Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A problemática dos números

Rui Gomes, em 14.03.14
 



O Sporting recorreu ao site oficial para publicar mais um artigo relacionado com a arbitragem - este intitulado " A verdade dos números" -, onde apresenta um mosaico de números e incidências sobre o que considera terem sido erros de arbitragem que no seu parecer "feriram de morte este campeonato", argumentando que o Sporting deveria ocupar o primeiro lugar com um ponto de avanço sobre o Benfica e 11, "que poderiam até ser 13", sobre o FC Porto.

O artigo completo pode ser lido aqui.

Ainda relacionado com a mesma temática, refere a uma publicação no jornal "Sporting", onde todos os casos, jornada por jornada, podem ser conferidos.

O balanço dos jogos em que os três "grandes" foram beneficiados ou prejudicados pode de facto reflectir a verdade, mas a sua apresentação neste momento só poderá ser interpretada como uma estratégia tendo em vista o jogo de domingo e a importância do mesmo para o 2.º lugar no campeonato. Creio que o resultado deste jogo não será decisivo, como poderia ter sido, caso o Sporting tivesse ganho os três pontos em Setúbal, que lhe daria um "colchão" de 7 pontos sobre a equipa portista e ainda colocaria pressão no Benfica, apenas a 5 pontos de distância.

Ainda hoje a almoçar com dois amigos benfiquistas lhes disse que apesar muito do "inexplicável" que ocorre no futebol português, como desportista que sempre fui, não me sinto bem sabendo que o meu clube ganhou através de beneficências indevidas ou erros de arbitragem, por natural que estes últimos possam ser quando são meramente humanos. Curiosamente - ou talvez não - estes meus amigos não replicaram a este meu comentário.

Espero, por conseguinte, que ganhe o que estiver melhor no dia, sem Pedro Proença e os seus auxiliares terem influência no resultado. Se esta estratégia do Sporting contribuir para garantir essa disposição, já ficarei satisfeito.

 

publicado às 21:48

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


13 comentários

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.03.2014 às 02:31

Não discordo com a análise Lionheart , mas há uma disposição que me enfurece sem limite no futebol português, que não sinto em qualquer outra modalidade desportiva que tenho acompanhado ao longo da vida. Em Portugal, é praticamente impossível assistir a futebol e apreciar o jogo somente pela sua nota artística. Primeiro, o futebol jogado na I Liga é muito pobre, não só pelos talentos disponíveis mas mais pela mentalidade que o resultado é mais importante do que a qualidade da exibição, muito a ver com os dirigentes e os treinadores. Vejo os jogos do Sporting todos, um ou outro dos rivais quando são importantes e absolutamente de mais nenhum clube.

Segundo, assistimos a um jogo em Portugal e estamos (estou) sempre à espera das intervenções "divinas" que reduzem o jogo a uma palhaçada.

Por isto tudo, gostaria de ter visto até onde esta equipa poderia chegar, mesmo reconhecendo que não tem a soma do talento necessário e não obstante não acreditar na liderança.
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 15.03.2014 às 10:21

O nível técnico da arbitragem em geral é pobre. E depois há árbitros que gostam de ser prepotentes, de exibir poder. Vamos para um jogo e já sabemos que o árbitro X gosta de mostrar cartões amarelos, mas que o critério é para onde é que lhe dá. Outros são tecnicamente bons e têm boa forma física, mas são manhosos nas competições nacionais. Tudo isto perdura por causa da impunidade. Foi péssimo para o futebol português que o processo "Apito Dourado" não tenha dado em nada, pelo exemplo que constituiu de que mesmo exposto na praça pública o "modus operandi" da corja, o Estado não os conseguiu condenar. É como apanhar um ladrão em flagrante delito mas porque o polícia preencheu mal um papel da detenção, fica sem efeito. É uma vergonha para a justiça portuguesa. Sempre quero ver para o que vai servir a nova e luxuosa sede da PJ...

Quanto às nossas hipóteses, é apenas especulativo, mas já se sabia que se um dos rivais entrasse numa série consecutiva de vitorias, seria muito difícil ao Sporting acompanhar, erros de arbitragem à parte. E de resto, se fizermos um histórico dos campeonatos polémicos em podíamos ter ganho se as arbitragens tivessem sido mais bem feitas, quanto a mim não são muitos. Nos anos 80 depois do título em 1982 não houve mais nenhum ano em que o Sporting tenha sido competitivo. Depois disso nas épocas de 1993/94, 1994/95 e 1998/99 discutimos o título e fomos prejudicados directa e indirectamente (pelo benefício aos adversários). Em 2000/01, 2004/05 e 2006/07 também houve casos muito graves. Não se pode asseverar que teríamos ganho esses campeonatos se não fossem os árbitros, o que eu posso ter mais ou menos a certeza é que nas outras épocas estávamos completamente fora dela, e por isso vamos bater à mesma tecla de que o problema de fundo do Sporting é que tem boas equipas esporadicamente, porque não as consegue manter muito tempo, devido a problemas financeiros e directivos. E enquanto a nossa gestão desportiva não for consistentemente competente não o vamos conseguir, e também não vamos ter credibilidade suficiente para fora.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo