Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




img_920x519$2020_02_04_10_08_32_1659580.jpg

Começamos, portanto, a relatar e a comentar, em síntese, o acórdão que foi ontem lido no Tribunal do Monsanto, relativamente ao julgamento do ataque à Academia Sporting:

- O colectivo de juízes, presidido por Sílvia Pires, absolveu todos os arguidos do crime de sequestro e terrorismo, uma vez que tinham um alvo definido, sem interferirem com a paz pública.

- Nove dos arguidos pela invasão à Academia foram condenados a prisão efectiva e 28 a penas suspensas, por crimes de ameaça agravada e ofensa à integridade física.

- O antigo líder da claque Juventude Leonina, Fernando Mendes, e outros oito arguidos foram condenados a cinco anos de prisão efectiva, 28 foram condenados a penas entre três anos e seis meses e quatro anos e 10 meses, suspensas por cinco anos, enquanto quatro foram condenados a penas de multa.

- Entre os arguidos com pena suspensa está Rúben Marques, que assumiu em julgamento ter batido com um cinto em Bas Dost e enfrenta uma pena de quatro anos e 10 meses de prisão, suspensa por cinco anos e com 200 horas de trabalho comunitário, por ofensa à integridade física.

bas-dost.png

- O ex-presidente destituído foi absolvido da autoria moral da invasão à Academia. O colectivo de juízes considerou que não foram provados factos contra o personagem.

- Igual conclusão sobre o líder da claque Juventude Leonina, Nuno Mendes, conhecido por Mustafá, e sobre o ex-Oficial de Ligação aos Adeptos (OLA) do clube Bruno Jacinto, que, tal como o ex-presidente, estavam acusados da autoria moral da invasão.

- A principal razão que a decisão do Tribunal não surpreendeu, foi porque nas alegações finais, a procuradora do Ministério Público já tinha pedido a absolvição de Bruno de Carvalho e dos outros dois arguidos acusados de autoria moral da invasão à Academia, e defendido penas máximas de cinco anos para a maioria dos arguidos, considerando ainda não provado o crime de terrorismo.

img_920x518$2020_05_26_23_29_04_1704161.jpg

Entre outras considerações, a juíza Sílvia Pires teve isto para dizer:

"(...) Os senhores vão condenados, uns em pena suspensa outros em pena efectiva. É uma oportunidade que o tribunal vos dá, se bem que vocês não deram oportunidade às outras pessoas. Esta é a vossa oportunidade de mostrar que não são aquelas pessoas, é para agarrarem com ambas as mãos. São 5 anos de pena suspensa. Estou aqui para vos dar a oportunidade e estou cá para tirar, se saírem daqui a pensar: safei-me, daqui a 6 meses estão cá outra vez. Isto não é desporto, não é amor ao clube. É crime. Crime. Espero que agarrem a oportunidade que o tribunal vos está a dar. Todos nós erramos, com mais ou menos gravidade... Mas ser homem não é tapar a cara e entrar num sítio a correr, é assumir os erros, cumprir a pena e então dar a volta por cima. Espero que os senhores assumam os erros, cumpram a pena e recomecem".

Quase se fica sem palavras após esta deliberação da juíza. Malfeitores que invadiram casa alheia, ameaçaram e agrediram os ocupantes, e a juíza afirma que "está aqui" para dar outra oportunidade através de pena suspensa.

Diz ela ainda que "todos nós erramos"... Até parece que foi por excesso de velocidade na A1. Não se comete um erro desta natureza por mera irreflexão ou infelicidade, mas sim por vincada deliberação com intento de injuriar. Esta benevolência do Tribunal é apenas e tão só irrisória e incompreensível.

Gostaria de perguntar a Bast Dost como se sente, ao saber que foi dada nova oportunidade ao seu agressor com a pena suspensa.

mw-1280.jpg

Por fim, e opto por não perder muito tempo neste capítulo, já profundamente debatido aqui ao longo dos meses, temos a arrogância e o indecoro do indescritível ex-presidente destituído, cuja imundície não tem limites:

"(...) Não é justo dizer que clamo inocência por falta de provas. O que me fizeram foi um assassinato de carácter".

"Acho que os sportinguistas deviam pensar muito bem no que aconteceu e solicitar uma Assembleia Geral para o meu regresso enquanto associado de plenos poderes. Depois vamos entrar num discurso que não vale a pena, se posso ou não candidatar-me. A primeira coisa de justiça era as pessoas admitirem que foi Alcochete a motivar isto. E agora no mínimo deviam readmitir-me no clube que sempre amei".

"Assassinato de carácter"... Como é possível assassinar o que não existe e nunca existiu?

Já aqui afirmei e reitero que muito embora o alucinado tenha sido absolvido por alegada falta de provas (leia-se, incompetência do Ministério Público), inocência está tão distante dele como a Terra do planeta Neptuno.

Ao terminar, concedo a última palavra ao nosso estimado colaborador Leão da Guia:

"Não será difícil, certamente, tentar compreender o que sentirão, neste momento, as desprezadas e esquecidas vítimas do assalto, do sequestro, do terror, das agressões, dos ferimentos, dos insultos e das ameaças de morte por parte das dezenas de delinquentes e malfeitores que invadiram criminosamente a Academia do Sporting. O que sentirão, igualmente, as suas próprias famílias – todos condenados a arcar com o terrível peso traumático até ao fim da vida.

O Presidente do Supremo Tribunal tem toda a razão: 'ninguém acredita na Justiça'…".

P.S.: Tome-se nota que a decisão ainda não transitou em julgado. Por razões óbvias, não se espera recurso do Ministério Público, mas é de admitir que qualquer um dos que foram condenados a prisão efectiva tenha outras ideias.

publicado às 03:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Schemeichel a 29.05.2020 às 09:41

Acho que existe uma grande confusão….. houve condenados pelo ataque de Alcochete ao contrário de muitas outras situações de violência perpetuadas em Portugal…. logo houve Justiça!

Percebo que para alguns, isto foi uma derrota….. porque para esses o importante não era a Justiça, nem a defesa dos interesses do Sporting, mas antes a necessidade imperiosa de condenar o BdC porque isso foi o único argumento de legitimação da actual direcção.

BdC ao ser ilibado, na prática a Justiça está a dizer que o Sporting é inocente e portanto tem de ser indemnizado pelo ataque de Alcochete…. resta agora saber se os sportinguistas que estão à frente do clube querem que o clube seja indemnizado em conformidade com a decisão da Justiça, ou se vão continuar a clamar pelo prejuízo do Sporting.
Sem imagem de perfil

De abilio silva a 29.05.2020 às 11:17

Claro que houve confusão, o principal culpado foi absolvido e, já anda de crista erguida!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds