Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Abertura sem surpresas !

Rui Gomes, em 13.06.14
 

 

O jogo de abertura do Mundial 2014 terá servido para esclarecer determinadas questões: a equipa do Brasil não será tão potente como muitos clamam, especialmente como eles próprios se consideram; a Croácia, mesmo sem um dos seus melhores jogadores (castigado), tem talento suficiente para fazer a vida cara aos adversários; e, por fim, sem ser de modo algum inesperado, o Brasil vai ter o benefício da dúvida - mesmo onde esta não existe -, por parte da arbitragem, em qualquer lance crucial e potencialmente decisivo.

 

O resultado de 3-1 é muito ilusório: dois golos em que o guarda-redes é mal batido, na minha opinião, e o terceiro através de uma muito discutível - para não dizer inexistente - grande penalidade.

 

*** Esta manchete de sexta-feira é certeira: "Empurrão japonês na festa de Neymar". E foi um bom "empurrão" !!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


9 comentários

Sem imagem de perfil

De HY a 13.06.2014 às 00:18

Tem razão, Rui. Dei por mim a pensar a dado momento que o futebol está muito parecido com o boxe profissional (pelo menos numa certa fase, que eu percebo pouco de boxe)...

É triste, muito triste...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.06.2014 às 00:43

Eu não sou pró ou contra o Brasil, mas isto já era esperado, e é apenas o primeiro jogo. Mais e pior sucederá, mediante a necessidade.

Face a tudo que envolve este Mundial, era impensável o Brasil abrir a prova a perder pontos, até possivelmente com uma derrota.

A imagem da falta da grande penalidade já está a correr o Mundo e é claro que não há causa para a decisão do árbitro, que, quer se queira quer não, acabou por não só influenciar o resultado mas, na realidade, decidir o jogo.
Sem imagem de perfil

De Mário a 13.06.2014 às 01:17

Aquele Rebic que entrou na 2a parte . Que jeito nos daria ...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.06.2014 às 03:36

Tem apenas 20 anos e joga na Fiorentina.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 13.06.2014 às 08:04

Rui,

Um reparo o penalti é no 2ª golo e não no 3ª.

Como eu já tinha comentado com colegas meus o Brasil vivendo a tensão social que vive ai do arbitro que não lhes de uma "pequena" alegria!

Com o muito talentoso Neymar( a guardar a sua faceta piscineira para outra fase do Mundial) e Óscar o Brasil viu-se um pouco aflito frente a uma organizada Croácia cujo maior fragilidade que se pode apontar é efetivamente o seu GR ... muito lento no 1ª e 3ª golos.

SL,

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.06.2014 às 08:09

Sim, eu sei. Não me estava a referir à ordem em que foram marcados, embora compreenda como pode ser interpretado assim.
Sem imagem de perfil

De L a 13.06.2014 às 15:23


A FIFA não tem outra solução, há que abafar muita coisa cá e lá. Brasil, campeão do Mundo em 2014, quase que aposto que já escreveram as crónicas e tudo. Basta começar a pensar se assim não for.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.06.2014 às 15:40

Creio que tudo será feito para que isso aconteça.
Sem imagem de perfil

De L a 13.06.2014 às 22:34


Em contrapartida depois do conflito dos balcãs já se tinha percebido há muito tempo que os croatas - por ironia - são os mais dignos sucessores daquela que foi talvez a melhor selecção da história que nunca chegou a existir, pelo menos em fases finais de seniores. Campeões do Mundo sub 20, o Estrela Vermelha com o esqueleto ainda foi Campeão da Europa em 91 e faltavam 2 semanas para o Euro 92 e a selecção que todos sabiam que ia ganhar o torneio já não existia para juntar e ver lado a lado, Prosinecki, Suker, Mijatovic, Jarni, Boban, Katanec, Vujovic, Susis, Stojkovic, Pancev, Savicevic, Mijaihlovic, Jugovic e Boksic.Todos juntos com a camisola azul da Jugoslávia eram pelo menos a melhor selecção do Mundo em 92 e todos sabiam que não havia a minima hipótese de que outro país levasse para casa o troféu. Não foi por acaso que já tinham batido categoricamente na fase de apuramento a Dinamarca do Shmeichel e dos irmãos Laudrup, que se sagrou campeã da Europa no lugar deles

E ontem não fosse um GR desastrado ou até a forma como um dos jogadores mais leves em campo passa pelo meio de dois centrais e não sei se o árbitro chegaria. Ontem a Croácia falhou quase sempre onde o Brasil teve toda a sorte do mundo.

Vinte e dois anos depois, fica a homenagem mais que merecida talvez à melhor selecção da história que verdadeiramente nunca chegou a existir.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D




Cristiano Ronaldo