Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Al-Hilal confirma Jorge Jesus

Rui Gomes, em 06.06.18

 

jesus_no_al_hilal18730a4d_large.jpeg

 

O Al-Hilal, da Arábia Saudita, confirmou, esta terça-feira, a contratação de Jorge Jesus. O treinador português assinou contrato válido por um ano, com outro de opção, conforme revelou o clube, nas redes sociais.

 

Foi no Twitter, com um vídeo em que o técnico português aparece com dirigentes do clube, que o emblema saudita oficializou a assinatura. "Jorge Jesus é Hilali", escreve o Al-Hilal, que dá as boas-vindas a Jesus.

 

Jorge Jesus deixa o futebol português pela primeira vez na carreira, depois de passagens por Amora, Felgueiras, U. Madeira, Estrela da Amadora, V. Setúbal, V. Guimarães, Moreirense, U. Leiria, Belenenses, Braga, Benfica e, por último, Sporting. Representou os leões durante três épocas, mas saiu em rota de colisão com o lunático presidente.

 

Jorge Jesus deixa Portugal com 13 títulos no palmarés. Pelo Braga, uma Taça Intertoto. Pelo Benfica, três campeonatos, uma Taça de Portugal, cinco Taças da Liga e uma Supertaça. Pelo Sporting, uma Taça da Liga e uma Supertaça. Dos três grandes lusos, só não orientou o FC Porto.

 

Confesso que nunca admiti a hipótese de Jorge Jesus treinar fora fronteiras, muito menos ainda na Arábia Saudita. Mais uma vez confirma-se a validade do slogan da Adidas... "Impossível é nada".

 

Com isto, reconhece-se o mérito de sair do Sporting com dignidade e sem recorrer aos 8 milhões de euros do último ano de contrato. Consta - e são apenas rumores - que no Al-Hilal vai ganhar 7 milhões por ano, mais objectivos.

 

Nunca o teria contratado para o Sporting e não fico triste por o ver sair, mas não deixo de reconhecer que nestas últimas semanas/meses da época, foi dos poucos em Alvalade que andou de cabeça levantada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:02

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


8 comentários

Sem imagem de perfil

De gng a 06.06.2018 às 07:53

E três anos depois, o plano de Vieira - mandar Jesus para as Arábias - concretizou-se. Se tivesse ido directo, o Sporting teria poupado bem mais de 2 dezenas de milhões de Euros e Jesus teria poupado uns murros e uma cabeçada nas trombas. Faça bom proveito e votos de muito sucesso!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 06.06.2018 às 09:22

Após a confirmação da saída de JJ, ficam alguns factos:

1) JJ saiu em acordo…. a tão falada indemnização afinal não existiu, houve bom senso e houve sportinguismo.

2) JJ foi o descalabro do mandato de BdC…. aumento brutal de custos sem resultados práticos.

3) JJ foi neste período conturbado do Sporting, o único garante de estabilidade…. veremos quem é o próximo treinador, mas nunca será um treinador com a experiência do JJ.

4) JJ foi um grande treinador no benfica, suportado por muitas contratações e suportado por muitos padres e toupeiras…. sem isso revelou-se um treinador banal!

5) Prevejo o regresso de JJ após a saída de Sérgio Conceição para o porto…. é um antigo sonho de PdC.
Sem imagem de perfil

De Franscisco a 06.06.2018 às 13:57

Estava quase a concordar com a sua verborreia no essencial, quando no ponto 4 da mesma aparece aquela achega tão típica de adeptos que inssistem em pensar com um só hemisfério cerebral.
Só para o lembrar:
O caso e-toupeira tem a ver com violação de segredo de justiça e os dos padres com um processo de violação de correspondencia sem correspondencia na verdade desportiva.

O que tem a ver com corrupção de resultados desportivos é o cashball e o cardinal, o primeiro parece não ter sido o suficiente para JJ sair campeão apesar dos esforços do Geraldes e o segundo nem vale a pena relembrar senão ainda tinhamos que considerar semelhanças com BC na mesma medida da perseguição de jogadores a todos os níveis.
Sem imagem de perfil

De Maria Belen a 06.06.2018 às 10:10

Começou com esta contratação a queda livre de Bruno de Carvalho.

Curiosamente essa mesma queda - com tudo o que ela prejudica o Sporting e os seus adeptos - foi responsável por uma (certa) reabilitação da figura do Treinador Jorge Jesus.

Ao pé das asneiras de Bruno de Carvalho, Jorge Jesus é um senhor.

Várias vezes foi Jorge Jesus - e não, nunca, Bruno de Carvalho - o garante de uma estabilidade que era,aliás, dizimada continuamente pelo presidente. Foi assim com Carrillo e sabe-se lá com quantos mais... até ao episódio final. Em que mesmo arrastado continuamente na lama - por insinuações e gozos pueris do de sempre e seus acólitos castrados - nas últimas semanas, Jorge Jesus mostrou-se mais à altura do Sporting (que todos pensamos existir... já nem sei) do que 90% dos que falam, falam falam e nada dizem.

Foi quem correu para fora do Balneário para pedir ajuda para os seus atletas.
Foi quem correu para fora do Sporting para exigir ajuda para o Sporting.

Faço uma vénia à pessoa de Jorge Jesus. Mostrou que no fundamental, no básico, é uma pessoa de valor que tantos só poderão ambicionar ou fingir. A vénia que nunca lhe fiz como treinador, faço agora à pessoa de Bem.

(JJ, tal como Marco Silva "quase" que pagam para sair daquilo que nos parece ser um sonho - treinar o Sporting Clube de PORTUGAL... só quem nunca trabalhou por conta de outrém não entende que o que se passa dentro daquela casa é de bradar aos céus. Isto já se tornou uma questão social, pública e humana)
Sem imagem de perfil

De Ricardo a 06.06.2018 às 11:02

Excelente.
Faço minhas as suas palavras.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 06.06.2018 às 11:33

Já se fala que Scolari é uma possibilidade......
Vamos de mal a pior!
Sem imagem de perfil

De Bento de Jesus Carvalho a 06.06.2018 às 12:17

Que vá com Deus e não volte!!! E podia levar alguns dos seus apóstolos!


Sem imagem de perfil

De Pinto Vaz a 06.06.2018 às 14:22

Grande treinador que modificou os campeonatos de futebol nos ultimos tempos explorando bem as qualidades intrinsecas dos jogadores.
O Sporting não irá ser o mesmo sem ele, não hà que ter dúvidas.
Deram-lhe muita coisa mas fizeram-lhe a vida e a sua actividade num inferno.
Quem ficou a perder foi o Sporting que quando começava a consolidar um processo abandona-o e vai começar noutro que não sabe como e com quem.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo