Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A reverência

Rui Gomes, em 28.04.22

Pinto da Costa não faz o meu género como pessoa e dirigente, mas respeito aqueles que o escolhem, mesmo sem fazer perguntas.

21105016_F4Vcq.png

Claro que me interrogo sobre o racional de colocar um geronte à frente de uma instituição centenária que, para mais, se dá ao luxo de dizer que sairá quando entende e que não indigita sucessor. Temo o pior para o ‘day after’, contudo esse é um tema que me transcende. Não gosto nada do estilo, não aprecio os métodos e não me cativa a comunicação mas, repito, esse é um problema meu.

A questão é outra. Arreigou-se uma praxis em que Pinto da Costa diz o que quer sobre tudo e toda a gente, mas se alguém o critica ou aponta o dedo ao FCP é um ai-jesus de virgens ofendidas, como a polémica com o Tito Fontes bem o evidenciou.

Depois existe a tal ‘cerca sanitária’, traduzida numa generalizada subserviência, da qual, infelizmente, não excluo os media, em que ele nunca é confrontado com temas incómodos.

Compreendo que se assinalem os quarenta anos de dirigismo desportivo ou mesmo que se encaminhe o homem para a vitaliciedade; indigna-me, porém, que ninguém o inquira sobre o destino dos dinheiros das transferências dos último quinze anos, o nível salarial e os prémios da administração da SAD, as relações desta com o filho, os negócios com Pedro Pinho e Bruno Macedo, os financiamentos de Theodoro Fonseca, a elevada taxa do último empréstimo obrigacionista, as condições de utilização do centro de estágios do Olival, por exemplo, ou mesmo temas tão comezinhos como as faltas de comparência do basket, o salário de Otávio, ou os comportamentos do seu colega de administração.

Frederico Varandas é sindicado e bem, a meu ver, sobre todos os temas que têm a ver com o Sporting CP, alguns delicados, que tem o dever ético de esclarecer, não só os sócios e adeptos, como a opinião pública. É assim em qualquer instituição de utilidade pública, para mais com a grandeza e impacto do Sporting. Pinto da Costa, esse, só fala.

Ora um homem só é mesmo grande quando confrontado com a dialética do contraditório. Considero que o futebol só se libertará dos miasmas que o atormentam e desvalorizam com uma política transversal de transparência, em que todos sejam chamados a prestar contas. Falar de cátedra e mandar bitaites é fácil. O difícil é mesmo responder a perguntas.

Artigo da autoria de Carlos Barbosa da Cruz, em Record

publicado às 03:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Yazalde a 28.04.2022 às 13:59

Pinto da Costa viveu sempre na trafulhice, diz o que quer, agora está ainda pior, ele está como peixe na água porque está em Portugal, se fosse noutro país já estava entalado há mais de trinta anos , fosse em França por ex , lembram se do tappie ,nunca mais foi nada, o Vieira seguiu lhe as pisadas , mas este mais fragilizado, porque o Benfica é uma instituição maior ,ou seja mais massa associativa e critica ,onde toda a gente quer tacho é um clube com acesso a crédito fácil, reconheço que o Porto tem mais títulos internacionais, tirando o apito dourado, e continuam nas trafulhices.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.04.2022 às 18:11

Por outras palavras, foi precisamente o que o presidente Varandas já disse.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo