Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A soma de A + B

Rui Gomes, em 06.11.17

 

Captura-de-ecrã-2017-08-3-às-16_17_12.pngimg_770x433$2017_10_24_17_54_55_1327210.jpg

 

 Um exercício, em que vamos ter em conta o seguinte cenário para o efeito de debate:

 

Treinador A - ele treina uma equipa que vai no 4º lugar do campeonato com tiques de grandeza, fruto de um plantel que, segundo o presidente que nele manda e paga os salários a toda a gente, é o melhor que o clube teve na última década, ao ponto de o comparar ao que, há seis anos, chegou à final de uma Liga Europa, um feito importante na vida que se vive em Braga. O que talvez seja verdade, porque nessa equipa a que António Salvador repete elogios, há Xadas, Ricardo Horta, Danilo, Vukcevic ou Ricardo Ferreira, tipos que facilmente caberia no plantel de um dos grandes.

 

Treinador B - ele treina a equipa que é mesmo grande, tem mais dinheiro, mais opções e milhões para gastar, que bem gastou para estar em 2º lugar e andar a mostrar boa imagem na Liga dos Campeões, onde não ganha pontos mas colhe vitórias morais contra equipas maiores, bem maiores. O Sporting tem Dost, Bruno Fernandes, Gelson, Coates e Acuña, tipos tão bons que são sempre titulares e jogam sempre, evidência que este treinador gosta, com cautela, pois com tanto jogo e exigência eles “acabam por rasgar”. Palavras dele.

 

Se fizermos o A+B, uma soma em que os treinadores também chamam grande um ao outro e o A até diz do B que “é o melhor treinador dos últimos 15 anos” do Sporting, a que conclusão chegamos ?

 

Nota: Adaptação parcial de um texto de Diego Pombo, jornal Expresso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:37

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.11.2017 às 10:24

O que me parece a mim estar ao nível do bê-á-bá é que este treinador não tem vergonha na cara. Honestidade, zero. Quando perdemos em casa com o Barcelona e o Porto ganha fora ao Mónaco, escuda-se na diferença dos adversários, mas depois ao falar do Braga já diz que tem estrutura de grande. Porque joga com o Sporting; quando jogar com o Porto volta a ser pequenino. Usa e abusa destas parcialidades. Em derrotas ou empates frustrantes, nunca lê o jogo como nós, os adeptos. Com o Rio Ave, por exemplo, onde sem saber como saímos por cima, disse que fomos uma equipa experiente e calculista. Eu estive lá e vi uma manta de retalhos cosidos, com fendas várias entre si, desalmada e sem arcaboiço, uma miséria. 22 remates duma equipa pequena contra sete duma grande. Isso foi o que eu vi. Uma equipa a jogar, a trocar a bola, a impor em campo a sua ideia de jogo, e outra a assistir, desmotivada e impotente, ou sem a mínima noção do que tinha a fazer, numa placidez bovina que só pontualmente era rasgada, como em espasmo - um dos quais deu golo, irregular, diga-se de passagem. Ontem, tive sempre o pressentimento de que o pior ia acontecer, e é o expormo-nos a isso que nos mata. Quem quer que veja o Porto a jogar percebe que só por manifesta infelicidade eles não vão sair vencedores. São superiores, dominam, têm gosto em mandar e conquistar. Aplicam-se, dão-se, esgadanham-se pelo emblema. Essa febre não vejo eu no Sporting. Vejo mansidão, tédio e, pior, uma fragilidade enorme; quem quer que tenha sal no jogo só precisa de o lançar, que a nossa ferida está aberta. A questão, para mim, já de há muito é: o que espera Bruno de Carvalho, quando o Sporting faz boa figura em todas as modalidades e nos vários escalões do futebol, mas envergonha os adeptos naquilo que verdadeiramente lhes faz pulsar o coração? O que mais será preciso para varrer de Alvalade aquele vírus pesporrento, arrogante, pegajoso, egocêntrico, cabotino e de tal modo fechado na sua presumida vidência táctica que até aí já foi claramente ultrapassado? E ainda que se confirmasse esse tão discutível dom da natureza... Como dizia Abel Salazar, quem só sabe de medicina nem de medicina sabe. Jesus pode até ser, para quem acreditar nisso, o deus da táctica, mas é uma merda em múltiplos outros capítulos - está à vista de quem vê futebol há muitos anos e não admite que lhe comam as papas na cabeça, desculpem lá. Com este "timoneiro", o nosso barco vai ao fundo. Continuo a dizê-lo, eu que até sou um optimista. É, no entanto, possível que não o diga mais vezes, por uma simples razão: tão cedo não volto a ver o Sporting. Tenho família, sacrifico-a com esta paixão, e não vale realmente a pena quando se malha em ferro frio. Sem Jesus, dependendo, claro, de quem lhe suceda, talvez eu volte a acreditar. Até lá, sonho sem bola.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 06.11.2017 às 12:05

Tardou mas, chegou!!..
Obrigado Marcos, por me dar razão.
Desculpe a "cacetada" numa hora triste mas, há discussõeszinhas que eu não esqueci..

Sim, só não vê quem se deixar levar por a CS.
Ainda ontem..
Ou foi porque o Bas Dost saíu, ou Jonathan azelhou, ou foi a falta do William, ou foi Zé das Couves, etc...
NAO!!.. Desculpem a gritaria mas, já estou em modus "Marcus Cruz"..
Foi a tática senhores como na grande maioria das vezes.. Jogador X ou jogador Y pode ter um dia ou dois maus mas, não é nem pode ser sempre e sempre o culpado das derrotas. E isso é o que vejo constantemente ser feito. Senão é jogador, é árbitro..
Ufff!!.. Difícil.
Desta vez e mais uma vez, JJ ordena defender sobre a nossa área aos(desta vez) 80 minutos. Sim coincide com a saída do Bas Dost mas, nada mais.
JJ ressussitou o Braga, tal qual tinha feito com a Juventus. Tal qual fez inúmeras vezes na sua carreira de treinador.. Pois bem, tá visto que não aprende, nem vai aprender.
Não deu resultado no Dragão à uns valentes anos(ajoelhou), não serviu nunca positivamente desde que ele está no Sporting..
Como é possível chamar-lhe, mestre tática se ele não sabe ler o jogo, seja nas substituições seja na hora de mudar sistema(o tal jogo posicional que ele tanto gosta de enunciar) , não sabe comprar jogadores adequados para a sua filosofia de jogo, etc.
Na componente psiccológica então, é um desatre completo... Mas, nem aqui os fans dele querem ver.
São 5 jogadores contentes, 5 mais ou menos e 15 descontentes... Todas as épocad vemos isso, mude e compre quem ele quer e goste.
Olhem, o Doumbia já está de trombas e ainda não percebe patavina de Português.
Gosto da cara do Doumbia, tem cara de mau, de mete medo. LOOOOOOOOOOOOOLL!!!

Basta por o momento, cansei de escrever.

P. S. Rui,
Por issso ontem eu fiz greve.
Não vale a pena dizer e redizer onde está e visívelmente claro, o problema!!!
Os adeptos acham que sim temos o melhor treinador possível.
Não se vê critica séria e há muita gente com cautela e inseguros que não se atrevem contestar JJ .

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds