Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Com a reabertura do mercado futebolístico de transferências é inevitável um aumento das discussões sobre a eventual necessidade de um reforço ao nível do plantel do Sporting, estando a questão do avançado, neste post definido como ponta de lança, entre as mais discutidas.

Com a prestação da equipa a surpreender, agradavelmente, pela positiva, facto que, não só aumenta as expectativas e exigências dos adeptos, como também gera um maior "respeito" dos adversários nos jogos com o Sporting, levando-os a utilizarem esquemas de jogo com elevada densidade defensiva, é pertinente colocar uma questão... é, ou não, necessário reforçar o sector ofensivo da equipa com outro ponta de lança?

img_920x519$2020_08_27_21_56_43_1746194.jpg

Em contra dessa necessidade de reforço podemos argumentar com a realidade financeira do Clube, com as características específicas de um mercado como o de "Inverno", ou com a rentabilização dos recursos internos disponíveis no Clube. Em relação a este último ponto há vários aspectos a salientar.

A recuperação do Luiz Phellype poderá oferecer um "reforço", faltando ainda saber o seu estado após a recuperação clínica e a forma como as suas características se encaixam no esquema e ideias do Rúben Amorim. A evolução do jovem Tiago Tomás também tem de ser considerada em conta, sabendo-se, no entanto, que muitos processos acelerados de "amadurecimento" podem ser prejudiciais para a carreira de um jovem. De Sporar, apesar da inconstância exibicional e de ainda não ter correspondido em pleno ao desejado por Rúben Amorim, é lícito esperar um contributo mais efectivo e decisivo. Por último, com reduzidas possibilidades de serem opções contínuas, mas para situações pontuais, temos os jovens da equipa B, da qual destaco o Pedro Marques.

Em favor da necessidade de um reforço ofensivo para a equipa e sem esquecer a realidade financeira do Clube, temos a evidente dificuldade que a equipa demonstra em ter presença contínua na área adversária, facto essencial contra equipas que jogam "fechadas", com linha defensiva muito baixa e que não permitem o espaço que a equipa necessita para o seu jogo em transição. E convenhamos que a maioria das equipas vai jogar contra o Sporting nesse esquema.

Face a estas visíveis dificuldades da equipa, seria útil ter outro tipo de ponta de lança, com características de jogo diferentes dos que actualmente compõem a área ofensiva do plantel do Sporting, especialmente com capacidade para jogar mais fixo na área, dar "luta" aos defesas e aproveitar o jogo aéreo.

Nesta necessidade de contratação apresenta-se um dilema. Será de tentar a contratação de goleador vindo de outro campeonato ou, pelo contrário, apostar num jogador já adaptado ao campeonato nacional?

Se a decisão recair sobre esta última opção, até porque já aqui no Camarote Leonino estes nomes foram abordados, dou dois exemplos de jogadores que, pelas suas características e rendimento, podem ser considerados, Douglas Tanque e Rodrigo Pinho.

Uma decisão como esta envolve sempre a avaliação e consideração de muitas variáveis, e o lançamento destas ideias serviu para revelar essa realidade, mas, seja a aposta na evolução ou consolidação das opções disponíveis, seja a da contratação de uma nova opção, julgo que a equipa terá de trabalhar e apresentar outras formas de actuação ofensiva, sob pena das equipas adversárias, pela habituação, encaixarem no jogo do Sporting, bloqueando assim as suas accções ofensivas. É urgente impedir que, à frente da baliza dos nossos adversários, se forme um "parque de estacionamento" de autocarros!

publicado às 04:04

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


58 comentários

Sem imagem de perfil

De LeaoCapel a 04.01.2021 às 10:17

Se queremos realmente lutar pelo título de forma mais acertiva e com outro tipo de armas, então é inegável a necessidade de um PL, verdadeiro homem de área, para desbloquear certos jogos mais complicados...
No campeonato português, geralmente é campeão quem tem a melhor frente de ataque. O Porto por exemplo já percebeu essa receita há algum tempo e mesmo nesta época passou a jogar muito melhor a partir do momento em que o SC começou a jogar com dois avançados: Marega e Taremi, tendo ainda Toni Martinez no banco.
Nao é com Sporar e um jovem de 18 anos que lá vamos.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 10:59

Caro Leaocapel,

Também sou partidário da opinião que, no campeonato nacional, pela forma como jogam a maioria das equipas, é necessário a presença de homens de área.
Basta ver os dois últimos anos em que fomos campeões, como os "matadores", Acosta e Jardel, foram decisivos.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 04.01.2021 às 10:22

Eu arrisco dizer que o ponta de lança ja esta encontrado e contratado , basta rever as palavras do Carvalhal sobre Paulinho , falta saber se vem ainda este mes (no final) ou se só na proxima epoca .

A forma como falou interpreto-a como uma confidência , falou como um dado adquirido a saida do Paulinho .
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 04.01.2021 às 11:01

Julius,

Confesso que não vejo a lógica de pagar para cima de 10 milhões por este jogador, já com 28 anos.

Rúben Amorim gosta dele, tudo bem, e é português, mas por esse preço compra-se melhor e com menos idade fora fronteiras.

Gosta muito do ucraniano Roman Yaremchuck que joga no Gent, da Bélgica. Já soma 11 golos e 4 assistências esta época. É de admitir que custa mais de 10 milhões, mas só tem 25 anos. Retorno financeiro é sempre possível, o que não é o caso com Paulinho.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 04.01.2021 às 11:14

Rui , eu comentei o que me parecem querer dizer as palavras do treinador do Braga quando abordou o caso da hipotetica saida do Paulinho para o Sporting .
Tambem ouvi ou li que nao chega a 10M , andara nos 8M mais jogadores .

Eu gosto da ideia do ucraniano parece ser uma boa aposta , veremos que vai passar .

Gosto tambem do Paulinho aprecio muito a sua postura e a sua qualidade mas é um facto será sempre uma compra sem retorno.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 11:02

Caro Julius,

Se essa for de facto a opção, o problema pode estar nesta época. É que a carreira da equipa e as expectativas já exigem opções mais imediatas.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 04.01.2021 às 11:10

Se vier ainda em Janeiro mesmo que no final será soluçâo a tempo, se nao for assim de facto terâo que analisar porque está muita coisa em jogo , a equipa , o treinador , a classificaçâo actual merecem essa análise e as trancas na porta ja nao sao necessarias depois da casa roubada.
Sem imagem de perfil

De João F. a 04.01.2021 às 11:17

EXACTO! E para opções imediatas, já para este campeonato, precisa-se de um jogador bom a jogar de cabeça, capaz de "destruir" o parque de autocarros que o ataque do Sporting irá encontrar durante o resto da Liga.Para mim, tanto se me dá que seja do Braga ou doutro qualquer. Se fosse eu a mandar, para que o Sporting fosse campeão, negociava nem que fosse com o diabo.Indo buscar o Paulinho com alguns milhões e mais jogadores, seria mais uma "cajadada" com que "matava 2 coelhos"; desfalcava o trolha e reforçava o Sporting com um elemento que o treinador precisa.E ele merece...
Sem imagem de perfil

De William a 04.01.2021 às 11:31

se fossem o salvador - aceitavam illori, camacho rosie ou ristovski pelo paulinho???

Ou preferiam perdê-lo no final da próxima época para o estrangeiro.

SL
Sem imagem de perfil

De João F. a 04.01.2021 às 12:00

Eu preferia ficar com o Paulinho por 10M€, mais alguns jogadores cedidos definitivamente ou emprestados, porque ele vale-os. Tem 28 anos, mas tem à sua frente 4 ou 5 anos no mesmo nível e se nos ajudasse esta época a ganhar o campeonato, o seu valor desportivo subiria muito e os 10M€ seriam uma pechincha, tal como o são agora os 12M€ dados pelo RA.
Como disse mais acima, seria uma cajadada que matava 2 coelhos; reforçava o Sporting e desfalcava a equipa do trolha fanfarrão.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 12:41

João F.
Concordo plenamente que o RA merece.
E a fazer um esforço é agora, porque não podemos desperdiçar a "onda" que esta equipa criou. É aproveitar agora, porque o futuro é sempre uma ilusão.
Sem imagem de perfil

De William a 04.01.2021 às 11:29

Sinceramente, não sei se a alternativa Paulinho (ainda por cima pelos valores que o Braga quer) seja o mais valia tão grande em relação ao Sporar - pelo menos em termos práticos. Claro que o Paulinho é melhor jogador, mas não me parece que valha tanto investimento.

Se conseguirmos dar alguns jogadores excedentários, e pagar 6/7M talvez seja um bom negócio. Dificilmente teremos retorno financeiro com o Paulinho, apenas desportivo.

Rodrigo Pinho penso que será a melhor alternativa em termos de qualidade - preço. Seria mais uma opção para a frente de ataque que tanto precisamos e com qualidade.

p.s: No final da época também teremos de seriamente ponderar o pagamento da clausula de opção do Porro. Serão 8M bem gastos, em vez de gastarmos 8M em 2/3 jogadores de qualidade duvidosa...

SL. Bom ano.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 12:46

William,
O problema de Paulinho será sempre o preço.
Concordo que na relação qualidade/preço o Rodrigo Pinho seria das melhores opções.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 04.01.2021 às 11:34

Caro Leão do Norte

Rodrigo Pinho pode ser uma opção interessante, está adaptado ao futebol português e poderia entrar de imediato. Mas, não sei se ele se integra no modelo de jogo de Rúben Amorim, e isso é fundamental. Está em fim de contrato.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 12:51

Caro Leão Zargo,

Como bem afirmou, a opção Rodrigo Pinho, pelo facto de estar adaptado ao futebol português, seria para rendimento imediato, que no fundo é o que se pretende neste mercado de transferências.
Em relação a integrar o modelo do RA, na minha opinião, ele tem as condições físicas e técnicas para o fazer, mas não sabemos o que passa pela cabeça do treinador.
Sem imagem de perfil

De LeaoCapel a 04.01.2021 às 11:37

Hoje no jornal da Bola vem uma notícia que, a ser verdade, não me agrada nada... Sporting disposto a esperar até ao fim do mercado de Janeiro por Paulinho.
Seria mais um tiro no pé e voltarmos a cometer o mesmo erro do mercado de Verão. Prolongar as negociações vai provocar um de dois desfechos: ou a última da hora, em desespero, vamos pagar mundos e fundos que o trolha quer, ou então não vem mesmo ninguem.
Não seria altura de nos viramos para outros alvos, tipo o ucraniano? Enfim...
Sem imagem de perfil

De João F. a 04.01.2021 às 11:47

E ainda há gente que acredita no que escrevinha a Bolha, pasquim oficioso do SLBatota?
Sem imagem de perfil

De LeaoCapel a 04.01.2021 às 11:56

Veremos então o que acontece... No mercado de verão is pasquins acertaram.
Sem imagem de perfil

De João F. a 04.01.2021 às 12:03

Se errarem nunca virão dizer que se enganaram, mas se acertarem, o que é raro, calam a buzina, como tem sido hábito.
Sem imagem de perfil

De João F. a 04.01.2021 às 12:04

corrijo: mas se acertarem apregoam-nos aos 4 ventos.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 12:57

LeaoCapel,

Esse jornal gosta de alimentar novelas do Sporting, para entretenimento de outros!
Sem imagem de perfil

De Manuel Tavares a 04.01.2021 às 13:18

Não sei se entendem aqui a lógica que a A Bola pretende fazer. Dando a informação que o SCP vai esperar até ao fim do mercado, significa que vão alimentar esta novela durante todo este período de mercado de Inverno. Se mal abriu o mercado já dizem que vão esperar até ao final, vão poder publicar muita palha. E sabemos que palha é já habitual com noticias estimadas de possiveis reforços, o folclore habitual que temos. Sinceramente não sei se isto é benéfico para o próprio Paulinho.
Sem imagem de perfil

De Joao Gil a 04.01.2021 às 12:19

O Sporting tem TT, Sporar, Luiz Phelyppe e Pedro Marques. Para vir outro avançado francamente deve ser de créditos firmados e registo de golos à prova de dúvidas. Ainda há dias Bas Dost se transferiu para o Gent da Bélgica por 10 reis de mel coado. O Sporting precisa de um avançado goleador. Dos três grandes é o clube menos apetrechado na frente de ataque da equipa principal.
Paulinho é bom jogador, mas o preço e o facto de irmos reforçar um rival directo com milhões e jogadores na minha opinião deviam fazer o Sporting desconsiderar a possibilidade, se é que ela é real. Uma troca de jogadores que não envolvesse dinheiro não me chocaria.
No estrangeiro há de certeza pontas de lança com idêntica qualidade e por preços idênticos ou mais favoráveis. O futebol ganharia se fosse revisto o modelo de transferências que vigora. SL
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 04.01.2021 às 12:57

Joao Gil,

O Sporar tem um registo de golos à prova de dúvidas, nas épocas passadas. É só ver os números. Em 2018/2019 marcou 34 golos em 36 jogos. Em Janeiro do ano passado antes de vir para o SCP já tinha 20 golos em 26 jogos. Portanto não pode ser só pelo número de golos, porque esse número indica claramente um jogador que sabe marcar golos.

A questão não é só o saber marcar, tem que ser alguém com características que encaixem no jogo da equipa e no campeonato Português, ou seja, alguém que possa servir de referência na frente, que saiba segurar a bola e jogar de costas para a baliza, que tenha arranque, que tenha bom jogo de cabeça e que esteja constantemente a pressionar os centrais.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 13:09

Mike,
O bom jogo de cabeça é um problema para os avançados actuais do Sporting.
E no campeonato nacional há jogos em que esse bom jogo pode fazer a diferença.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 04.01.2021 às 13:35

Mike, estou de acordo consigo. Soprar tem credenciais, mas o nosso termo de comparação último era Bas Dost, o que não facilita. Por mim, se for um Luís Suarez (Atl.de Madrid), pode vir já. Paulinho, se ainda fosse o Cascavel..
Temos um treinador que sabe o que quer. Aguardemos serenamente. SL
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 13:04

Joao Gil,
Um novo avançado que possa vir, tem de possuir características diferentes dos já existentes, preenchendo as lacunas ofensivas que todos já notamos na equipa.
Sem imagem de perfil

De João Gil a 04.01.2021 às 13:51

Caro Leão do Norte, estou de acordo consigo. Acrescentaria diferentes, para melhor, ie, que marquem ou propiciem mais golos, que é isso que faz um avançado ser melhor. Caso contrário, temos 4 avançados e vem aí de volta o Pedro Mendes, é jogar com os que temos, conhecem a equipa e o treinador e já são muitos para só poder entrar um em campo. SL
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 15:38

Caro João Gil,

Totalmente de acordo. Diferentes para melhor, e fornecendo variantes tácticas à equipa.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 04.01.2021 às 13:00

O Phellype já tem características bem diferentes do Sporar, se formos ver bem, tal como o Tiago Tomás. Mas a contratar um novo avançado seria para vender o Sporar ou o Phellype, uma vez que os ordenados do Sporar e da nova contratação não seriam baixos.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 13:07

Mike,

Em relação ao Luiz Phellype, a dúvida maior está em percebermos até que ponto o Rúben Amorim conta com ele.
Sem imagem de perfil

De João F. a 04.01.2021 às 13:35

Na minha opinião, se o RA contasse com o Luiz Phellype, considerando como se diz que está recuperado, já o teria metido pelo menos no lote dos 18 jogadores, que habitualmente escolhe para os jogos.
Sem imagem de perfil

De Manuel Tavares a 04.01.2021 às 13:33

Muito já se escreveu sobre o Paulinho, mas eu continuo pouco convencido de que ele é de facto a melhor solução para o SCP, embora seja mais responsabilidade da equipa e da estrutura do futebol do SCP saber isso.

Na minha assumida opinião de base de assunção, temos conseguido ser eficázes só com as soluções restritas que temos à disposição atual. Temos tido a sorte de o nosso jovem de enorme potencial TT ter sido capaz de faturar em muitos jogos, e de Pote, um médio centro a jogar à frente, estar a contribuir para o numero de golos da equipa. Sporar tem sido a outra alternativa mas não tem números de matador.

A maior lacuna de avançados que noto neste momento, e penso que deveria ser um requisito obrigatório numa hipotética aquisição seria de um PL de caracterias de bom cabeceador, além de bom finalizador com os pés. Se formos a ver nos lances de cantos e bola parada estamos limites às abordagens de cabeça do Coates e Feddal. Luiz Phellipe está proxima da recuperação mas ainda não sabemos o que esperar dele, é ainda uma incógnita, e Paulo Marques que mostrou raça e fome de golo não está a deslumbrar na equipa B. Temos que ser realistas face ao estado do clube e da equipa, e concordo com a abordagem expressa por Ruben Amorim, que para avançarmos numa contratação é com 100% de certeza de pegar de estaca. Esta é a filosofia de contratações ideal para melhorar o factor de gestão de contratações e mesmo que se nao contratarmos ninguém neste mercado, pelo menos, prefiro que assim seja, e joguemos com esta abordagem segura, mantendo estas oportunidades para os nossos jovens da formação. É um grande incentivo para eles crescerem. Por norma não têm espaço nas equipas principais. Além do Pedro Mendes, de quem esperava mais, temos ainda o Leonardo Ruiz com alternativas, eles que estão emprestados.

Abordando ainda o Rodrigo Pinho, jogador muito bom tecnicamente, mas parece-me uma alternativa de Sporar na forma de jogar. Seria um bom reforço mas não seria se calhar aquele PL tipo Jardel ou Bas Dost que em jogos fechados de autocarros e chuveirinho de cruzamentos para a área garantiria golos de cabeça.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 17:34

Caro Manuel Tavares,

A frase de Amorim "para avançarmos numa contratação é com 100% de certeza de pegar de estaca, se não apostamos nos que cá estão" está a ser vítima do seu sucesso.
Neste momento as exigências e expectativas dos adeptos são tão elevadas, que mesmo qualquer jovem que entre na equipa terá de render, sob pena de, se não o fizer, ficar associado ao insucesso. Já não há grande margem para etapas de afirmação e crescimento. E esta condicionante não é boa para a evolução de qualquer jovem.
Sem imagem de perfil

De Manuel Tavares a 04.01.2021 às 18:07

Caro Leão do Norte,

Segundo o mesmo Amorim, a atual equipa é ainda o início de um processo de crescimento, e a lógica de um jogo por jogo, é precisamente para que todos os sócios e adeptos do SCP saibam que, apesar de toda a exigência, vontade e expectativa que possam ter, este é ainda um processo em evolução. E o que todos nós como adeptos e sócios devemos de uma vez por todos perceber e entender é que mesmo se as coisas correrem menos bem e perdermos a liderança no final, é interiorizar que estamos apenas no inicio de um caminho que até agora está a correr melhor que todos idealizaram, possivelmente os próprios elementos da estrutura de futebol e jogadores inclusivé.

Relativamente às etapas de afirmação e crescimento, o contexto atual a meu ver é bem melhor do que qualquer um que já tivemos até agora para quem está nas etapas finais da formação. Neste momento, para quem jogue nos Sub-23 ou na B acreditará mais que tudo dependerá dele e de lutar para chegar acima do que por mera sorte. O facto de estarmos a apostar numa equipa muito jovem, onde se mostra muito talento, e se dá o devido reconhecimento. Acho até que o factor mais importante de qualquer evolução de jovens é .... jogar. Para evoluirem precisam de jogar. Antigamente apenas alguns eram aproveitados após empréstimos. Obviamente que nem todos irão despontar em talentos, ou por lesões, ou por falta de talento, ou até por terem melhor concorrência, mas essa será a selecção natural. Com o anunciado aumento de campos na Academia de Alcochete e o aumento de mais formandos, o que precisamos produzir é os maior talentos, e estes precisam de ter oportunidades na equipa A sempre que possivel. Sabemos que estamos atualmente a produzir uma primeira fornada, mas temos muitos à espera nos sub-23 e B. Temos o dever de olhar para clubes como Ajax, Dortmund, Leipzig, Lille que têm filosofia de aposta em jovens. Quando ao insucesso ou à ansiedade do mesmo ou até o negativismo crónico que cultivamos como cultural no nosso clube, é já tempo de mudarmos esta nossa mentalidade crónica. Vamos ser mais positivos, vamos acreditar nos nossos talentos. Vamos acreditar que vão ter sucesso e não pensar para já e insucessos. SL.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 23:05

Manuel Tavares,

Totalmente de acordo quanto ao conceito e estratégia ao nível da formação e do seu modo de articulação com a equipa principal.
E também estou de acordo que nunca foi tão "fácil" a um jovem da formação ter reais oportunidades na equipa principal, como no actual contexto.

Contudo o meu comentário prende-se com a situação específica dos reforços. Não é lícito, em nome de lhe dar uma oportunidade na equipa principal, "exigir-lhe" que rapidamente seja um "reforço" e como tal preencha as lacunas da equipa e faça o que outros não conseguem.
Até pode correr bem, mas nem todos são "Nuno Mendes".

E por mais discursos de paciência, de projectos de futuro, de controlo de expectativas que se façam, o futebol será sempre o momento e a maioria dos adeptos vai, infelizmente, reagir sempre em função desse momento. Seja no aumento exponencial das expectativas, quando o ciclo é positivo, seja, em proporção inversa, na crítica, quando o ciclo for negativo.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 04.01.2021 às 15:37

Para responder à pergunta do post tem de ser claro qual é o objectivo ao qual o Sporting se propõe..... porque se a lógica é manter o que de bom está a ser feito então diria que o melhor é não entrar nem sair ninguém, o grupo é coeso e portanto eventuais debilidades no plantel são atacadas com o próprio plantel..... se a lógica é atacar o titulo nacional, então nessa perspectiva creio que o Sporting precisa de um ponta de lança de jogo aéreo e de créditos firmados, sabendo nós que este tipo de jogadores são caríssimos e a probabilidade de errar é grande, eu defendo manter o actual plantel já que existe ainda o Luiz Phellype e o Pedro Marques.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 16:12

Schmeichel,
É essencial investir de acordo com objectivos definidos.
Neste momento eu acho que um objectivo realista passa, não só pelos lugares de acesso à liga dos campeões, mas pelo seu acesso directo, o que implica um dos dois primeiros lugares.
Sabemos como vai ser difícil entrar nesses lugares, "propriedades" dos "donos disto", mas com a carreira e a dinâmica que a equipa apresenta é legítimo lutar por esse objectivo.
Nesse sentido penso que as opções ofensivas da equipa são insuficientes, pelo que um esforço realista no reforço ofensivo da equipa seria útil.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 04.01.2021 às 16:56

Leão do Norte,

Quando diz que as opções ofensivas são insuficientes está a referir-se em concreto à questão do ponta de lança jogo aéreo...... mas esta actual equipa do Sporting tem marcado muitos golos jogando precisamente um tipo de jogo que abdica do jogo aéreo, e portanto eu acho que a solução contra equipas mais fechadas obriga a alterar o sistema táctico..... porque não (nos jogos contra equipas mais fechadas) abdicar de um dos centrais e colocar mais um jogador na frente?

Contratar um ponta de lança para ser titular no Sporting teria de ser sempre um grande investimento, pelo que nesta altura acho que iria criar problemas no balneário, já que seria um desacreditar tanto do Sporar como do Tiago Tomás, que na minha opinião têm dado conta do recado, e tal como escrevi acima a solução passa na minha opinião por uma alternativa táctica em vez de contratar mais um jogador.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 17:25

Schmeichel,

Quando me refiro a opções ofensivas insuficientes não estou propriamente a pensar na questão do jogo aéreo, mas sim a opções para mais presença na área.
Tirando o jovem Tiago Tomás, que frequenta esse espaço e vai à "luta" com os defesas, os restantes, incluindo o Sporar, têm tendência a fugir desse espaço, o que já se viu facilita o jogo das equipas muito fechadas. Excluo o Luiz Phellype porque os sinais, até ver, parecem ser de não contar para o RA.
Claro que isto é uma consequência das ideias do RA, mas contra essas equipas mais fechadas vai ser "obrigado" a alterar o seu sistema táctico, abdicando de tanto jogo apoiado e em transição, em favor de presença na área, porque é aí que vai ter de ganhar os jogos, sob pena de começarem a aparecer os 0-0.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 04.01.2021 às 15:37

A questão colocado pelo Leão do Norte, não deixa de ser pertinente e alimenta um debate que está na ordem do dia. Mas sem menosprezar as variadas opiniões, quero fazer a minha reflexão num outro sentido.

O que sabemos de concreto e objectivo, sobre contratações no mrecado de inverno, para a equipa do Sporting CP? Na minha observação, quase nada. O que sabemos é resultante de especulações de jornais e programas televisivos.

Justificam os seus palpites com base em fontes. Que fontes? Basta ver o número de jogadores que são apontados, aquando dos períodos de mercado aberto, e a quantidade que vem. Estes informadores empolam até ao infinito, os "soundbites" que apanham aqui e ali. É o seu trabalho e é disso que vivem.

Depois entram os adeptos com as suas análises, e que como peritos de quase tudo, que nós portugueses nos consideramos, lavramos sentenças, como verdades absolutas. Compreende-se no contexto da paixão clubística, mas vale o que vale.

Sobre o assunto, a equipa técnica está a fazer uma gestão exemplar, deitando sempre água na fervura. Nunca a ouvi falar que precisa de A ou B. Poderá ter referenciados jogadores que tragam mais valia, mas se o tem isso passa-nos ao lado. O que ouvimos dizer é que se vier alguém não é para resolver lacunas no imediato, mas constituir valor para o futuro. É uma posição inteligente, que visa também manter o grupo unido. Foi com ele que se chegou até aqui, é com ele que tem que se contar daqui para a frente.

Avançar nomes, avançar características técnicas, avançar reforço de posições, é assunto para vender jornais, e alimentar o debate externo. No plano interno temos uma nebulosa e ainda bem. O segredo é a alma do negócio.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 17:04

Caro Nação Valente,

O seu raciocínio é totalmente lógico, até desejável, do ponto de vista de quem tem responsabilidade na gestão interna do clube, mas é difícil transpô-lo para a realidade emocional do adepto.
Nesse sentido estes debates, especulações, previsões são consequência dessa realidade de adepto. Como disse valem o que valem, servindo sobretudo para "alimentar" e estimular a paixão clubística, que para muitos adeptos é essencial.
Claro que muitas vezes é aproveitada, pelos meios "especulatívos", para outros fins, mas é realidade em que actualmente vivemos.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 04.01.2021 às 21:04

Por outras palavras estou convicto que se nao têm vindo perdiamos a possibilidade de o ter ganho como ganhamos.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 04.01.2021 às 21:02

Caro amigo precisamente quando os adeptos se encheram de duvidas quando na chegada ao mes de Janeiro entraram André Cruz e Mpenza que foram decisivos em ganharmos o titulo dessa epoca.

Por vezes estamos so á mercê de um empurrâozinho para nos batermos pelo titulo e sendo assim quem de responsabilidade tem que analisar muito bem porque estâo muitas coisas em jogo.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 04.01.2021 às 21:47

Caro Julius, respeito e compreendo a sua posição, e quero que se ganhe o campeonato, no que nem o mais optimista acreditava. Um pouco contra a corrente, e em função do que se fez na segunda parte do campeonato anterior, tinha muita esperança nesta equipa, vista como um todo.

Mas a História mesmo que se repita não é da mesma maneira. O que está em causa é construir uma equipa para ganhar muitas vezes, e não somente, ganhar um campeonato de dezoito em dezoito anos.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 04.01.2021 às 21:58

Ai nesse ponto nao acredito que funcione , porque tudo é desfeito nos finais de epoca e tudo volta a um novo começo , e aí chegam novos problemas e por aí fora .

Basta fazerem boa figura esta epoca e os melhores activos serao trocados por dinheiro, depois volta tudo ao inicio .

A situaçâo é avaliada perante as circunstâncias actuais , chegou-se aonde se chegou , tivemos uma boa partida e bastava ter acontecido alguma falta de sorte e o assunto até estava arrumado mas... chegamos a uma situaçâo ímpar , ainda hoje um dos rivais deixou mais 2 pontos nos Açores e é minha opiniâo que se chegarmos ao final da primeira volta com uma margem de avanço de 4 ou 5 pontos tudo pode de facto ser possivel , ja nao tanto só na teoria , existirâo argumentos que pode fazer com que aconteceça mas ...vai necessitar do tal empurrâozinho , as coisas vao começar a aquecer e estamos muito limitados , cada vez mais limitados á medida que a época avança e terao o seu inicio varios tipos problemas , necessitamos de mais qualquer coisa e a questao é se vale a pena o risco , a verdade é que se nao arriscarem fica hipotecada.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 04.01.2021 às 23:08

Julius,

E o César Prates, que transformou aquele corredor direito!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 05.01.2021 às 00:45

Sim claro e o Cesar Prates , os 3 foram fundamentais na 2ª volta até á vitoria final.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo