Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




2019-10-10.png

Uma reportagem do jornal Negócios, intitulada "Benfica "ajudado" em 65 milhões, conclui PJ", datada 28 Janeiro 2010, para quem tem memórias curtas e propensas:

A Polícia Judiciária acaba de concluir a investigação ao contrato-programa assinado em 2002 pela Câmara de Lisboa, EPUL, Benfica e Sociedade Benfica Estádio SA, concluindo que as formas de apoio acordadas e atribuídas ao clube da Luz para a construção do estádio "consubstanciam verdadeiras comparticipações financeiras, concedidas por instâncias municipais".

Segundo noticia hoje o "Jornal de Notícias", que cita um relatório da Inspecção-Geral de Finanças que suportou o trabalho da Judiciária, o “contrato contrariou os normativos legais vigentes", por não terem sido quantificados devidamente os encargos das entidades públicas envolvidas em desrespeito pelos princípios da boa gestão dos dinheiros públicos.

O mesmo jornal revela que no contrato-programa firmado antes do Euro 2004, a Câmara e a Assembleia Municipal de Lisboa “instrumentalizaram a EPUL”, que assumiu encargos directos de 18 milhões de euros na prossecução de fins estranhos ao seu objecto social. Montante a que se somam mais 47 milhões, já que o documento assinado permitiu ao Benfica vender um terreno à EPUL e receber outro do município da capital.

Pedro Santana Lopes, que ocupava a presidência da Câmara, não é arguido neste processo, ao contrário do seu “vice” Carmona Rodrigues que é um dos cinco arguidos constituídos durante a investigação. Carmona disse aos investigadores que o processo era tratado directamente por Santana, que inquirido como testemunha reconheceu que as negociações com o clube da Luz para a elaboração do contrato-programa foram conduzidas por si e pelo vice-presidente.

Jornalista António Larguesa

_______________________________________

2019-10-10 (1).png

Um breve vídeo pela revelação de Manuel Vilarinho que o Benfica falseou certidões para poder participar no Campeonato Nacional.

Estes, apenas dois episódios entre vários outros que ocorreram ao longo dos anos por obra do clube da Luz.

Nota: Para este post, aproveitei as referências de um leitor não identificado.

publicado às 04:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


9 comentários

Sem imagem de perfil

De JR a 11.10.2019 às 06:23

Ainda bem que há ajudas boas e correctas e ajudas más e levianas.
No fim somos sempre os mesmos a pagar.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 11.10.2019 às 08:12

Ainda teríamos o caso da má inscrição do Ricardo Rocha, a ajuda na academia do Seixal, o uso de ações não cotadas como garantia bancária, etc...
Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 12.10.2019 às 12:01

Nunca houve ajudas no Seixal.
O uso da acções do Benfica foi uma decisão perfeitamente legal feita pela Administração Fiscal que a ministra Ferreira Leite (portista assumida) aceitou. Já foi revelado aqui o que aconteceu. O dinheiro foi totalmente pago, ao contrário do que se passa actualmente com o SCP.
Quanto a outra mentira do Benfica "ajudado" em 65M.

1. A CML não Isentou o SLB
Ao contrário da mentira disseminada pela CS a CML não isentou o Benfica de nada. Numa página paga na ABola a CML explica:

* O SLB veio propor à CML uma alteração ao loteamento do Estádio da Luz tendo em vista: legalizar a área comercial que está em funcionamento desde 2004 e
acrescentar um piso a esse edifício.

* Não existe qualquer impedimento urbanístico a estas pretensões, das quais não resulta maior área de ocupação do solo.

* Por esta operação são devidas Taxas pela realização, manutenção e reforço de Infraestruturas Urbanísticas (TRIU) e Compensações Urbanísticas.

* O Regulamento Municipal de Taxas Urbanísticas reduz em 50% as taxas devidas por qualquer entidade com estatuto de utilizade pública, estatuto que foi atribuido pelo Estado ao SLB em 1960.

* Em 1989 e em 1995 a CML celebrou com o SLB protocolos que conferiram isenção total de quaisquer compensações, encargos ou licenças a quaisquer contruções promovidas pelos SLB no âmbito do seu complexo urbano-desportivo.

* Em 2003 a Assembleia Municipal de Lisboa ratificou o protocolo de 1995 e consagrou a isenção total anteriormente definida.

* Protocolos de idêntico teor foram celebrados pela CML com outros clubes.

* Entende agora o SLB que a isenção atribuida pelos protocolos de 1989 e 1995 e pela decisão da AML de 2003 se aplica à presente alteração ao loteamento.

* Os Serviços do Município discordam deste entendimento.

* Sendo a competência para isenção de taxas da AML, entendeu a Câmara submeter à AM a pretensão do SLB para que possa apreciar e decidir.

* Não está por isso concedida qualquer isenção, que só poderá ser decidida pela AM de Lisboa tendo naturalmente o SLB o direito de, se assim o entender, obter tutela juridicional dos direitos que entenda reclamar.


As tentavas de branquear os escândalos que se passam com as VMOCS e outras notícias de perdões de dívida aos bancos, atira-se com mentiras inventadas com o propósito de desviar as atenções como se pudéssemos branquear com essas mentiras actos que estão a escandalizar a população do país.

Sem imagem de perfil

De João Paulo Gonçalves a 11.10.2019 às 09:55

Se o Benfica não viesse à baila é que seria estranho...
O Sporting felizmente construiu o Alvalade XXI sem qualquer benesse.
Por isso chegou ao estado atual...
Sem imagem de perfil

De Pedro Miguel a 11.10.2019 às 10:10

Portanto, em vez de noticiarem o lamentável perdão fiscal dos bancos ao SCP, quando todos os portugueses continuam a financiar os bancos, o Rui resolve relembrar que o Benfica também já foi (supostamente) beneficiado...

Não vejo a lógica!

Isso "desculpa" o que aconteceu agora??

De qualquer modo, e sem querer entrar numa dinâmica de "comparação de pilinhas", parece-me que ser beneficiado numa troca de terrenos e ter, pura e simplesmente, o perdão de vários milhões de euros, é um pouco diferente.

Mas compreendo que possam dizer isso ser apenas fruto da minha parcialidade.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.10.2019 às 13:31

Este post não se relaciona directamente com o Sporting. É uma resposta a alguns dos comentários de ontem de colegas adeptos seus.
Sem imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 11.10.2019 às 11:57

Rui Gomes--------------Como não podemos comentar o que se passa do outro lado da segunda circular, pessoas que já cá andam há muito tempo lembram,-se que dois Sportinguistas "ajudaram" o nosso rival. Depois houve julgamentos , que não se realizaram, segundo rezam as crónicas e o que eu sei é que na década de 60 os atletas do SCP corriam em terrenos, que se dizia serem do clube e hoje apenas lá existe o estádio, porque o resto foram trocas com a Câmara de Lisboa, quando os mesmos eram do SCP. !!!!!!!. O Metro faz muita falta à população, mas não havia outro local , para se fazer aquela estação de autocarros ? Desapareceu um edifício do bingo, um pavilhão "rasca", um estádio e muitos metros quadrados do terreno que segundo se dizia ser uma doação da família Alvalade, tudo em beneficio de outros. Fernando Albuquerque (SCP)
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.10.2019 às 13:32

Todos sabemos que Santanas Lopes teve um papel fulcral na construção do novo Estádio da Luz. É o segredo mais bem conhecido, apenas afastado da memória de uns quantos benfiquistas.
Sem imagem de perfil

De João Carvalho a 12.10.2019 às 12:11

As explicações dos FACTOS, desmentem as inventoras que pessoas mal intencionadas e com intenções conhecidas, tentam passar.

A Construção dos Estádios e do Seixal.

No caso do Benfica, foram as facilidades de revisão do PDM a facilidade em como se negociou todos os valores dos terrenos, porque o Seixal tinha necessidade em agarrar um projeto desportivo pois trata-se de um zona muito conflituosa e havia a necessidade de arranjar zonas de escape para os jovens, e como a maioria dos clubes do Seixal ou estavam na banca rota ou estavam já extintos, o Benfica e o seu projecto academia acaba por surgir como uma medida salvadora do desporto local.

Em abono da verdade, o Benfica no Seixal conseguiu realizar a sua academia com facilidades assutadoramente rápidas, mas a verdade é que o Seixal desde o dia em que a Academia nasceu e passou para mãos a obra não só os indices escolares da zona subiram como a criminalidade baixou como ainda passou a haver mais capacidade financeira por parte da autarquia.
Dizer que isto acontece por culpa do Benfica não é totalmente verdade, mas ajudou e de que maneira ao boom que houve no Seixal, porque tudo passou por ser uma manobra da Camara do Seixal em abrir mão de algo em prol do futuro.

Se deixaram de ganhar imaginemos 4 ou 5 milhões em licenças naquele momento mais 1 ou 2 milhões fruto de outras mais valias, mas no entanto a autarquia não só já ganhou em dinheiro como já o triplicou, e como?

Porque com o nascimento do Centro de Estágio o custo do metro quadrado nas redondezas aumentou, tal como o preço dos imóveis tb aumentou, tal como a procura por imóveis nas imediações tb aumentou... ou seja, hoje o Seixal ganha mais por ter o nome da cidade ligado ao do Benfica do que se se o Benfica tivesse pago os valores das licenças....

Com o Sporting em Alcochete passou-se o mesmo com a diferença de que a zona da onde se encontra a Academia do Sporting não é considerado área urbanizável e apesar de estar umas casas nas redondezas, não é considerada área urbana "per se". No entanto, Alcochete teve e tem o boom causado pelo Sporting, o Freeport e as principais zonas de interesse na zona estão sempre repletas de gente que vêm para simplesmente ver onde é a famosa Academia (?).

Os acessos ao Estádio da Luz foram pagos pelo clube e apoiados pelo Estado, tal como foi a construção do Estádio, em contra partida o Benfica cedeu as áreas das bombas de gasolina da Shell e mais zonas que eram do clube à Câmara de Lisboa.

Tal como fez o Sporting com o seu estádio com a diferença de que o Sporting tinha MENOS área urbanizável em redor do estádio assim como o preço do terreno por m2 naquela zona era MAIS baixo.

Além disso, a Câmara de Lisboa revogou a cedência de um terreno ao Benfica, sem direito a qualquer indemnização. Aprovada por unanimidade em reunião do Executivo, a revogação faz com que o município volte a ter a propriedade do terreno de 5500 metros quadrados, na Rua do Professor Reinaldo dos Santos, em Benfica, que serviu de permuta para e áreas destinadas a arruamentos.

A "Pera" chegou a opor a Câmara, já na presidência de Santana Lopes, e o clube em 2002, porque Manuel Vilarinho tencionava que tal terreno servisse de garantia bancária para a construção do novo estádio da Luz.

A isenção do pagamento de taxas urbanísticas concedida ao Benfica, que mereceu vários comentários por parte de deputados da Assembleia Municipal de Lisboa e posteriormente o repúdio do Sporting, que falou em "desigualdade de tratamento", eis que um novo episódio vem à baila.
Segundo o "Expresso", a isenção dada aos leões é MAIS GENEROSA do que a concedida aos encarnados. Isto porque existem duas restrições - a isenção só se aplica quando o requerente é o clube e a mesma terá de ser votada pela Assembleia Municipal - pelas quais os verdes e brancos não passam."


E agora o que têm a dizer depois de andaram espalhar tanta mentira?

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo