Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A história não ajuda

Rui Gomes, em 21.02.15

 

soccer-history.png

 

O resultado que o Sporting traz da Alemanha não representa missão impossível, mas não deixa de ser muito complicado, especialmente considerando que só uma vez na  história conseguiu ultrapassar este défice após um jogo da primeira mão, fora de casa, em competições europeias. Aliás, é o único clube português a realizar este feito.

 

Taça/Liga dos Campeões, Taça UEFA/Liga Europa, Taça das Cidades com Feira e Taça das Taças, nada menos de 23 vezes clubes portugueses regressaram a casa com a derrota, por 0-2, na primeira mão de uma eliminatória, e foi o Sporting o único que conseguiu ultrapassar a desvantagem, frente ao Atalanta.

 

1963/1964 - Taça das Taças - Atalanta - 0-2 / 3-1

 

1974/1975 - Taça dos Campeões - Saint-Étienne - 0-2 / 1-1

 

1987/1988 - Taça das Taças - Atalanta - 0-2 / 1-1

 

1996/1997 - Taça UEFA - Metz - 0-2 / 2-1

 

2001/2002 - Taça UEFA - AC Milan - 0-2 / 1-1

 

2014/2015 - Liga Europa - Wolfsburg - 0-2 / ?

  

publicado às 04:40

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 21.02.2015 às 11:32

O que nao ajuda verdadeiramente, é a forma como se joga futebol em Portugal, geralmente..
Devagar, devagarinho e para todos os lados, menos para a baliza...

Eu li alguns comentários e no geral referiam a velocidade, intensidade, robustez, directos .... " Que ritmo louco " é a frase. .........Eu digo; o ritmo deste jogo nem foi muito alto.

O Sporting tem muitos bons jogadores, excelentes, de qualidade acima da média(maioria)



Imagem de perfil

De juliuscoelho a 21.02.2015 às 12:59

Estou plenamente de acordo Carlos essa é a principal questão do problema.
As diferenças de ritmos e intensidade do habitué dos nossos jogadores ao futebol portugues demasiado defensivo em geral das outras equipas que dá espaço para baixar demasiado o ritmo e intensidade e o salto vertiginoso para outros tipos de intensidade e velocidade como se joga na Alemanha e numa equipa muito jovem como a nossa a adaptação é mais difícil.
Estou convencido que com a tremenda capacidade técnica que os nossos jogadores têm fariam um óptimo campeonato na Alemanha após se adaptarem á velocidade desse campeonato.
Recordo muito bem que quando treinei ganhei o campeonato de distrito com facilidade porque as outras equipas jogavam mais lentos que a minha equipa e como campeão tinha que ir disputar o departamental aí e sabendo que as equipas campeãs de departamentos jogavam com ritmos mais elevados nas 3 semanas que que tive para preparar a equipa procurei e fiz vários jogos particulares com equipas de Lima as que jogavam com mais velocidade exactamente para adaptar os meus jogadores á nova realidade e fui campeão departamental.
É esse o problema de facto.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 21.02.2015 às 13:06

á gente aqui a falar do walysson do Gauld mas por muita capacidade tecnica que tenham e até que têm seria pior seriam engolidos naquele ritmo porque vêm do ritmo pastelento da 2 liga, seria o caos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.02.2015 às 18:12

Não sei o que Marco Silva tem em mente para o segundo jogo, uma vez que a situação é muito diferente, sobretudo porque não vamos ter Slimani novamente. Nunca admiti a real hipótese dos jovens serem integrados e utilizados no primeiro jogo.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 21.02.2015 às 19:57

Nao falo do Rui sei que não comentou tal hipótese mas muitos dos que comentaram o jogo aqui insistiram que a solução estava aí, puro engodo.
Walysson e Gauld dariam á equipa 15/20mt e depois???
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.02.2015 às 20:58

É a eterna de que quem não está é sempre melhor. Há pessoas que andam uma vida inteira a ver futebol e nada aprendem. Isto, sem inferir que sabemos tudo, porque não é esse o caso.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.02.2015 às 20:58

Perdão, queria dizer eterna "tese".
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 21.02.2015 às 21:41

Julius, essa do pastelento fez-me rir mas, é verdade !! LOOOLL !!

Eu sou um crítico do tipo de treino que se faz em Portugal. Tem algumas lacunas na minha opiniao e uma é precisamente o treino.... pastelento.. LOOOLL !!

Rui, Julius, lembram-se da selecao de Humberto no Europeu?? Nao tinham ponta-de-lanca. Jogavam em carrossel.. Sá Pinto, J.Pinto, L.Figo, Domingos, etc....
Era uma selecao atractiva que nos marcou...

Porque o M.Silva nao faz igual?? Acho que ajudaria, o Montero ou Tanaka, Mané, Nani, Carrillo....
Nao sei o que passou, é claro mas, o Sporting, nao é o Sporting do princípio da época!!!!!!!!!!
Ficámos de fora na taca da Liga por falta, especialmente dessa intensidade(ritmo), perdemos pontos com as equipas mais pequenas, exactamente por o mesmo motivo.
Golos, intensidade...

Tenho uma pergunta malandra :))) Qual foi o jogo... interior... do Wolfsburgo??


Imagem de perfil

De juliuscoelho a 21.02.2015 às 22:15

Carlos para responder necessitava de fazer uma exposiçao escrita longa, é uma questão de fundo.
Mas em síntese não haverá tecnologia mais avançada de treino que resista quando a maioria das equipas do campeonato portugues jogam com as linhas muito baixas e fechadas em bloco no seu meio campo dando a iniciativa á equipa do Sporting .
Com meio campo livre e porque várias vezes a bola é rechassada de qualquer forma o que obriga a quebras de ritmo constantes e é sempre o Sporting a ter que impôr o seu proóprio ritmo mas que náo é o ritmo do jogo, e os jogadores nem se apercebem que estão a impõr um ritmo baixo porque o adversário nao responde na cara.
Teríamos que ter mais equipas com maior competividade que emprestem mais intensidade ao jogo para que os nossos jogadores se habituem a estar quase sempre em ritmos e velocidades elevadas.
A culpa é mesmo do nosso campeonato ter muitas equipas sem qualidade que só conseguem ser competitivas no ferrolho á espera do erro para contraatacarem em superioridade numerica e depois sempre com estratagemas ás vezes patéticos (simulações de lesões) para o objectivo preciso de quebrar o ritmo do Sporting.
Os jogadores principalmente os jovens com menos experiência não conseguem ganhar o hábito da intensidade e pior que tudo retardam mais a evoluir e acusam naturalmente quando defrontam equipas como estes alemães que até tecnicamente nao são superiores aos jogadores do sporting mas porque têm o vicío de jogarem sempre em alta velocidade e na pressão imediata ao adversário que tiver a bola.
E faz-se a diferença.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 21.02.2015 às 23:20

Esqueci de dizer que aconteceu-nos o mesmo precisamente em Guimaraens fomos surpreedidos pelo ritmo louco de pressão e intensidade dos jogadores do Vitória mas estou convencido que a base dessa agressividade saiu do frasquinho que o Rui Vitória tem la guardado e escondido em sua casa para ocasiões especiais como aquela , de todas as formas fomos surprendidos pela alteração de ritmos e pressão e nao soubemos responder.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo