Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A falta que faz Gelson Martins

Rui Gomes, em 28.02.18

 

mw-680.jpg

 

É algo visível a olho nu, para qualquer adepto mais ou menos informado: Gelson Martins é um dos melhores jogadores do Sporting e vai fazer muita falta à equipa de Jorge Jesus, sexta-feira (20h30, SportTV1), no clássico no Dragão.

 

Certo? Certo. Mas é possível explicar essa ausência ainda de forma mais pormenorizada, recorrendo aos números de Gelson, o grande desequilibrador do Sporting, na Liga NOS, através do serviço InStat, uma plataforma de análise e observação de jogos e jogadores.

 

E o que dizem esses números? Gelson é, de longe, o jogador da equipa de Jorge Jesus que mais "vai para cima" dos defesas adversários, ou seja, que mais dribles faz: 176 em 24 jogos na Liga, com uma taxa de sucesso de 59% (completou 104).

 

À frente de Gelson na desestabilização das defesas adversárias só mesmo Brahimi, que já tentou 269 dribles, saindo-se bem em 174 deles - uma taxa de sucesso de 65%. Atrás de Brahimi e Gelson, há outro sportinguista, actualmente emprestado ao Chaves: Matheus Pereira, que já tentou 146 dribles, sendo bem-sucedido em 87 deles (60%). E, logo depois, Rúben Ribeiro, que chegou a Alvalade no mercado de inverno.

 

 

Isto quer dizer que Gelson tenta, em média, oito dribles por jogo, mesmo em jogos grandes. Foi isso mesmo que o extremo de 22 ano fez contra o FC Porto, a 7 de Fevereiro, na 1ª mão da Taça de Portugal, no Dragão (1-1): oito dribles, com uma taxa de sucesso de 63%.

 

No mesmo jogo, só Brahimi driblou tanto: também tentou por oito vezes ultrapassar os adversários dessa forma, mas só foi bem-sucedido em 25% das tentativas.

 

Mas, mesmo enganando frequentemente os adversários, Gelson não foi dos melhores em campo contra os portistas: só conseguiu acertar um de três passes "chave" (os passes que deixam um colega na cara do golo) - aspecto em que costuma ser dos melhores sportinguistas - e não conseguiu marcar, ainda que, esta época, já leve seis golos e cinco assistências na Liga.

 

E, do outro lado do campo, há um homem que também tem desequilibrado os ataques portistas através de passes importantes: Brahimi, claro.

 

 

Sem Gelson, é possível que o substituto escolhido por Jesus possa ser outro extremo de características semelhantes: o reforço Rúben Ribeiro - em 4º no top de dribles e em 1º no ranking de faltas sofridas - ou o jovem Rafael Leão - que já na equipa B se destacava pela média de dribles: sete por jogo.

 

Mas, sem Bas Dost, o Sporting terá o ataque bem mais fragilizado, enquanto o FC Porto tem outros trunfos na manga, como Alex Telles, de longe o homem que mais assistências tem na Liga portuguesa.

 

 

publicado às 18:43

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 28.02.2018 às 20:51

Estes numeros valem pouco !!.. Ou nada, nada mesmo.
Ex: Ruben Ribeiro
Por muito que seja o quarto melhor, ninguém dá nada por ele.!!
Por exemplo : Driblou um adversário e entrega mal a bola..Efectivade de drible 100% , Importante mesmo era o passe, falhado.... E isto sao as famosas estadisticas que alguns treinadores, diga-se, conceituados utilizam e se fiam. Depois jogam à bola como as equipas de JJ ou Mourinho

Rui
-"Sem Gelson, é possível que o substituto escolhido por Jesus possa ser outro extremo de --- características semelhantes:--- o reforço Rúben Ribeiro" -
Na.na, na, impossível!!..
Um dribla parado e atira-se para o chao LOOOOOOLL!!.. O outro em corrida . Nada semelhantes

Os passes chave também tem que se lhe diga.. Também nao me convencem Apesar, de terem da minha parte uma maior aceitacao

P.S. A minha previsao da tática do JJ para a jogatana de sexta-feira à noite.
3-5-2 Anote
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.02.2018 às 22:09

Carlos,

Percebi pouco ou nada do seu comentário, mas o defeito deve ser meu:)
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 28.02.2018 às 22:29

Uff!!.. É mesmo!

Só queria dizer que nao acredito em estadisticas. Desvirtuam a realidade.
Que o R.Ribeiro é um driblador sem jeito.
E adiantei o sistema de jogo para o Dragon.

P.S. Futuramente terei mais cuidado ao escrever portugues

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.02.2018 às 22:42

Carlos,

Estatísticas não dizem tudo, mas sei por experiência própria que são importantes.

É óbvio que vasta maioria dos dribles do Rúben foram no Rio Ave, onde ele era um jogador importante. Já o mesmo não se pode dizer do que tem feito no Sporting.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 28.02.2018 às 22:55

Pois, eu acho também por experiencia própria que vários ítens dessa festa de estatísticas, sao muito enganadoras.
Precisamente essas dos dribles. Acho essa estatística superfula. Sem valor(enganadora) para o jogo em si!
Sem imagem de perfil

De Tecaneles a 01.03.2018 às 05:26

Alguém podia fazer a gentileza de me explicar o que difere de "passes decisivos" para "assistências"

Existem jogadores com menos passos decisivos do que assistências e eu sem brincadeiras não estou a ver o que eles querem dizer com isso. Para mim em conversa de rua é o mesmo, ou melhor, a assistência é sempre um passe decisivo mas o passe decisivo pode ser mais do que uma assistência. Por exemplo um jogador que faça uma excelente desmarcação para um companheiro desmarcado e esse ultimo passa a outro que marca.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 01.03.2018 às 12:15

É o passe que antecede à mesma assistência.
Explico: Golo 1, assistência 2, passe decisivo 3
Bruno(3) passa a bola ao Jorge(2) este assite para o golo Bas Dost (1)

P. S. Evaluação de xaxa, acho!..
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 01.03.2018 às 12:23

-"Por exemplo um jogador que faça uma excelente desmarcação para um companheiro desmarcado e esse ultimo passa a outro que marca." -
Simm!!.. Mas, não é necessário que seja excelente. Basta que o faça, com ou sem intenção.
É por esta razão que eu pessoalmente não me fio em todas as estatïsticas.
Ver, para crer!.
Perfil Facebook

De Mike Portugal a 01.03.2018 às 10:59

O Gelson é um dos 3 jogadores mais importantes na equipa, juntamente com Dost e B.Fernandes. Claro que vai fazer muita falta, pois o Rafael Leão pode desequilibrar mas não poderá fazê-lo durante os 90m, devido a deixar a equipa muito descompensada defensivamente.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo