Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A "Luz" que ilumina a FPF

Rampante, em 16.03.19

 

21385595_0Tar1.jpeg

 

Escrevo este texto, motivado pelo comentário do leitor “Leão da Guia”, que comentava neste post, o facto da Selecção Nacional jogar os próximos dois encontros deste mês no Estádio da Luz.

 

Na minha opinião, é notório e demais evidente que existe uma óbvia preferência da FPF por este estádio, senão vejamos:

 

Desde Março de 2015 (último ano em que a Selecção jogou em Alvalade), até Março de 2019, a equipa de todos nós fez 25 jogos em Portugal, sendo 14 amigáveis e 11 oficiais.

 

Destes 25 jogos:

 

  • 8 foram no Estádio da Luz
  • 3 no Estádio-Fantasma de Leiria
  • 2 no Bessa e 2 no Algarve
  • 1 em Alvalade (a 04 de Setembro de 2015)
  • 1 no Estádio do Dragão
  • 8 nos restantes estádios

 

Se formos a ver apenas os jogos oficiais, então temos:

 

  • 6 no Estádio da Luz
  • 1 em Guimarães, Bessa, Algarve, Aveiro, Braga
  • 0 em Alvalade e 0 no Dragão

 

A última vez que a Selecção jogou em competição em Alvalade foi a 11 de Outubro de 2013, já lá vão quase 6 anos.

 

Exige-se que a FPF explique os motivos e se o não fizer, exige-se que os clubes exijam uma justificação junto da FPF.

 

O FCP provavelmente irá remeter-se ao silêncio, uma vez que o Estádio do Dragão já tem garantidos 2 jogos para este ano (após 3 anos de um amigável que lá se jogou).

 

Não havendo explicações públicas, é natural que as pessoas acreditem que esta preferência se dê pelos motivos que vieram a público através dos e-mails filtrados, ou seja, por haver trocas de dinheiro entre a FPF e o SLB, “pela porta do cavalo”, para além dos montantes oficiais.

 

Da minha parte, surpreende-me que nem FPF, nem SLB, tenham vindo ainda a público justificar o que para eles significa “…pagar pela porta do cavalo…”, em especial, porque esta afirmação indicia práticas ilegais de branqueamento de capitais, um crime público que a ser real, poderia levar a FPF a perder o Estatuto de Utilidade Pública.

 

Mais, surpreende-me que sendo o SLB uma SAD cotada em bolsa, nunca tenha havido por parte das entidades reguladoras, nomeadamente CMVM, qualquer questão e/ou pedido de esclarecimento, esquecendo-se porventura (ou fazendo-se de esquecida) que o crime é alargado às Instituições Reguladoras que, por mero indício, não actuem.

 

Este caso com certeza ainda dará muito que falar, até porque estes são crimes públicos e a partir do momento que a mera suspeita surja (e já surgiu na imprensa nacional) o Ministério Publico terá de actuar…

 

Poderão as Instituições tentar “esquecer” o caso, no entanto compete-nos a nós cidadãos pressionar até que haja respostas, e nesse sentido, o Sporting, como um dos principais lesados, poderá ter um papel fundamental, queira esta Direcção disponibilizar-se a isso.

 

P.S.: Podendo um jogo oficial render mais de 1 Milhão de euros (directa e indirectamente) ao “dono” do Estádio, é fácil perceber o quão apetecível é albergar os jogos da Selecção.

 

publicado às 12:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


45 comentários

Sem imagem de perfil

De chakraindigo a 16.03.2019 às 12:28

Não será por o Estádio da Luz ser o que leva mais espectadores?

É incrível a campanha negra a que o Benfica é sujeito, acerca de tudo e um fósforo, como se fosse um clubezito que o grande Sporting, sujeito a um desígnio nacional decretado para ser salvo, e o grande FCPorto, clube assumidamente corrupto, não possam suportar para não fazer sombra ao seu brilho.

Agora é porque ganha pela porta do cavalo, coisa nunca vista.

Já agora, neste link abaixo, fica provado quei houve conluio dos administrativos do Sporting, que marcaram eleições no dia errado, e obrigaram um jogo oficial da selecção a ser deslocado de Alvalade para a Luz.
Provavelmente uns vendidos....

https://www.jn.pt/desporto/interior/eleicoes-no-sporting-obrigam-a-mudar-jogo-da-selecao-para-a-luz-9553966.html

Mais uma inventona para tentar lançar lama para cima do Benfica.
Imagem de perfil

De Rampante a 16.03.2019 às 12:56

Caro chakraindigo,

"Agora é porque ganha pela porta do cavalo, coisa nunca vista."

não sou eu que o digo...
Existe um email que veio a publico, entre Domingo Soares de Oliveira e o "simples" empregado do SLB Paulo Gonçalves, que referem que além do contratado, o SLB iria receber mais 50K€ pela porta do cavalo...

Penso que o caro leitor é suficientemente inteligente para perceber o que significa isso, correcto?

Quanto à questão do numero de lugares, se for essa a razão, porque não vem a FPF dizer a público isso mesmo? Não custa nada...

Mas se é essa a justificação, que até se aceitaria para o caso de jogos oficiais, então porque ocorre a mesma preferência em jogos amigáveis? E se o factor é o numero de adeptos no estádio, então porque se foi jogar tantas vezes a Leiria que apenas comporta 20.000 pessoas?
Ou porque se escolheu jogar no Bessa um jogo oficial, onde apenas puderam estar 25.000 adeptos, ao invés de ir jogar ao Dragão que levaria o dobro... isto tendo em conta que o que importa é o numero de adeptos...

E se se escolhe o Estádio da Luz por levar mais adeptos que o de Alvalade, então diga-me o numero de jogos jogados na Luz que tiveram mais adeptos do que a capacidade do Estadio de Alvalade.

Meu caro... podem haver várias justificações que se aceitem... a do numero de lugares não é com certeza... e enquanto não houver uma justificação oficial e/ou extremamente lógica, é óbvio que o "simples" adepto como eu, é obrigado a acreditar que a "porta do cavalo" poderá ser factor determinante.

Cumprimentos
Rampante
Sem imagem de perfil

De chakraindigo a 16.03.2019 às 13:06

Essa minha frase era irónica/sarcástica, é óbvio que as práticas transversais do universo empresarial português (e não só) comportam sacos azuis, off-shores, facturas falsas, e outros estratagemas para benefícios diversos.

O que me parece, é que, caso se usem essas praticas na FPF, isso é independente do Estádio em causa, quando toca a dinheiro todos têm a mesma religião, logo deduzo que seja pelo numero de espectadores.

Se não for, será por melhor relacionamento, porque sim ou outra coisa qualquer.

O que não acho curial é tentar demonizar o Benfica porque a Federação escolhe a Luz - talvez até seja superstição, sei lá eu.
Imagem de perfil

De Rampante a 16.03.2019 às 13:20

Independentemente de ser SLB, SCP ou Porto, os sacos azuis são inaceitáveis, mesmo fazendo eles parte da "nossa" cultura...

Só porque é um clube, não podemos desculpabilizar, senão como temos depois moral para acusar um politico quando ele faz o mesmo?

E para que precisa a FPF pagar "pela porta do cavalo" a um clube se em termos de carga fiscal a FPF nada ganha com isso?

Mas vamos mais além:
Se a FPF pode pagar "pela porta do cavalo", então é porque recebeu de igual forma e assim outras questões podem surgir:
- Quem anda a pagar à FPF "pela porta do Cavalo"? são empresas? são empresários? são clubes? e quem paga, paga-o a troco de quê???

meu caro... eu apenas levanto o véu... nada contra o facto de ser o SLB em particular... mas uma coisa lhe garanto... este véu que aqui levanto, dá origem a muito mais questões, do que respostas que qualquer um de nós aqui poderá dar.
Sem imagem de perfil

De chakraindigo a 17.03.2019 às 12:19

A questão levantada no post prende-se com a prefrencia da FPF pelo estádio da Luz para jogos da selecção.

A unica explicação logica que encontro é pela lotação, que garante maior retorno financeiro.

Outras explicações podem ser encontradas, desde as que sejam do foro do sobrenatural, outras por algum tipo de favorecimento.

O mundo do futebol está cheio de práticas pouco éticas, e até ilegais, e como se sabe todos "mamam" desta teta - vejam-se grandes dirigentes do futebol mundial suspeitos e condenados por corrupção, por isso muitos véus existem para levantar.

Sou o 1º a não pôr as mãos por ninguem no futebol ´, mas não se vejam fantasmas em tudo - e se algum clube se sente prejudicado que exerça pressão para rectificar.

O curioso, é que até aos anos 80, o Estádio da Luz, embora sendo muito maior do que os outros, raramente era palco de jogos da selecção.
Sem imagem de perfil

De João Eduardo a 17.03.2019 às 00:44

Há uma questão de princípio que refere com a qual estou plenamente de acordo: os jogos da seleção deviam ser distribuídos, tanto quanto possível, por todo o pais, devendo evitar-se a concentração em Lisboa e Porto.

Posto isto, mais nada faz sentido nas questões que levanta e, a maioria delas, baseadas em informação errada.

Já aqui publiquei uma notícia do Record com os contornos dum contrato entre a FPF e o Benfica para a realização dum jogo da seleção em 2016, no valor base de 135 mil euros, acrescidos dum extra pela lotação no valor de 50 mil euros. Como vê não há nada na "porta do cavalo" de 50 mil euros, estavam no contrato, homem!

Estamos portanto muitíssimo longe de 1 milhão de euros das suas contas…
Mas tenhamos a noção que são os clubes que cedem os seus estádios que prestam um serviço à FPF e não o contrário.
De resto nunca se ouviu qualquer reclamação do SCP, talvez porque de facto não seja um negócio assim tão bom…

Mas, convém esclarecer alguns aspectos errados nas suas contas:
1. Toda a publicidade feita durante os jogos da seleção é contratada pela FPF e nada vai para o clube, obrigando até a tapar a publicidade dos patrocinadores do clube;
2. Os direitos de transmissão são todos da FPF e nada vai para o clube;
3. A exploração dos bares e restaurantes está toda concessionada, o clube não gere nenhum destes espaços pelo que não tem maior benefício com isso;
4. Admitamos algum incremento residual nas vendas da Loja do Benfica… mas são apenas os benfiquistas que lá compram, não os outros, e se não for naquele dia de jogo será noutro ou numa qualquer Casa do Benfica…

E acredite numa coisa: nem nos jogos do Benfica com casa cheia a receita chega a 1 milhão de euros (talvez apenas em alguns jogos europeus isso aconteça) porque apenas cerca de 30% dos lugares são postos à venda, os restantes são RedPass e outras reservas.

Na verdade, este é um não assunto.
Imagem de perfil

De Rampante a 17.03.2019 às 11:14

"Posto isto, mais nada faz sentido nas questões que levanta e, a maioria delas, baseadas em informação errada."

Que informação errada é que eu disponibilizo... diga lá sff...

1 - Valor de "aluguer" - Já lhe mostrei o exemplo de um jogo em que o valor podia ir aos 275.000€ directamente;

2 - Refere o amigo que "como vê não há nada na porta do cavalo"... Mas estamos a brincar ou a discutir a sério??? se alguém diz EXPLICITAMENTE que paga X de contrato MAIS Y pela porta do cavalo, quer agora vc convencer-me que esse Y era de valores do contrato???
Estou aqui com agrado a discutir o assunto... mas vamos ser sérios, porra!!!

Mas vamos agora aos seus pontos:
1 - Se ler BEM o que escrevi, vai ver que coloquei que esses eram valores indirectos... e por acaso até referi que era a publicidade estática... diga-me em que jogos da selecção no Estádio da luz, é que foram tapadas as publicidades das cadeiras por exemplo...

2 - Nem sequer falei de direitos de transmissão, mas OK...

3 - O estádio da Luz possui um total de 55 bares... mesmo concessionados é óbvio que o SLB ganha com isso... quer seja por % de receitas, valor fixo por jogo ou ambos. Como é lógico o SLB não disponibiliza gratuitamente os espaços... mais uma vez lhe digo... vamos ser sérios a discutir...

4 - Não tenho dados concretos acerca deste montante, mas em jogos que já fui da Selecção eu vi as lojas com um movimento caótico... e era assim durante todo o dia de jogo, não apenas à hora... muitos dos "compradores" eram estrangeiros, pelo menos nas horas mais matinais... Apesar de não ter dados, é óbvio que existe um incremento de receitas... e olhe que não devem ser tão residuais quanto isso...

E mais...
Receber jogos da Selecção é efectivamente um destaque financeiro positivo... e não sou eu que o digo... é o próprio SBL nos seus relatórios e contas anuais, que faz sempre um paragrafo de destaque a esses eventos.

... e ainda mais...
a partir do momento em que escreve: "nem nos jogos do Benfica com casa cheia a receita chega a 1 milhão de euros" só lhe posso recomendar que consulte os R&C do SLB e depois sim, venha discutir seriamente e com dados concretos.


Cumprimentos
Rampante
Sem imagem de perfil

De João Eduardo a 17.03.2019 às 12:02

Caro Rampante,

Insisto que a sua análise parte de dados errados e que em nenhum caso documentou, apenas faz referencias a lixo publicado nas redes sociais em clima de confrontação que a sua tempo a justiça tratará de julgar.

Então…

1. Essa sua forma de usar a "receita indirecta" não tem qualquer base real e dá para tudo, não tem forma de a medir. Até podia dizer que a receita indirecta são de 30 milhões… e ficávamos na mesma.
Aquilo que se sabe e pode comprovar é um valor fixo de 135 mil euros e uma variável que nunca será superior a 65 mil euros tento atingido o máximo de 50 mil euros.
Isto é a realidade, tudo o resto é ficção. E até lhe digo que a despesa, já agora directa e indirecta como gosta de dizer, que o Benfica tem que suportar por causa dos jogos da seleção anula na prática o valor que recebe (alterações no estádio, limpeza, despesas com pessoal, etc, etc…).

2. Já lhe disse, a utilização duma expressão infeliz, eventualmente usada num documento roubado, cuja veracidade não está provada, divulgada num canal de clube rival numa campanha de adulteração comprovada de e-mails, não prova absolutamente nada, até porque o valor em causa, de 50 mil euros, está incluído no texto dos contratos formais, segundo a notícia do Record e da Sábado.

3. Não invente, vamos lá ser sérios a discutir… Os bares do estádio são todos dados em concessão no início de cada época desportiva por um VALOR FIXO e os concessionários assumem os riscos da sua exploração, não se sabendo nessa altura quantos jogos se realizarão, para além do campeonato.
O Benfica não recebe nem mais um cêntimo quando a receita sobe, nem menos um cêntimo quando a receita desce.

4. Sim, o Benfica tem que tapar a publicidade estática TODA, incluíndo nas cadeiras, que faz sempre colocando cartolinas para distorcer as imagens e isso é bem visível nas emissões televisivas antes da entrada do público.

5. Em qualquer dia de jogo a Loja do Benfica fica com um "movimento caótico" não é preciso ir lá a seleção jogar. E até durante a semana tem sempre muito movimento e até de estrangeiros, muitos adeptos do Benfica e outros pela simples recordação. E não são de certeza os sportingistas, portistas ou outros que vão lá fazer compras, são os lampiões de todo o lado! Que se não comprarem lá compram nas outras lojas, na Baixa, em Odivelas, no Porto, ou nas 300 Casas do Benfica espalhadas pelo mundo… ou ainda na Loja Online.
Não compram por causa da seleção, compram por causa do Benfica, homem!

Vamos lá deixar de brincar com coisas sérias, que nem assunto são.
Não compensa mesmo nada, por mim os jogos bem podiam ser todos em Alvalade.

Imagem de perfil

De Rampante a 17.03.2019 às 13:01

"Vamos lá deixar de brincar com coisas sérias, que nem assunto são."
Gostava de saber se possui a mesma opinião em relação às suspeitas que existem sobre alguns políticos da nossa praça e suas alegadas fraudes... ou se esta desculpabilização é exclusivamente para agentes desportivos...
Mas bom, isso é assunto para outros textos que não este... e por si, já vi que estou a falar para uma parede, logo, nem adianta perder mais tempo...

"Não compensa mesmo nada, por mim os jogos bem podiam ser todos em Alvalade."
Pois, vc com o conhecimento que está a demonstrar, e com tantas certezas acerca do que compensa ou não para o SLB os jogos da Selecção, nem sei como não vai ter com LFV e lhe mostra isso mesmo, já que vc parece saber bem mais que eles...

PS: ainda adianto as seguintes notas aos seus pontos:

Ponto 2 - de repente, após ler a sua argumentação, tive a noção que estou a falar para ou para uma parede, ou para alguém que se quer fazer de muito estúpido... a desonestidade demonstrada nesse seu ponto é simplesmente surreal... só comparada aos argumentos normalmente utilizados pelo comentador Pedro Guerra.

Ponto 3 - Gostava de saber onde foi buscar essa certeza do valor fixo... é por conhecimento ou porque lhe apetece pensar que é assim???

Ponto 5 - Vou ali rir-me e já volto... pode ser?


Meu Deus... daqui a pouco vai começar a dizer que receber a Selecção é uma obra de caridade do SLB, que assim ajuda a FPF que não consegue colocar a Selecção a jogar em mais lado nenhum, já que isso é altamente lesivo para o proprietário do Estádio... Abençoado LFV que aceita a contra-gosto ceder a Luz à FPF... abençoado seja o Homem... Amém...
Sem imagem de perfil

De João Gonçalves a 16.03.2019 às 12:47

Gostava de ver dois aspectos do texto serem fundamentados:
- Que o Benfica recebe dinheiro da FPF pela porta do cavalo.
- Que um jogo da Selecção dá 1 milhão de euros ao dono do recinto.
É que é muito fácil escrever. Fundamentar, provar, já é mais difícil...

Já agora, também não acho bem a discrepância no número de jogos na Luz e noutros estádios. Vejo uma única atenuante: 64.000 lugares, contra 53.000 mas também não me parece que sirva sempre de justificação.
Imagem de perfil

De Rampante a 16.03.2019 às 13:13

Caro João Gonçalves, respondendo:

"- Que o Benfica recebe dinheiro da FPF pela porta do cavalo."
Nos e-mails publicados poderá encontrar lá essa informação bem visível, quer nos e-mails de Domingos Soares de Oliveira, quer nos e-mails do "simples funcionário" Paulo Gonçalves.


"- Que um jogo da Selecção dá 1 milhão de euros ao dono do recinto."
O que eu escrevi foi que podia render mais de 1M€ directa e indirectamente...
Mas vamos lá a contas:

Directamente:
- 275K€ por contracto directo com a FPF

Indirectamente:
- Publicidade fixa do estádio (que vai para o clube e não para a FPF);
- 25% dos lugares de tribuna e lugares VIP que o clube pode vender com receitas para si (lugares mais caros);
- Exploração de cantinas, bares e ambulantes dentro do estádio;
- Diferencial de aumento de fluxo nas lojas de clube, museu, etc, em dia de jogo, incluindo merchandise do clube e selecção vendido nesses mesmos locais;

Além destes valores que certamente farão em muitos jogos ultrapassar o 1M€, existe ainda o aumento de exploração de imagem do estádio, o que fará aumentar o seu valor em casos futuros de venda do naming do estádio (algo que o SLB por exemplo esteve a negociar).

"É que é muito fácil escrever. Fundamentar, provar, já é mais difícil..."
O caro João Gonçalves já anda aqui à tempo suficiente para saber que os meus textos têm por base fundamentos/provas e não simples bate-bocas...

Espero que tenha ficado elucidado...

PS: note que eu nem somei a este valor os valores a entrar pela "porta do cavalo", pois acredito bem que esses valores nem o SLB os veja... devem antes ter servido para pagar casamentos, ou apoiar a construção de igrejas e capelas em quintas privadas.

Cumprimentos
Rampante
Sem imagem de perfil

De Borges Coutinho a 16.03.2019 às 13:47

Caro Rampante.... mas um milhão?? Admita por favor que este arredondamento está extremamente sobre-estimado.

Corte ao meio que certamente se aproximará mais, e por defeito!

PS Há uns tempos alguém de dentro do Benfica me disse que o valor pago pelo aluguer do estádio, após impostos e despesas com consumíveis, dá pouco menos de 100 mil euros de lucro ao clube. Se é verdade não sei, mas tendo a acreditar mais nestes valores.
Imagem de perfil

De Rampante a 16.03.2019 às 14:12

Caro Borges Coutinho,

não vou estar aqui a esmiuçar ainda mais as contas, até porque podia ficar surpreendido ao ver que em alguns jogos ultrapassaria facilmente o milhão.

Mas eu faço-o pensar com as seguintes questões:
- Sabe que no Estádio da Luz existem 7.000 lugares marcados como VIP;
- E que existem 156 camarotes;
- Ora, por contrato o SLB recebe 25% da exploração destes lugares
- Sabia quanto custa um lugar VIP (não camarote) para um jogo da selecção?
- E um camarote?

Quer fazer contas?
Deixo aqui um link da FPF, onde possui vários preços para o ultimo jogo na Luz
https://www.fpf.pt/Portals/0/pack-hospitalidade-ITALIA.pdf

Faça contas e depois diga-me se é difícil chegar ao Milhão...

E isto sem contar com o incremento na publicidade estática, receitas de bares e cantinas, merchandise vendido nas lojas do SLB, incremento de visitas ao museu em dia de jogo, etc...

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.03.2019 às 14:51

Caro Borges Coutinho,

Esses ditos 100 mil euros é uma valor para inglês ver.

Mas indo um pouco mais além, há outras considerações importantes, a exemplo de prestígio, imagem e publicidade.
Sem imagem de perfil

De Borges Coutinho a 16.03.2019 às 16:21

Isso são contas de merceeiro, Rui (e já agora, dirijo também este comentário ao Rampante), como bem sabe.

E o desgaste do relvado? E das cadeiras? E a conta da luz? E da água?

Não duvido que os clubes ganhem qualquer coisa por receber a seleção nos seus estádios, mas provavelmente nem para pagar o ordenado mais alto do MVP dará.

Quanto à questão de princípio, repito que estou de acordo. Descentralização em (quase) tudo e (quase) sempre.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.03.2019 às 16:54

Só falta dizer que o "glorioso" paga para ter os jogos, pelo puro prazer.

Porque será que tudo quanto é inconveniente para o SLB vai parar ao mesmo caminho???
Sem imagem de perfil

De João Eduardo a 17.03.2019 às 01:08

Outro dado que está a utilizar erradamente: o SLB não "recebe 25% da exploração" dos lugares VIP e de camarotes que refere. O clube tem direito a ficar com 25% desses lugares, o que é coisa bem diferente porque não os pode vender.
Nos jogos da seleção a totalidade da receita de bilheteira, seja ela VIP ou popular, é da FPF.
O clube utiliza os 25% desses lugares de que pode dispor para receber os seus próprios convidados e patrocinadores, não gera qualquer receita.

Sejamos rigorosos com as informações.
Imagem de perfil

De Rampante a 17.03.2019 às 10:18

Caro João Eduardo,

creio que o caro é bom entendedor, já que tem estado a querer discutir de forma saudável e com alegados factos e convicções... gosto disso...

...logo sendo bom entendedor, se ler novamente perceberá que eu coloquei as receitas desses lugares como sendo receita indirecta e não receita directa... certo? percebe isso? e percebe o conceito de receita indirecta, certo?

Ora, o caro amigo até refere que esses 25% de lugares serão usufruídos por convidados e patrocinadores... logo, compreenderá, que o SLB recebe indirectamente um valor por essa disponibilização de ocupação... certo???
Como estou com paciência, vou ser ainda mais incisivo:
- Quanto está uma empresa disposta a pagar se apenas tiver acesso a jogos do campeonato?
- Quanto paga a mais, se o clube estiver na Liga Europa?
- E se for antes na Liga dos Campeões???
É esta diferença que são consideradas receitas indirectas para o clube, neste caso, motivadas pela boa performance desportiva. O mesmo conceito se aplica aos patrocínios, publicidades, concessões, etc...

Parece lógico até aqui não é?

Então e se o Estádio for utilizado 2 vezes por ano para jogos da Selecção e nesses jogos estiver incluído o usufruto dos camarotes empresa e/ou lugares VIP, não é igualmente lógico pensar que à empresa será cobrado um pouco mais de valor??? Ou só os jogos do SLB é que têm valor acrescentado?


E atenção, quando digo o SLB, digo qualquer dono de Estádio que receba jogos da Selecção...
Sem imagem de perfil

De João Eduardo a 17.03.2019 às 12:21

Caro Rampante,

Não devia escrever sobre aquilo que não sabe, não lhe fica bem e deixa-o muito mal…

Então… de facto escreveu que o Benfica recebia 25% da "receita de exploração" dos camarotes VIP.
Ora, receita da exploração é receita directa e não indirecta. E só por isso demonstra que não sabe do que está a falar.

Mas a realidade é bem diferente. Tome como exemplo um caso concreto que bem conheço: uma dada empresa adquire um camarote de época para levar os seus colaboradores, fornecedores e clientes ao futebol.
Tem 20 lugares incluídos e, quando joga a seleção este camarote é utilizado em FPF. O Benfica apenas pode reservar 5 destes 20 lugares, que não pode vender, e que vai redistribuir pelos possuidores de camarotes anuais.

Não há qualquer venda extra, nem pode haver, já lhe disse que o clube não pode cobrar bilheteria, seja de que forma for, vai toda para a FPF.

A única coisa que faz é garantir apenas alguns lugares para quem, sem saber quantos jogos iria ter, comprou um camarote no início da época.
Sem imagem de perfil

De antonio a 16.03.2019 às 17:16

Caro Rampante

Posso assumir qur ouviu dizer ou que viu escrito algures essa história da porta do cavalo? Ou foi o caro que leu o email na íntegra?
Imagem de perfil

De Rampante a 16.03.2019 às 18:23

Caro António,
Se for leitor frequente deste espaço, concerteza saberá a resposta a essa questão...

Caso seja um "novo" leitor, recomendo-lhe que leia os meus textos anteriores e de igual forma perceberá qual a resposta a essa pergunta.

Por fim, se preferir obter informação na fonte original, pode sempre "googlar" por este tema que concerteza obterá a mesma resposta.
Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 16.03.2019 às 19:04

Caro Rampante, a expressão "porta do cavalo" não significa obrigatoriamente algo ilegal ou até não ético. É uma expressão que tem inúmeras interpretações e se me permite, eu não acredito que a FPF faça pagamentos por debaixo da mesa, como o seu post insinua. Qual o seu interesse? E do Benfica? Por razões fiscais não seria, com certeza. Então que razões existiriam para branquear capitais?

Posso deixar-lhe algumas sugestões. Há inúmeras trocas de quantias entre as duas instituições ao longo do ano em que uma ou duas podem anular outra. Isso não é ilegal. Mas pode chamar-se pela "porta do cavalo".

Se eu lhe dever 1000 euros e o Rampante dever-me 500 euros podemos resolver o assunto com um chamado "acerto de contas". Também posso dizer que lhe paguei 500 euros pela "porta do cavalo".
Imagem de perfil

De Rampante a 16.03.2019 às 19:39

Olá João Carvalho,

a sua "defesa" vale pela tentativa e se me permite a brincadeira, aposto que com tamanha imaginação, o caro teria lugar na equipa de defesa de um conhecido politico que agora vive lá para os lados da Ericeira...

A expressão "entrar/sair pela porta do cavalo" é uma expressão portuguesa que sempre ouvi de Norte a Sul de Portugal, e sempre que a ouvi foi no sentido de se conseguir algo ou de se fazer algo, de forma obscura, dissimulada ou ilegal...
Aliás a origem da expressão tem esse mesmo sentido e se por curiosidade for consultar um qualquer dicionário do léxico português, verá sempre que esta expressão possui o exacto contexto que eu atribui no texto...

Quanto à solução que o caro apresenta (ser um acerto de contas), posso dizer-lhe que em cerca de 20 anos de convivência diária com empresários, economistas e auditores, nunca ouvi alguém se referir a "acerto de contas" com tal expressão, e olhe que o meio financeiro é um meio onde a imaginação abunda bastante no que toca a arranjar metáforas... nem nas pequenas e micro empresas, onde as pessoas possuem discursos mais "populares" e menos técnicos, ouvi essa expressão nesse contexto...

Vamos ser sinceros... o caro João Carvalho acredita mesmo no que escreveu??? ou foi apenas uma vã tentativa de justificar algo que efectivamente carece de justificação??

PS: por curiosidade, e fazendo ligação com a piada inicial, posso dizer-lhe que em depoimento houve uma testemunha que afirmou que o tal politico que agora vive na Ericeira, recebia "pela porta do cavalo", numa clara alusão ao facto do dinheiro passar de mãos de forma ilícita e escondida.
Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 16.03.2019 às 20:17

A expressão "sair ou entrar pela porta do cavalo" é uma expressão antiga que não está nada relacionada com ilegalidades.

Pode ter a ver, neste caso particular, com soluções astuciosas, mesmo manhosas, mas que não serão necessariamente ilegais, muito menos consubstanciem fugas ao fisco ou branqueamento de capitais.

O UK está a tentar sair da União Europeia pela "porta do cavalo", mas não acredito que isso seja fuga ao fisco ou branqueamento de capitais.
Mas com os bifes nunca podemos estar seguros!!
Importante é não deixar o cavalo fugir.

Posso dizer-lhe que acertos de contas existem todos os dias, em todas as empresas e eu sei do que falo pois já tive várias empresas. E nunca cometi nada de ilegal.
Acertos de contas existem todos os dias, até na nossa vida privada e isso não é branqueamento de capitais nem fuga ao fisco.

Bem, se um electricista fizer reparações em minha casa e eu pagar-lhe em bens de consumo, ou até com uma consulta grátis, isso pode consubstanciar fuga ao fisco da sua parte, "in stricto sensu". Mas ninguém de boa fé levaria isso a sério.

Mas tem razão numa coisa, "pela porta do cavalo" pode de facto significar algo de ilegal, fuga ao fisco ou mesmo branqueamento de capitais em casos especiais. Mas sinceramente neste caso não acredito atendendo ás empresas que são.

Quanto à Ericeira, não conheço nem sei do que fala.
Imagem de perfil

De Rampante a 17.03.2019 às 10:22

Caro João Carvalho,

eu escrevi:
"A expressão "entrar/sair pela porta do cavalo" é uma expressão portuguesa que sempre ouvi de Norte a Sul de Portugal, e sempre que a ouvi foi no sentido de se conseguir algo ou de se fazer algo, de forma obscura, dissimulada ou ilegal..."

Apesar de este não ser um blog de língua portuguesa, desafio-o a mostrar-me um exemplo de uma qualquer publicação (livro, jornal, texto, etc...) onde tenha sido utilizada a expressar "entrar/sair pela porta do cavalo", sem ser no âmbito que eu refiro...

Abraço
Rampante
Sem imagem de perfil

De Borges Coutinho a 16.03.2019 às 13:39

Também estou em desacordo, e o facto de a Luz ser o maior estádio de Portugal não pode justificar esta opção.

A seleção é Portugal, deve ir a Aveiro, ao Algarve, a Coimbra, ao Minho, ao Porto.... se me causa alguns pruridos que dois jogos consecutivos sejam em Lisboa, serem ambos no mesmo estádio ainda me parece mais incorrecto.

A rever pela FPF.
Imagem de perfil

De Rampante a 16.03.2019 às 13:52

Pessoalmente defendo que os jogos amigáveis devam ser distribuídos pelos vários recintos desportivos de Portugal, até porque receber a Selecção é uma festa...
Neste jogos amigáveis, até de deveria evitar os principais estádios de Portugal, por forma a fomentar a melhoria dos Estádios com menores condições.

Quanto a jogos oficiais, compreendo que existam limitações, no entanto o País investiu muitos milhões no Euro2004 para ficar com 10 Estádios "modernos", pelo que fará sentido os vários jogos oficiais da Selecção, se dividirem entre estes 10 Estádios.

Nos próximos 4 jogos, a Selecção vai estar em 2 cidades (Lisboa e Porto) e utilizar 2 Estádios (Luz e Dragão)...
Para evitar deslocações pelo País, podia a selecção manter a concentração nestas cidades e optar por utilizar 4 Estádios (Alvalade e Luz em Lisboa, Bessa e Dragão no Porto)... e mesmo no Porto, dada a proximidade, se não fosse no Bessa ainda poderiam recorrer ao de Braga, ou mesmo Guimarães, sem afectar o estágio da Selecção.

Resumindo, mantendo o foco nas zonas de Lisboa e Porto, a FPF podia ter optado por utilizar 4 de 6 Estádios disponíveis, ao invés de optar por apenas 2... e desta forma, distribuiria de forma mais equitativa os dinheiros envolvidos...
Sem imagem de perfil

De Borges Coutinho a 16.03.2019 às 13:58

Totalmente de acordo.

Além de que se convencionarmos que a descentralização é sempre desejável, o exemplo tem de vir de todos os altos quadrantes.

Saudações "luminosas"!

Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 16.03.2019 às 14:04

É incrivel que certos adeptos do benfiquistas reclamem de uma campanha negra conta o seu clube e continuem a apoiar quem está à frente do clube.

LFV só teve alguma contestação quando o Benfica andou em 3º lugar, mas logo que se comece a ganhar, rapidamente se esquecem dos esquemas, e-mails, missas, e-toupeiras, etc.
Imagem de perfil

De Rampante a 16.03.2019 às 14:25

O que me impressiona, é que o que é muitas vezes alegadamente associado a LFV é "perdoado" e "desculpado", pelos mesmos que exigiriam a decapitação em praça pública, se tais actos fossem associados a um qualquer politico da nossa praça.

O futebol é realmente a "droga" preferida do povo!
A lucidez é totalmente perdida.
Sem imagem de perfil

De contundente. a 16.03.2019 às 14:59

"Exigiriam" é futurar.
E sem pôr em causa os seus conhecimentos sobre valores auferidos pelo clube disponibilizador do estádio, já tenho certas reservas que saiba a vontade dos benfiquistas antes de acontecer.
Quanto aos jogos da selecção na Luz, (maioritariamente realizados,) por mim e pela quase totalidade dos benfiquistas podem passá-los para Alvalade que pouco ou nada nos incomoda.
O que os benfiquistas querem, na Luz ou em Alvalade, é ver a selecção a evoluir com os jogadores do Benfica.
Cumprimentos e resto de um bom fim-de-semana.

Sem imagem de perfil

De João Gil a 16.03.2019 às 14:07

É um não tema. Deixem lá a FPF marcar os jogos da seleção para onde bem entenderem. O estádio da luz tem mais capacidade que o de Alvalade. Parece normal a preferência pela luz, para os jogos em Lisboa. É um estádio com um campo mais bonito que o de Alvalade e onde a proximidade ao relvado, o formato e inclinação das bancadas proporcionam um espectáculo mais vivo e mais grandioso. O estádio de Alvalade actual é, nesse capítulo, inferior ao estádio da luz e inferior ao antigo estádio de Alvalade. Dos três grandes, o estádio de Alvalade é de longe o menos interessante e menos impactante. O Sporting teve o azar de dar o projecto a quem deu e saiu uma taveirada daquelas que faz o Sporting perder claramente na comparação com os maiores rivais. Até no estádio, em vez de andarmos para a frente andámos para o lado.
Imagem de perfil

De Rampante a 16.03.2019 às 14:22

Sim... vamo-nos concentrar no design, nas cores, na beleza e demais acessórios e esquecer o que realmente importa... os dinheiros envolvidos e alegavas ilegalidades associadas...

Se a questão for de estética, a FPF que venha a publico assumir essa escolha e depois podemos aceitar ou criticar... ma não... não existem justificações...

O que existe são suspeitas de pagamentos por parte da FPF ao SLB, de montantes não declarados... e isso para mim vai além da justiça desportiva... exige-se (não sou eu, mas a Lei) que se clarifique, pois estamos perante suspeitas de branqueamento de capitais por parte da FPF.
Sem imagem de perfil

De Senhorsousa a 16.03.2019 às 14:34

Conclusão:
O Benfica é o culpado pela gravissima crise do Sporting, não fosse o Benfica, todos os jogos da seleção seriam em Alvalade e, assim, estariam resolvidos todos os problemas (os do Bruno e os outros).
É preciso ter veregonha na cara, fizeram um estádio feio, desconfortável, ultrapassado e, o Benfica é que tem culpa.
Peçam responsabilidades ao Taveira!
Sem imagem de perfil

De Senhorsousa a 16.03.2019 às 14:36

"vergonha"
Imagem de perfil

De Rampante a 16.03.2019 às 15:14

Felizmente sempre vão aparecendo por este blog alguns comentadores declaradamente benfiquistas com os quais é prazeroso ter uma discussão, mesmo com pontos de vista totalmente opostos...

Sempre dá para contrapor com estes néscios que por aqui populam de vez em quando, como é o caso do Senhorsousa...
Sem imagem de perfil

De Senhorsousa a 16.03.2019 às 15:35

Sabe quantos espectadores estiveram na Luz esta época?
Já ultrapassou UM MILHÃO!
E em Alvalade?
Pense...!!!
Sem imagem de perfil

De contundente. a 16.03.2019 às 18:25

Senhorsousa.
Sou benfiquista ,mas isso não é argumento.
Os espectadores na Luz são os adeptos que vão apoiar o clube e não tem nada a ver com a selecção.
Com a selecção, irão ou não. Ou melhor; os que acompanham a selecção vão vê-la onde ela jogar.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 16.03.2019 às 15:09

Certo. Isso é muito importante para o Sporting. Ah, e o branqueamento de capitais. O capital quer-se preto e não branco, pois claro.
Sem imagem de perfil

De João Eduardo a 16.03.2019 às 23:41

"Sabe quanto custa arrendar o Estádio da Luz para um jogo?
Contrato entre Benfica e FPF divulgado na Internet

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) pagou ao Benfica 185 mil euros para que a Seleção Nacional jogasse no Estádio da Luz o encontro com a Estónia, de preparação para o Euro'2016, disputado a 8 de junho desse ano, e que terminou com uma vitória por 7-0 da equipa das quinas. O alegado contrato foi também divulgado na internet.
O acordo previa o pagamento base de 135 mil euros, aos quais se acrescentaria um extra em função do número de espectadores, até um máximo de 65 mil euros, caso estivessem mais de 60 mil pessoas a assistir à partida. Os dados oficiais indicam que o jogo teve 52.506 espectadores, o que representou mais 50 mil euros." notícia do Jornal Record
Imagem de perfil

De Rampante a 17.03.2019 às 10:36

"Sabe quanto custa arrendar o Estádio da Luz para um jogo?

Por acaso,sei... segundo os e-mails divulgados...

Olhe por exemplo para o jogo de Portugal X Hungria de 2009...

- 200.000€ directamente
- mais 75.000€ se estiverem mais de 60.000 pessoas

...e neste caso em particular posso contar mais 50.000€ "pela porta do cavalo", como vem referido no e-mail...

Ora, este jogo foi há 10 anos... é natural assumir que entretanto os valores tenham subido um pouco...
Sem imagem de perfil

De João Eduardo a 17.03.2019 às 12:07

Refere-se a um jogo de 2009 e a notícia a um jogo de 2016, no valor total de 185 mil euros.
Como é que explica que o valor do contrato tenha baixado, em vez de subir como afirma…?
Imagem de perfil

De Rampante a 17.03.2019 às 12:28

1º que tudo, ambos os valores foram filtrados de e-mails e referem-se a contratos anexos presentes nesses mesmos e-mails, logo é de querer que os mesmos valores sejam reais...

Justificação:
Se eu quisesse estar aqui com teorias da conspiração, diria que baixou o valor de contrato e aumentou o valor pago pela porta do cavalo

Mas o que eu acho que acontece na realidade, é que os jogos amigáveis são pagos a valor inferior, comparativamente aos jogos oficiais...
Acredito que a FPF tenha uma espécie de tabela por forma a ser "justa" onde publicita que jogos amigáveis é valor X e jogos oficiais é valor Y... ora, dado que os jogos amigáveis por norma são em Estádios mais pequenos (com menos adeptos) será normal a FPF estipular um menor valor para esses mesmos jogos... acho que é lógico não?
Sem imagem de perfil

De JCR a 17.03.2019 às 23:37

Tenho que dar os merecidos parabéns ao autor deste 'post', por ter mostrado coisas que ninguém se preocupa, tendo eu ficado surpreso, por o estádio de Alvalade, não ter jogos da selecção nacional, a caminho dos 4 anos, nem tal me tinha apercebido!

Sendo eu do SCP, também sou daqueles que acho que o nosso estádio, dos 3 clubes grandes, é o que está mais mal feito, e quem fez aquele fosso à volta de todo o estádio, e pior do que isso, quem permitiu que aquilo fosse feito, devia era ser preso, o nosso estádio precisa de uma pequena revolução, mas infelizmente, ninguém nos últimos anos, fez nada por isso, com grande prejuízo especialmente, dos sócios e adeptos do SCP!

Mas e sobretudo, a mim o que me choca na informação aqui disponibilizada, é que se mostra bem e sempre, que o SLB tem boa imagem, qualquer que seja a instituição, reguladora ou não, conforme aqui se mostra, nos casos da FPF e CMVM, enquanto isso não é muito usual acontecer com os outros clubes, mas pior do que isso, é não se ver o Ministério Público, investigar o que quer que seja, e é claro que, não sou ingénuo e acredito firmemente, que em Portugal, existe uma doença gravíssima, de nome "clubite", e que isso se nota, nas mais diversas instituições nacionais, e é por estas e por outras, que o "hacker" Rui Pinto, não quer vir para Portugal, porque ele não disse, mas digo eu, em Portugal, infelizmente, até a justiça está afectada pela enfermidade de nome "clubite", e veremos o que é que este caso do "hacker", - que tentam sobretudo, que ele seja o bode expiatório dos emails do SLB -, além de tudo o que veio ao nosso conhecimento, mas ao que parece, mantém-se tudo em águas de bacalhau, no que é que vai dar, eu não acredito que nada vai ser feito, por estar envolvido o SLB, se fosse o SCP ou o FCP, também muito dificilmente iria acontecer alguma coisa, mas são as instituições que temos em Portugal, e que há muito e infelizmente, deixaram de ser imparciais, disso, ninguém me diz o contrário!

É por estas e por outras, que eu defendo que a selecção nacional, devia ter 1 estádio próprio para jogar sempre, o estádio do Jamor por exemplo, mas se querem e bem distribuir os jogos da selecção por todo o país, então não façam nenhum em Lisboa e no Porto, não é por 1 estádio ter mais 10 a 30 mil pessoas, que a selecção nacional vai jogar mais e melhor, mas e sobretudo, deixem é de pagar 1 milhão de euros, ou que seja, ao "dono" do estádio, os clubes Portugueses, deviam mas era de ter orgulho pela selecção do país jogar no seu estádio, mas como o SLB, conforme é dito pelos próprios, e ninguém do governo lhes faz frente, é maior do que Portugal, deve ser por isso que a selecção nacional, joga quase sempre no estádio da nação lampiã, sim, porque ao serem maiores do que Portugal, só podem ser uma nação, e por isso e depois, é que levam 1 milhão dos cofres que todos nós sustentamos, mediante a FPF, que de imparcial, nada tem!
Imagem de perfil

De Rampante a 18.03.2019 às 08:31

Antes de mais, obrigado pela palavras que me dirigiu particularmente.

Quanto ao Estádio de Alvalade, partilho da mesma opinião e mais... seria interessante perceber porque Tomás Taveira teve as honras de desenhar 3 estádios para o Euro2004, quando em Portugal havia mais arquitectos premiados internacionalmente, e ainda por cima, 3 projectos tão pouco criativos que o interior dos 3 estádios é extremamente semelhante e 2 no exterior são quase cópias um do outro (Leiria e Aveiro)... Portugal no geral, e o Sporting em particular, teria "ganho" mais em fazer 10 estádios completamente distintos...

Pessoalmente sonhava que Alvalade fosse desenhado por Calatrava ou até mesmo por Frank Gehry

Quanto a este caso em particular (história dos 50K€), não sei se ficará por "águas de bacalhau", uma vez que estamos a falar de crimes públicos, divulgados na imprensa e hoje em dia, para o bem e para o mal, estes assuntos não são esquecidos, havendo sempre quem, como eu, os relembre... e tendo em consideração que neste caso os crimes são estendidos àqueles que tendo a obrigação de actuar, o não fizeram, então existem muitos "rabos quentes" e por maior benfiquismo que exista, hoje em dia já se pensa 2 vezes, não vá a sua cara fazer uma capa de jornal ou ser noticia de abertura de um qualquer caso de investigação (Sexta às 9, por exemplo).
Ainda acredito que não tenha havido noticias das entidades judiciais até hoje, porque, infelizmente sei, que estas investigações além de complexas, são difíceis.

É esperar para ver e acima de tudo, exigir respostas.

PS: quanto a Tomás Taveira, e já que deixei alguma dúvida no ar, seria interessante alguém ver as ligações do mesmo a determinadas pessoas com responsabilidades nos centros de decisão, nomeadamente, as ligações através de algumas suas ex-alunas que lhe faziam visitas particulares ao gabinete nos idos anos 80... atenção, não digo que existam, mas lá que seria interessante seria...

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo