Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A montanha pariu um rato

Naçao Valente, em 30.05.20

overview-inequality_1120x600.jpg

Este assunto, o desfecho do caso "Alcochete", já aqui foi debatido ontem, especificamente sobre o ponto de vista jurídico. Não é propriamente nesse aspecto que o vou abordar. Nem vou pronunciar-me, em relação ao caso concreto, sobre as decisões específicas tomadas pelo tribunal. Sabemos que a justiça é aplicada por pessoas com formação adequadas, que agem de acordo com as provas que forem reunidas e com as normas jurídicas. Deste modo, num processo colectivo, e algo complexo, é normal que tenham sido condenados os que foram apanhados a cometer os actos conhecidos, ou seja os  que designamos como arraia miúda, ou soldados rasos.

Mas em qualquer batalha existe sempre uma cadeia de comando, que começa nos generais e acaba nos cabos. Neste processo, da linha de comando apenas um cabo foi condenado, porque se sabe que dirigiu as tropas na acção directa. Toda a restante cadeia de comando ficou oculta na penumbra. Nem sargentos, nem capitães, nem generais deram a cara. Mas meus amigos, se quisermos ser sérios, temos que admitir que uma operação com estas características, não se podia fazer, de improviso, e sem conhecimento e consentimento de altos comandos. O histórico de este tipo de acções também nos mostra que elas, sem a mesma gravidade, aconteceram após autorização de cúpulas dirigentes.

O certo é que tais comandos não assumiram a operação, especialmente depois de ter tido repercussões que não seriam esperadas. Mas tenho a convicção, que sem saberem que a acção resultaria em actos violentos, tiveram amplo conhecimento que se realizaria. Há vários indícios que apontam nesse sentido e que são bem conhecidos, nomeadamente a facilidade com que os operacionais entraram e agiram em instalações privadas. E mesmo que assim não tivesse sido, deviam ser responsabilizados por negligência na segurança de bens e pessoas.

Ao longo dos anos da história judiciária houve sempre erros que incriminaram inocentes ou desculpabilizaram culpados. As provas nem sempre são fáceis de reunir. A propósito, vem-me à mente um caso que teve lugar na cidade de Lisboa na década de setenta, que ficou conhecido como "o estripador de Lisboa", sobre um indivíduo que assassinou cinco prostitutas. Embora a polícia tivesse referenciado vários suspeitos, nunca acusou nenhum por não ter encontrado quaisquer provas no local do crime. Mas o facto é que estes crimes aconteceram.Inteligência do criminoso ou incompetência da polícia?

No evento de Alcochete, a polícia também não conseguiu reunir provas claras e palpáveis. Apenas um ou outro indício, insuficiente para fazer acusação. Está claro que a autorização para que o ataque se realizasse só poderá ter passado de boca em boca, sem qualquer outro registo. Depois bastou protegerem-se uns aos outros, sem ninguém a dar com a língua nos dentes. E até me presto a admitir que os intervenientes directos, que receberam o plano da baixa patente, desconhecessem quem deliberou, ao mais alto nível, que aquilo acontecesse.

Dois anos depois, o veredicto final condenou os executantes, mas não conseguiu condenar, por acção ou inacção, os mandantes. E em termos de aplicação de justiça a montanha pariu um rato.

Isto foi bom para o Sporting... como já vi defender? Não me parece. Bruno de Carvalho, do alto da sua "inocência", já começou a apresentar a factura. Que foi uma mera vítima... que fez muito pelo Clube, que quer uma AG para ser readmitido como sócio, e eventualmente voltar a candidatar-se à presidência. Não me parece que essa pretensão tenha viabilidade, mas acredito que continuará a assombrar o Sporting CP com o grupo, ainda numeroso, de fanáticos que o seguem, e que cada vez fala mais alto. 

A actual Direcção não pode fazer nada uma vez que não  foi ela que o incriminou... nem lhe competia. Quer que o caso se encerre de vez para conseguir alguma paz e estabilidade. Mas na minha perspectiva, que desejava errada, não vai ter da parte do "brunismo" qualquer trégua. Para mal do Sporting.

P.S.: Para os que consideram que a destituição de Bruno de Carvalho foi injusta, quero aqui lembrar que ela não decorreu directamente do ataque à Academia. Resultou de actos ilegítimos, como não respeitar a marcação de uma AG, e consequentemente ter criado órgãos ilícitos paralelos, à revelia dos Estatutos.

publicado às 04:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


100 comentários

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 30.05.2020 às 08:14

Eu gostava imenso que tivessem investigado a fundo todo o ataque. Mas a única coisa que havia eram as mensagens de whatsapp e essas só mostram a combinação a ser feita entre os vários executantes. Há algumas mensagens mais comprometedoras como aquela do "saiam saiam" pouco antes do ataque acontecer, houve algumas contradições em tribunal de algumas testemunhas, mas uma pessoa que passou incolume nisto tudo e que ainda continua no SCP é Ricardo Gonçalves, que na altura era chefe da segurança e foi avisado que vinha aí um grupo para falar com os jogadores e não tomou as medidas de segurança necessárias. Devia ter sido despedido. Varandas promoveu-o.
Sem imagem de perfil

De Miguel a 30.05.2020 às 09:22

Sobre o Ricardo Gonçalves, e para evitar detalhes aqui, recomendo que leia o processo.
Sem imagem de perfil

De Cenas Talvez a 30.05.2020 às 11:44

O que o Mike escreveu é o que está no processo se o Miguel quiser acrescentar alguma coisa faça-o é um processo "publico".
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 12:26

Mike,
Pelos vistos o tal Ricardo Gonçalves limitou-se a cumprir ordens superiores. Não vejo qualquer ligação directa entre ente acto e a sua promoção, a ter acontecido.
Sem imagem de perfil

De Balakov a 30.05.2020 às 14:08

"Toda a restante cadeia de comando ficou oculta na penumbra. Nem sargentos, nem capitães, nem generais deram a cara. Mas meus amigos, se quisermos ser sérios, temos que admitir que uma operação com estas características, não se podia fazer, de improviso, e sem conhecimento e consentimento de altos comandos."

Quis mesmo escrever "sermos sérios" ? Ou seja, as autoridades sao todos burros e os sportinguistas daqui é que com base nas certezas de feeling é que sabem ?

Gostavam à força toda que existam outros culpados para vos satisfazer o ego.
Sao daqueles que primeiro enforca-se e depois logo se ve.... e se o logo se vê.. afinal nao provar nada... enforca-se na mesma porque a corda ja estava feita.

Se alguem que detesta o BdC.. sou eu !! Mas ainda detesto mais o fundamentalismo ideologico..... voces podem estar preocupado com muitas coisas... mas nao é com o sporting. Estao preocupados com as guerras entre facções
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 30.05.2020 às 15:05

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 16:27

Balakov,
Talvez alguém mais conhecedor dos meandros judiciais o possa esclarecer. O que lhe posso dizer com fundamento histórico e senso comum, é que a justiça não é infalível. Há evidências de crimes que nunca foram descobertos e de criminosos que nunca foram condenados, porque não se reuniram as provas necessárias.

Em relação a este caso é lógico que a justiça não tenha condenado o arguido precisamente pela falta de provas. Não lê no meu texto qualquer afirmação onde diga que tal personagem devesse ser condenado. O que digo é que não acredito que aquela invasão fosse apenas obra de cinquenta jovens imberbes.

Se detesta BdC é consigo, embora me pareça estranho. No que me diz respeito, não detesto, nem deixo de detestar. Apenas gostaria que com os seus apoiantes deixassem o Sporting em paz e seguissem a sua vida. Mas a realidade é que até agora não deixaram. E até digo mais, teria muito gosto, em que o assunto BdC deixasse de ser notícia.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.05.2020 às 16:47

Balakov,

Eu não sou tão "diplomático" como o meu colega Nação Valente.

Quem é que o caro pensa que é?... Chega aqui a dar sermão, a duvidar da seriedade de quem aqui escreve, a acusar-nos de não estarmos preocupados com o Sporting.

As autoridades não são "todos burros", mas nem por isso deixa de haver incompetentes. E posso garantir-lhe que a investigação ao evento Alcochete foi mal conduzida logo a partir do primeiro minuto. Porquê ?... Porque ineficácia policial e do MP não é um acontecimento estranho em Portugal e, sobretudo, no ponto de partida não anteciparam a dimensão que o evento atingiria, porque muito além do crime em si, tivémos então as rescisões que envolveram muitos milhões.

Todos nós aqui estamos saturados com este tema e só por força de circunstâncias sentimos a obrigação de o abordar.

E deixe-se de adiantar parvoíces como "fundamentalismo ideológico" no que aos redactores deste blogue diz respeito.

Não pretendo debater seja o que for consigo, mas não podia deixar de dizer-lhe isto.

P.S.: Essa de "destestar" o destituído é muito pouco convincente!
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 30.05.2020 às 16:45

Nação Valente,

Está tudo no processo. Ele soube com antecedência que iam lá um grupo. Não mandou fechar o portão. Acompanhou vários dos criminosos para dentro das instalações. É preciso continuar?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.05.2020 às 16:50

E fez tudo isso por iniciativa própria - com autonomia total - um simples funcionário?

Pois...
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 30.05.2020 às 16:58

Pelas palavras dele: sim.
Ele não era um simples funcionário. Ele era o RESPONSÁVEL máximo pela segurança. Ele só reportava ao Carlos Vieira em termos de decisões excutivas, mas não era Carlos Vieira que tomava decisões de segurança. O Ricardo Gonçalves tinha o poder de fazer o que achasse melhor em termos de segurança em qualquer altura.

Tudo isto foi dito pelo próprio e corroborado por Carlos Vieira nos testemunhos. Está tudo no youtube.
Continuo sem perceber como é que esta pessoa continua no SCP.
Sem imagem de perfil

De LG a 30.05.2020 às 17:07

Mike, "defendendo" Ricardo Gonçalves, ele pode não ter dado importância á ida de adeptos a Alcochete por já terem ocorrido episódios semelhantes no passado recente em que nada aconteceu. Tanto é assim que no processo também está que ele tentou, posteriormente, demover os atacantes, tendo sido ameaçado.
Mas isto não invalida que, numa análise a posteriori, se conclua que a opção de não encerrar portas tenha sido errada, até porque Ricardo Gonçalves tinha presenciado os acontecimentos no aeroporto do Funchal e na chegada da equipa ao estádio. E por isso a sua posterior promoção é incompreensível
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 30.05.2020 às 17:14

LG,

Eu não estou a dizer que Ricardo Gonçalves é responsável pelas agressões aos jogadores. Estou a dizer que ele falhou no seu trabalho várias vezes naquele dia. Alguém com tantas falhas quando é realmente necessário não pode manter o seu emprego.

É um bocado como os GR dos grandes. Passam muito tempo do jogo com pouco trabalho, mas quando aparece uma situação para resolver têm que a resolver, senão não podem ser GR de clube grande. Eu aplico a mesma lógica.
Sem imagem de perfil

De LG a 30.05.2020 às 17:15

Concordamos, portanto.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.05.2020 às 17:23

Lógica da batata!!!

Um homem só contra 50 atacantes... gostaria de ver o Mike nessa situação.

Digo isto e esse Gonçalves é-me indiferente.

Que o LG também concorda, reforça o meu ponto. Mentalidades semelhantes.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 19:40

Nesta vida tem de haver sempre bodes expiatórios. No caso em debate apareceu um Ricardo Gonçalves, que penso que nem foi arguido. Para quê? Desviar a atenção do que é essencial? Quem deu cobertura e/ou quem assobiou para o lado? Dava um título para policial: O Crime do Porteiro.
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 30.05.2020 às 23:54

Mike, tens toda a razão. É incompreensível que com tantos falhanços ainda seja promovido, mas... acontece.
Acho interessante que para o chefe de segurança, o facto de as claques irem lá com frequência serve de desculpa para a sua inércia. Mas já relativamente a BdC o mesmo pensamento não pode ser válido. Ou seja BdC tinha de saber que eles iam lá espancar, ou melhor, não só tinha de saber como foi o BdC que mandou os tipos espancar o plantel. Isto parece aqueles divórcios em que as posições são tão díspares que não há razoabilidade de pensamento. Tudo é levado ao extremo. Tudo é visto como acto provocatório. "Ele fez isto de propósito, só pode!".
Este SCP está demasiado inquinado. Não tem futuro assim. Um quer sangue e os outros bife... não dá.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.05.2020 às 17:15

Sempre a desviar atenções do essencial. A posterior promoção deste mero funcionário é que o foco da conversa?!?

Nas circunstâncias, se é que houve oportunidade para isso, que diferença teria feito fechar os portões. Até parece que estamos a falar de uma muralha. Ridículo!!!
Sem imagem de perfil

De LG a 30.05.2020 às 17:21

Rui, não estamos a falar apenas dos portões á entrada da academia, é de todas as portas até chegar aos jogadores. Tudo se passou em 4,5 minutos, poderia haver na mesma invasão, mas dificilmente haveria agressões porque antes de os agressores chegarem aos jogadores já teriam lá a GNR. Isto também é falado no processo
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.05.2020 às 17:27

Não vou analisar tudo em detalhe, até porque a minha memória não dá para tanto.

Mas parece-me que, como sempre, pós-facto é tudo muito claro e fácil.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 30.05.2020 às 17:23

Oh Rui, por amor de deus. Que diferença teria fechar os portões? Really?
E mandar a polícia para trás porque eles não iam fazer nada. A sério? É este tipo de gente que queremos responsáveis pela segurança?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.05.2020 às 17:24

O todo da segurança exige outras medidas, medidas estas que nunca foram previstas até ao ataque.

Alguém imaginou que aquilo aconteceria?
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 30.05.2020 às 17:25

Portanto, toca a desculpar Ricardo Gonçalves.
Sem imagem de perfil

De João Tavares a 30.05.2020 às 08:56

Concordo em pleno.

Como já referi neste blog, o perfil de absoluto controlador do destituído impede-me de acreditar que não soubesse o que iria acontecer naquela tarde.

Mas faça-se o exercício de considerar que BC de facto não saberia de absolutamente nada, e é mesmo totalmente inocente no caso Alcochete :

- todo o seu comportamento e ações nos dias e semanas seguintes ao ataque foram totalmente deploráveis, indignos de alguém com a mínima capacidade de gerir uma qualquer organização.

E foi por essas ações que os Sportinguistas disseram, claramente, por 2 vezes (destituição e expulsão) que não mais querem ver a sua fronha perto dos desígnios do Sporting.

Portanto, a sua absolvição no caso Alcochete nada vem alterar a vontade dos Sportinguistas, e seria bom para todos, que o alucinado e os seus fanáticos seguidores entendessem e aceitassem isto de uma vez por todas.

P.S. - dá-me náuseas ver algumas abéculas que tiveram cargos políticos, virem defender o indefensável. Já não nos bastava o Hélder Amaral, e ainda temos de ouvir barbaridades do Luís Filipe Menezes. Será vontade de aparecer para tentarem compensar as suas tristes carreiras? Este último deve-se ter esquecido que em tempos foi amplamente humilhado num congresso do PSD e desde então, devia-se ter escondido numa toca para nunca mais aparecer.
Juntem-se todos, criem um clube, e deixem o Sporting em paz.
Haja paciência...

Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 30.05.2020 às 10:16

Bom, eventualmente os sócios do Sporting têm o direito a exprimir a sua opinião, certo? Esse era o erro do tempo do Bruno de Carvalho, e eu até sou daqueles que o apoiou até maio de 2018: aparecia alguém contra a corrente, como o José Carlos Rodrigues ou o Vitor Espadinha e era insultado. Não cometamos agora o mesmo erro, a bem do clube!

O Sporting é um clube democrático. O Sporting é um clube plural. O Sporting precisa de paz.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 15:01

Juskowiak,
O direito à opinião é livre, no futebol ou fora dele. Mas aos sportinguistas que tem direito de antena permanente nas televisões, exige-se moderação e bom senso. BdC é passado. Neste momento o Sporting precisa de paz e não de guerra. Precisa de discutir o presente.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 12:39

João Tavares,

Tem razão. A destituição/expulsão de BdC não tem ligação directa com os acontecimentos de Alcochete, para os quais contribuiu, pelo menos, com a suas atitudes na relação com a estrutura do futebol. De facto, os sócios, incluindo muitos dos seus anteriores apoiantes, retiraram-lhe a confiança em função de actos subsequentes.
Também tenho a percepção que o seu regresso a o Sporting está fora de questão. Mas os seus seguidores tudo farão para que isso aconteça, o que não contribuirá para a difícil estabilização do Clube.
Sem imagem de perfil

De João Tavares a 30.05.2020 às 15:22

Isso é garantido, o alucinado e os seus fanáticos não irão desistir tão cedo...
O ideal seria deixar-se de falar na personagem, até cair no esquecimento generalizado. Mas para isso seria importante que a CSocial também o fizesse, a mesma que é tão criticada por ele, mas que o tem mantido vivo...
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 31.05.2020 às 00:02

Ora agora acertaste em cheio. A CSocial não o vai largar porque vende. E cada resultado negativo lá vai parecer o BdC... Sendo isso previsível para mim o melhor era ele voltar a ser sócio e pagar as cotas e pronto, assimbao menos não poderia vitimizar-se. Caso contrário isto vai virar-se o feitiço contra o feiticeiro.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 31.05.2020 às 12:49

GreenHill,

A pior coisa que se pode fazer. Premiar alguém por medo, e para evitar confrontos. Quem dirige uma instituição como o Sporting tem que ser firma na acção e nos princípios.
Sem imagem de perfil

De RCL a 30.05.2020 às 10:03

No meu tempo de Liceu, li alguns livros sobre Justiça, um, "Erros Judiciários" dum autor francês, cujo nome não recordo, analisava 5 casos de individuos condenados à pena de morte, efectivada, mais tarde inocentados por provas irrefutáveis.
Morreram inocentes! Isso pôs-me a pensar, afinal a Justiça humana não é infalível.
E não é!
No caso de Alcochete, a maioria dos Sportinguistas julga que o principal interveniente, escapou numa noite de penumbra!
Numa sondagem do Jornal "ABola", 71% dos inquiridos não concorda com a absolvição de Bruno de Carvalho. Curioso número, como diria Mota Amaral!
A história não se apaga . a memória não atraiçoa. Os factos não se apagam.
SL
Sem imagem de perfil

De Barry a 30.05.2020 às 11:53

Seria de bom tom, que acerca dessa mesma sondagem, se considerasse vários fatores.. Quantos dos inquiridos são sócios? Qual a idade dos inquiridos? Qual o meio de inquirição?? É que se o meio de inquirição é aquelas perguntas que colocam no site não tem qualquer valor científico, pois como bem sabe, é muito fácil de inclinar os valores para onde mais convém.. quanto a mortes.. nunca morreram inocentes no Sporting pois não?! Falar de morte com a leviandade que se fala por forma a comparar Alcochete a determinados crimes revela bem do espírito com o qual estão embebidos determinados Sportinguistas...
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 15:06

Sondagens esta ou outras, valem o que valem. As comparações de outros crimes com Alcochete apenas foi usado a relação a provas. As provas são fundamentais, qualquer que seja a natureza dos crimes.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 12:48

RCL,

A justiça comete erros e continuará a cometer. E talvez seja mais grave condenar um inocente que inocentar um criminoso. A sondagem que refere prova que no tribunal da opinião pública foi condenado, mas vale o que vale, embora não seja favorável para a sua imagem.
Agora quanto à questão de a história se apagar ou não, tenho as minhas dúvidas. Mas é outra discussão.
Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 30.05.2020 às 13:04

"E talvez seja mais grave condenar um inocente que inocentar um criminoso."

Talvez, Nação Valente, talvez?! É evidente que é MUITO mais grave, moral e humanitariamente, condenar um inocente. Daí a presunção de inocência ser indispensável, assim como os factos terem de ser documentalmente provados pela acusação.

Consegue imaginar em que tipos de sociedade a Justiça dispensa estes 2 pilares?

Seja como for, Bruno de Carvalho é passado. Ponto. Passado como presidente, passado como sócio do Sporting. É fundamental que os sócios percebam que ele foi expulso, essencialmente, por ter violado os estatutos.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 15:12

Apenas acrescentaria que Bruno de Carvalho sendo passado, não desiste de ser presente. É o único ex-presidente que me lembre, que depois de destituído e expulso, parece ter com único objectivo de vida voltar ao lugar, que na sua perspectiva, lhe foi sonegado. E tem o seu "exército" preparado.
Sem imagem de perfil

De RCL a 30.05.2020 às 19:17

O que me chamou à atenção foi o numero 71, coincidencia!
Claro que uma sondagem de um jornal desportivo não será muito fidedigna mas, eu, se fosse benfiquista, estava-me nas tintas, nem perdia tempo.

BdC meses depois de ter obtido 90% numa votação algo estranha , levou uma tremenda vai dos sócios e adeptos no jogo com o Paços de Ferreira, e logo ali devia ter pedido a demissão. Já tinha contra si toda a equipa. Perdeu a legitimidade.

BdC prega para um público diminuto de seguidores . Perdeu toda a legitimidade, o tempo não volta para trás.
O Sporting seguirá o seu caminho, teremos de recuperar o tempo perdido.
SL
Sem imagem de perfil

De MAV a 30.05.2020 às 10:10

Ainda ontem aqui escrevi que a justiça pelos vistos não está na decisão mas sim na cabeça de cada um.
O autor do post diz que não vai fazer uma análise da decisão mas na segunda parte do post faz esse exercício como ainda faz comparações com homicídios.
BC se fosse condenado era mau para a instituição Sporting ou qualquer outra.
No caso Novo Banco não será o mesmo??
O perfil de BC e seus apoiantes só vai sossegar quando forem a sufrágio e virem que já não têm lugar no Sporting.
Desejo que não seja um Varandas a ir a esse sufrágio porque não é a escolha certa para este grande clube.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 15:24

MAV,
O autor do post não se deve ter expressado bem. Neste texto não teve a intenção de abordar aspectos jurídicos processuais específicos, relacionados com este caso, mas abordar debilidades genéricas da justiça, que podem favorecer ou prejudicar os acusados.E o caso em discussão como o caso citado, apenas servem de exemplo dessas eventuais falhas, que se prendem com investigação e reunião de provas. A decisão final do caso Alcochete insere-se nesse contexto e foi largamente discutido no post de ontem.
Sem imagem de perfil

De LG a 30.05.2020 às 10:44

NV, sobre o julgamento o seu texo está essencialmente correto.MAS

a) O problema do julgamento foi ter-se achado, desde o início, que tinha sido BdC o mandante, e toda a investigação foi dirigida nesse sentido: havia uma tese, e toda a linha de investigação foi dirigida a tentar encaixar os factos e as "provas" nessa tese, descurando outras linhas de investigação que pudessem procurar outros culpados para além daquele que

b) Daí, e como diz o Mike acima, é inexplicável como é que pessoas que estavam nos famigerados grupos de whatsapp não tenham sido mais investigadas, como por exemplo os famosos Diogo "Tusta", que durante a invasão enviou mensagem para o grupo a dizer "saiam, saiam, saiam" (estava a dizer-lhes para sairem de onde?) ou o não menos famoso "Barbini". Já perguntei aqui muitas vezes, antes do julgamento começar, quem era "Barbini", porque é que seria um membro importante na lista de Varandas até ter saído aquele audio, e ninguém me respondeu. Porque é que o chefe de segurança, Ricardo Gonçalves, fez o que fez e foi posteriromente promovido por Varandas?

c) Não acha estranho, acreditando na tese de que tinha sido BdC, que não tenha existido nenhuma prova direta ou indireta contra ele? Que nenhum dos outros arguidos tenha "chibado" o alegado mandante?
E não foi por falta de tentativa do MP: desde colocar a GNR a investigar um crime (TERRORISMO) para o qual legalmente não tinha competência, até prender pessoas (e mantê-las em prisão preventiva) na expetativa que elas lhe entregassem a cabeça de BdC. Teria sido tudo tão fácil, para qualquer um dos arguidos. Só a forma como entram os crimes de terrorismo e tráfico de droga nesta história é um verdadeiro tratado
Mais, o tribunal, mais do que dizer, que não havia provas contra BdC, vem dizer que havia indício da sua inocência (facilmente se acha o acórdão na net e são "só" 500 páginas).

d) Todo o dia em que um ex-presidente não é condenado na justiça é um bom dia para o Sporting. Citando o vosso "colega" Rui Barreiro, insuspeito de ser um brunista, "enquanto Sportinguista, tal como já tive ocasião de afirmar em vários fóruns, fico sempre satisfeito por verificar que um ex-presidente do meu Clube não será condenado". È bom para o clube Sporting
Outra questão é saber se é bom para a atual direção, e isso não. Mas não acredito que a contestação acabasse ou diminuisse caso BdC tivesse sido condenado, continuam a cair no erro que todoso so que contestam a direção pleo seu excelente trabalho são "fanátivos Brunistas" que querem ver o seu messias novamente na presidência. E quanto mais persistirem nesse erro mais depressa cairão do cavalo.

e) Quanto ao seu PS, peço desculpa, e eu sei que é estar a pregar para peixes, mas é falso. E basta ver a convocatória da AG de destituição e a nota de culpa agarrada para chegar a essa conclusão.
Pedindo desculpa pelo link, basta ler https://cdn.impresa.pt/eda/48d/12554654/Anexo_-I.Fundamentos-Justa-Causa--1-.pdf. 1/4 da nota de culpa para a destituição está relacionada com Alcochete, é um dos 3 fundamentos
Curioso também, a convocatória da AG de destituição de 23 de junho é datada de 28 de maio, e a nota de culpa tem fundamentos para a destituição posteriores a essa data (nomeadamente, os ligados à criação de órgãos). Curioso, porque segundo Rogério Alves, as assembleias não podem ter fundamentos que não existiam ou se modificaram à data da sua convoatória. São os mistério do Direito

f) O "livro" é grande porque é em resposta a um livro também grande
Sem imagem de perfil

De Cenas Talvez a 30.05.2020 às 11:48

LG certamente não terá grandes respostas ... quanto muito alguma adjetivação tipo Brunista e não mais do que isso!

Obrigado pelo texto esclarecedor!

SL,
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 13:24

Neste mundo considero que não há ninguém da espécie humana que consiga ser completamente objectivo. A nossa forma de analisar a realidade está, á partida condicionada, pela formação, pela posicionamento político, genericamente falando, pela posição social, por diversasoutras percepções. Tudo isto influencia a as análises e reflexões que apresentamos, para fazer passar a nossa verdade.
A maior parte do seu texto, procurando ilibar a anterior Direcção, baseia-se em teorias da conspiração. É uma posição que não vou discutir.
Considero que tem razão quando diz que a contestação continuaria com ou sem condenação, mas também considero que seria diferente com um líder condenado.
Como é que o meu P.S. é falso? A demissão da Direcção decorreu directamente do ataque a Alcochete? Dizer meias verdades não traz esclarecimente para o debate, Por acaso não houve longas reuniões prévias com o Presidente da MAG para que a Direcção se demitisse e se convocasse uma AG eleitoral, o que foi recusado?
Sem imagem de perfil

De LG a 30.05.2020 às 13:55

"A maior parte do seu texto, procurando ilibar a anterior Direcção, baseia-se em teorias da conspiração". Podemos igualmente dizer que em regra a maior parte dos textos dos redatores deste blog procuram culpar a antiga direção, é uma teoria da conspiração igualmente válida. É exatamente a mesma falta de objetividade.

E quanto a teorias da conspiração, o que eu sei é que a teoria de conspiração "Bruno de Carvalho é o mandante" foi apreciada, julgada e negada pelo tribunal. FACTO, NÃO TEORIA.
Quanto às outras "teorias de conspiração", ficaremos sempre na teoria, porque o MP não julgou importante investigar. E, em julgamento, percebeu-se porque é que Diogo "Tusta", testemunha, não respondeu a todas as perguntas: tirado do direto do jornal Record, "Diogo Amaral Silva recusou responder a algumas perguntas sobre o grupo por ter receio de se auto-incriminar".

Quanto à DESTITUIÇÃO de BdC, insisto, dizer que Alcochete não está relacionado é falso. À data da marcação da AG de destituição de BdC como presidente (28 de maio), havia dois fundamentos (todo o processo que culimou em Alcochete e insultos aos sócios). O terceiro fundamento só surgiu após a marcaçao da AG, a curiosidade que referi antes. Veja o link que deixei
E não me faça falar do alegadamente demissionário Marta Soares
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 15:34

Vigia,

É falso que fosse destituído e muito menos expulso de sócio devido à ligação DIRECTA ao assalto à Academia. Os fundamentos são todos os que estão na acusação, e foram validados juridicamente, após serem contestados.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 30.05.2020 às 14:24

Tocou no ponto fulcral , "chibar"

É precisamente esse ponto que fiquei convicto que o ex presidente nada teve a haver com o ataque de forma directa. (Excluo as culpas morais)

Tantos alementos envolvidos mais de 40, todos presos durante 1 ano e bem apertados pela policía e nem todos eram "profissionais de cartel" havia ali miudos inexperientes nas lides marginais e com as fortissimas acusaçoes de terrorismo e a verem a sua vida a andar para tras , nas suas futuras carreiras profissionais e nao haver um único que chibasse e delatasse é para mim, que sou experiente dessas coisas, um indicio forte e claro que o ex presidente esteve fora e se para isso juntarmos a tecnología de comunicçao em que nada encontraram principalmente no watsaap que foi visto e revisto a pente fino.

Nota: fiquei sempre convencido que caso o ex presidente estivesse envuelto diretamente ,um dos atacantes acabaría por o delatar seria so uma questao de tempo , apertado seria fácil.
Punto.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 15:39

IJ,
Fosse qual fosse o nível de envolvimento, não seria do conhecimento dos executantes. Como em qualquer batalha os soldados recebem ordens dos comandantes directos. Não sabem nem têm que saber quem delineou ou aprovou a estratégia. Neste caso, quem sabia foi condenado e não quis incriminar mais ninguém.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 30.05.2020 às 16:01

Nao fico de todo convencido com essa sua explicaçao . Muita gente envolvida é igual a muitas pontas soltas diría que demasiadas , para mais quando temos muita inexperiencia dos executantes (amadores) num acto que foi único em Portugal pela sua dimensào ,

Está a traçar um cenário de tremenda incompetencia á policía portuguesa de investigaçâo , porque é conveniente?

Se juntarmos que o Rei morreu pouco tempo depois que vaina seria incriminar mortos? O rei ja nao fazia mal a ninguem , analise.

As coisas nao fucionam assim meu caro , e acredito que ate sabe disso ,o caro NV que até gosta de escrever livros de ficçao tem seguramente capacidade imaginativa para saber que as coisas nao funcionam assim.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 16:36

IJ,
Eu não sou polícia nem investigador, mas sei que a justiça, porque é feita por homens, tem falhas, e não é só em Portugal.

Dá para ver que ficou satisfeito com a não condenação de BdC. Óptimo. Não fico satisfeito, nem insatisfeito. Fico com dúvidas.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 30.05.2020 às 16:56

Mas ja o escrevi ontem , fiquei satisfeito por nao ver nenhum presidente do meu clube preso e so por isso seja ele BdC ou outro no futuro .
Fiquei tambem pelas consequencias no processo das rescisôes , caso fosse culpado tudo cambiaria dando mais força de razao na esperteza dos jogadores que rescindiram e neste ponto nao tenho duvidas que muita gentinha ficou frustrada e nao só adeptos do Sporting.

Rigorosamente nada mais me move , quisa porque sempre tive o pensamento que ele nao estaría envolvido , da mesma forma que os que pensam da sua culpabilidade acham que algo nao bate certo tambem eu penso que algo nao bate certo nessa acusaçao de culpabilidade.

Tenham sim algum cuidado com a discussao sobre este assunto , estou a assistir aquí a varias façôes e nao se trata só do que é branco e do que é preto, tem tambem o gris.
Ê assim que se alimentam as divisoes que nada de bom trazem ao clube , à que saber distinguir quem de facto defende só porque defende BdC de tudo o que seja passando a fronteira do respeito e os que possam defender a sua nao culpabilidade directa neste caso de sangue, sao coisas bem distintinas.

Inclusive vejo tambem quem o ataca so porque o ataca em tudo o que mexeu e passa arrogantemente a fronteira do respeito pelos demais.
Isso é inaceitável.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 19:13

IJ,
Os presidentes dos clubes com as devidas excepções, não são pessoas que se recomendem. Regra geral são oportunistas que procuram no mínimo notoriedade. Os seus actos reflectem na vida das instituições que dirigem para o bem e para o mal. No caso de BdC o caso Alcochete prejudicou bastante o Sporting. O facto de não ser condenado não trouxe nenhuma mais valia. As rescisões com duas excepções estavam resolvidas. o Caso Rafael Leão teve desfecho antes do julgamento. Se tivesse sido condenado por autoria moral não traria para o Sporting mais prejuízos que os que já teve.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 30.05.2020 às 19:29

Nao tanto assim meu caro , muitos como eu esperavam o desfecho deste assunto de Alcochete que independentemente das rescisoes terem sido resolvidas de forma antecipada por acordo manteve-se o expectro que com a culpabilidade do ex presidente os jogadores agiram correctamente e assim de forma alguma se verifica.
Ficou sim agora provado que um só um grupo muito especial de jogadores partiu para o aproveitamento da situaçao prejudicando o Sporting rescindindo os seus contratos o que ajuda a explicar outras coisas. Ja que falamos de moralidades.

Espero que este tenha sido o ultimo post com asuntos que relacionam directamente o ex presidente.
Só traz doença interna no nosso clube , espero nao sermos obrigados de futuro a usar uma mascara anti Bruno de Carvalho.

Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 21:52

Meu caro,

Na minha opinião, nenhum leitor nem nenhum redactor pode ter a veleidade de sugerir sequer o que se deve ou não publicar no blogue. Existe liberdade dentro das normas existentes. Quanto a assuntos relacionadas com o ex-Presidente, depende mais dele que de nós. E duvido que deixe de andar por aí.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 22:10

Clarificando, os leitores podem dar sugestões. Não devem é das sugestões sobre o que não se deve abordar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.05.2020 às 22:22

Uma infeliz sugestão do Julius.
Sem imagem de perfil

De LG a 30.05.2020 às 16:09

Julio, por acaso houve um chibo, Nuno torres, o condutor do BMW azul, denunciou quem não podia ser identificado por estar mascarado, e como premio foi "dado á morte" pela procuradora, que disse em frente a todos os advogados quem tinha sido o denunciante mor
Como prémio pelos bons serviços prestados vai para prisão efetiva.
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 30.05.2020 às 17:25

Sem grande aperto chibou muito rápido e era um dos mais próximos dos cabecilhas , da para imaginar tanta gente presa e com bastante tempo para os apertos e para as "promesas" do inferno.

Num cartel a serio nao falariam , agora nesse cartel de brincadeira que tiveram um acto serio de sangue? Vomitavam tudo sem stress.Nao tenho qualquer duvida para mais ja com o rei morto.
Sem imagem de perfil

De Barry a 30.05.2020 às 11:16

Quer dizer, então agora a culpa do estado actual do Sporting vai continuar a ser Bruno de Carvalho... Vão continuar a ser os "Brunistas"... São eles que estão a dar o rombo nas finanças do Sporting??.. Foram eles que deram o rombo no Sporting até 2011?? Não deixa de ser ridículo, que alguém que condena Bruno de Carvalho faça acordos com Luis Filipe Vieira como se o mesmo fosse alguém éticamente intocável... Quando venderem os anéis todos ao desbarato, chupem os dedos que ainda hão-de saber a frito... FACTOS meus caros FACTOS!!! Como está o Sporting hoje?? Está melhor?? Em que?? Desportivamente?? Financeiramente?? Ser competente dá trabalho, não chega tomar banho e vestir um fato caríssimo!!!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 13:28


A questão da actual situação do Sporting não está em discussão neste texto. Quando o administrador ou qualquer redactor colocar a questão pode pronunciar-se. Agora, não me parece, que faça qualquer sentido.
Sem imagem de perfil

De Barry a 30.05.2020 às 17:37

Nação valente consegue garantir que a famosa mão a mover-se por detrás dos arbustos não é a mão que precisamente mais lucrou e continua a lucrar com Alcochete?! Não faz sentido?? Então para que continuar com a narrativa de que o estado do Sporting ainda se deve a Alcochete?? Não será já altura de tratar os bois pelos nomes?? Há uma coisa que se chama competência!!! Ela existe ou não existe?? O que é que Alcochete tem a ver com a situação actual?? Alcochete foi julgado?? Não foi de encontro a narrativa desta direção? Facto.. não foi de encontro ao desejado pelo poder político? facto.. não foi de encontro ao desejado por aqueles que interiorizaram a narrativa de que Bruno de Carvalho era culpado?? Facto... Se o ministério público tivesse uma ponta que fosse que pudesse ligar Bruno de Carvalho a Alcochete não a usaria a seu favor?? Quanto a ligações dos atrasados mentais que invadiram a Academia, não será já altura de se questionarem quais os interesses e as ligações entre o actual presidente e alguns dos envolvidos?? E sobretudo o mais importante.. tivesse esta direção um projecto desportivo e financeiro dignos desse nome e estaria-se aqui a discutir Alcochete?? Será provavelmente altura de começar a colocar gestores como médicos de família... talvez assim entendam de uma vez por todas que por se ser bom numa determinada profissão não implica ser bom em outra... o Sporting conseguiu eleger um bom médico que tem demonstrado ser um mau gestor, mau comunicador, e sobretudo mau presidente... Culpa de Alcochete?? Culpa de Bruno de Carvalho?? Factos...
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 19:22



Barry,

Misturar alhos com bugalhos não me parece correcto. O caso Alcochete prejudicou a imagem do Sporting e as suas finanças. Se o presidente da Direcção cessante foi ilibado de responsabilidades por falta de provas está ilibado. ponto. Isso não invalida o que escrevi no meu texto. A avaliação da nova Direcção não é tema deste debate. Quando for cá estaremos
Sem imagem de perfil

De António Vieira a 30.05.2020 às 11:24

Excelente analise dos acontecimentos. Não há guerra sem comandantes e sem soldados. Mas cabe aos soldados, aos cabos, aos sargentos, aos oficiais quem foram os comandantes, mas não me parece muito viável que isso aconteça. A justiça portuguesa é um pouco ambígua e muito dependes dos justiceiros...Quanto ao resto não me prenuncio, porque sou apenas um simpatizante do Sporting Clube de Portugal...
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 30.05.2020 às 11:42

O Nação Valente diz que esta decisão não defende o Sporting? Se o BdC fosse o responsável pelo ataque, os processos de rescisão seriam a favor dos jogadores, logo foi uma decisão que defendeu o clube.... outro aspecto é do ponto de vista ético, não me parece positivo ter no histórico um presidente que mandou bater nos jogadores....
É por demais evidente que foi uma decisão que beneficia o Sporting.... Não beneficia é aqueles que usaram o Sporting para criar o maior processo ilegal de rescisões e que criou a maior divisão interna no clube.... tudo isto baseado em pseudo factos, não houve sequer acusação contra BdC foi tudo criado na TV.
Outro ponto que vejo o Nação Valente muito distraído é quando escreve que não foi detido o lider do ataque.... mas o Fernando Mendes não foi condenado? Portugal tem leis e temos um Estado de Direito.... percebo o incomodo perante estes 2 factores, dava muito mais jeito o tempo em que condenaram sem provas!
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 13:46

Schmeichel,

O ataque aconteceu e isso teve repercussões profundas no SCP. Na sua imagem e nos seus activos. E consequências psicológicas nos que sofreram o ataque. Para quem assiste a uma guerra de camarote e não sofre na pele os seus efeitos, pode falar de cátedra.
Em que aspecto é que esta decisão favoreceu o Sporting? Quantos processos ganhou? Que prejuízos foram reparados? Não tivesse havido o bom senso de negociar as rescisões e ainda hoje o Clube, não tinha recebido um cêntimo.

Em nenhum aspecto da acusação está explícito ou implícito que o ex-Presidente mandou bater nos jogadores. O que estava, tanto quanto sei, era a acusação de responsabilidade moral.

Não estamos de acordo quanto a quem foi o líder do ataque. Fernando Mendes foi um chefe operacional. Ou convém acreditar que foi o único responsável?
Sem imagem de perfil

De LG a 30.05.2020 às 16:05

NV, mas porque é que a chefia da "operação Alcochete" não pode ter ficado limitada a líderes intermédios?Dando um exemplo completamente fora do futebol, porque é que só se fala nos "capitães de abril" e não nos "generais, almirantes ou marechais de abril"? Ou em "meros" coronéis?
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 30.05.2020 às 12:05

Caro Nação Valente

O seu texto complementa da melhor maneira o texto de ontem do nosso amigo Rui Gomes. Neste caso, há uma dimensão jurídica e uma dimensão política. Uma coisa é certa, não foi penalizada a mão que se movimentou atrás do arbusto para que o acontecimento se verificasse. Quando assim é fica perigosamente incompleta a acção da justiça.

Faz bem em recordar as razões da expulsão de Bruno de Carvalho de sócio do Sporting. Parece que algumas santas já se esqueceram dos factos que ocorreram e que determinaram essa sanção.
Sem imagem de perfil

De Barry a 30.05.2020 às 12:51

Então já agora esclareça quem é a mão que se movimentou por detrás dos arbustos...
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 15:42

É verdade caro Leão Zargo, ficou por penalizar a mão escondida atrás do arbusto. É a minha convicção.
Sem imagem de perfil

De aracaçu a 30.05.2020 às 12:19

Eu acho que devemos, definitivamente, seguir em frente.

Chega de desculpas. De Alcochete, por exemplo, não só. Antes dessa catástrofe a desculpa era que não tínhamos uma estrutura com tanta experiência como os outros 2 rivais, no tempo do Paulo Bento era que havia pouco dinheiro para investir na equipa, no tempo de Sousa Cintra eram os árbitros, nos anos 80 depois da saída de João Rocha era que não arranjávamos um presidente tão carismático e competentes,etc..

Assumamos os nossos erros e vamos à luta para ganhar títulos em todas as modalidades, sem medos ou receios. Sigamos em frente com todos a empurrarem para o mesmo sítio, que é a vitória. Quem vier por bem, será bem-vindo. Quem vier por mal, é ignorar e deixar a um canto a falar sozinho.

Cumprimentos
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 30.05.2020 às 14:40

aracaçu,

Tem razão, enquanto não remarmos todos para o mesmo lado, as vitórias são mais diíceis.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo