Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Antigo árbitro internacional, o sueco Jonas Eriksson deixou esta terça-feira nas redes sociais uma publicação que promete fazer correr muita tinta. Tudo porque, numa longa mensagem, o agora especialista de arbitragem da emissora sueca SVT fala num... "mundo sujo, político e falso", com fortes alegações de que a "amizade, corrupção, lealdade ou nacionalidade" têm um papel determinante nas escolhas dos árbitros nas fases finais.

Na sua publicação, Eriksson recorda o último encontro num Europeu, o Portugal-País de Gales de 2016, e diz ter-lhe sido negada a possibilidade de arbitrar a decisão desse torneio por razões que nada tiveram a ver com a sua qualidade enquanto árbitro.

img_920x518$2021_07_06_22_26_14_1873112.jpg

"Passaram cinco anos desde que arbitrei o meu último jogo num Europeu, as meias-finais entre Portugal e Gales. E mesmo tendo ficado feliz e orgulhoso como me correu o jogo, houve uma enorme decepção em mim e na minha equipa. Por que razão não nos deixaram arbitrar a final?", questiona o sueco, que em seguida avança a todo o gás nas acusações à UEFA.

"As pessoas costumam perguntar-se da forma como são escolhidos os árbitros dos jogos decisivios, se é pelo que realizaram, ou da forma que os classificam... O escolhido é aquele que comete menos erros? Quem é que faz essa escolha? A verdade é que se trata de um mundo obscuro. Um mundo sujo, político e falso, onde a amizade, a corrupção, lealdade e nacionalidade têm o seu papel.

No futebol fala-se sempre de fair play e respeito, de que as regras devem ser as mesmas para todos, onde as melhores equipas, aquelas que ganharam mais jogos, estarão nas meias-finais de Wembley... Mas quando a questão é a arbitragem, isso acontece à porta fechada, com agendas políticas e onde o que menos importa é o futebol", considera o ex-juiz.

Relativamente aos árbitros que estão nesta ronda decisiva do Euro'2020 - Felix Brych (Alemanha) e Danny Makkelie (Holanda) -, Eriksson considera que o melhor... não estará na decisão.

"Os que são escolhidos, os que estarão na final, não são os melhores do torneio. Neste caso, o melhor árbitro do torneio, aquele que não cometeu um erro sequer, foi mandado para casa. A decisão foi feita por quem manda na UEFA e não teve nada a ver com o que fizeram no Europeu. Os outros árbitros, mesmo sem o saberem, têm os contactos certos, o meu suporte político ou são provenientes de países importantes, e isso permite-lhes arbitrar até mais longe.

Mesmo assim, dou os meus parabéns aos árbitros que arbitram jogos. Nada lhes pode cair em cima. O que vocês têm de saber é que este mundo está pobre e tem uma cultura longe de ser boa. Eu, olhando agora para trás, posso dizer que estou muito feliz por ter deixado de arbitrar há três anos".

O antigo juiz, na SVT, apontou o turco Cuneyt Cakir como o melhor deste Europeu.

P.S.: Até parece que está a falar do sistema de arbitragem em Portugal. Se não é idêntico, é muito parecido.

publicado às 04:45

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De JCR a 07.07.2021 às 17:19

"...é que este mundo está pobre...", não será podre?

Palavras para quê, eis a verdadeira UEFA, aonde está casada há muito com a corrupção, elegendo depois os piores árbitros, como ontem aconteceu com o alemão ladrão, que roubou 1 penalty a Portugal no jogo contra a França, dando depois no 1-1, e prejudicou a Ucrânia, no 2º golo da Inglaterra, quando se viu bem que o jogador inglês atinge com o cotovelo o pescoço/costas do defesa ucraniano, mas não tendo ontem, e felizmente, contribuido para o resultado final do jogo Itália-Espanha.

Quanto à arbitragem em Portugal...não é idêntico, é pior ainda, mas aqui, não é a FPF, nem a Liga dos Clubes, é a própria APAF, com a conivência total e absoluta das 2 organizações que falei!
Sem imagem de perfil

De JCR a 07.07.2021 às 22:42

Jonas Eriksson tem mais que razão, após o jogo de há pouco, aonde a Dinamarca foi mais do que roubada, só para terem a Inglaterra na final, e basta ver o quase 1 minuto, após os 6 minutos que ele deu, no final do jogo, mostrando mesmo as indicações que ele tinha!

Penalty sobre o Sterling, no prolongamento, aonde se vê bem que ele atira-se para o chão, só mesmo numa competição da UEFA é que se marcava, e podem meter o VAR no tal sítio aonde o sol não brilha!

Este Euro 2020, está a ser o pior deles todos, pelo desastre que foi a organização em 11 países, e com os últimos 3 jogos em Londres, em Wembley, estragando o estado do relvado, mas beneficiando as equipas caseiras, e neste caso, vê-se bem que foi a Inglaterra!

Forza Itália!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D




Cristiano Ronaldo