Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




André Carrillo: o homem do jogo

Rui Gomes, em 06.12.14

 

ng3761079.jpg

 

André Carrillo entrou aos 29' pela lesão de Nani e deu logo uma outra dinâmica e intensidade ao ataque do Sporting. Marcou um belo golo aos 54', fez uma brilhante jogada para assistir Carlos Mané, aos 56', e, por fim, serviu João Mário no terceiro golo, aos 81'.

 

Carlos Mané, agora que Marco Silva aparenta estar a confiar mais nele, está a subir de rendimento com o passar de cada jogo. Esteve muito bem ontem, no Bessa.

 

Miguel Lopes fez uma muito boa primeira parte, mas não exibiu a mesma intensidade no segundo tempo.

 

William Carvalho foi o jogador que teve mais dificuldades em adaptar-se ao piso sintético. Não esteve mal, mas falhou muitos passes.

 

A mancha do jogo deve-se à infantilidade de Jonathan Silva ao marcar o autogolo, numa jogada em que estava completamente à vontade. Falta de maturidade para identificar a sua posição no terreno, assim como o posicionamento de adversários.

 

publicado às 03:13

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Petinga a 06.12.2014 às 08:23

100% de acordo.

Também gostei bastante da entrada de André Martins e da forma como Montero consegue sempre fazer o passe perfeito para os colegas que se desmarcam.

Marco Silva também está de parabéns; de jogo para jogo comecamos a ver coisas diferentes na movimentacao colectiva e também no processo defensivo. Já deu para perceber que quando entra de início em 4-4-2 a equipa fica mais exposta defensivamente, mas o adversário passa garantidamente as passas do algarve.

É um bocado enervante ver a quantidade de autogolos que já leva o Sporting este ano.
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 06.12.2014 às 16:13

Sem dúvida Carrillo foi o homem do jogo.Uma exibição extraordinária de um jogador que prima pela irregularidade.Será um grande jogador quando for capaz,em circunstâncias -que no caso dele tem muito a ver com os espaços reduzidos-adversas for capaz de dar uma resposta positiva e não desaparecer do jogo,como é habitual.

Já agora ,o golo de Gaitan, a semana passada foi de "génio"-estava isolada pelo corredor central ,só com a oposição do GR- mas ontem ,a jogada de Carrillo foi porque os defesas deixaram muito espaço entre eles.
Grande Freitas Lobo e tantos outros.
O que seria da nossa vida sem eles!!

Em relação ao jogo a minha maior curiosidade era ver como jogava a equipa neste novo sistema,sobretudo a defender.
E estivemos bem,penso que as maiores dificuldade foram as criadas pelo terreno.
Nani trabalha muito defensivamente. Mané e Carrillo também estiveram bem.

Fomos uma equipa segura com a exceção de mais uma asneira ,desta vez de Jonathan, que nos custou mais um autogolo.

Miguel Lopes mostrou que é uma alternativa muito válida a Cédric,mas está sem ritmo.A 2ª parte foi difícil.

Carrillo monumental,como já referido.

Gostei de William,que realmente falhou alguns passes,também a sentir dificuldades de adaptação ao terreno,mas vai-se aproximando do que lhe conhecemos.
Também aqui,o que seria de nós sem artigos como o do DN ?
Não seria a mesma coisa.

J. Mário a mostrar todo o seu talento,mas neste sistema ou joga ele ou Adrien,.

E agora vamos lá pelo menos empatar com o Chelsea.
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 06.12.2014 às 20:16

E claro acrescentar um ponto muito importante que não mencionei :a arbitragem.
Jorge Sousa no seu melhor.Num jogo em que tivemos 59% de posse de bola e 44 ataques(contra 29) o árbitro conseguiu-nos marcar 22(!!) faltas contra 15 do Boavista.

O cartão amarelo a Montero é ridículo,tenho mesmo dúvidas se há falta e perigo não havia certamente,
Considerando o papel que Montero tinha-numa equipa a jogar em 4x2x4- na 1ª fase de construção do ataque do Boavista,com a necessidade de uma falta aqui e acolá,que normalmente não dão amarelo,Montero ficou logo esclarecido quanto aos seus limites.Preferencialmente nem tocar nos adversários.

O amarelo a Slimani é novamente ridículo.O jogador desenquadra-se da bola e derruba o adversário.Em alguns campeonatos nem falta seria.

Qualquer encosto,toque ou...nada,era falta contra nós.Várias vezes não marcou faltas a nosso favor que podiam originar lances perigosos do Boavista.
E ainda dizem que os árbitros deviam perceber mais de futebol .
Eu até acho que JS percebe bastante.

Ontem não influenciou porque o desnível foi muito grande mas noutros jogos...
Se pensarmos em tudo o que se tem passado no campeonato...está bonito,está.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo