Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A solução já está em casa

Rui Gomes, em 24.07.14
 

 

Não é segredo algum que o Sporting anda há cerca de um mês à procura de uma alternativa a Jefferson no lado esquerdo da defesa. Têm surgido diversos rumores sobre jogadores supostamente referenciados mas, pelas mais recentes notícias, parece que o mais provável candidato é Jonathan Silva, o argentino de 20 anos que alinha pelos Estudiantes, por ironia o mesmo clube de Marcos Rojo. Segundo as informações divulgadas, o jogador poderá custar ao Sporting cerca de 2 milhões de euros por 80 por cento do passe.

 

Com tudo isto ponderado, é a minha sugestão que a solução - e de elevada qualidade - já está em casa, no polivalente Marcos Rojo. É evidente que reconheço que existe muito interesse nele depois da sua excelente performance no Mundial e que até haverá alguma pressão no Sporting para o vender, não só pelo encaixe respectivo ao seu 25 por cento do passe, mas também - quiçá - pelo interesse do próprio Fundo em garantir um retorno muito substancial do seu investimento de cerca de 3 milhões de euros, pela aquisição original do jogador.

 

Num (meu) Mundo ideal, com um Sporting acentuadamente competitivo, tanto nas competições domésticas como até na Champions, a minha defesa seria constituída por Cédric Soares, no lado direito, Maurício e Eric Dier no eixo e Marcos Rojo no lado esquerdo. William Carvalho a "trinco", ou pela eventual saída dele, Oriol Rosell. Não pretendo menosprezar Jefferson, que fez uma excelente época em 2013/14, mas, ao fim e ao cabo, se temos o lateral esquerdo titular da selecção da Argentina...

 

publicado às 12:56

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


46 comentários

Sem imagem de perfil

De alexandre a 24.07.2014 às 14:41

Se calhar por isso mesmo e que. O sporting quer contratar rabia, para assim poder encostar rojo a esquerda.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 16:24

O Sporting não precisa de Rabia para Rojo jogar à esquerda, partindi do princípio que os centrais que lá estão desempenharão a função ao nível desejado: Maurício, Eric Dier, Paulo Oliveira e Tobias Figueiredo. Como alternativa, perante uma qualquer urgência, ainda temos Nuno Reis, Rúben Semedo e Fokobo, embora estes dois últimos talvez se adaptem melhor a "trinco".
Sem imagem de perfil

De Jorge a 24.07.2014 às 14:49

Meu caro,

Concordo q se o Rojo ficar poderá ser uma opção para LE contra equipas mais fortes que nos encostem lá mais atrás. Tou a pensar na Champions, basicamente . Contra os Paços, Belenenses, etc, penso que necessitaremos de um lateral mais ofensivo que não me parece que o Rojo seja.

Agora se é para ir buscar mais um do nível do Piris mais vale apostar num da B ou manter os centrais que temos, ficando o Rojo como opção para LE. Mas não me parece que seja o titular (naquela posição) que o Sporting precisa.

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 16:31

Custa a acreditar que um titular da selecção argentina não sirva ao Sporting naquela posição. Ele não foi mais ofensivo no Mundial devido ao "make-up" da equipa e porque tinha ordens para o efeito.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Borgia a 24.07.2014 às 15:17

Só um reparo:

Ao passo que o Sporting CP comprou 25% de Marcos Rojo por 1M €, a Doyen Sports ficou com os outros 75% por 2M €. Foi esta a informação expressa nos relatórios e contas...
Sem imagem de perfil

De Petinga a 24.07.2014 às 16:08

Hummmm sou só eu ou há aí matemática que nao bate certo?...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 16:29

Rojo custou 4 milhões mais 7% que foi pago aos Estudiantes, além dos direitos de formação.

O Sporting investiu 1 milhão por 25% e em Outubro de 2013 podia ter adquirido mais 25% por outro milhão.
Sem imagem de perfil

De Petinga a 24.07.2014 às 18:08

E quanto pagou a tal Doyen Sports pelos restantes 75% que detém? Essa é a questao...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 18:23

Se o jogador custou 4 milhões e a Doyen Sports entrou com 3 milhões, é óbvio que o Sporting só pagou 1 milhão por 25%.

Estas as palavras de Godinho Lopes a explicar o negócio. O que não terá sido devidamente explicado, mas creio que aparece no Relatório e Contas, são cerca de 400 mil euros, pagos à parte, pelo 7% e direitos de formação dos estudiantes.

Nesta pesquisa que fiz agora para garantir a exactidão da minha resposta à sua pergunta, confirmei, mais uma vez, o acordo para mais 25% por 1 milhão em Outubro de 2013.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 18:28

P.S. Cenário hipotético: se o jogador for vendido por 20 milhões (o que consta que o SCP está a exigir), significa que pelo não investimento do adicional supracitado milhão, o Sporting deixará de ganhar mais 5 milhões (4 líquidos).
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 25.07.2014 às 02:24

Do último R&C anual: http://www.sporting.pt/incscp/pdf/investor_relations/RelatorioContas20122013AprovadoAG.pdf

Página 110: 100% dos direitos económicos de Marcos Rojo adquiridos ao Spartak de Moscovo por 5,425 milhões de euros em Julho de 2012.

Página 114: 75% dos direitos económicos de Marcos Rojo cedidos à Doyen Sports Investments por 2 milhões de euros a 30 de Junho de 2013, sendo que, e passo a citar "O valor cedido ao Fundo ascendeu a Euros 3 milhões, sendo que a prestação remanescente vence-se em outubro de 2013."

Interpreto esta nota como o tal milhão de euros que a Doyen Sports Investments pagou ao Sporting em Outubro de 2013, tal como estava previsto, e divulgado no relatório anual publicado a 6 de Setembro de 2013.


Agora, se o Sporting podia ter abdicado desse dinheiro em troca do retorno de 25% do passe... ou não, desconheço. É daquelas perguntas que se podiam fazer depois de terminada a suspensão ao presidente da Sporting SAD.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.07.2014 às 03:08

Serei o primeiro a telefonar ao "Bruno" quando a suspensão terminar !

Isso de relatórios é muito complexo e de difícil compreensão, e não explica tudo.

De qualquer modo, o milhão de Outubro de 2013 era equivalente a 25% do passe, recuperável pelo Sporting com o respectivo pagamento.

Sobre o montante global, a informação disponível aparenta indicar que houve 7% pagável aos direitos do passe ainda nas mãos dos Estudiantes, o clube original de Rojo, mais o pagamento pelos direitos de formação e, porventura, mais alguma outra comissão de que eu não tenho conhecimento.

O que o Relatório dizia já nós tínhamos conhecimento, mas agradecemos a referência.

Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 25.07.2014 às 05:00

Relembro que a 12 de Setembro de 2012, era notícia que "Godinho Lopes revelou esta quarta-feira que o Sporting só tem 25 por cento do passe do defesa argentino Marcos Rojo, contratado ao Spartak Moscovo durante o último defeso.

O presidente leonino garantiu que, ao contrário dos 4 milhões de euros, correspondentes à totalidade do passe, que foram falados na imprensa, Rojo apenas custou 1 milhões de euros ao Sporting."

«"É verdade que o Sporting tem 25% do passe de Marcos Rojo. Se tem 25% do passe e o jogador custou quatro milhões, então o Sporting pagou um milhão [de euros]", esclareceu esta quarta-feira Godinho Lopes, presidente do emblema de Alvalade.»

Só que a 6 de Setembro de 2013, a Sporting SAD declarou ter pago 5,425 milhões de euros, mais €1,425 milhões que o anunciado quase um ano antes, em Julho de 2012, por 100% do Marcos Rojo, tudo pertença do Spartak de Moscovo. Logo, parece lógico que coube ao emblema moscovita tratar do resto, direitos de formação incluídos.

A 30 de Junho de 2013, Marcos Rojo desvalorizou 1,425 milhões de euros. E de caminho, 75% do seu passe foi parar às mãos de terceiros. Que pagaram por esses 75%, 2 milhões de euros "a pronto", o outro milhão de euros quatro meses mais tarde, em Outubro de 2013. Portanto, o Sporting ficou com um crédito de um milhão de euros por reaver até essa data. É o que está declarado no R&C.


E agora, a pergunta do milhão de euros.


Que sentido faz, eu Sporting SAD, recomprar 25% do passe do Marcos Rojo, por um milhão de euros, dinheiro que tenho de entregar à Doyen Sports Investments, do meu bolso, em Outubro de 2013, se tenho a receber, da mesma Doyen Sports Investments, um milhão de euros, em dívida, por, vamos lá por as coisas assim, 25% do passe do Marcos Rojo?

De outra maneira:

Como é que a Sporting SAD vai recomprar 25% do passe do Marcos Rojo, por um milhão de euros, em Outubro de 2013, para ficar com 50% do passe em sua posse, quando o contrato de venda dos 75% do passe do Marcos Rojo estipula que o preço pago ou a pagar pelo fundo é de 3 milhões de euros, com um pagamento a pronto de 2 milhões de euros, mais 1 milhão de euros 4 meses depois, em Outubro de 2013.


O Relatório e Contas do Exercício 2012/2013 parece-me muito claro neste aspecto.

Se lá pelos lados da Gonçalo Cristóvão, não sabem ler relatórios oficiais de contas, já não é problema meu:

«Rojo afinal custou 5,4 milhões
Publicado em 07 set 2013 às 20:02

http://www.ojogo.pt/Futebol/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=3408645

O fundo Doyen Sports Investments entrou com três milhões, mas os leões pagaram bem mais do que o milhão de euros anunciado na altura da contratação.

A aquisição de Marcos Rojo custou mais 1,4 milhões que o milhão de euros anunciado na altura da contratação. De acordo com a informação divulgada no relatório de contas do último exercício, o valor global da aquisição do defesa ao Spartak de Moscovo chegou aos 5,4 milhões de euros, três dos quais avançados pelo Doyen Sports Investments, um fundo de investimento que detém, assim, 75% dos direitos económicos do internacional argentino.

Mais, o Sporting terá de entregar mais um milhão de euros ao Doyen no mês de outubro, a troco de mais 25% dos direitos económicos.»

Rojo custou 5,425 milhões de euros e não 5,4 milhões de euros. Essa é logo a primeira.

3 milhões de euros por 75% do passe, "bate certo." Pagar €2,425 milhões pelos restantes 25% é que já nem tanto.

Agora o resto, só mesmo de quem não sabe ler. Isso ou iliteracia financeira.

Portanto, de acordo com O Jogo, a Sporting SAD, que só recebeu, a 30 de Junho de 2013, 2 milhões de euros, dos 3 que a Doyen pagou pelos 75% do Marcos Rojo, teria de pagar, em Outubro de 2013, um milhão de euros por mais 25% do passe. Certo...

E a Doyen, não pagava o milhão que devia, em falta, não era? E de caminho, ficava com metade do passe e gastava apenas um milhão de euros, tendo o Sporting de arcar com os restantes 4,425 milhões de euros?

Pois...

Devem ser as tais famosas contas "à moda do Porto".

Só pode.


Só estou a insistir nesta chamada de atenção porque infelizmente, os OCS gostam muito de "inventar", especialmente naquelas coisas de que não percebem nem mesmo um chavelho...

O Jogo errou, por manifesta incompetência, e de caminho, criou "um mito"...
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 24.07.2014 às 18:39

Acho que pelo valor do vencimento ( que não sei quanto é ao certo, mas será elevado) todos os jogadores que estavam no Sporting antes de BC, estão a prazo

1º porque a situação financeira ainda é preocupante e depois porque não me parece que Rojo, por exemplo ou Capel aceitem renovar por 300€/ano que é o que se fala de tecto salarial

Por isso o destino de Rojo será concerteza a saida do clube, este ano ou no proximo, mas como diz o fundo quer rentabizar o investimento e sabe que dificilmente o jogador valerá mais do que agora e como detentor de 75% do passe pressionará o clube a aceitar as ofertas.

O Rui gosta muito de falar dos tais 25% que não foram adquiridos, mas mais uma vez relembro qual é a realidade do Sporting e principalmente qual era em Outubro passado.

Para além disso e creio que é assinalável - não compramos (em dinheiro, pelo menos) parte de nenhum passe, mas também estancamos aquilo que era a venda mensal de passes de jogadores para pagar vencimentos e na minha opinião só isso já é um grande progresso

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 18:50

O Rojo ainda é muito novo e poderá valorizar-se, ainda mais, com uma boa performance na Champions.

Eu refiro o não investimento em Outubro por três motivos:

1. O prometido investimento durante a campanha eleitoral que nunca mais se vê, não obstante as múltiplas explicações que pouco ou nada explicam;

2. Porque significa que o SCP vai deixar de ganhar, potencialmente, entre 3 a 5 mihões, pelo menos. Isto, além da posição de força que teria se já tivesse 50% do passe.

3. Compreendo as dificuldades financeiras, evidentemente, mas como já referi, passado pouco tempo conseguimos arranjar 1,4 milhões para o Heldon, que, além do mais, tem sido um autêntico flop até agora. Teria sido melhor ele ter saído do que o Wilson. Esperamos que melhore esta época, mas não sinto muito optimismo, até porque tudo indica que a SAD vai tentar garantir mais um extremo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.07.2014 às 15:53

Caro Iorda9,

Espero que leia isto. Eu editei a nossa troca de impressões no outro post , pelas razões que já lhe tinha explicado.

De qualquer modo, em resposta à sua última observação, tenho apenas isto para dizer: apensar de não prestar muita atenção a estas coisas, o meu entendimento é que não obstante o acordo com a Holdimo , esta ainda não assumiu posição na SAD , algo que só poderá ocorrer pela finalização da reestruturação.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 18:56

P.S. O salário do Rojo está acima do nível que a SAD tem vindo a tentar implementar, mas não é dos mais caros do plantel. Além disso, teremos sempre que ter 3/4 jogadores acima da média com a capacidade para fazer a diferença. Salvo a ascensão inesperada de um jovem da formação William ), nunca conseguiremos ter esse tipo de jogadores com o alegado tecto salarial desejado.

Conclusão: acho bem que se tenha, por ser a realidade de momento, mas devemos ter sempre um pouco de margem para as notáveis excepções à regra.
Sem imagem de perfil

De amendoa a 24.07.2014 às 19:41

Consegue por aqui o link para essa fonte dos 25% em outubro?

É que eu pesquisei e não encontrei nada.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 20:01

É porque não sabe pesquisar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 20:09

Existem muitos links neste sentido. Este é apenas o primeiro que me surgiu. o 25% é referido mas o alegado custo de 5,4 milhões está mal explicado.

http://desporto.pt.msn/afinal-rojo-custou-54-milh%C3%B5es-3
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 24.07.2014 às 20:44

Está mal explicado como assim? No link ( não é possivel aceder ) que postou? Ou no R&C?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 21:04

Já abri o segundo link diversas vezes sem problemas.

A explicação no link é muito breve, ou seja, não explica tudo.
Sem imagem de perfil

De Lion81 a 24.07.2014 às 20:27

Completamente de acordo em tudo o que disse ainda para mais tendo a possibilidade de se resgatar alguma percentagem do passe ao fundo e vender mais tarde...

Aqui é só a questão salarial que também pesa...não sei quanto ganha mas deve estar acima do que se estabeleceu como teto salarial...

É vice-campeão do mundo, mas o clube tem que se adaptar à sua realidade e neste momentos não temos a capacidade de ter uma equipa a esse nível....
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 20:33

Só posso reiterar o que já adiantei em outros comentários. O Rojo tem um salário acima do que o actual orçamento prevê, mas há salários mais elevados no plantel.

De qualquer modo, salário alto ou não, teremos sempre de ter margem para lidar com alguns jogadores com a capacidade para fazer a diferença, e esses, dentro da norma, não se vão encontrar por 30 mil/mês.

Claro, temos casos excepcionais como o do William, mas esta espantosa ascensão e valorização não pode servir de exemplo para tudo, porque é precisamente... excepcional.
Sem imagem de perfil

De farto desta treta a 24.07.2014 às 20:59

As conversas andam sempre em torno do mesmo ponto.
Andam a falar de ordenados, que para um clube desta dimensão beira o ridículo, que há mais de dez anos qualquer clube a lutar pela europa pagava mais que isso. Está tudo louco!? Em vez de ser o indivíduo a se adaptar á dimensão do clube, o clube é que tem que se adaptar á "dimensão" do indivíduo.
Está tudo ao contrário com este indivíduo, ele é que devia ter dinheiro para ajudar o clube, e não o contrário, mas em vez disso o clube é que o anda a financiar.
Alguém com tino candidata-se a um clube com esta dimensão, de bolsos vazios, a resposta é simples, e todos sabem qual é.
Como se diz e bem, quem não tem dinheiro não tem vícios, e o resto é conversa para encher chouriços
Sem imagem de perfil

De F. Pais a 24.07.2014 às 21:56

«De farto desta treta». Você é dos que acreditam nos mecenas à frente dos clubes. Acha que o LFV, a 50.º fortuna deste país, mete algum dinheiro no Benfica. E ter muito dinheiro é sinónimo de bom gestor? Veja o passivo do Benfica, quando ele entrou, e o actual. O amigo desculpe, mas por causa de pensamentos tão ingénuos como o seu, é que o nosso clube está como está. Um abraço.
Sem imagem de perfil

De HY a 24.07.2014 às 23:16

Se há algo que me parece que todos os ex-presidentes, candidatos e mais pessoal falante sobre o a realidade futebol é que isso do dinheiro pessoal acabou... Já antes do tempo do Roquette ouvia isso. A não ser aquando os cheios árabes ou os magnatas russos querem um brinquedo novo...e sabemos como acabam os brinquedos dessa gente. Eu não quero isso para o meu clube.

Se se quiser discutir o cumprimento ou não de algumas promessas eleitorais de financiamento há que ser sério, não atirar tal tipo de atoardas para o ar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.07.2014 às 23:26

Como bem sabe caro HY, este assunto é, por natureza, muito complexo.

O que diz é em grande parte verdade, mas quando foi necessário um garante pessoal para o Sporting - algo que aconteceu diversas vezes ao longo da sua história - quem é que serviu ? E... já que evocou José Roquette...

Por razões que me escapam - ou talvez não - há memórias muito curtas no Sporting do presente.
Sem imagem de perfil

De HY a 24.07.2014 às 23:46

Que eu saiba mesmo os que trouxeram as suas garantias pessoais ( o que não é bem a mesma coisa que "pôr lá o seu", aliás), sempre disseram que esse não podia ser o caminho. Era essa toda a lógica do projecto Roquette...

Como digo, é legítimo discutir se os candidatos cumprem ou não, e porquê, as suas promessas eleitorais, nomeadamente no que respeita ao financiamento (com a única ressalva que só o candidato eleito pode ser sujeito ao escrutínio dos sócios, mas isso não significa só por si que os outros fossem mais cumpridores).

Mas isso não era disso o que o escrito que me fez reagir tratava...
Sem imagem de perfil

De HY a 24.07.2014 às 23:59

E a memória é sempre selectiva, Rui... Até a sua e a minha :-)
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.07.2014 às 00:19

Caro HY,

Queira acreditar que nunca tive consciência de ter memória selectiva quanto ao Sportng. Contrário a algumas opinões que aparecem aqui, por pessoas que nem sequer me conhecem, certo ou errado, sou sempre muito honesto e frontal com as minhas opiniões.

Não levei a mal a sua observação, apenas um reparo. Até terei memória selectiva com determinadas fases da minha juventude, por exemplo, o que até será natural.
Sem imagem de perfil

De HY a 25.07.2014 às 20:45

Rui, era uma blague... Devia ter acrescentado que as de algumas pessoas são mais selectivas do que as de outras....

Mas tem um fundo de verdade e não tem nada a ver com honestidade. Nós recordamos os factos tal como os apreendemos.... E depois o inconsciente faz o seu trabalho, uns esquecem as coisas desagradáveis, outros outras coisas... Alguns esquecem mesmo o que não lhes convém lembrar... :-)

Não era nenhuma insinuação pessoal, creia-me.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.07.2014 às 21:06

Quase o mesmo que uma mentira mil vezes repetida torna-se em uma verdade :)
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 24.07.2014 às 23:34

São estas noticias que me fazem pensar que estamos no caminho certo

http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=491099

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.07.2014 às 00:25

Não digo que não meu caro, mas é um assunto muito complexo. Isto dos Fundos só será travado quando a FIFA/UEFA implementarem as medidas que ameaçam de há uns tempos a esta parte.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 25.07.2014 às 00:35

Mas quando for travado - já não somos nós que estaremos em pior posição - antes pelo contrario
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.07.2014 às 01:09

Sim, aparentemente, será esse o caso.

Curiosamente, enquanto o Iord9 escreveu o seu comentário, eu estava ao telefone com um amigo meu, também sportinguista, a debater o mesmo assunto e, inevitavelmente, o estado do Sporting. Uma das questões que conversámos, e eu ainda não escrevi sobre esta temática, que faz um pouco de confusão, pelo não conhecimento, tem a ver com a origem destes quase 10 milhões para as recém-contratações. E mais não digo neste momento. Haverá uma explicação, obviamente, mas eu não a conheço, e o prémio de apuramento para a Champions não será, porque, creio que ainda não foi distribuído.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 25.07.2014 às 01:34

Não creio que o Sporting tenha pago esse valor ou os 7,5€ que li, a pronto - não estou a par, mas duvido que se façam muito negocios assim

De qualquer forma o € da champions pode servir sempre como garantia de pagamento porque é certo

Para além disso e apesar de não termos a informação total - já devemos ter recebido cerca de 2,5M com as saidas de Rinaudo e Wilson
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.07.2014 às 01:41

Não se esqueça que 65% de Rinaudo era do Fundo e que o empréstimo de Wilson Eduardo rendeu apenas 500 mil euros.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 25.07.2014 às 01:57

segundo li - o Sporting vender 50% (creio que seria a % que o Sporting tinha) por valores que podem ascender aos 2,5M
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.07.2014 às 02:10

Desculpe, mas nem sequer sei a que se refere. O negócio do Rinaudo é suposto ser de 2,5 milhões - não sabemos se pagos a pronto ou não - dos quais 65% são da pertença de dois Fundos.

O Wilson Eduardo - ver comunicado do Sporting - foi emprestado por 500 mil euros, ficando o Dínamo de Zagreb com a opção de compra por 3 milhões.

Estes são os factos conhecidos.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 25.07.2014 às 02:33

O FC Porto em dois dias perdeu 250 mil euros com o Yacine Brahimi...


Já agora, a propósito da eventual origem do dinheiro com que o Sporting tem ido às compras esta época:

Metade das vendas tem de ir para a banca
Publicado em 07 jul 2014 às 03:00
http://www.ojogo.pt/jornaldodia/interior.aspx?content_id=4011919

http://i.imgur.com/KTh9DvU.jpg


Ainda assim, parece mais plausível que a maior parte do dinheiro venha mesmo da participação na "UEFA CL".

Mais complicado será baixar a massa salarial e fazer as necessárias vendas para equilibrar o orçamento desta época.
Sem imagem de perfil

De jose a 24.07.2014 às 23:45

Aqui vai a minha opinião sobre alguns comentários:
Espero que nenhum dos jogadores do mundial seja vendido, talvez o Rui Patrício é o que faria menos falta, mas atendendo que ninguém ofereceria 10M que fique mais um ano.

Vendê-los é sinonimo que vão encaixar algum dinheiro, mas teremos o reverso da medalha, todo o plantel será desvalorizado porque vamos perder competitividade e estou convicto que as perdas serão superiores ao encaixe e o que pretendo para o sporting é aumento de competitividade para ficarmos mais próximos dos títulos.
Vender é sinonimo de receitas financeiras, mas sabemos bem como é que os gestores desportivos em geral e em particular o sporting se comportam quando há entradas frescas, enquanto o diabo esfrega um olho, estoiram o dinheiro todo, ficando o plantel mais enfraquecido.
A venda do Rojo, trás pouco encaixe, tem um salario alto, mas se comprarem um jogador igualmente bom, não terá o salario inferior acrescido do risco de não ter sucesso. Igualmente para Slimani ou William. Alguém acredita que um clube compra um avançado com potencial do Slimani e pagaria apenas 30mil/mês? Achados não há todos os dias.

Em resumo, que o sporting continue a fazer o que tem feito, que venda algum que não faça grande moça na competitividade, como por exemplo o Capel. No ano passado despachamos vários com salários altíssimos e de valor desportivo questionável. O núcleo forte só pelas cláusulas, no dia que o sporting estiver altamente competitivo então pode ceder alguma estrela.

Quanto a promessa dos investidores, espero bem que não apareçam. Estou a vontade para falar desta forma porque votei no BC. Os investidores não dão dinheiro, na maioria dos casos ainda sai mais caro, melhor muito mais caro do que os empréstimos à banca.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.07.2014 às 01:02

Caro José,

Apresenta um bom argumento para muita coisa, especialmente ao que concerne a competitividade do Sporting e o activos necessários para esse fim.

Em termos financeiros e em relação a investidores, a situação é bem diferente, porque, infelizmente, pelo estado das coisas, salvo pelo apuramento para a Champions, não tem havido receitas extraordinárias. Nem sequer pretendo debater isto, mas é um assunto muito complexo e de não fácil resolução.
Sem imagem de perfil

De sardinha a 25.07.2014 às 11:36

A aquisição de Rojo e o posterior negócio com o fundo é daquelas coisas...

http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/PC46780.pdf

Páginas 109 e 113.

O Sporting comprou Rojo por 5.425M€ (100% do passe em Junho de 2012).
Em Junho de 2013 vendeu 75% do Rojo por 3M€ à Doyen, sendo que recebeu na altura 2M€ sendo o 1M€ remanescente venceu-se em Outubro de 2013...

Enfim, gestões de topo...

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo