Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




611892_ori_liga_nos_desp_aves_x_sporting.jpg

A análise de Barbosa da Cruz está correcta. E é tão evidente, que é uma verdade à La Palice. Também não vejo no texto explícita ou implícita qualquer venda da SAD. Mais, não vejo qualquer sugestão concreta. A frase "no futebol tem de mudar de vida" é tão vaga que dá para imaginar tudo. O que não dá para imaginar é meter a SAD ao barulho, até porque se refere apenas ao futebol jogado.

Penso que Barbosa da Cruz não aponta mudanças específicas porque não as têm. No ponto em que nos encontramos, nem sei se haverá quem as tenha. Estamos há muito num ciclo pernicioso difícil de inverter.

Apostar na formação, talvez seja uma hipótese, mas não chega, porque é volátil. Produzir e vender activos com certo valor, outra, mas não é taxativa. Arrumar a casa limpando o lixo tóxico, inevitável. Criar uma estrutura profissional competente, imprescindível.

Em suma há uma multiplicidade de factores simultâneos e conjugados que precisam de algum tempo. E há um factor fundamental, que não vejo no horizonte; a compreensão realista dos adeptos. Enquanto assim for não há direcções, sejam elitistas ou populistas, que resolvam o problema.

Texto de Nação Valente

publicado às 03:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


48 comentários

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 31.07.2020 às 08:05

A falta de compreensão dos adeptos reverte-te com resultados desportivos. Tudo o resto requer competência, algo que este CD já mostrou que não tem.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 31.07.2020 às 09:20

"A falta de compreensão dos adeptos reverte-se com resultados desportivos"

Não é verdade Mike. Por essa ordem de ideias clubes menos ganhadores nunca teriam adeptos.

Há muitos exemplos, mas um caso mais evidente que é o Liverpool, que nunca teve falta de apoio apesar dos 30 anos sem conquistar o título.
Sem imagem de perfil

De Bento a 31.07.2020 às 10:52

Mike

Desde o início deste mandato que a direcção tem sido contestada.
O ano passado quando ganhamos dois títulos a contestação continuou.
Por isto verifica-se que não é por causa dos resultados desportivos, mas sim por razões "obscuras".
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 31.07.2020 às 11:51

Caro Bento, pois claro, é óbvio...
Ficar em 4º quando tínhamos tudo para ficar em 3º , péssima gestão do plantel...
São tudo razões obscuras, como é evidente....
Sem imagem de perfil

De Bento a 31.07.2020 às 14:16

Caro Paulo

Leu o que escrevi?

Eu vou repetir, desde o início deste mandato que a direcção tem sido contestada.
O ano passado quando ganhamos dois títulos a contestação continuou.

Por isso não venha com a argumentação do quarto lugar.

Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 31.07.2020 às 14:21

Caro Bento, não generalizemos a contestação de meia dúzia de arruaceiros de claques, eu falo da contestação que começou no inicio da época passada e que tem muito a ver com a política para o futebol, e esta contestação é transversal ao universo sportinguista, porque os sócios e adeptos vêm os erros sistemáticos desta direcção.
Sem imagem de perfil

De João F. a 31.07.2020 às 20:22

Obscuras não, porque lhes falta a mama.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 13:23

Mike,

Os resultados desportivos ajudam, o problema é saber porque não existem há mais de meio século de uma forma constante. Vou dar dois exemplos : o SLB quantos anos esteve sem ganhar títulos no final do século XX? O FCP quantos anos foi um clube "mediocre" até aos anos oitenta? Com o ambiente que existe no Sporting teria desaparecido. Sem estabilidade e unidade nunca vai haver, bons resultados desportivos.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 31.07.2020 às 11:43

Todos sabemos que a falta de resultados desportivos leva a contestação, seja em que clube for, muito mais no Sporting, mas mais que a falta de resultados desportivos é os adeptos sentirem que não há transparência, rumo e estratégia.
A falta de comunicação assertiva, a incompetência evidente de gestão do futebol profissional também levam (e de que maneira) á contestação, mas claro, a culpa é toda dos jornais, dos comentadeiros e afins que são uma cambada de malandros que só enterram o Sporting....
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.07.2020 às 12:59

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 13:40

Estes comentários idiotas de "alienados" do brunismo vão ser apagados, mas antes que isso aconteça quero deixar a seguinte mensagem: No Sporting perdeu-se a capacidade de lutar de igual para igual com os rivais directos há dezenas de anos. Isso é uma evidência e é possível ultrapassá-la. Mas há uma evidência mais difícil de transpor, que atacou o Sporting: a estupidez humana.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 13:26

Pelo que escreveu quero lembrar que falta de transparência, rumo e estratégia, exista há mais de vinte e anos, no mínimo. Que raio!
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 31.07.2020 às 12:13

"Criar uma estrutura profissional competente, imprescindível"

Acho que esta frase diz tudo
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 31.07.2020 às 12:25

Muito importante, sem dúvida, mas pensar que é tudo será ingénuo.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 31.07.2020 às 12:40

Caro mike.... e onde está essa estrutura que não se vislumbra????
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 13:31

Mike 1906,

A frase não diz tudo, diz alguma coisa. Reflecte apenas um dos factores que explicam fracassos desportivos há mais de 50 anos. Há muitos mais. A instabilidade directiva e o divisionismo, são outras, e muito importantes.
Sem imagem de perfil

De Exército do nojo a 31.07.2020 às 13:48

https://bancada.pt/artigos/portugal/com-estas-metastases-cancerosas-o-sporting-e-incuravel-diz-menezes
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 31.07.2020 às 14:14

Diz o principal e o inicio de tudo. Sem isso não é possível o resto
Sem imagem de perfil

De De Franceschi a 31.07.2020 às 13:16

Saltando a parte da possível venda da SAD, desejo manifestado anteriormente e nunca abandonado em certos sectores do clube, particularmente na visão "só futebol sem modalidades/clientes e não sócios" que, felizmente, Soares Franco não fez vingar, e que julgo minoritária entre os sócios, e recordando que a ideia de um "ciclo pernicioso difícil de inverter" não nos deve submeter ao fatalismo - a grandeza do Sporting permite que se reerga particularmente rápido dos escombros -, devo dizer que é com muita tristeza e desânimo que eu, sócio eternamente esperançado, ou não fosse do Grande, encaro o futuro. Talvez não cheguemos ao descalabro da última e tenebrosa época de Godinho Lopes (bater na madeira três vezes), mas há sinais assustadoramente próximos dessa realidade. Vejo-os na desconfiança e descrença generalizada dos adeptos e sócios perante a gestão do futebol ou na divisão evidente no clube, ainda que ela seja motivada, parece-me, por minorias particularmente ruidosas e, infelizmente ambas de olhos postos no passado recente (de um lado, a minoria que defende com unhas e dentes a actual direcção, mais por oposição a quem ela veio substituir que por real convicção; do outro lado, a minoria que se sente órfã de um presidente que, com estrondo inaudito no clube, cavou a sua própria sepultura e pagou por isso o preço merecido). Entre uma e outra estão, tenho essa convicção, a maioria dos sócios e adeptos do Sporting. Que não querem qualquer regresso ao passado Bruno de Carvalho (já lá vai, acabou, construamos o futuro) e que não compreendem o constante recurso a esse mesmo passado, por parte de Varandas, para legitimar o estado em que nos encontramos hoje, cumprido metade do mandato para que a sua direcção foi eleita. Os sportinguistas são e demonstraram ser, na maior parte da sua história, realistas e compreensivos. Não exigem campeonatos, não fazem depender disso o seu apoio ao rumo dado ao clube. São realistas e compreensivos quando aqueles que dirigem o clube mostram cumprir requisitos fundamentais, ou seja, aqueles em que se foi moldando a história e identidade do clube. Os sportinguistas, na sua multiplicidade de origens, idades e classes sociais, querem sentir-se parte do clube, querem sentir que são ouvidos, acarinhados e respeitados por quem o dirige. Exigem equipas que honrem os seus pergaminhos - não precisam de ganhar, mas precisam de sentir que estão a lutar por isso -, exigem que o clube nunca suje as mãos em jogos de bastidores, como nos habituámos, de forma alternada, a ver os nossos principais rivais fazer, exigem a competência obrigatória a quem dirige uma instituição grandiosa como é a nossa. Exigem, principalmente, sentirem-se galvanizados e nunca destituídos da esperança, essa qualidade fundamental na existência sportinguista. Espero que ela regresse este ano, mas torna-se difícil encontrá-la quando o clube está mais dividido que nunca - culpas divididas entre o Bruno de Carvalho do segundo mandato e o filme de terror que foi o seu fim e esta direcção particularmente inábil em sarar feridas, aglutinar e seguir em frente. Torna-se difícil quando não encontramos uma ideia consistente sobre o que se quer para o clube, quando passamos do "não há problemas de tesouraria", como nos disse a direcção o ano passado, para, afinal, não haver dinheiro para nada. Os adeptos do Sporting são compreensivos e realistas. Basta que lhes mostrem o que querem, como o querem fazer, e que o ponham em prática de acordo com a história e identidade do clube. Infelizmente, esta direcção está a mostrar-se incapaz de o conseguir. Esperemos que tenha aprendido com os muitos erros cometidos e que nos mostre a partir de agora que há, afinal, esperança. Olhando as nuvens cinzentas no horizonte, temo que não, e, como referi a início, há um certo toque de Midas invertido, à Godinho Lopes, no que vamos vendo (o plantel mais desvalorizado a cada janela de mercado, as cada vez mais indisfarçáveis e, nesta dimensão, incompreensíveis dificuldades financeiras, a incapacidade de entusiasmar e agregar os sócios e adeptos): Porém, enquanto sportinguista, quero muito acreditar que sim. É uma sensação estranha esta desesperançada esperança, mas é o que temos por agora. Julgo que merecemos mais.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 13:57

"de um lado, a minoria que defende com unhas e dentes a actual direcção, mais por oposição a quem ela veio substituir que por real convicção" , é precisamente esse o problema.

A questao que se coloca é que esta Direçao quis afastar-se tanto do pesadelo Bruno de carvalho que ficou mais proxima á gestâo horrivel de Godinho Lopes .
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 31.07.2020 às 14:50

Análise sem fundamento lógico, só pelos resultados do futebol, mesmo depois da conquista de dois troféus.

Esta Direcção, erros ou não erros, herdou um Clube à porta da falência e uma equipa de futebol profissional praticamente demolida com o ataque de Alcochete.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 14:57

Caro amigo, Godinho Lopes tambem deixou o clube a beira da falência , se recorda ninguem queria candidatar-se tais nuvens negras por cima do clube , hoje estamos a caminho da mesma realidade de falência e pior sem activos validos no plantel , sem dinheiro e sem equipa.
Somos tolerantes mas caindo na real isto é como um pesadelo , ou dá um safanâo nisto tudo ou vamos esperar ansiosos que termine o seu mandato.

Nao temos confirmaçoes de saídas e entradas áparte essa extraordinaria aquisiçao do Antunes que nos pôe de agua na boca para o que aí deve vir.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 31.07.2020 às 15:06

Não obstante todos os seus defeitos, Godinho Lopes foi afastado por um golpe de estado orquestrado pelo lunático, Eduardo Barroso e o Daniel Sampaio.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 15:16

Sim estou convicto que foi assim que aconteceu o seu afastamento , mas os adeptos ja estavam pelos cabelos de verem o Sporting com uma equipa fraquissima.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 14:09

Francesch.

Longo comentário que levanta questões, que resumo com o ditado."casa onde não há pão", todos ralham e ninguém tem razão. A análise da situação do Sporting é complexa e tem raízes profundas. Na minha opinião não pode ser "fatiada" a partir de cada momento desfavorável, como o que vivemos, ou como o que vivemos com Godinho Lopes. Houve muitos mais. E muitos mais haverá.

A análise tem que sair deste ciclo vicioso. Tem que ir à raíz , tratá-la e esperar pelos seus frutos. E para isso é preciso a "paciência" do agricultor.

A actual direcção foi escolhida pelos sócios votantes, de acordo com os regulamentos, e entre as opções existentes? Foi mal escolhida? Então os sócios devem fazer uma reflexão serena, salientar pontos positivos e negativos, e estudar novos caminhos. E perceber que enquanto exercer funções devem apoiá-la, porque é assim que apoiam o clube. Quanto mais se desestabilizar, mais difícil vai ser a retoma.

Eu não quero um Sporting apenas lutador, quero um Sporting vencedor, mas tenho a consciência que não pode ser para amanhã. Não há nenhum edifício que se aguente sem fortes alicerces. E os do Sporting estão "doentes" . E o mais preocupante é que há sportinguistas que por, fanatismo, não se importam que o edifício caia.

Sem imagem de perfil

De mike1906 a 31.07.2020 às 14:30

Nação Valente, há uma coisa que eu ainda não percebi. Quais são as forças ocultas da desestabilização que para todos os insucessos servem de justificação ?

Há algum sócio destacado do Sporting a falar nas tv's, a dar entrevistas nos jornais, etc ? Mesmo após a conclusão desta época desportiva completamente fracassada ? Além de meia dúzia de tarjas colocadas pelas claques, que valem o que valem, que mais há ?

Outro aspecto é o apoio à Direção. Uma Direção será apoiada se o seu rumo for claro e lógico. Apoio incondicional e cego não devemos dar a ninguém.

Se eu vir um amigo a atirar-se para um poço devo apoiá-lo porque é meu amigo ?

Como em tudo na vida temos que ser razoáveis e há muito que esta Direção perdeu a razoabilidade.

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 15:18

Caro Mike 1906,

O problema do Sporting não começou com esta Direcção. Para não ir mais longe, quantos campeonatos ganhou neste século? E logo a seguir ao que ganhou, o Presidente da Direcção, Dias da Cunha, foi contestado, ao "primeiro mau resultado". E como estava no Sporting em serviço de missão, dando o seu precioso tempo, não teve para aturar "arruaceiros" e bateu com a porta.

Esta Direcção mau grado erros na gestão desportiva, está desde que chegou a lutar para evitar a falência do clube. Evita passar essa imagem porque é perniciosa para os mercados. Os rendimentos mais significativos têm vindo da venda de activos, mas é preciso ter a consciência que esse dinheiro não entra de imediato. O Atlético de Madrid e o Valência, por exemplo, ainda não pagaram tudo o que devem. Gerir um clube nestas circunstâncias, só é fácil, para quem não tem que gerir.

O meu caro avalia, como muitos outros, sem conhecimento concreto da situação real. Esta direcção está a tentar tirar o Sporting do poço, para usar a sua imagem. Apesar disso, em duas épocas ganhou os mesmos títulos, que a anterior em cinco. E nessa altura não vi nenhum dramatismo. Ser razoável, na minha perspectiva, é deixar trabalhar quem trabalha. Não quer apoiar tudo bem. Mas seguir a linha dos "comentadeiros" que em nome do Sporting, andam na CS, a contestar tudo, parece-me errado.
Sem imagem de perfil

De De Franceschi a 31.07.2020 às 14:43

Nação Valente,

Também sou da opinião que não podemos trocar constantemente de direcção e que é necessária estabilidade. Fora um descalabro inimaginável - à Godinho, à Bruno de Carvalho ou à Jorge Gonçalves - esta direcção deve manter-se em funções e cumprir o seu mandato. Mas convém assinalar que, para que tenhamos a tão desejada estabilidade, contribuem tanto os sócios e adeptos, com a sua tolerância, paciência e respeito democrático quando as coisas correm menos bem, como a direcção, através das acções que toma, pela capacidade que demonstra e pelo rumo que dá provas de ter definido e de querer seguir. Uma minoria de sócios, com especial destaque para as claques, que têm especial impacto mediático, não tornaram a vida fácil à direcção numa primeira fase. Essa minoria continua contra a direcção e assim continuará, independentemente do que acontecer. Aquilo que temos hoje, porém, é de outra dimensão. A direcção, com os seus falsos arranques, as suas contradições, com a instabilidade que tem marcado toda a sua vida interna, com trocas constantes de treinadores, com várias saídas dos seus integrantes no último ano, tem sido, também ela, um dos principais entraves à desejada estabilidade. O Nação Valente fala da necessidade de fortes alicerces. Totalmente de acordo. Mas era bom que se fixassem então os alicerces, com convicção do que se está a fazer, para começar a reconstruir o edifício. A oposição interna não pode justificar tudo - até porque, volto a acentuar, a oposição mais dura e mais ruidosa vem de uma minoria - quando os sócios assistem, desde que esta direcção tomou posse, à instalação e posterior dinamitação de vários alicerces - o alicerce perfeito, assim nos é garantido, é destruído para ser substituído pelo seguinte, "e este é que vai ser, vão ver", "aliás, este é aquele de vos falámos a início, nada mudou", e assim sucessivamente. Os sócios querem estabilidade e têm que ajudar a que ela exista, mas a direcção tem que mostrar igualmente que é merecedora dessa estabilidade.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 15:33

Franceschi,

A Direcção actual, para além de erros pontuais no futebol, tem, na minha opinião, dois grandes defeitos: a inexistência de uma comunicação eficaz e motivadora, e uma mensagem clara, realista e transparente. Não sabe criar ilusões. e penso que não deve fazê-lo. Considero que devia expor a realidade como ela é. Além disso tem dificuldade em lidar com a pressão.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 15:56

Caro amigo tem mais defeitos que os que descreveu , fossem so esses nao haveria tanta contestaçao.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 19:48

Pois terá mais defeitos, se o diz. Eu não tenho "defeitómetro". Agora que aqueles que apontei são fundamentais, não tenha dúvidas. Foram, ao invés, as principais virtudes do anterior Presidente e resultaram. Até o meu amigo, tão atento, se deixou iludir.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 14:46

Amigo Naçao Valente para sermos um clube vencedor primeiro temos que ser lutador e nem isso estamos a ser onde cada vez mais estamos a afastar-nos das lutas. Devagar devagarinho vamos acostumarmo-nos a esta "nova era" bastante descontextualizada do verdadeiro caminho a que pertence o nosso clube .

A verdade é que ninguem está a merecer ser defendido com tanta incapacidade demonstrada , sabe caro amigo tem coisas que nao se pode dizer aqui , mas o que consta á minha roda e conheço inumeros sportinguistas é que temos estado entregues a grupos de tesos , amadores e incompetentes e enquanto for assim nao teremos grandes saídas.

De facto nas proximas eleiçôes urge maior reflexâo , nao foi por acaso que o meu candidato foi outro mesmo que odiado por muitos mas que tambem nunca entendi porquê.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 31.07.2020 às 14:58

Qual maior reflexão qual carapuça. Será eleito aquele que mais cair no engodo dos sócios e, como sempre, se as coisas não correrem bem lá vem novamente a onda de contestação.

No caso do Varandas, começou logo no primeiro dia, nem sequer esperaram por resultados.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 15:09

O Drº Varandas tinha "historico" recorde que deu inicio cedo demais á sua campanha e isso provocou logo atritos e desconfianças , mas repare tirando essa minoria que o combate desde o inicio ,nada nem ninguem o impediu ou impede de fazer as coisas bem ou melhor do que afinal tem acontecido e se nao as fez temos que sacar conclusôes. Para o orçamento que o Sporting disponibiliza para o futebol exige-se mais.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 15:39

Amigo Julius não concordo que as equipas do Sporting não sejam lutadoras. A propósito quero lembrar-lhe, que as duas taças ganhas no primeiro ano desta Direcção, foram-no com muito mais suor que inspiração.

Até sei quem foi o seu candidato, e não sei se conseguiria vencer. O que sei é que deu muitos tiros no pé.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 16:00

Meu caro analise bem a sua afirmaçâo , com que equipa o Sporting foi a essas finais e as ganhou? , que aconteceu depois ? Mantivemos a mesma qualidade ou melhoramos essa qualidade ? Os jogadores que sairem forma minimamente substituidos por elementos de valor ?

Nao se da conta que é disso precisamente que se trata? Que ninguem está a perceber do que se está a passar?
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 19:58

A memória é curta mas dessa equipa, quem saiu? Um médio centro emprestado, Bruno Fernandes, a meio da temporada, Raphinha,(não me lembro se esteve desde o início) Bas Dost e Nani. E sabe porque saíram? Dinheiro. Bruno por 55, Bas 14 (?) Raphinha, cerca de 20. Só uma curiosidade.Quando ainda tínhamos estes jogadores (ou quase) levámos cinco, digo cinco dos "benfas".
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 20:54

Puxa caro amigo , sairam só Bruno Fernandes , Raphinha e Bas Dost , sò nao é? E quem veio para os substituir? Vai ganhar mais taças com quë agora? É disso que os adeptos se queixam e têm toda a razao , nao foi nada disto que nos foi prometido .
Temos uma Direçao que parece ter estagnado e está a transformar pouco a pouco um grande clube num clube pequeno , foi isso que foi prometido? O fuebol nao era facil, facil? Nao juraram que teriamos sempre equipas a lutar pelos menos pelos titulos? O universo sportinguista nao tem mais soluçoes ? Volto a dizer que isto de eleger tesos , incompetentes e amadores tem tudo para correr mal.
Estao estagnados , encurralados e temos que gramar isto ate final do seu mandato.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 21:02

E se levamos 5 mais uma razao que nao se podia desinvestir na qualidade da equipa pelo contrário , o orçamento que temos permite melhor qualidade daquela que agora temos , esta Direçao nao sabe como gerir 80M para uma equipa do gabarito do Sporting está claro , a nao ser que esteja ai para sair umas supresas que nos façam calar.

Algo lhe garanto, nao é nada disto que esperavamos desta Direçao e nao nos podemos calar nunca , o universo sportinguista é muito grande e terá seguramente gente com melhor conhecimento de futebol e de gestao dos orçamentos que o Sporting tem , ou o Sporting resume-se ao Dr Varandas?
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 21:47

O Drº Varandas dirige o Sporting há dois anos, em mais de cem. O Sporting na sua história teve períodos áureos e períodos de lata. Grandes vitórias, mas também grandes derrotas. Quando comecei a ser sportinguista já estavanuma fase descendente e nunca deixei de ser sportinguista.
Meu caro, os presidentes passam e o Sporting fica. Com excepção dos fundadores e dos mais recentes lembra-se de mais algum? Eu costumo dizer "com as calças do meu pai pareço um homem". Palavras, palavras, palavras, de quem não tem que agir.
Esperamos sempre muito de novas Direcções, mas nunca foram constituídas por mágicos. Ou pensa que esta vendeu activos só porque sim? A tesouraria não vive de romantismos. Apesar disso tentou segurar Bruno Fernandes até ao absurdo, Fosse ele um "pesetero" e outro galo teria cantado.
A sua posição está na linha da posição do adepto, enquanto tal, e confesso que me desilude, como pessoa que viveu os meandros do futebol.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 22:20

Meu caro numa gestao de futebol num clube da dimensao do Sporting vende-se um jogador chave por 60M e ja se tem preparada a sua substituiçao , pelo menos teriam que investir atê uns 10M num qualquer jovem sul americano ou de outras paragens com o minimo de qualidade para que se mantenha a galinha dos ovos viva. Pode defender o Drº como entender mas recordo-lhe o que ele nos prometeu , a banha que vendeu para que o elegessem e todo o prometido está a sair pelo cano.Ou ele enganou-se? Nao era isto que esperava ? Mas nao era ele que tinha soluçoes para tudo no que respeita ao futebol?

Engana-se caro amigo quando pensa que nós nao agimos , foram precisamente os adeptos e associados que correram sempre com os presidentes incompetentes .Se nao agissem algum deles ainda la estaria .
Ou os que correram e bem com o Bruno de Carvalho têm que aceitar agora tudo o que lhes meterem á frente só porque sim?
Ser-se presidente do Sporting é uma missâo ou se tem capacidade para a cumprir ou nâo , esta Direçao está a correr serios riscos de ser mais uma das muitas que foram esquecidas .

O amigo Naçao Valente mostra-se desmasiado conservador mas na minha opiniâo sera sempre mais util uma ma decisao que nao tomar nunca quaisquer decisôes, principalmente quando temos na frente a realidade do que está a acontecer.

Lapidou completamente o plantel e agora nao tem soluçao para o recuperar.

Esqueça se julga que os sportinguistas vao aceitar andar a lutar pelos 3/4/5º lugares sem que protestem veemente e exijam outra resposta da Direçâo .
E se for esse o destino que o futuro nos reserva , tem que chegar uma Direçao no acto das eleiçoes e dize-lo claramente e aí os socios que decidam depois o destino que querem dar ao clube.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.07.2020 às 23:47

Primeira correcção. Não defendo o Drº Varandas, nem deixo de defender. Foi eleito por quem votou, e se se deixaram enganar não é culpa minha. Aliás nem fui seu apoiante. Aliás diga qual o candidato que não faz promessas irrealizáveis. Lembro-me de um que até mihões de investidores "russos" prometeu. Faz parte.

Por outro lado, fui dos primeiros a criticar Varandas por despedir Peseiro, depois de uma campanha vergonhosa que começou quando ele foi anunciado como treinador. Se foi, e não duvido, treinador, também devia sentir vergonha. E outras decisões polémicas critiquei.

Segunda correcção. Se o eleito tivesse sido outro teria o meu apoio, enquanto não infringisse as regras estatutárias. E independentemente de críticas pontuais, como em relação a contratações, por exemplo, não entraria em campanhas de bota-abaixo.

O meu amigo deve viver numa realidade paralela. Diz que se recebesse 60 milhões tirava dez para uma compra. Meu caro, o Sporting foi ameaçado de insolvência. Faz ideias das dívidas que foi preciso pagar? E vou-lhe dizer mais. O pagamento da cláusula por Amorim é um acto que pode trazer vantagens, mas que pode também ser criticável no contexto financeiro do Sporting. Compreendo-o como um acto de desespero, pela pressão permanente. E se não der certo?

Uma coisa que nunca farei: é criar bodes expiatórios, como se fossem responsáveis por todos os males do Sporting, que já têm barbas. Não me lembro de nenhum presidente ser tão contestado por uma má época. Nem Godinho Lopes que não ganhou nada, e apenas foi vítima de um golpe palaciano. Também por isso, me indigno pela campanha suja, que começou no primeiro dia deste mandato. Críticas construtivas sim, campanhas sujas, não obrigado.

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 01.08.2020 às 00:11

Bem dito caro Nação Valente. Parabéns!!!

Há muitas línguas soltas no universo leonino... infelizmente, algo que vai muito além de Frederico Varandas.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 22:22

Recordo sempre os presidentes vencedores, nunca me esqueço deles , esses sim cumpriram a missâo , cometeram os seus erros mas mantiveram sempre a galinha com ovos bons.
Sem imagem de perfil

De mike1906 a 31.07.2020 às 14:18

Subscrevo na totalidade
Sem imagem de perfil

De António Vieira a 31.07.2020 às 15:06

Depois de ler 37 comentários, acho que o Sporting, tem que entrar no mundo da corrupção e da vigarice para ganhar títulos, como os outros fizeram...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 31.07.2020 às 15:07

Isso não agrada a ninguém, mas há de facto quem diga que é a única alternativa, especialmente enquanto Vieira e Pinto de Costa existirem.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 31.07.2020 às 15:11

Nao chega , aparte isso o que é uma grande verdade , tem que se ter uma equipa minimamente de qualidade que ajude a disfarçar.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo