Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




GoalPoint-2022-11-28-Portugal-Uruguay-World-Cup-20

Volto forçosamente a abordar o jogo de Portugal com o Uruguai, apesar de já ter publicado um post logo a seguir ao fim da partida.

Não vou repetir o que já disse, nem sequer falar da constituição inicial da equipa, mas não posso deixar de sublinhar as substituições que Fernando Santos efectuou.

A primeira, que deu à entrada de Rafael Leão por Rúben Neves é, para ser simpático, de bradar aos céus. Se o nosso meio campo já dava fortes sinais de desgaste, ainda pior ficou.

Não discordo da entrada de Leão, mas teria de ser para o lugar de João Félix. Também reconheço a necessidade de render Rúben Neves, mas qualquer mente sensata, que não o senhor seleccionador, diria que teria de ser com João Palhinha, que, ao fim e ao cabo, acabaria por entrar uns minutos mais tarde. Ele e Matheus Nunes contribuiram para que a equipa portuguesa recuperasse a posse de bola e melhor controlo do centro do terreno.

Não pretendo massacrar Fernando Santos, mas não faço a mínima ideia do que lhe passou pela cabeça com aquela sua primeira substituição, face às circunstâncias do jogo.

Screenshot (1540).png

Sobre o 'onze' inicial, Fernando Santos disse o seguinte...

"O William é muito cerebral, a bola corre rápido com um dois toques, um dois toques. Também podia ter tomado outra opção. Era preciso que a bola rodasse com alguma simplicidade e o William tem mesmo isso. Além disso, também temos outras questões que são importantes na análise às bolas paradas. Isto tudo pesa. Mas poderiam ter jogado outros jogadores e teriam respondido da mesma maneira".

Acho que o foco no William é errado, no contexto do 'onze' inicial. Houve outras opções que são muitíssimo mais subjectivas. A exemplo, João Cancelo está a atravessar um mau momento. Esteve horrível contra o Gana e ontem só melhorou um pouco, longe do jogador que nós conhecemos.

Sobre as substituições, Fernando Santos disse o seguinte...

"Disse aos jogadores ao intervalo que tínhamos de pegar no nosso jogo, trocando, jogando, aparecendo com confiança. Este é o nosso jogo e precisávamos de pegar. Houve algum cansaço, podiam ter entrado outros jogadores, mas são 26 e podem jogar todos. O importante é que ganhámos e ganhámos bem.

Estavámos a começar a ficar encostados às cordas, a equipa estava a recuar muito, o William também já estava desgastado. (...) Os jogadores que saíram não foi porque estavam mal. Nas minhas contas falta um jogo, depois a seguir é que vão mais alguns".

Peço imensa desculpa, mas continuo a não compreender. O problema será meu, decerto!

_____________________________________________

Sobre a grande penalidade, as Leis do Jogo dizem o seguinte...

"Considera-se infracção se um jogador:

Tocar a bola com a mão/braço quando isso cria uma volumetria de forma não natural. Um jogador é considerado como tendo o seu corpo em volumetria de forma não natural quando a posição da sua mão ou braço não é consequência ou justificável com a sua movimentação corporal para aquela situação específica. Por ter a sua mão ou braço em tal posição, o jogador corre o risco de a sua mão ou braço ser atingido pela bola e ser penalizado".

E ainda, em inglês...

There will be no penalty if:

"a player is falling and the ball touches their hand/arm when it is between their body and the ground (but not extended to make the body bigger)".

A interpretação do lance recai sobre o árbitro e a decisão final é sua.

publicado às 03:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


34 comentários

Sem imagem de perfil

De Manuel a 29.11.2022 às 06:18

Lembro-me dum penalty marcado ao Beto na luz muito parecido. Há um remate o jogador cai sobre a bola automaticamente por a mão no chão debaixo do corpo e a bola bate nela. Não havia var nessa época.
Acho discutível a volumetria aumentada ser deliberada.
Saudações Leoninas
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2022 às 10:54

Como é possível determinar a intenção do jogador?

A única coisa qu sabemos é que deu uma palmada na bola e assim evitou muito provavelmente um golo.
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 29.11.2022 às 19:53

Admito que é discutível, mas com o VAR este lance parece penalti. É verdade que ele está em queda, mas de virem o lance em slow motion irão reparar que a mão vai esticada na vertical e numa fração de milisegundo vê-se que ele roda a mão antes da bola lhe tocar e com isso dá com a mão com a palma inteira na bola. É certo que ele está em queda e que ao árbitro é difícil de ver. Mas com o var parece-me claramente penalti pq não acredito na inocência daquele movimento.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 29.11.2022 às 08:17

Se um jogador não pode apoiar o braço no chão quando cai, então não sei como é suposto cair em segurança. Nunca deveria ser penalty neste caso.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2022 às 10:55

O Mike acha mesmo que é assim tão simples?
Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 29.11.2022 às 11:28

Mike, de uma vez por todas: mão na bola dentro da área é SEMPRE penalty se o lance for perigoso e se essa mão aumentar a volumetria do corpo. SEMPRE!

Já há umas semanas apareceram neste espaço inúmeros adeptos a inventar regras porque o Benfica teve um penalty bem assinalado a seu favor.

E é isso que muitos de nós, adeptos, fazemos tantas vezes.... inventar regras que não existem para desancar no árbitro.
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 29.11.2022 às 19:56

Mike vê o lance em slow motion e repara que o jogador roda a mão antes de bater com ela na bola. Movimento natural?.. uhm.. não parece.
Sem imagem de perfil

De Orlando Santos a 29.11.2022 às 09:30

Eu não marcava penalty, mas entende-se, é uma decisão interpretativa.
Confesso que também fiquei de boca aberta com aquela primeira substituição, até disse ao meu filho "mas o homem é burro?". Mas, enfim, Portugal lá vai indo apesar do selecionador.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2022 às 10:57

O jogador ao cair, voluntário ou involutariamente, dá uma palmada na bola e evita potencialmente um golo.
Sem imagem de perfil

De De Perry a 29.11.2022 às 11:45

O jogo de Fernando Santos é muito parecido com o de Ruben Amorim, não na parte de construção de jogo em que Amorim o faz com uma defesa a 3, mas na pastagem que se leva durante o jogo que muitas vezes dá para adormecer, não foi o caso de Famalicão em que tivemos muitas oportunidades para marcar e infelizmente não o fizemos, faltando o sal que tão importante é na culinária do futebol.
Sem imagem de perfil

De GreenHill a 29.11.2022 às 19:57

Sim.. muita bola trocada na defesa e.. do nada um passe longo. Faz efectivamente lembrar o jogo do Sporting.
Sem imagem de perfil

De Mauro Guedes a 29.11.2022 às 12:02

Se não fosse o Diogo Costa e a sorte (bola ao poste e o falhanço do Suarez)... !
O FSantos é um treinador vulgarissimo com muita sorte, a tática é sempre a mesma, jogar para não perder, depois vê-se. Claro que com jogadores deste nivel, ganha.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.11.2022 às 13:08

No jogo entre Portugal e Uruguai, através da ‘Connected Ball Technology’, conseguimos definitivamente demonstrar que não houve qualquer contacto de Cristiano Ronaldo com a bola no momento do primeiro golo, garante-se na nota, divulgada pelo The Athletic, explicando-se ainda:
Não se mediu qualquer força externa na bola, de acordo com as nossas medições. O sensor que está dentro da bola permite-nos ser altamente precisos na nossa análise.


Cristiano Ronaldo é tão grande que até a Addidas, segundo o The Athletic( duo dinámico) sai a terreiro defendendo .. ok, ok, amiguitos !!... Sabemos e entendemos!
Falta agora que a Nike nos explique que a parabola descrita por a bola, não seria golo sem interferência externa, de acordo aos nossaos cálculos.


P.S. Babosos todos
Sem imagem de perfil

De RCL a 29.11.2022 às 13:55

Todos vimos o gesto de Cristiano Ronaldo, virou a cabeça justamente para o lado em que a bola entrou e baralhou o GR.
Se no Mundial de 1986, Maradona marcou 1 golo com a mão que todos viram , excepto a equipa de arbitragem, caramba Ronaldo merecia muito mais este golo.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.11.2022 às 14:12

Merecer, mereceu eu ser multimilionário
E siuuu!.. todos convidados, a uma viagem do outro mundo.. com tudo pago.
Ao centro da terra.. inesquecível🤣🤣🤣🤣

P.S.Incluido a Bolita, o The Athletico e a Adilette(chinelos)


Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.11.2022 às 15:10

Nessa bonita viagem incluiria também de muito bom gosto o Spott Bild, alemãezinhos da porra.
O titular deles de hoje é:
A connected ball technology passa por cima(agarram) ao ladrão C.Ronaldo.
Que bonito!.. É só respeito!.


P.S. Diabolizar um craque mundial português pessoalmente, é desporto!?.🤔
Que bonito ensinamos a sociedade em geral, as nossas crianças, o futuro.


Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 29.11.2022 às 15:13

Olá,
Der Spiegel, The Athletic, Sport Bild, A Bola..
NÃO acredito nessa suposta tecnologia!.
Sem imagem de perfil

De Rumo Certo - Ventos Favoráveis a 29.11.2022 às 14:15

Não pretendendo entrar na esfera de competências técnicas, porque não disponho de habilitações para tal, mas como mero e atento espectador, revejo-me completamente no teor do post:
1) A primeira substituição peca por tardia e, deveria ter sido a de João Félix, que nada fez de notório, tanto a atacar como a defender, mas por um elemento com maior capacidade e disponibilidade, como por exemplo a entrada de João Palhinha, Matheus Nunes ou Gonçalo Ramos, pois o meio campo denotava evidente cansaço.
2) Por outro lado, a linha do meio campo, deixou de dominar essa zona vital e, os uruguaios chegavam sempre primeiro à bola, tanto explorando a velocidade como em antecipação dos lances, jogando de pé em pé ou pelo ar.
3) Conforme se verificou, a entrada de Leão na prática não produziu qualquer efeito positivo, em todas as vertentes do jogo, inépcia no ataque e ineficácia a tapar as descidas pelo corredor direito do ataque adversário, piorando o que já estava deficitário.
4) As entradas dos 3 jogadores acima mencionados, veio repor o domínio, a iniciativa e a estabilização do jogo ofensivo da seleção portuguesa, que só não ampliou a vantagem por mérito do guarda redes uruguaio, por azar ou sortilégio.
O que me deixa estupefato e até algo incomodado (porque recorrente), é verificar que pouco ou nada percebendo pessoalmente, do treino, da estratégia e da táctica, consiga observar e fazer uma leitura aparentemente óbvia do jogo e, esta não ser percepcionada de forma fluída e célere, pela equipa técnica.
Sem imagem de perfil

De AHR a 29.11.2022 às 16:16

Também acho que o penalti é injustificado. Como é possivel depreender que o movimento de apoio da mão no chão foi para impedir a progressão na bola e não para evitar a queda? Só uma mente distorcida pode tirar essa conclusão.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2022 às 16:28

Quer dizer... para si, sempre com uma postura altamente negativa (devia tratar disso), quem tiver uma interpretação diferente do lance só pode ser uma "mente distorcida"!?!

Com a sua chico-espertice, como é que pode garantir que o defesa não o fez deliberadamente?
Sem imagem de perfil

De AHR a 29.11.2022 às 16:46

Vá chamar chico-esperto a outro, ok? Referi-me a si, por acaso? Referi-me ao árbitro. Naquela posição, se o jogador não apoiasse a mão no chão, caia desamparado.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2022 às 17:02

Não se referiu ao árbitro, generalizou e levou resposta.
Perfil Facebook

De Joaquim Ferra a 29.11.2022 às 17:13

Pois! o Diogo Costa, quando defendeu a 1ª oportunidade do Uruguaia, não usou os braços para se apoiar no chão, e não me consta que caiu desamparado.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2022 às 17:19

Traduza lá isso de forma a que se possa compreender a sua intenção.
Perfil Facebook

De Joaquim Ferra a 29.11.2022 às 17:32

O Diogo Costa no 1º lance de perigo defendeu dando o corpo á bola, cai e vira-se para trás para agarrar a bola, nunca caiu desamparado. A explicação que se não usar o braço cai desamparado, depende muito como se faz ao lance, no caso do penalti a favor de Portugal o jogador pôs-se a jeito.
Não sei se me fiz entender.
Sem imagem de perfil

De Pacheco a 29.11.2022 às 22:40

Concordo, caro Joaquim.
Sem imagem de perfil

De AHR a 29.11.2022 às 17:15

Pode responder à vontade mas sem má educação.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.11.2022 às 17:23

Não fui mal educado, fui agressivo, muito diferente, e continuarei a ser quando eu entender que é justo.

Neste caso do penálti, eu já disse que concordo com a decisão e já dei diversas explicações a justificar a minha opinião. Não adjectivei ninguém, como o caro fez.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Cristiano Ronaldo