Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Acreditar no colectivo

Rui Gomes, em 29.04.21

miguel_braga_-_site-01.jpgQuando Artur Soares Dias deu ordem de expulsão a Gonçalo Inácio, aos 17 minutos de jogo, no Estádio Municipal de Braga, muitos adeptos terão levado as mãos à cabeça. Outros tantos, pensaram que a missão tinha ganho contornos de impossível. Mas na Pedreira estava uma equipa técnica que olhou para o relvado e percebeu que era altura de mudar a abordagem do jogo. Fez, numa primeira fase, acertos posicionais. Muitas vezes ecoou pelo estádio “Paulinho! Paulinho! Fecha pela esquerda!”. Com o intervalo, mais mudanças, dando à equipa a experiência de Neto e a explosão de Matheus Nunes. Para se ter uma ideia da dificuldade, nesta edição da Liga NOS todas as equipas que se viram reduzidas a dez elementos na primeira parte não conseguiram vencer. Na realidade, nos 14 jogos anteriores onde aconteceu a dita expulsão antes dos 45 minutos, apenas Belenenses SAD e CD Tondela tiveram arte e engenho de alcançar o empate. Todos os outros perderam.

Olhando para a estatística de jogo, o Sporting aplicou a táctica que tantas outras equipas aplicam quando jogam com o Leão: dar a posse ao adversário e fechar espaços. E se é verdade que a equipa de Rúben Amorim perdeu no confronto da posse (30% contra 70%), conseguiu fazê‑lo sem recorrer constantemente à falta (o Sporting CP, apesar dos cinco cartões amarelos contra quatro do adversário, fez metade das faltas do SC Braga) e sem permitir aos bracarenses muitas oportunidades. E as que acabou por dar, a defesa liderada por um supercapitão Coates limpou ou apareceu o melhor Adán para fazer jus ao título de defesa menos batida da Liga NOS.

Ao minuto 81, o momento de jogo. Livre para ser cobrado a meio‑campo por Pedro Porro. No Backstage que mostrámos esta semana no canal do YouTube do Sporting CP, atenção ao detalhe aos três minutos e quatro segundos: a comunicação “gestual” de Porro a dizer a Matheus que vai passar a bola rápida e a esperteza deste a anuir e a arrancar antes dos adversários. O resto, bem, o resto foi um remate forte e bem colocado que acabou nas redes do SC Braga e permitiu ao Sporting CP ser a primeira equipa da Liga NOS a ganhar um jogo em inferioridade numérica desde a primeira parte. Apesar do feito, a vitória significou “apenas” três pontos. Mas para a posteridade, ficou também o abraço sentido (que pode ver no Backstage) entre Matheus Nunes e Gonçalo Inácio: assim se sente e vê a solidariedade entre jovens Leões.

Faltam cinco jogos para o fim do campeonato. Mais importante do que pensar nos pontos que ainda faltam discutir, é trazer o foco já para o jogo, frente ao CD Nacional, em casa, sábado que vem. O próximo jogo é sempre o mais importante.

Artigo da autoria de Miguel Braga, Responsável de Comunicação do Sporting CP

publicado às 13:15

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Yazalde a 29.04.2021 às 16:18

Com o nacional não vai se pera doce, os bandidos do porto tudo fazem para tramar a gente com vários esquemas, estão a serem vítimas da arbitragem que se não fossem eles estavam até atrás do Benfica, o futebol português precisa de uma revolução mas ainda não e agora,vãos uns vem outros que vem da escola da vigarice, temos que ter presidentes sem medo ,nem que se vá para as instâncias internacionais fazer queixa com provas

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo