Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Um nosso leitor sugeriu que "seria importante transcrever as palavras do empresário de Shikabala quanto à sua integração na equipa", isto, na sua opinião, "numa lógica de desfazer aqueles rumores que ditavam que Augusto Inácio e Leonardo Jardim teriam uma cisão quanto ao assunto".
 
Não era minha intenção abordar esta temática, mas acabei por aceitar a sugestão, muito embora as minhas conclusões sobre as afirmações do empresário não sejam, porventura, as que o leitor esperava e desejava.
 
O referido empresário chama-se Paulo Faria e segundo o que é possível apurar está ligado à "USEG" (Unik Sports Entertainment Group) da Madeira, onde constam diversos jogadores, entre eles Shikabala e Diego Rubio. Curiosamente - admitindo que haverá uma qualquer explicação - o nome de Paulo Faria não surge - pelo menos não o vi - na lista oficial dos agentes FIFA. O empresário que esteve envolvido na fase original da transferência do jogador para o Sporting chama-se Abdel-Rahman Madgy.
 
De qualquer modo, Paulo Faria, em representação de Shikabala, declarou esta quarta-feira o seguinte:
 
«É preciso ganhar rotinas, hábitos... Um jogador de 28 anos, que não está habituado a defender, precisa de mais tempo, há diferenças muito grandes. No Egipto era a estrela da companhia e estava habituado a isso, só que agora é apenas mais um. O normal, para um jogador que vem de um campeonato africano, é precisar de dois ou três meses para ganhar ritmo; a adaptação é mais complicada. Num clube como o Sporting, que luta por outro tipo de objectivos, ainda mais difícil se torna. O Sporting está a proteger o jogador e a prepará-lo para a próxima época. Se ainda puder participar em alguns jogos desta temporada, melhor, mas o verdadeiro Shika só vai aparecer em 2014/15.»
 
Pela complexidade do assunto, vamos por partes:
 
Tenho uma vaga ideia de rumores que circularam algures na praça sobre  intervenção de Augusto Inácio neste negócio, embora não possa afirmar o mesmo em relação a Leonardo Jardim. Inclusive, segundo o leitor, um colega meu de blogue - que eu presumo ter sido o City Lion - terá insinuado algo nesse sentido. Não refuto essa possibilidade, mas não me dei ao trabalho de averiguar. Exclusivamente neste contexto, não é segredo algum que Augusto Inácio "goza" de uma certa reputação, assente em diversos episódios. Um dos mais recentes, pela sua estada no Vaslui, e subsequente despedimento, que levou o director-geral do clube romeno a declarar, entre outras coisas, que "Augusto Inácio desviou-se da actividade de treinador, mas revelou-se um agente de jogadores excepcional. Ficou aborrecido por nos termos oposto à transferência de alguns jogadores da 2.ª Liga de Portugal, que custariam ao clube centenas de milhares de euros, ou de atletas livres, dos quais os seus agentes pediam comissões exorbitantes. Transferimos jogadores que ele pediu, mas não pelo valor proposto, dos quais os emails de negociação servem de prova. Daquilo que tomámos conhecimento pelas pessoas envolvidas, ele definia os preços e, também, estabeleceu os cortes nos ganhos."
 
Não tenho conhecimento de causa sobre o que ocorreu na Roménia, salvo pelas informações divulgadas pela comunicação social, a exemplo do jornal "A Bola", em Julho de 2012. Isto, em resposta ao comentário do leitor. Para mim, o mais importante, é o raciocínio por detrás da contratação de Shikabala e o seu percurso no Sporting desde o dia 1 de Fevereiro até agora. Em síntese:
 
1. Partimos do princípio, lógico e natural, que um reforço através do mercado de Inverno - especialmente um de 28 anos de idade - é precisamente isso, com o objectivo único de complementar o plantel existente e integrar a equipa o mais breve possível, a exemplo do que aconteceu com Heldon, não obstante este já estar a competir no futebol português e já ser conhecido pelos técnicos do Sporting;
 
2. Se Shikabala, pelas suas circunstâncias, não foi contratado nesse sentido pela Sporting SAD, mas sim para tirar proveito de uma oportunidade que surgiu, creio que os responsáveis deveriam ter anunciado essa disposição para evitar alimentar expectativas por parte dos adeptos - eu fui uma das "vítimas" mais entusiasmadas pela contratação - e, sobretudo, pela comunicação social. Pela evidência à vista, foi precisamente o que aconteceu, diária e repetidamente;
 
3. O facto dessa disposição não ter sido anunciada, leva-me a crer que a inaptidão do jogador para integrar a equipa principal a curto prazo, só foi detectada posteriormente, na sequência do treinamento às mãos de Leonardo Jardim;
 
4. Era expectável que fosse necessário duas ou três semanas de treinamento e integração gradual no futebol leonino, mas acho absolutamente ridículo que o empresário afirme que por vir de um campeonato africano e por não saber defender, precisa de pelo menos dois ou três meses para ganhar ritmo, esquecendo, porventura à conveniência do momento, que é registo público que o jogador já esteve duas épocas - 2005 a 2007 - ao serviço do PAOK, na Grécia.
 
5. Reconhece-se, no entanto, que a lesão que sofreu na sua estreia pela equipa B, no dia 16 de Fevereiro contra o Tondela, terá atrasado o seu desenvolvimento. Entretanto, recuperado, participou em quatro jogos na II Liga, 3 como titular e 1 como suplente utilizado, acumulando 209 minutos de jogo (2,3 jogos).
 
É o meu mais sincero desejo que Shikabala venha a provar ser um excelente futebolista, especialmente como médio criativo, uma enorme lacuna na actual equipa, mas o todo do processo leva-me a afirmar que está a cumprir a "pré-época" mais longa na história do futebol. O empresário aparenta confirmar esta disposição, pela sua declaração que "o verdadeiro Shika só vai aparecer em 2014/15.
 

publicado às 04:48

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds