Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A "pedrada" do presidente

Rui Gomes, em 22.05.14
 

Pelos vistos, não é só no exterior do Clube que há quem tenha dificuldade em compreender o muito propalado projecto do presidente, especialmente no que ao futebol diz respeito. Bruno de Carvalho aproveitou a conferência de imprensa de apresentação de Marco Silva para mandar recado para o interior do Clube:
 
«O Sporting tem um projecto, um rumo muito bem definido. Acho que algumas pessoas estão desatentas, algumas dentro do clube, mas temos um projecto que assenta no rigor, na competência, na ambição e, sobretudo, na estabilidade, algo que desejamos enquanto estrutura directiva.»
 
Bruno de Carvalho recorreu a adjectivação clássica para descrever em que é que o "projecto" é assente, mas mesmo sem questionar o exacto e real enquadramento do mesmo, não deixa de ser pertinente questionar quem é(são) o(s) destinatário(s) da "pedrada", para então tentar porventura compreender a "desatenção" em causa.
 
A quem é que o presidente se refere e qual será a potencial divergência ?
 

publicado às 07:18

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 23.05.2014 às 07:40

Com "tanto" treinador de categoria ímpar que o dinheiro pode comprar e a AS Mónaco tinha logo de vir a Portugal contratar o Leonardo Jardim, um treinador com reduzida experiência na Liga dos Campeões...

Como já se tinha percebido há muito tempo, Leonardo Jardim é um treinador mais cauteloso, às vezes até temeroso, ainda me lembro daquele jogo em Guimarães, que pedia Slimani muito mais cedo, para acabar de empurrar o Vitória para a derrota...

E é uma pessoa que gere a sua carreira com muito cuidado. Perante as acrescidas responsabilidades e expectativas que lhe quiseram colocar aos ombros, e que não quis de todo aceitar, preferiu antes emigrar novamente, desta vez para o Principado, para um clube onde não falta dinheiro, aparentemente...

Falamos de um treinador que está a um nível de um Brendan Rodgers ou de um Roberto Martinez, alguém que através das suas ideias, mesmo com recursos humanos inferiores, consegue ir mais além que outros com melhor matéria prima, mas inferior capacidade de "operacionalização", que "El Cholo" está claramente numa categoria completamente à parte.

Colocando de parte o cenário de ter um treinador contrariado, ainda por cima, por apenas mais um ano, tendo em conta a necessidade de realizar dinheiro para equilibrar as contas, aquilo que poderia ser um problema ou uma crise, foi transformada numa oportunidade, de trazer alguém com mais coragem, mais ambição, mais aparente capacidade de motivação, e com pelo menos igual ideia de jogo e capacidade de "operacionalização" da mesma.

A maior diferença por agora está nos resultados, pois o Estoril Praia em casa passou de 9V2E4D, 31-18, (1-1 contra o Paços de Ferreira à 2ª jornada e 3-3 contra a Olhanense à 16ª jornada; 1-3 contra Rio Ave (J6) e Benfica (J13), 1-2 contra FC Porto (J7) e Gil Vicente (J15)) para 6V5E4D, 19-14, (1-1, Académica (J3), Arouca (J17), Os Belenenses (J29), 2-2 FC Porto (J5), 0-0 Sporting (J15); 1-2 Benfica (J7), 0-2, V. Setúbal (J9) e V. Guimarães (J11), 0-1 Rio Ave (J25)), evidenciando portanto um maior respeito por parte das equipas visitantes na Amoreira, mas também uma pior capacidade de concretização.

Ora se os resultados em casa pioraram, já na condição de visitante, num campeonato em que tirando os 3 grandes, quase todas as outras equipas visitantes não estão obrigadas a jogar ao ataque fora de casa, o Estoril Praia passou de um registo de 4V4E7D, 16-19 para 9V4E2D, 23-12 (3-2 em Braga (J4) e 2-0 diante do Benfica (J22)), passando no conjunto dos dois registos, casa e fora, de 13V6E11D, 47-37, para 15V9E6D, 42-26, melhorando nos golos sofridos, no número de vitórias e somando mais 9 pontos, 54 no total, que na temporada anterior.

Da última vez que Leonardo Jardim treinou em Portugal, o seu registo final foi um terceiro lugar com 62 pts (mais 3 pts que o Sporting), 19V5E6D, 59-29, sendo que as derrotas em casa foram FC Porto (0-1) e Olhanense (1-2) e fora, diante de U. Leiria (1-0), FC Porto (3-2), Benfica (2-1) e Sporting (3-2), com 1 empate em casa diante do Benfica por 1-1 e 4 empates fora diante Rio Ave e Académica (0-0) e V. Guimarães e Paços de Ferreira (1-1).

Se tivermos em linha de conta que em campeonatos a 30 jornadas, o Sporting já teve 6 campeonatos com pontuação inferior a 54 pontos, um com a mesma pontuação, um outro com apenas mais um ponto, havendo ainda mais um campeonato a 34 jornadas, em que o Sporting somou apenas 56 pontos... tendo em conta os orçamentos disponíveis em função da pressão envolvente, não parece que o trabalho feito por Marco Silva seja muito inferior ao de Leonardo Jardim.

Onde Leonardo Jardim ganha é claramente na experiência, pois tem mais temporadas como técnico principal, mas Leonardo Jardim neste particular, perde claramente para Jorge Jesus, que é dos treinadores em Portugal com mais anos no activo...

E Marco Silva perde também para Jorge Jesus, se este permanecer à frente do Benfica, pois é muito complicado a um treinador de primeiro ano, fazer melhor que outro com 5 anos de trabalho em cima. Ainda assim, Marco Silva tem 4 anos de contrato, para dar tempo e margem ao Sporting para melhor contrariar que aconteça a ele, o que aconteceu a Leonardo Jardim no final desta época agora finda...


No final de contas, para além de jogadores, formamos treinadores e dirigentes!
Sem imagem de perfil

De Balajic a 23.05.2014 às 17:39

Acho esta última frase espantosa!

«No final de contas, para além de jogadores, formamos treinadores e dirigentes!»

Formamos treinadores? Quais? Paulo Bento? Sá Pinto?

E dirigentes? Bruno de Carvalho????

Fantástico...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds