Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ainda os ruídos nocivos das claques

Rui Gomes, em 29.10.18

 

img_920x518$2018_10_29_01_28_31_1465726.jpg

 

No fim do encontro, as claques leoninas começaram a fazer a coreografia, já habitual em Alvalade e celebrizada pela selecção de futebol islandesa. No entanto, os jogadores do Sporting apenas agradeceram e não acompanharam as palmas dos adeptos.

 

Logo de seguida viraram as costas a essa bancada e optaram por dar uma volta ao estádio e agradecer a todo o público que se manteve até esse momento. As claques não gostaram e assobiaram, de imediato, os jogadores, assim como toda a equipa técnica.

 

Mas as vaias não se ficaram por aqui na noite de ontem, em Alvalade. Antes de a partida começar, quando o speaker do estádio anunciou a equipa dos leões, o nome do treinador, como sempre, foi anunciado por último. Mal se ouviu José Peseiro nas colunas, o público foi perentório a reagir com um coro de assobios, mostrando todo o seu desagrado com o atual técnico leonino.

 

Não sei qual é a solução, ou melhor, a solução mais viável, mas a Direcção do Sporting, mais cedo ou mais tarde, vai ser obrigada a clarificar a existência das claques de uma vez por todas.

 

publicado às 16:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Pepeu a 29.10.2018 às 20:01

Não percebi muito bem o teor da sua mensagem mas... o que propõe realmente?
Considerar válida a extinção de claques...?!
😄😄
A malta preocupa-se com o que não deve.
Passem a ganhar regularmente e com sucesso desportivo que logo acabam os assobios e as críticas.
Não existe clube algum que não tenha claques e a sua maior expressão e exigência reflecte bem a dimensão do clube que representam.
É assim em qualquer clube vencedor e, felizmente e apesar de tudo, também no Sporting.
Futebol sem essa expressão mais emotiva não cativa ninguém para o seu desígnio e, ontem à noite, aquilo que mais me preocupou e que deve ser igualmente motivo de reflexão para os dirigentes foi a ausência significativa de sócios e adeptos que apenas se justifica pela fraca qualidade do futebol da equipa nos últimos tempos.
Quero estádios novamente cheios e adeptos a apoiar mas também a criticar se assim o entenderem: é um direito que lhes assiste e a todos nós, de resto.
Quanto aos jogadores, muito bem pagos para cumprir o seu papel, sujeitam-se como todos os outros profissionais, sabendo perfeitamente aquilo que devem e podem fazer para evitar o desconforto da crítica.
Em tempos idos tínhamos uma equipa que não jogava um carapau mas em comunhão com os adeptos. Acabou como acabou e bem sabemos...
Agora é cada um no seu lugar e esperar que o desempenho duns motive a atitude de outros.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.10.2018 às 20:24

A simplicidade da sua análise sobre as claques é espantosa!?!

Quanto aos espectadores no estádio, é de admitir que a qualidade de futebol praticado é factor de desmotivação, mas também não devemos esquecer que na quinta-feira houve um jogo internacional.

"Em tempos idos tínhamos uma equipa que não jogava um carapau mas em comunhão com os adeptos. Acabou como acabou e bem sabemos..."

Qual é ponto que pretende adiantar com isto?



Sem imagem de perfil

De Sr. Comentador a 29.10.2018 às 20:28

"Não existe clube algum que não tenha claques ..." Falso.
Em Inglaterra, país onde os adeptos tem a participação mais activa no apoio durante o jogo, as claques - 'firms' - estão proibidas. Há uns membros resistentes na Red Army do Man United e na Inter City Firm do West Ham, por exemplo, mas nem sequer vão ao estádio e são tratadas como gangs de criminosos, com alguns dos seus membros condenados, não só por hooliganismo, mas também por crimes racistas e segurança ilegal, entre outros, como é o caso da Inter City Firm, claque com um dos seus membros em prisão perpétua (sem possibilidade de parole) e considerado um dos mais perigosos criminosos do UK.
No estádio os lugares são marcados e os possuidores de bilhete sentam-se no seu lugar. Não há "curvas" nem demais parlapatice da treta que mais não é do que argumentação para justificar o facto de haver adeptos de primeira (os das claques que são pagos para apoiar (Mustafá- cerca de 3500€/mês e bilhetes mais baratos do que para os outros sócios) e os outros adeptos (a grande maioria) que pagam para apoiar.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.10.2018 às 20:49

Sr. Comentador
Sem imagem de perfil

De João Tavares a 29.10.2018 às 23:37

Muito bem, Sr. Comendador !!

Por isso mesmo defendo que se deviam acabar com as claques, nem que fosse por um determinado período - fazer-se um género de um "reset".
Da forma como estão as claques não trazem nada de positivo ao futebol.
Coreografias? Prefiro umas "cheerleaders".
Cânticos? Pode ser o speaker a dar o mote para o resto do estádio cantar.

P.S. ao menos agora os numeros das assistências no estádio estão bem contabilizados. Não são números trabalhados como o eram na época brunista.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.10.2018 às 20:48

Pepeu, claqueiro!?
Pois,....

Que péssimo comentário. 😎

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo