Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Afinal de contas...

Rui Gomes, em 07.02.14

 

Já desde Novembro de 2013, e em diversas outras ocasiões posteriormente, que é noticiado que já existia um acordo entre o Sporting e o Leixões, para a transferência, no Verão, de Anderson Esiti - médio-defensivo nigeriano de 19 anos - e que este também já tinha concordado com um contrato para as próximas cinco épocas.

 

Muito embora nunca tenha surgido confirmação formal por parte do Sporting, do Leixões ou do jogador, tudo levava a crer que a informação era fidedigna. Contudo, surgiram notícias esta quinta-feira indicando que terá havido qualquer desacordo entre as partes e que o jovem futebolista assinou com o VfB Estugarda, da "Bundesliga", efectivo no Verão.

 

Muito indicava que seria uma boa aposta do Sporting mas, pelos vistos, teremos falhado na contratação.

 

publicado às 03:14

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 07.02.2014 às 03:23

A contratação falhou porque Bruno de Carvalho fez as contas e percebeu que com Anderson Esiti, seriam 18 os novos futebolistas com contrato, tantos quantos Godinho Lopes contratou em cada uma das duas temporadas anteriores...

Agora fora de brincadeiras, sem por em causa a qualidade do atleta, a ter-se realizado esta contratação, a mesma teria sido alvo de muita polémica, tendo em conta que estamos por agora, em ambos os plantéis, bem servidos para essa posição, mesmo sabendo que Fito Rinaudo está emprestado até ao final da temporada e que este, em termos de balneário, é um activo muito raro de encontrar nos dias de hoje.

Já o Estugarda, é capaz de ter feito um excelente negócio e quem sabe, no futuro, a actual "estrutura" de futebol profissional do Sporting será criticada por não ter chegado primeiro a acordo para adquirir os serviços de tão promissor atleta. ;)
Sem imagem de perfil

De L a 07.02.2014 às 12:42


A verdade é só uma, para a época 2011/12, com um CD novo, depois de mais um ter caído na época anterior, fora da Champions, criou-se a equipa B para permitir a última fase de crescimento talvez da melhor geração de sempre de Alcochete, ainda complementada com mais algumas jovens promessas que chegaram de fora. E para a equipa principal chegaram nem mais nem menos que 11 internacionais e um GR suplente. E foi para isto que foram precisos os famosos cheque e vassoura. A título de curiosidade, Zapater foi na altura o último jogador a ser dispensado e com muitas dúvidas até ao fim. Longe de mim também achar normal comprar uma equipa toda nova só numa época, tão anormal como a normalidade de ter deixado de ver o Sporting lutar pelo título de campeão nacional. Que alguma coisa tinha que ser feita nunca tive dúvida nenhuma. Logo na 1ª volta ainda conseguimos, todos, correr com o Postiga e Djaló. Aguiar e Rodriguez nunca saíram do posto médico e chegaram em Janeiro Ribas, Xandão e Neto. O último devido a uma lesão que Domingos Paciência infelizmente nunca conseguiu contornar, Rinaudo. E ainda conseguimos queimar mais um treinador basicamente porque disse aquilo que até Mourinho ainda agora acabou de dizer. Um falou em Cerelac e outro no leite. É verdade que também se pode fazer Cerelac com água.

Outra questão muito falada e não sendo eu propriamente um fã dos fundos - que não passam de aplicações financeiras para os aforradores/ grandes investidores e de mais uma ferramenta de acesso ao crédito para os clubes - porque basicamente nunca concordei com ativos que não controlamos na totalidade. Distingui propositadamente 2 tipos de titulares dos fundos para se me for permitido contrariar parcialmente uma ideia aqui veiculada pelo caro Rui Gomes - não sei de onde veio a informação de capital garantido e só depois o risco mas isto só passou a acontecer muito mais tarde com investidores com capacidade para influir e de que maneira no mundo da bola, muitas vezes com gente anonima dos clubes infiltrada e foram precisamente este 2º tipo de fundos que foram por exemplo proibidos em Inglaterra. Quando os fundos apareceram no futebol até perderam muito mais do que ganharam. O que eu também sei é que na atualidade não é possível competir com os outros dois grandes sem recorrer também aos fundos. Já percebemos isso uma vez e vamos voltar a perceber, a não ser que os fundos acabem para todos entretanto e que não é nada crível que assim seja.

Entretanto também devemos ser o único clube que ficou chateado por vermos chegar tantos internacionais. Que se criticasse a falta de liderança ou ainda continuarmos fora da Champions já no fim de 2011/12, inclusive independentemente da ação de várias arbitragens. Que se criticasse investir numa época para desinvestir na época seguinte, mesmo com muitos putos que entretanto também se tinham revelado na equipa B.

O que eu nunca percebi é como é que sem banca alguém se convenceu que continuava a captar mais investimento sem alienar a maioria na SAD e a verdade é que sem resultados nunca foi possível sequer propor nada aos sócios, nomeadamente algo que continua tão premente hoje como já era ontem. A diferença mais substancial é que hoje só chegam craques ao Sporting. Já quanto à verdadeira diferença mais substancial só se prende com sermos hoje um clube muito mais estável. É sempre muito mais fácil liderar e quiçá ainda cometer erros muito mais graves mas com resultados e sem oposição… Vamos ver até quando. Nomeadamente até quando continuamos a concordar com a entrada de tanta tralha e com a saída de tanta formação mais valiosa.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 08.02.2014 às 04:41

As equipas B na segunda liga só começaram em 2012/2013. ;)

Ou seja, na temporada passada.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo