Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ainda a polémica da Taça da Liga

Rui Gomes, em 28.01.14
 

 

 Não tinha intenção alguma de voltar a abordar a temática mas como, pelos vistos, esta não vai ter "morte súbita", decidi adiantar mais algumas considerações que eu considero pertinentes. Analiso esta polémica da Taça da Liga em vários quadrantes distintos, mas incontornavelmente associados à mesma contenda:

 

1.º As leis da Liga e da Federação Portuguesa de Futebol que regem as competições nacionais;

 

2.º As responsabilidades dos representantes oficiais dos acima referidos órgãos, nomeadamente os delegados aos jogos;

 

3.º Os antecedentes associados ao tipo de ocorrência agora em disputa acesa;

 

4.º A responsabilidade de quem, em campo, durante jogos, representa o Sporting Clube de Portugal.

 

A primeira disposição é, agora, do conhecimento geral, e não vale a pena reiterar as alíneas relevantes, salvo apontar que não é matéria fácil comprovar intencionalidade. Muito dependerá dos relatórios dos árbitros e dos delegados aos jogos, sendo claro, no entanto, que as leis existem para serem cumpridas.

 

Grande parte da responsabilidade, para não dizer toda, do que ocorreu em Penafiel e no Dragão recai sobre os delegados da Liga presentes nos dois recintos: no Porto, Fernando Araújo e Miguel Oliveira e, em Penfiel, Abel Cutelo e Ricardo Coelho. E, como simples exemplo do que consta o cumprimento correcto ds suas funções, cito o final do último campeonato, com o FC Porto a jogar em Paços de Ferreira e o Benfica a receber o Moreirense. Os delegados destacados estiveram em comunicação e as duas partes de ambas as partidas começaram em absoluta sincronia. Situação que já se verificou em outros momentos decisivos da própria Taça da Liga. Compete às duas equipas de delegados de sábado passado, ao seu coordenador Emídio Fidalgo e à própria comissão executiva da LPFP, explicar a negligência por este incumprimento das leis e dos deveres, no Estádio 25 de Abril, em Penafiel, e no Estádio do Dragão, no Porto.

 

Existem muitos antecedentes de registo, especialmente por parte da Federação Portuguesa de Futebol, que tem sido até talvez exageradamente implacável com incumpridores, no contexto da discussão. Nem é necessário recuar muito no calendário: esta época, no Campeonato Nacional de Iniciados, o Paços de Ferreira e o Cachão foram punidos com derrotas por 3-0 devido a  entrada tardia no recinto de jogo. No Campeonato Nacional de Seniores, o Barreirense perdeu 1-0 em Loulé, mas acabou punido com derrota por 3-0, pois uma avaria no autocarro atrasou a  chegada ao estádio. Na época passada, nos Iniciados, o Oeiras-Belenenses terminou 1-1, apurando o primeiro para a 2.ª fase da prova. Mas o árbitro denunciou o atraso do Oeiras na entrada em campo e este acabou derrotado (0-3), precipitando vaga na 2.ª fase ao Olhanense.

 

Por fim, vamos ao que eu entendo devia ter sido a acção dos representantes do Sporting em Penafiel. Tendo amplo conhecimento do que ocorria no Dragão - presumo que estavam a acompanhar esse jogo - no mínimo dos mínimos, deviam ter abordado os dois delegados da Liga ao intervalo, fazer ver a situação e insistir que estes comunicassem com os seus colegas no Dragão para que as segundas partes de cada jogo começassem em absoluta sincronia. Caso esta exigência não fosse respeitada e implementada pelos delegados - anunciariam que jogavam sob protesto - e melhor agora a posição do Sporting para reclamar justiça. A alternativa - que eu não hesitaria a aderir - já foi debatida aqui no blogue e não vale a pena despender mais tempo e energia a debatê-la.  

 

publicado às 17:16

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 29.01.2014 às 05:44

"E as coisas bem geridas e como também já disse outro comentador o Sporting acaba por cair com dignidade nas duas Taças, só superado pelos outros dois grandes. Tomara todos os grandes poderem dizer o mesmo todas as épocas."

Em relação à Taça da Liga, esta temporada não perdemos um único jogo, mas não conseguimos o apuramento para as meias-finais, mesmo "sabendo que uma agressão de Mangala sobre Wilson Eduardo passou despercebida, que o Sporting foi um digno vencido, tal como aconteceu na Luz, para a Taça de Portugal, onde caímos de pé, apesar de roubados", e neste malfadado jogo, só perdemos no prolongamento, sendo que mais tarde a FPF deu-nos razão em várias das queixas relatadas...


Há uma clara melhoria a nível desportivo, apesar de todas as condicionantes económico-financeiras, mas infelizmente a actual organização da Sporting SAD, no que às receitas diz respeito, não dá para muito mais, em virtude dos horários a que estamos sujeitos por virtude dos direitos televisivos que compõem boa parte do orçamento (deficitário). Pode-se reclamar que a culpa é do presidente por baixar demasiado as expectativas dos sócios e adeptos, afastando-os assim da equipa e dos jogos, contribuindo para um assinalável baixar das assistências, mas olhando para o historial registado na LPFP, o que se verifica é que tal argumento não parece colher, se tivermos em consideração o número de espectadores em Alvalade esta temporada e o compararmos com as temporadas anteriores, especialmente com a de 2011-2012, em que as expectativas estiveram bem em alta na altura:

2013-2014: 8 partidas, 267 530 espectadores
2012-2013 (397 817): 9 partidas, 243 232 espectadores
2011-2012 (517 408): 8 partidas, 286 256 espectadores (jogo da 17ª jornada já incluído)
2010-2011 (372 864): 8 partidas, 192 892 espectadores
2009-2010 (369 083): 9 partidas, 234 101 espectadores
2008-2009 (397 756): 8 partidas, 210 124 espectadores (jogo da 17ª jornada já incluído)
2007-2008 (440 712): 8 partidas, 245 885 espectadores (jogo da 17ª jornada já incluído)

Lembrar que a última época em que realmente andámos perto de disputar e ganhar o campeonato até ao fim, foi em 2007-2008 e mesmo assim, essa temporada, por esta altura do campeonato, está apenas ligeiramente acima daquilo que se registou na temporada passada.

Mas mesmo que esta temporada, seja a segunda melhor, ou mesmo a melhor de sempre em assistências, tal não vai ser suficiente para tornar a Sporting SAD sustentável a longo prazo, mesmo tendo em conta a pesada dívida que sobre ela se abate. A participação na Liga dos Campeões, pelo menos na fase de grupos, de forma regular, ajudará imenso a equilibrar as contas, mas mesmo assim, tal por si, não chegará para aumentar as receitas para os números chegarem de forma sustentada aos praticados pelos nossos directos rivais.

As vendas de jogadores podem ajudar, mas isso são fases ou tempos de vacas gordas, e os valores das mesmas são susceptíveis de variar enormemente de caso para caso. Resta apenas investir no Universo Sporting além-fronteiras e torná-lo apetecível em mercados onde haja uma grande apetência para o consumo do futebol, tirando partido do melhor que a Marca Sporting tem ainda para oferecer. Mas tal implica tempo, risco e muitos sacrifícios. ;)

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo