Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

image.jpg

 

O Sporting hoje não esteve bem, mas muito da sua insuficiência fica-se a dever à excelente exibição do Rio Ave, que pecou apenas pela ineficácia de finalização e, em três lances cruciais, viu Rui Patrício negar-lhe o golo com enormes defesas.

 

Como já tinha previsto num outro post, Jorge Jesus optou por uma frente de ataque mais dinâmica com Podence, Gelson Martins, Acuña e Bas Dost, mas, com isso, abdicou de muito controlo do meio campo, disposição que foi bem aproveitada pelo Rio Ave. Mesmo depois da entrada de Battaglia para o lugar de Daniel Podence, as dificuldades nesse sector nunca desapareceram completamente.

 

O Sporting alinhou de início com Rui Patrício; Cristiano Piccini, Sebastián Coates, Mathieu e Coentrão; William Carvalho, Bruno Fernandes, Gelson Martins e Acuña; Daniel Podence e Bas Dost.

 

Suplentes: Romain Salin, Jonathan Silva, André Pinto, Ristovski, Bruno César, Battaglia e Doumbia.

 

image.jpg

 

Além do mérito do adversário, não é fácil apurar as razões para a exibição menos satisfatória do Sporting. Muitos passes extraviados, pobre construção de jogo e muito pouca criatividade. Durante o primeiro período, chegou a estar cerca de 20 minutos sem fazer um único remate. Curiosamente, aos 44 minutos, foi André Pinto que tirou um golo certo da cabeça de Bas Dost. Estariam a pensar na Juventus ?

 

publicado às 02:55

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


40 comentários

Sem imagem de perfil

De HIPnose a 27.10.2017 às 23:48

“Exibição menos satisfatória”
Um pleonasmo para - Exibicao paupérrima?
Quase nos últimos 15 minutos de jogo, apareceu a informação: Rio Ave-20 remates/Sporting-6 remates!
Rui Patrício deu-nos os 3 pontos!
(Guarda redes de um grande a ser o melhor em campo!!! Tudo dito)
Rio Ave poderia e deveria ter vencido por mais de um golo!!
Se isto é o melhor Sporting, sem lesões, que o mestre JJ consegue... nem quero imaginar daqui a uns meses (aliás todas as equipas dele, por alturas de Janeiro/Fevereiro, caem a pique!!!)
PAUPÉRRIMO!
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 27.10.2017 às 23:56

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLL!!!!
Quanta razao.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.10.2017 às 23:56

Genericamente, até poderei concordar consigo, mas não devemos perder de vista que Rui Patrício está lá para fazer precisamente o que fez e, além do mais, 13/14 desses remates do Rio Ave foram para as nuvens.

Quanto ao estado da equipa, não discordo, por não ser novidade.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.10.2017 às 00:06

Concordo com o comentário do Rui. Por muito que queiramos, não é possível o Sporting dominar e aniquilar em 34 jogos seguidos por época. Os campeões fazem-se é nestes jogos, onde as coisas não saem bem, mas ficamos com os 3 pontos.
SL
Sem imagem de perfil

De Diogo a 28.10.2017 às 00:06

Agora a assinar.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 28.10.2017 às 00:10

Diogo,

o ano passado por esta altura diziamos o mesmo, mesmo mesminho
Sem imagem de perfil

De SMCM a 28.10.2017 às 09:57

Parece-me exagerado dizer paupérrimo. Eu que sou crítico do JJ, não posso dizer isso. Acho que o Sporting está a tratar bem a bola ve-se os jogadores a levarem a bola, a meterem-se em espaços apertados e a saírem dessas situações com a bola controlada, e o jogo com a juve é um exempoo disso mesmo. Ontem o Podence, o Gelson, o Acuna o Bruno também tiveram boas trocas de bola mas falharam sempre na parte final da jogada.
Ontem para mim à uma má abordagem ao jogo por parte de JJ. Já várias vezes dissemos que em jogos fora jogar em 4-2-4 pode ser um erro e ontem foi mais uma vez. O RioAve sbe trocar bola e sistematicamente faziam-no junto ao GR, puxavam a linha ofensiva dosporting que quando era ultrapassada ficava um buraco no meio campo que os jogadores do Rio Ave aproveitavam e assim que chegavam perto rematavam. Muitos remates a maior parte a 30m da baliza. O problema é que como o sporting estaava partido havia alguma dificuldade em ligar sectores. Depois passaram a não tazer pressão para equilibrar o meio, mas depois quando recuperavam a bola o Dost estava muito atrás pois não é um jogador de ataque em profundidade. A entrada do bataglia deu mais pujança ao meio e o Sporting conseguiu recuperar mais a bola e controlar mais o jogo. O drama é que gastando Gelson, Acuna e Podence logo no onze ficamos sem opcoes no banco para "mexer" no jogo. Só Doumbia, mas esse so mexe no ataque, não mexe no meio campo. Não cho que Bruno César faça esse papel de agitar o jogo. Por muito que JJ goste do 442 ou 4-2-4, o melhor para este plantel é jogar em 4-3-3.. fica com doumbia/Dost e Podence/gelson/Acuna um deles no banco para agitar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.10.2017 às 11:05

É muito raro Jesus recorrer ao 4x4x2. Aliás, não me vem à ideia um único jogo que ele tenha alinhado dessa maneira, é sempre 4x2x4.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo