Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Alerta, o perigo espreita!

Leão do Norte, em 30.11.20

images (3).jpg

A excelente, mas inesperada, carreira da equipa de futebol do Sporting na Liga portuguesa, colocará muitos intervenientes do futebol português, em especial os nossos adversários, em "acção", num horizonte temporal não muito distante.

Para Benfica e FC Porto é um dado perfeitamente factual que os dois primeiros lugares da Liga são uma questão exclusiva de ambos e a competição destina-se apenas a definir a sua ordem. No entanto, o rendimento da equipa do Sporting, bem acima do esperado, colocou-os perante uma nova realidade, de todo inesperada para eles. E perante o incómodo de tal situação, ninguém tenha dúvida de que vão agir e tão rapidamente quanto a prestação da equipa do Sporting continuar a surpreender.

Nesta mais recente paragem do campeonato começámos a assistir às primeiras "acções", nomeadamente através de declarações que desvalorizam o valor da equipa do Sporting na luta pelo título e centram a discussão nos "clientes" habituais. Também na análise do jogo com o Moreirense foram notórios os comentários, dos "comentadeiros", a clamarem que o Sporting tinha sido beneficiado (?) pela arbitragem.

Se por um lado o curso prudente passa por ignorar tais comportamentos e prosseguir com o rumo traçado, por outro devemos estar alerta porque são fiáveis indicadores de futuras acções, tendentes a prejudicar a nossa prestação desportiva. E se inicialmente são apenas na forma verbal, rapidamente se transformarão em acções concretas, típicas dos poderes instalados no futebol português, tão decididos que estão em não abdicar dos privilégios conquistados, sabemos muito bem de que forma.

Estejamos pois em alerta para o surgimento, num futuro próximo, de nomeações arbitrais "cuidadosamente" efectuadas, de habituais dificuldades de comunicação e acção do VAR, assim como de critérios disciplinares em "versão exclusiva" para os jogadores do Sporting, de "motivação" extra por parte dos adversários.

E, como diria um famoso humorista, 'last but not least', de alguma comunicação social - "opinadores", "cartilheiros" e afins - em uníssono, a debitarem fastidiosamente a habitual narrativa e a "desenterrarem" notícias "bafientas" numa tentativa de fabricarem supostos casos que condicionem o rendimento da equipa do Sporting e estimulem a habitual luta "fraticida" do nosso Clube e que tanto nos enfraquece.

A todos aqueles que sofrem e apoiam o verde e branco - sem outro interesse que não o do inigualável prazer das sucessivas vitórias - compete não servir de "combustível" a esta notória fogueira já ateada pelos vários rivais e que tem por objectivo principal "incinerar" as nossas aspirações desportivas.

Um vez que, face à actual realidade, estamos afastados dos estádios e não podemos dar o apoio directo ao nosso grande amor, que demonstremos todo esse apoio pela "omissão" de comportamentos inevitavelmente danosos ao Clube e que os nossos adversários tão bem têm sabido aproveitar ao longo dos últimos anos. Neste momento é, com certeza, um apoio muito mais importante para o Clube do que alguns possam imaginar.

Saibamos cumprir o nosso secular papel de adeptos, bastando para tal seguir o exemplo do indiscutível líder da equipa (Rúben Amorim), personalizado na forma como tem sabido contornar as "ratoeiras" que semanalmente lhe vão colocando.

Não tenho grandes dúvidas, porventura até aqui no Camarote Leonino, que os diversos alertas feitos para a ocorrência destas situações, bem como as possíveis reacções por parte de elementos do Sporting, irão desencadear, mais uma vez, o aparecimento do tradicional discurso de que tudo não passa de um produto da nossa fértil "mania" de vitimização e de perseguição.

Acredite quem quiser, mas este tipo de argumento, para além de muito conveniente, tem servido na perfeição aos nossos rivais mais directos para desvalorizar e descredibilizar, logo à partida, toda e qualquer posição assumida pelo Sporting.

Os que seguem atentamente o futebol há vários anos sabem bem que a mera coincidência ou a incompetência, não chegam, por si só, para explicar muitos dos acontecimentos que a equipa do Sporting tem sofrido "cirurgicamente" em alturas críticas da temporada, quase sempre quando se "intromete" no "acesso reservado" aos dois clubes que ilegitimamente se julgam os únicos detentores do crédito para disputar o título nacional. 

publicado às 03:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


14 comentários

Sem imagem de perfil

De LG a 30.11.2020 às 09:10

Já começou, e em várias frentes, que o "gabinete de crise" não dorme

Hoje é a notícia do VAR na jarra (não é estranho que 24 horas depois, NUM DOMINGO, os jornais já saibam a posição de TODO o conselho de arbitragem? E sim, o toque no cotovelo existe, embora pouco perceptível),
Ontem foi a notícia do JN a referir que a transferência de Matheus Oliveira para o Sporting está a ser investigada, por ter sido feita pelo dobro do valor no Transfermarkt. Se fosse esse o único critério não haveria transferência que não fosse investigada, e havendo processo, parece uma queixa feita pelo "gabinete de crise" para "justificar" as inúmeras transferências feitas nesses moldes relativas a jogadores que nunca vestiram a "gloriosa" camisola.

Agora está preparado o terreno para os "roubos arbitrais", o lance de Pote vai passar a ser um erro evidente e justificar, até ao final da primeira volta, todos os erros e interpretações. (não me admiro se falarem tambem no penlty de Paços)
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 30.11.2020 às 12:05

LG,
Foi precisamente a "eficiência" e rapidez de actuação desse "gabinete de crise", que me levou a este alerta.
Sem imagem de perfil

De Alcibíades a 30.11.2020 às 15:53

Ui o gabinete de crise pela voz do seu melhor ponta de lança FJM já começou o ataque, é isso?
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 30.11.2020 às 16:38

Este ponta de lança, que está sempre em fora de jogo, é realmente uma das armas deste gabinete!
Sem imagem de perfil

De LG a 30.11.2020 às 17:57

dois gabinetes de crise, o vermelho manifestou-se com a notícia da jarra e o azul com o post de hoje de fjm. É que bem se vê a "crise" de falhar a Champions, Atenas e Krasnodar que o digam

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo