Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A grande figura do jogo

Rui Gomes, em 26.06.16

 

pepe_0.pngi.jpg

 

Fico a pensar - e já não é a primeira vez - que nós, portugueses, desconsideramos Pepe por ele ser um cidadão naturalizado. Só isso explica ele ser constantemente desvalorizado e/ou ignorado, quando, na realidade, depois de Cristiano Ronaldo, ele é a grande figura desta Selecção.

 

Pode ser argumentado que ele foi o melhor em campo ontem frente à Croácia, como também já o foi em outros jogos. Aliás, a defesa esteve muito bem, considerando a qualidade do adversário. José Fonte sólido, Cédric demonstrou sem margem para dúvidas que devia ter sido titular desde o primeiro dia e o jovem Raphael Guerreiro também fez um grande jogo. Mas o "patrão", ontem e sempre, é Pepe.

 

publicado às 11:36

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


21 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 26.06.2016 às 12:32

Clap! Clap! Clap!... Pepe.

100% Rui
Sem imagem de perfil

De Marcos Cruz a 26.06.2016 às 13:06

Sem obstar à análise do Rui, com a qual concordo, acho que é merecida uma referência ao Adrien, até aqui preterido em favor do Moutinho. Foi decisivo, impedindo Modric de pensar o jogo croata, e soube dar fluidez ao meio-campo sempre que solicitado para o futebol apoiado. Tem uma intensidade que o vincula ao onze. Mostrou, além do mais, uma mentalidade de campeão, pois podia ter tremido em virtude de se saber elencado apenas face à quebra física de Moutinho mas, pelo contrário, foi dos mais sólidos e focados. É hoje um imenso jogador de equipa. Eu confesso: adorava tê-lo como capitão até ao fim da sua carreira.
Sem imagem de perfil

De PSousa a 26.06.2016 às 13:47

Sem duvida caro Rui.
Só alguém de "palas" é que pode considerar o RS o "MAN OF THE MATCH".
E apesar de até concordar que RS deve jogar, com o meio campo leonino, acho que hoje muitos adeptos do Bayern estão satisfeitos pela nomeação do miúdo, mas que a meu ver foi injusta. Nem sei como é que a UEFA decide este "titulo". Até Quaresma poderia o ser, afinal foi ele que foi o "MAN OF THE GOAL".
Enfim...
Assim como achei que CR7 não deveria ter estado na equipa da 1ª jornada, não acho que tenha sido RS o homem do jogo. Mas é a minha opinião e só isso!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.06.2016 às 15:39

O meu post não visa manifestar oposição à escolha de Renato Sanches pela UEFA, neste jogo. Uma consideração vinda do exterior e, como sempre, muito subjectiva.

O ponto que apresentei é a mais-valia de Pepe nesta equipa que é praticamente ignorada pela maioria de portugueses, sendo ele, na minha opinião, a figura mais importante depois de Cristiano Ronaldo.
Sem imagem de perfil

De Luis Vicente a 26.06.2016 às 14:20

A intensidade de Adrien.

https://scontent-mad1-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/13494795_1076902272356858_1805076546092465032_n.jpg?oh=b3ed571b0e572b3f689a840e179a0d9f&oe=57C29105

Os numeros são como o algodão,não enganam!!!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.06.2016 às 15:41

Se experimentar comentar sem palas e a espingarda na mão, talvez consiga ser um pouco mais objectivo, por difícil que seja, por ser contra a sua natureza.
Sem imagem de perfil

De AJSSB a 26.06.2016 às 19:03

As Vistas para lá do Monte (por vezes os números não são tudo)

4. Adrien e Renato. O primeiro foi essencial a secar Modric. Talvez o trabalho mais implacável alguma vez feito ao genial médio croata, ontem apenas banal. Já Renato acrescentou a imprevisibilidade que Portugal tanto precisava. Fantástico no golo.

in Record segundo Análise de Bernardo Ribeiro)
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.06.2016 às 19:57

Bernardo Ribeiro ou outro, cada um tem a sua opinião sobre este ou qualquer outro jogo. Creio que no meu breve post logo depois do jogo, e em comentários, escrevi, por outras palavras, o que é aqui citado.
Sem imagem de perfil

De AJSSB a 27.06.2016 às 00:14

Ao transpor a opinião do Jornalista Bernardo Ribeiro só pretendi dar uma resposta ao Luis Vicente, nada mais. Digamos que foi um avalizar por parte um terceiro que em principio (para mim) confere uma certa autoridade na matéria. Poderia ter individualizado da análise ao Renato Sanches,pois podia, mas assim estava e assim saiu.

SL
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 26.06.2016 às 20:45

Nao entendo porque o Sr. B.Ribeiro nao menciona o Nani !!
Ou entao, fui eu que li mal !!

Eu pergunto..e se o Nani mandasse a bola para a Lua, onde entrava o Renato ??
Vá lá, que esse mesmo... Nani.... decidiu fazer qualquer coisa genial.

Se o Renato foi fantástico, o que foram Quaresma e CR7 ??
Um desarmou o adversário, o outro fez o passe de abertura para o Renato !!..E depois do passe de..Nani... CR7 chutou, Quaresma finaliza...
Isto, depois de correrem 80 metros
O Renato limitou-se ao transporte rápida da bola e fez bem...Também pergunto, quem nao o faria com a clareira que havia à frente dele??

P.S. Nao sou anti-Renato, basta ler outos comentários meus.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 26.06.2016 às 14:49

Sem dúvida,
Grande jogo do Adrien Silva...Depois de já nao jogar à quase um mes !!
Marcou excelentemente a sua zona e anulou por completo o seu direto adversário..nada mais, nada menos que o Modric !!!

Sim, esteve mal depois quando tinha-mos bola...faltava dinamica, faltava rotina de jogo..como disse, normal para quem nao fez um sequer minuto desde à , à ..quanto tempo mesmo???
Defendendo, esteve excelente...
Se os defesas fizeram menos erros que em outros jogos......nao se esquecam, é gracas e sempre ao meio-campo!!!!!!...

P.S. Sim, o Renato e Moutinho "Man of the Match" ... LOOOOOOOLL !!
Mas, o Renato é 50 vezes melhor que o Coxinho...
Mesmo verdinho ou maduro !!!.. Renato é futuro. Benvindo Renato ..
Sem imagem de perfil

De Sofia a 26.06.2016 às 15:35

Pepe foi o homem do jogo para a Eurosport. Infelizmente, fez um jogo péssimo contra a Hungria. Precisamos sem dúvida de Pepe, mas consistente e a não jogar "sujo" - esse é o único problema que tenho com ele, não o facto de ser naturalizado, até porque o fez numa altura em que teria bastantes probabilidades de vir a ser seleccionado pelo Brasil.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.06.2016 às 15:43

Já vi que a Sofia gosta muito da palavra "péssimo", que utilizou também relativamente ao jogo de ontem.
Sem imagem de perfil

De Sofia a 26.06.2016 às 22:14

Hmm não percebi o reparo... mas mantenho ambos os péssimos. Gosto muito de Pepe e é para mim dos poucos indiscutíveis na selecção, apesar de ter momentos em que não consigo perceber porque se desvia do grande jogador que é para embarcar no pior que o futebol tem. Mas contra a Hungria, num dos jogos dos últimos anos que mais sofri pela selecção, esteve completamente desastrado. Mais alívios, falhas de marcação, uma jogada em que isola um adversário frente a Patrício...

Quando ao outro péssimo, foi um jogo horrível. Que nos pode remeter para uma discussão muito interessante sobre futebol. Li hoje um artigo na Eurosport que tomava como mote este jogo como tendo sido o pior do euro, e o jogo com a Hungria como o melhor, para falar sobre a forma com a maioria das equipas hoje em dia joga de uma forma muito disciplinada tecnicamente encaixando umas nas outras. Ninguém quer voltar aos tempos de anarquia táctica, mas ninguém amaria o futebol se a maioria dos jogos fosse o fracção do que foi o nosso ontem. Posso estar muito feliz pela passagem, mas ao mesmo tempo conseguir ver que o jogo foi pessimamente mau.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.06.2016 às 01:30

Bem... é tudo muito relativo. Obviamente que a ausência de jogo ofensivo não faz para se ver bom futebol, mas também há o outro lado as moeda.

A Hungria hoje tentou jogar aberta com a Bélgica e levou 4, e podiam ter sido mais.

A ironia que me parece que está a ser ignorada, é que a Croácia fez praticamente o mesmo tipo de jogo que Portugal. Nos 90 minutos também não fizeram um único remate à baliza. Depois, criaram 2/3 oportunidades, mas pouco mais do que isso.

Ninguém gostou de ver o futebol que foi praticado mas em análise final, conta o resultado. Não devemos esquecer 2004 !
Sem imagem de perfil

De Pedro Louro a 26.06.2016 às 16:33

Sempre os mesmos invejosos. O Renato foi o homem do jogo porque quando entrou colocou a equipa a jogar para a frente. Contagiou os colegas como faz sempre. Ninguém pode ficar indiferente a isto, só vós.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.06.2016 às 19:59

Essa do "homem do jogo", uma vez que ele nem jogou o jogo todo, é muito subjectivo. Dito isto, foi indicado logo a seguir ao jogo que o jovem esteve muito bem e surgiu a dar uma acrescida dinâmica ao meio-campo português.
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 26.06.2016 às 18:02

A UEFA divulga no final de cada jogo do Euro 2016 o «homem do jogo» que resulta dos votos dos cibernautas entre o minuto 45 e 85 de cada jogo. Assim é decidido quem é o .
Sem imagem de perfil

De Carlinha MR a 26.06.2016 às 18:45

Concordo 10000% - Pepe foi o melhor em campo.
Mas acrescento que gostei imenso da prestação de José Fonte e o Adrien foi imperial a anular Modric!

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 26.06.2016 às 20:02

Cédric teve uma missão tão difícil a cobrir Ivan Perisic, com total sucesso. Creio que nestas situações devemos evitar individualizar, uma vez que o mais importante é a equipa.
Sem imagem de perfil

De Sofia a 27.06.2016 às 04:31

Não acho que esteja a ser ignorado o jogo da Croácia, aliás não li nenhuma análise (externa) que dissesse que Portugal jogou mal sozinho ou fez anti-jogo... Ambas as equipas, com excelentes meios campos, jogaram igual a controlar-se e com medo de arriscar. Muito táctico e amarrado.

Vi o Hungria Bélgica e até marcarem o 2-0 e 3-0 em dois minutos, a Bélgica estava bem enrascada e a Hungria podia facilmente ter empatado o jogo. Depois certamente não abriria tanto.

Existem vários lados de várias moedas, mas o futebol vende pela emoção e excitação. No jogo com a Hungria passei o tempo a levantar-me para me afastar da televisão com nervos, a falar sozinha, a gritar com a bola que teimava em se desviar para dentro da baliza. Ontem o jogo simplesmente adormeceu-me e a dada altura nem olhava para a televisão, e não era pelos nervos. Sem nota artística há menos espectadores ao vivo, na TV, compra de merchandising, etc. Foi por abordar esta questão que recomendei o artigo da Eurosport.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo