismo.
Há agora diferentes tipos de de sportinguismo.
Qual é o seu?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.03.2017 às 22:34

O "J" a ser igual a si próprio !
Sem imagem de perfil

De Carlinha MR a 11.03.2017 às 05:26

Aproveito a boleia do amigo José Santos, que disse precisamente o que penso!

Estimadissimo Drake, anseio pelo seu passo seguinte.

Caríssimo e muito amigo Rui, já sabe que tenho o maior apreço e GRATIDÃO pelo esforço que faz em manter este blogue activo. É um bico de obra e só alguém com fortes sentimentos pelo SCP, aguenta como o Rui...!

Bravo a vcs e a todos os sportinguistas desta família leonina do Camarote.

Grande abraço
Sem imagem de perfil

De Carlinha MR a 11.03.2017 às 05:34

Que bem Drake...

◽◽◽ Mais a mais, utilizando uma gritante falta de respeito por um homem que desde Novembro de 2012 – Rui Gomes – dedica grande parte do seu tempo diário à gestão do Camarote Leonino.

👌👌👌👌👌👌👌 👏👏👏👏👏👏
Sem imagem de perfil

De Peyroteo a 09.03.2017 às 10:50

Drake Wilson, a descrição que faz de paisano até pode encaixar em BdC. O problema é que também encaixa que nem uma luva em PMR. Ou seja, nesse sentido, teríamos sempre um paisano como presidente...Não poderíamos escapar disso durante 4 anos
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.03.2017 às 11:07

Caro Peyroteo, compreendo perfeitamente o que diz.

Este afastamento de pessoas de índole profissional irrepreensível da vida activa do nosso Sporting tem sido uma tristeza progressiva. Existiam 3 pessoas que gostava muito de ver a assumir uma candidatura ao nosso Clube – um dos quais já foi presidente, outro caminha para uma fase da vida mais recatada pela idade. O terceiro, que prefiro não revelar, está neste momento a viver em Inglaterra. Trata-se de alto quadro bancário.

Nunca soube bem o que dizer sobre Madeira Rodrigues. Mas vi no homem uma vontade inabalável de reunir em busca de apoios e de matéria intelectual ao nosso Clube, que em muito demonstrou escassa intencionalidade em proceder a um parasitismo intelectual como Presidente do Sporting. Observou-se uma clara intenção de não fazer uma caminha isolada.
Sem imagem de perfil

De José Santos a 09.03.2017 às 11:18

Drake,

António Horta Osório? :)
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.03.2017 às 11:25

Um dos melhores da nossa praça.

Não se combate fogo com palha.
Sem imagem de perfil

De Peyroteo a 09.03.2017 às 14:12

É um grande nome mas não me parece muito provável a sua candidatura num futuro próximo. Filho de um grande atleta do Sporting, neste caso no Ténis de Mesa
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 09.03.2017 às 11:20

* (...) uma caminhada isolada.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 09.03.2017 às 17:55

Caro Drake,
Não falo do que não sei. Contas, números, balanços, passam-me ao lado e não me cumprimentam. No entanto, admiro o bom trabalho que faz em prol do Sporting divulgando, com provas, a realidade financeira. Pena foi que Madeira Rodrigues, com todo o seu voluntarismo, não estivesse melhor preparado nessa área. Mas adiante, são coisas do passado, e o certo é que temos mais do mesmo não se sabe até quando. Já quanto a candidatos potencialmente vencedores e competentes para presidir ao nosso Sporting, que os há, há, mas o facto é que estão omissos. Compreendo que as pessoas tenham a sua vida profissional organizada e até queiram resguardar a sua vida pessoal, mas não haverá uma boa alma que avance numa altura de abastardamento do clube? Preocupante!
Sem imagem de perfil

De Luis Vicente a 09.03.2017 às 18:56

Boa tarde!!

Rui Gomes,hoje por volta das 15 horas passei pela Sportingtv,e o que vejo?
O Dias Ferreira a discutir com a jornalista o documento em que o Rui se baseou para fazer um "Post" ali mais para trás.

O Rui e bem como o documento não estava autenticado,duvidou que fosse um documento oficial do Sporting.

O que é que ouço?

O Dias Ferreira a confirmar que era um documento oficial do Sporting,e como jurista não via mal nenhum no documento.

Teve o desplante de dizer,que os Blogs afectos ao Sporting se deviam de envergonhar de dar estas pérolasaos adversários.

Já tentei encontrar no Youtube o vídeo,mas ainda não consegui encontrar.

Conclusão,o meu caro é que tem razão,aquilo é um documento oficial do Sporting.

Desculpe o incomodo,e cumprimentos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.03.2017 às 19:10

Até não foi uma questão de duvidar do documento, simplesmente não estávamos em posição para poder confirmar a sua autenticidade.

Pelos vistos, Dias Ferreira - sem ser surpresa, pela sua manobrabilidade - é mais um que entende que não se deve questionar nada.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo