Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

visao-2017-11-23-19581e.jpg

 

Por ontem não ter havido oportunidade e para que não hajam más interpretações, transcrevemos o artigo completo do jornalista J. Plácido Júnior, revista Visão, sobre a odisseia de Maurício do Vale e o seu despedimento como funcionário do Sporting por Bruno de Carvalho.

 

Além do mais, também não queremos deixar de justificar a nossa reputação, pelo menos na óptica do insólito pigmeu que assume o cargo de comunicações em Alvalade, que, recentemente, teve a estupidez e o desplante de escrever este texto na sua página de Facebook:

 

" (...) André Ventura primeiro, e o Pedro "cartilheiro merceeiro que não percebe nada disto" Guerra depois, dizem que o vídeo manipulado apareceu primeiro num blogue "sportinguista" de seu nome Sporting Independente. Espero que, de uma vez por todas, se perceba que Sporting Independente, Camarote Leonino, Dia do Clube, Sporting de Verdade e As Luvas do Schmeichel são autênticas joint ventures entre sportingados e benfiquistas. É triste, mas é a verdade! Se provas faltassem, André Ventura e Guerra deram-nas e confessaram-nas".

 

Tudo a seu tempo, e o pequeno pigmeu pequeno terá a resposta que merece. Eis, então, o artigo de J. Plácido Júnior:

 

Foram quatro anos de um processo de despedimento sem justa causa, que o Sporting perdeu em 1.ª instância e na Relação de Lisboa. Mas o presidente do clube insistiu em recorrer para o Supremo Tribunal de Justiça. Nova derrota. Agora, com o caso transitado em julgado, é pagar. Com juros.

 

mw-300.png

"Ao longo de quase 20 anos de serviço nas Relações Públicas de Alvalade, Maurício do Vale trabalhou para sete presidentes do Sporting, surgindo com frequência como porta-voz institucional do clube. Ainda fez a apresentação na cerimónia da tomada de posse de Bruno de Carvalho para o seu primeiro mandato à frente do Sporting, em Março de 2013, mas no mês seguinte foi chamado ao gabinete presidencial. O então recém-eleito presidente dos leões informou-o de que não contava com ele na nova estrutura de Alvalade.

 

Pouco depois, começou então um conflito judicial, em que Maurício do Vale alegava despedimento ilícito, e a direcção de Bruno de Carvalho o contrário. Mas o clube perdeu na 1.ª instância e, a seguir, na Relação de Lisboa. Em Junho último, o presidente do Sporting ordenou que o clube procurasse reverter as duas decisões judiciais anteriores com um recurso para o Supremo Tribunal de Justiça (STJ). E, num acórdão recente, de 40 páginas, os juízes-conselheiros Ferreira Pinto (relator), Chambel Mourisco e Pinto Hespanhol deram razão a Maurício do Vale. Em resumo, os magistrados do STJ confirmam as decisões da 1.ª instância e da Relação de Lisboa. Ou seja, concluem que a "relação vigente" entre Maurício do Vale e o Sporting, "de 23 de Agosto de 1993 a 23 de Maio de 2013, configurou um verdadeiro e único contrato individual de trabalho".

 

Com o caso agora transitado em julgado, ao cabo de quatro anos de processos em tribunal, o Sporting tem de pagar a Maurício do Vale uma indemnização superior a 300 mil euros, entre remunerações em dívida e respectivos juros. Mas qual é o fio da história? Em 2013, na altura da negociação da rescisão do Sporting com Maurício do Vale, o clube avançou, para quase 20 anos de serviço, com uma irreversível oferta de cinco salários. Também conhecido como comentador taurino, Maurício do Vale processou então o Sporting por despedimento ilícito.

 

Nos três tribunais onde perdeu a causa, o clube contra-alegou sempre que, desde Abril de 2006, o seu "ex-funcionário" passou a "prestador de serviços". E assim aconteceu, de facto, na presidência de Filipe Soares Franco, com a invocação das dificuldades financeiras que o clube atravessava. Maurício do Vale teve de criar uma sociedade unipessoal para o efeito, por forma a emitir facturas e recibos. Mas nunca se conformou com a situação, dita "provisória", solicitando perante as várias direcções do Sporting o seu regresso ao quadro do clube, como lhe havia sido prometido. Em vão.

 

O clube de Alvalade argumentou que o contrato de trabalho de Maurício do Vale "cessou por mútuo acordo em 30/4/2006", pelo que o ex-funcionário "age em abuso de direito" ao "formular as pretensões" que reivindica, dando por prescritos os "créditos laborais" e como inexistentes os danos morais invocados.

 

As contra-alegações do Sporting nunca tiveram acolhimento perante os juízes dos três tribunais (1.ª instância, Relação de Lisboa e STJ), os quais, em resumo, elencaram o seguinte conjunto de factos: Maurício do Vale exerceu as funções de director de Relações Públicas do clube, dirigindo nesse departamento outros trabalhadores; reportava a sua actividade à direcção do Sporting, incluindo o presidente; tinha um gabinete de trabalho em Alvalade; beneficiava de um seguro de saúde pago pelo clube; possuía documentos de representação com o seu nome e cargo, emitidos pelo Sporting; e auferia uma remuneração fixa mensal. Os magistrados concluíram, assim, ser clara a "subordinação jurídica que caracteriza o contrato de trabalho".

 

publicado às 04:12

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


15 comentários

Imagem de perfil

De Ricardo Leão a 29.11.2017 às 05:11

Quem o viu e quem o vê! De convidado constante na tribuna presidencial, a exemplo de Jaime Marta Soares, e de entusiástico apoiante durante todo o mandato de Godinho Lopes, e quando se viu à beira do despedimento no DN, Saraiva passou rapidamente a serviçal brunista em Alvalade. Mas será que é o ex-jornalista Nuno que escreve ou uma outras das duas personagens sinistras que têm acesso permanente à sua conta do Facebook?
Falta de coluna vertebral, essencialmente, a par de mentiras a rodos. Puro lixo de escrita!
Perfil Facebook

De Mike Portugal a 29.11.2017 às 08:27

Já agora, uma coisa que me esqueci de dizer ontem, o idiota do André Ventura causou uma confusão ainda maior quando atribuiu à página de Facebook "Sporting Independente" a autoria do vídeo quando o mesmo, na realidade, é da conta de Twitter "Sporting Dependente". Mais uma para juntar às parvoíces.

Agora é pagar ao MdV e seguir em frente.
Sem imagem de perfil

De hugo gomes a 29.11.2017 às 10:07

Pronto o Mike já descobriu o culpado do Sporting ter perdido mais um processo ,foi André ventura
Sem imagem de perfil

De Profeta a 29.11.2017 às 09:46

Vocês ainda não se sentem cansados desse manicómio? Eu já nem os jogos me apetece ver...
Imagem de perfil

De PSousa a 29.11.2017 às 11:07

Damos demasiada importância aos "acessórios" do Sporting do que ao próprio!

Rui, penso que queria dizer "odisseia" em vez de "ossideia", abraço!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2017 às 11:19

Nem podia ser outra coisa, mas às altas horas da madrugada, quando preparo estes textos, coisas invulgares acontecem.

O que é que acha que devemos focar hoje no Sporting ? Que realizaram um treino e que os jogadores usaram chuteiras ?

Não somos nós os autores dos eventos que acabam por ser notícia.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2017 às 11:21

PSousa,

Além do mais, acha mesmo que devemos ignorar a acusação absurda que o igualmente absurdo Nuno Saraiva nos dirigiu ?
Imagem de perfil

De PSousa a 29.11.2017 às 11:28

Respondendo aos dois comentários:

1) Podemos deixar de nos focar neste tema e falar por exemplo na nova loja verde. Mas numa coisa tem razão, eles dão sempre um tema para falarmos menos bem deles... mas quem nasce torto, jamais se endireita e isso a eles assenta como uma luva de pelica!

2) Claro que não e mais do que isso devemos dizer ao "gnomo" que antes de ele saber o que era ser Sporting nós já defendíamos o nosso clube desde pequenino, será que ele fazia o mesmo por onde andou? Por exemplo no DN? Será que é verdade que ele se candidatou a ter o mesmo posto mas com outras cores mais avermelhadas?
Face às palavras dele, preferia estar aqui a falar sobre isso e a dizer-lhe das boas, do que estar a falar novamente do que o SCP tem de pagar ao Vale.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2017 às 11:34

Pode acreditar que a vasta maioria de leitores não tem o mínimo de interesse em ler seja o que for sobre a "Loja Verde".

A real resposta ao "gnomo" ainda está para vir...
Imagem de perfil

De PSousa a 29.11.2017 às 11:37

Foi apenas um mero exemplo.
Posso dar outro, não sei se verdadeiro ou não, a recusa de Bryan Ruiz ir para as "arábias", o valor de venda do outro Alain e que diz que não quer sair... a não utilização de Podence por JJ e por aí fora!

Venha a resposta a esse "senhor", se assim lhe posso chamar!
Sem imagem de perfil

De Bento Jesus Carvalho a 29.11.2017 às 11:42

Tudo considerado, parece-me que não há grandes dúvidas que o Sr. Maurício do Vale era funcionário do Sporting, independentemente, de se ter alterado a forma de pagamento a dada altura.
O que diga-se se tratou de um favor ao próprio Sporting ....
Claro que podia ter-se dado o caso de o Tribunal ter dado razão ao Sporting, o que não sucedeu, não tendo o referido senhor direito a qualquer quantia.
Ainda assim, acho que era uma situação que podia perfeitamente ter sido resolvida pela via amigável, com benefício para todas as partes.
Mas pronto, já sabemos o que a casa (BdC) gasta ...
Está, porém, bem de ver que a dar-se o caso de o BdC não ser eleito a Sra. Ornelas também acabará dispensada com uma boa indemnização!!!
Lamento dizer mas, actualmente, o Sporting é do Sr. Bruno de Carvalho, que faz o que quer e bem lhe apetece sem dar contas a ninguém.
Os sinais estão aí e grande parte dos Sportinguistas (não eu, porque eu sou sportingado), prefere não os ver.
Concretamente, falo do seguinte:
1. orçamento sempre a subir, sem que haja correspondente aumento de receitas;
2. conflitos com toda gente,
3. confusões várias com empresários e comissões;
4. receitas antecipadas;
5. e das famosas VMOC's, que não ponho em causa terem salvo Sporting e se tratarem de um excelente negócio. Mas ainda assim terão de ser pagas a dada altura ...
6. Colocação de familiares e amigos em cargos remunerados no Sporting.
7. Ostracização de uma boa parte da massa associativa do Sporting.

Tudo isto sem que tenha sido obtida qualquer vitória relevante no futebol profissional, que é que, fundamentalmente, se deseja ...

O certo é que a conta, mais cedo ou mais tarde, aparece e alguém vai ter de a pagar.
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 29.11.2017 às 12:01

Como todos os assuntos são discutíveis, respeito todas as opiniões, mas sinto necessidade de esclarecer alguns pontos que pode eventualmente desconhecer:

1- O orçamento tem subido, mas as receitas também têm subido e muito, sendo neste momento cerca do dobro que em 2013/14.
Link: http://oartistadodia.blogspot.pt/2017/11/evolucao-dos-proveitos-e-custos.html

3- Confusões sim, comissões algumas. Que por acaso vêm bem descriminadas no jornal do clube e em média são bastante mais baixas que o normal para o mercado do futebol.

5- Certo, mas já temos uma boa parte do dinheiro necessário para recomprar as VMOC's numa conta reserva. Não será motivo de grande preocupação para já.

7- Uma boa parte, é relativo. E não nego o conflito com alguns sócios e não discuto se acho bem ou mal. Mas o facto é que o Sporting tem hoje mais de 160 mil sócios, sendo que cerca de 70 mil entraram desde 2013. Não me parece uma ostracização com efeitos assim tão nefastos para o clube que mereça tamanha preocupação.

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2017 às 12:12

Meu caro,

Deixo a resposta ao seu comentário ao leitor, mas no futuro agradeço que não faça referência a artigos de outros blogues. Não é por ser esse blogue, mas porque preferimos fonte oficial ou, em último caso, noticiosa.
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 29.11.2017 às 12:25

Peço desculpa Rui, no futuro não o farei. Foi neste caso o resumo mais geral que encontrei sobre as receitas retiradas dos R&C da SAD.
Sem imagem de perfil

De Bento Jesus Carvalho a 29.11.2017 às 12:27

Caro Sr. Jorge Miguel,

Saúdo a cordialidade e nada tenho contra a diferença de opinião, que quando, expressa com moderação, é salutar.
Pese embora admoestação do Sr. Rui Gomes, fui ler o artigo ao blog citado, que diz precisamente o mesmo que eu. Se ler com atenção está lá escrito textualmente e passo a citar "cujo crescimento não tem sido, nem de perto nem de longe, acompanhado pelas receitas ordinárias."
Apresento as minhas desculpas ao Sr. Rui Gomes pela nova citação a outro Blog, que procurarei evitar no futuro, mas que me pareceu pertinente em resposta ao outro leitor.
Aliás a questão das fontes tem estado na ordem do dia e verifica-se de todo pertinente usar apenas as oficiais

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo