Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A montanha pariu um rato

Naçao Valente, em 30.05.20

overview-inequality_1120x600.jpg

Este assunto, o desfecho do caso "Alcochete", já aqui foi debatido ontem, especificamente sobre o ponto de vista jurídico. Não é propriamente nesse aspecto que o vou abordar. Nem vou pronunciar-me, em relação ao caso concreto, sobre as decisões específicas tomadas pelo tribunal. Sabemos que a justiça é aplicada por pessoas com formação adequadas, que agem de acordo com as provas que forem reunidas e com as normas jurídicas. Deste modo, num processo colectivo, e algo complexo, é normal que tenham sido condenados os que foram apanhados a cometer os actos conhecidos, ou seja os  que designamos como arraia miúda, ou soldados rasos.

Mas em qualquer batalha existe sempre uma cadeia de comando, que começa nos generais e acaba nos cabos. Neste processo, da linha de comando apenas um cabo foi condenado, porque se sabe que dirigiu as tropas na acção directa. Toda a restante cadeia de comando ficou oculta na penumbra. Nem sargentos, nem capitães, nem generais deram a cara. Mas meus amigos, se quisermos ser sérios, temos que admitir que uma operação com estas características, não se podia fazer, de improviso, e sem conhecimento e consentimento de altos comandos. O histórico de este tipo de acções também nos mostra que elas, sem a mesma gravidade, aconteceram após autorização de cúpulas dirigentes.

O certo é que tais comandos não assumiram a operação, especialmente depois de ter tido repercussões que não seriam esperadas. Mas tenho a convicção, que sem saberem que a acção resultaria em actos violentos, tiveram amplo conhecimento que se realizaria. Há vários indícios que apontam nesse sentido e que são bem conhecidos, nomeadamente a facilidade com que os operacionais entraram e agiram em instalações privadas. E mesmo que assim não tivesse sido, deviam ser responsabilizados por negligência na segurança de bens e pessoas.

Ao longo dos anos da história judiciária houve sempre erros que incriminaram inocentes ou desculpabilizaram culpados. As provas nem sempre são fáceis de reunir. A propósito, vem-me à mente um caso que teve lugar na cidade de Lisboa na década de setenta, que ficou conhecido como "o estripador de Lisboa", sobre um indivíduo que assassinou cinco prostitutas. Embora a polícia tivesse referenciado vários suspeitos, nunca acusou nenhum por não ter encontrado quaisquer provas no local do crime. Mas o facto é que estes crimes aconteceram.Inteligência do criminoso ou incompetência da polícia?

No evento de Alcochete, a polícia também não conseguiu reunir provas claras e palpáveis. Apenas um ou outro indício, insuficiente para fazer acusação. Está claro que a autorização para que o ataque se realizasse só poderá ter passado de boca em boca, sem qualquer outro registo. Depois bastou protegerem-se uns aos outros, sem ninguém a dar com a língua nos dentes. E até me presto a admitir que os intervenientes directos, que receberam o plano da baixa patente, desconhecessem quem deliberou, ao mais alto nível, que aquilo acontecesse.

Dois anos depois, o veredicto final condenou os executantes, mas não conseguiu condenar, por acção ou inacção, os mandantes. E em termos de aplicação de justiça a montanha pariu um rato.

Isto foi bom para o Sporting... como já vi defender? Não me parece. Bruno de Carvalho, do alto da sua "inocência", já começou a apresentar a factura. Que foi uma mera vítima... que fez muito pelo Clube, que quer uma AG para ser readmitido como sócio, e eventualmente voltar a candidatar-se à presidência. Não me parece que essa pretensão tenha viabilidade, mas acredito que continuará a assombrar o Sporting CP com o grupo, ainda numeroso, de fanáticos que o seguem, e que cada vez fala mais alto. 

A actual Direcção não pode fazer nada uma vez que não  foi ela que o incriminou... nem lhe competia. Quer que o caso se encerre de vez para conseguir alguma paz e estabilidade. Mas na minha perspectiva, que desejava errada, não vai ter da parte do "brunismo" qualquer trégua. Para mal do Sporting.

P.S.: Para os que consideram que a destituição de Bruno de Carvalho foi injusta, quero aqui lembrar que ela não decorreu directamente do ataque à Academia. Resultou de actos ilegítimos, como não respeitar a marcação de uma AG, e consequentemente ter criado órgãos ilícitos paralelos, à revelia dos Estatutos.

publicado às 04:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


3 comentários

Sem imagem de perfil

De LG a 30.05.2020 às 10:44

NV, sobre o julgamento o seu texo está essencialmente correto.MAS

a) O problema do julgamento foi ter-se achado, desde o início, que tinha sido BdC o mandante, e toda a investigação foi dirigida nesse sentido: havia uma tese, e toda a linha de investigação foi dirigida a tentar encaixar os factos e as "provas" nessa tese, descurando outras linhas de investigação que pudessem procurar outros culpados para além daquele que

b) Daí, e como diz o Mike acima, é inexplicável como é que pessoas que estavam nos famigerados grupos de whatsapp não tenham sido mais investigadas, como por exemplo os famosos Diogo "Tusta", que durante a invasão enviou mensagem para o grupo a dizer "saiam, saiam, saiam" (estava a dizer-lhes para sairem de onde?) ou o não menos famoso "Barbini". Já perguntei aqui muitas vezes, antes do julgamento começar, quem era "Barbini", porque é que seria um membro importante na lista de Varandas até ter saído aquele audio, e ninguém me respondeu. Porque é que o chefe de segurança, Ricardo Gonçalves, fez o que fez e foi posteriromente promovido por Varandas?

c) Não acha estranho, acreditando na tese de que tinha sido BdC, que não tenha existido nenhuma prova direta ou indireta contra ele? Que nenhum dos outros arguidos tenha "chibado" o alegado mandante?
E não foi por falta de tentativa do MP: desde colocar a GNR a investigar um crime (TERRORISMO) para o qual legalmente não tinha competência, até prender pessoas (e mantê-las em prisão preventiva) na expetativa que elas lhe entregassem a cabeça de BdC. Teria sido tudo tão fácil, para qualquer um dos arguidos. Só a forma como entram os crimes de terrorismo e tráfico de droga nesta história é um verdadeiro tratado
Mais, o tribunal, mais do que dizer, que não havia provas contra BdC, vem dizer que havia indício da sua inocência (facilmente se acha o acórdão na net e são "só" 500 páginas).

d) Todo o dia em que um ex-presidente não é condenado na justiça é um bom dia para o Sporting. Citando o vosso "colega" Rui Barreiro, insuspeito de ser um brunista, "enquanto Sportinguista, tal como já tive ocasião de afirmar em vários fóruns, fico sempre satisfeito por verificar que um ex-presidente do meu Clube não será condenado". È bom para o clube Sporting
Outra questão é saber se é bom para a atual direção, e isso não. Mas não acredito que a contestação acabasse ou diminuisse caso BdC tivesse sido condenado, continuam a cair no erro que todoso so que contestam a direção pleo seu excelente trabalho são "fanátivos Brunistas" que querem ver o seu messias novamente na presidência. E quanto mais persistirem nesse erro mais depressa cairão do cavalo.

e) Quanto ao seu PS, peço desculpa, e eu sei que é estar a pregar para peixes, mas é falso. E basta ver a convocatória da AG de destituição e a nota de culpa agarrada para chegar a essa conclusão.
Pedindo desculpa pelo link, basta ler https://cdn.impresa.pt/eda/48d/12554654/Anexo_-I.Fundamentos-Justa-Causa--1-.pdf. 1/4 da nota de culpa para a destituição está relacionada com Alcochete, é um dos 3 fundamentos
Curioso também, a convocatória da AG de destituição de 23 de junho é datada de 28 de maio, e a nota de culpa tem fundamentos para a destituição posteriores a essa data (nomeadamente, os ligados à criação de órgãos). Curioso, porque segundo Rogério Alves, as assembleias não podem ter fundamentos que não existiam ou se modificaram à data da sua convoatória. São os mistério do Direito

f) O "livro" é grande porque é em resposta a um livro também grande
Perfil Facebook

De Indiana Julio a 30.05.2020 às 14:24

Tocou no ponto fulcral , "chibar"

É precisamente esse ponto que fiquei convicto que o ex presidente nada teve a haver com o ataque de forma directa. (Excluo as culpas morais)

Tantos alementos envolvidos mais de 40, todos presos durante 1 ano e bem apertados pela policía e nem todos eram "profissionais de cartel" havia ali miudos inexperientes nas lides marginais e com as fortissimas acusaçoes de terrorismo e a verem a sua vida a andar para tras , nas suas futuras carreiras profissionais e nao haver um único que chibasse e delatasse é para mim, que sou experiente dessas coisas, um indicio forte e claro que o ex presidente esteve fora e se para isso juntarmos a tecnología de comunicçao em que nada encontraram principalmente no watsaap que foi visto e revisto a pente fino.

Nota: fiquei sempre convencido que caso o ex presidente estivesse envuelto diretamente ,um dos atacantes acabaría por o delatar seria so uma questao de tempo , apertado seria fácil.
Punto.
Sem imagem de perfil

De LG a 30.05.2020 às 16:09

Julio, por acaso houve um chibo, Nuno torres, o condutor do BMW azul, denunciou quem não podia ser identificado por estar mascarado, e como premio foi "dado á morte" pela procuradora, que disse em frente a todos os advogados quem tinha sido o denunciante mor
Como prémio pelos bons serviços prestados vai para prisão efetiva.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds