Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A problemática salarial

Rui Gomes, em 18.05.14
 

 

Hesito em abordar esta temática, pela escassa informação disponível, mas sendo verdade o que o "O Jogo" adianta na sua edição deste domingo, um jogador da equipa principal do Sporting com um salário de 10 mil euros/mês, é um conceito que não consigo contextualizar, mesmo tendo em conta as actuais condições financeiras e orçamentais do Clube.

 

Apetece-me dizer - mas não digo - que as chuteiras de Cristiano Ronaldo custam mais do que isso. Segundo o diário desportivo do Norte, William Carvalho usufrui de um salário de 10 mil euros por mês e que a proposta sobre a mesa visa um aumento para 30 mil euros, ou seja 360 mil ao ano, o que também não é nada deslumbrante. Acredito na informação noticiada, admitindo que mesmo que não seja cem por cento correcta, aproxima-se muito dos números reais. Também ajuda a dar fundamento ao rumor que o salário de Leonardo Jardim é/era 35 mil euros/mês.

 

Segundo consta, Rui Patrício e Adrien Silva são os jogadores mais bem pagos no Sporting, com  vencimentos que ultrapassam um milhão de euros anual. Faz sentido, pelas circunstâncias, que Diego Capel, Marcos Rojo e Carrillo seguem, mas sem atingir a mesma marca. Teremos depois um grupo mais modesto, em decréscimo, liderado por Fredy Montero e a terminar com William Carvalho, Carlos Mané e, muito provavelmente, Eric Dier.

 

A corresponder à realidade, ou não, é difícil de imaginar este lote de jogadores virem a enfrentar equipas na próxima época em que um só jogador recebe mais do que a soma da equipa do Sporting. Mas esta disposição até acaba por ser menos importante - no contexto global das coisas - muito mais pertinente são as diversas situações actualmente pendentes com jogadores leoninos, a exemplo de Fabrice Fokobo, Vítor Golas e o próprio Eric Dier, só para nomear três, que até ao momento recusam comprometer-se longo prazo com o Clube, por estas e outras questões. Para ser sincero, se eu fosse um jogador com talento e potencial de evolução, também não aceitaria renovar.

 

O caso de Eric Dier será algo diferente dos outros, em que o jovem sente que já demonstrou o suficiente para ser titular na equipa e vê o seu lugar tapado, nomeadamente por Maurício, um jogador oriundo da segunda divisão brasileira que impressionou esta época pela sua regularidade, garra e entrega, sem dúvida, uma das razões do sucesso atingido. Dito isto, é um futebolista tecnicamente muito limitado e, sobretudo, não é o "patrão" da defesa que o Sporting necessita. Eric Dier, não obstante a sua juventude, tem tudo para ser isso e mais. 

 

Mas voltando à questão dos salários e mesmo desconhecendo os números exactos, dá para imaginar as condições contratuais de todos aqueles que têm vindo a assinar vínculos por 4 e 5 anos. Ao primeiro sinal de performance a um nível mis elevado, interesse do exterior é inevitável e tornar-se-á difícil para um atleta resistir perante ofertas muitíssimo superiores.

 

Assumir uma posição de força com jogadores como Fokobo e Golas é uma coisa, outra totalmente diferente é fazê-lo com aqueles que já demonstraram a sua mais-valia. A exemplo extremo, vejamos este cenário: o Sporting recebe e recusa uma proposta por William abaixo dos 45 milhões de euros da cláusula de rescisão. Digamos, para efeitos de argumento, que é somente 27 milhões ou 30 milhões e vem acompanhada com uma oferta salarial para o jogador de 1,5 ou 2 milhões de euros. O jogador exerce pressão no Sporting para que a transferência se realize. Quais são as reais opções do clube, contrato ou não contrato ?... Ficar com um jogador descontente e com performance potencialmente reduzida ou encostar o jogador e desvalorizá-lo ?

 

O caso de Bruma foi um autêntico "milagre", pelas circunstâncias, e assente em uma decisão da CAP que ainda hoje não faz sentido e que nem o próprio Sporting esperava. Tiago Ilori só o futuro dirá se foi a decisão mais correcta, mesmo considerando que era o desejo do jogador de se transferir até 2015.

 

Não possuo dados suficientes para sugerir soluções, mas, na minha opinião, este estado das coisas, mais cedo ou mais tarde, vai dar muito que falar. 

 

publicado às 16:26

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


39 comentários

Sem imagem de perfil

De M a 18.05.2014 às 20:20

Não está escrito mas, em boa verdade, tem a sua lógica. Quando o Rui refere os honorários acima de 1M de Adrien e Rui Patrício deve ter em mente que esses são os valores líquidos que ambos reecbem, sendo que o Sporting tem que custear, além disso, os 46% (salvo erro) relativos à taxa fiscal para a especificidade em Portugal. Só para contextualizar...

Dito isto, é óbvio que a questão da competitividade (ou falta dela, neste caso) é um problema. Mas é um problema que não vem de agora, e que só agora se fala (mais) porque antes não havia qualquer problema em pagar ordenados na ordem dos 500 mil € para mais a "miúdos" (passe o termo) oriundos da 2ª divisão francesa, do Chile ou da Colômbia. Mais uma vez, só para contextualizar...

Quanto ao Eric Dier, é de facto um jogador com uma qualidade acima da média e potencial para vir a ser uma caso sério mas, a acreditar nas palavras do próprio pai, que disse que o filho só renovaria para ser titular, acho que é algo estapafúrdio. Era o que faltava um jogador (qualquer que fosse) exigir jogar só porque sim, tenha qualidade ou deixe de ter... Para isso é que lá estão os treinadores, senão cada jogador fazia a sua equipa...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.05.2014 às 21:10

Continuo a não compreender a fonte de informação sobre os salários, líquidos ou não.

Quanto ao Eric Dier, a interpretação das supostas palavras do pais não é correcta. O que me parece óbvio é que se pretende dar prioridade a um jogador de qualidade limtada, só porque fez uma época de grande entrega, em detrimento de um talento acima da média como jovem inglês. Tem alguma dúvida que ele devi ser titular do Sporting neste momento ?

O que eu gostaria de dizer sobre isto é que quem faz as decisões terá de assumir as consequências mas, infelizmente, quem as sofre é o clube.
Sem imagem de perfil

De M a 18.05.2014 às 21:16

A fonte é a mesma que o Rui usou, a imprensa. Se pode ser verdade para umas coisas, com certeza pode ser verdade para outras. Ou é por conveniência?!

O pai disse, e cito, "o meu filho só renova se jogar". Acho que não há espaço para interpretações erróneas aqui. Se tu tenho dúvidas de que ele devia ser titular neste momento? Neste momento? Tenho, como tenho do Rúben Semedo, do Tobias Figueiredo e de qualquer central demasiado jovem, com independentemente da qualidade.

O que você gostaria de dizer já 90% de quem o lê está fartinho de saber. E o que você disse agora valia igualmente para outros, embora não lhe merecessem a mesma vontade de o dizer...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.05.2014 às 21:59

Não presume saber todas as minhas fontes.

Eu raramente deixo algo por dizer, quando pretendo mesmo dizer, por conseguinte não se trata do que eu "gostaria de dizer". Dispenso, portanto, a insinuação.

O Eric Dier está patamares acima do Rúben e do Tobias e se não vê isso, nada mais posso acrescentar.

Para que saiba, o pai tentou passar a mensagem de que o filho não aprecia ser utilizado como um "tapa buracos" com foi este ano, e que tem qualidade para muito mais. Nem ele nem ninguém faria uma exigência de titularidade garantida.
Sem imagem de perfil

De M a 18.05.2014 às 22:05

O Eric Dier está patamares acima do Rúben e do Tobias e se não vê isso, nada mais posso acrescentar. - E? Daqui a mais está-me a dizer que o Eric Dier merece um ordenado da mesma ordem que o Rojo, ou algo parecido, tal é o altar que lhe quer fazer. Ele que tenha calminha com a carreira que ainda é demasiado novo para já pensar que tem moral para exigir ser mais que suplente.

Btw, não era nenhuma insinuação, era uma constatação mesmo. E quanto às fontes, olhe, enquanto não secarem, use e abuse.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 18.05.2014 às 22:23

Sim, até concordo :) A grande vedeta na Champions para a próxima época vai ser o Maurício.
Sem imagem de perfil

De M a 18.05.2014 às 22:27

Vai? E eu a pensar que ia ser o Dier!... Damn, shame on me.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo