Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




242116740_10157943712966555_1919676535592632934_n.

Não houve falta de apoio, os adeptos aplaudiram os jogadores

leoninos apesar da goleada sofrida.

Erik Ten Hag, treinador do Ajax...

"Gostei de ver o público do Sporting, que tentou motivar a equipa até ao final. Foi fantástico."

E ainda transcrevo este breve texto/comentário de Nação Valente que reflecte os meus sentimentos na íntegra:

"Todos queremos que a nossa equipa ganhe todos os jogos. Neste, jogámos numa competição de topo. Quisemos bater-nos de igual para igual, mas enfrentamos uma equipa superior. Perdemos, e uma derrota é uma derrota, por cinco ou por dois. Apesar disso, tudo correu bem ao adversário, e tudo correu mal à nossa equipa. Faltou-nos a estrelinha. Podíamos ter marcado mais e não marcamos. Além disso, não estivemos na máxima força, embora isso não sirva de desculpa. A defesa pode ser acusada de cometer erros, mas em qualquer jogo, a responsabilidade é da equipa toda.
Perdemos um jogo. É preciso pôr os pés na terra e aceitar que não somos invencíveis. Cada jogo é um jogo, com a respectiva história. Não alinho nesses slogans para vender audiências, como "foi a segunda pior derrota". Foi apenas uma derrota. Ponto. Também discordo do que aqui vi escrito, que perder um jogo desprestigia o Clube. Em competição uns ganham, outros perdem. Se há algo que desprestigia, é não mostrar empenho. E isso não faltou. E enquanto assim for, serão mais as vitórias, que as derrotas".

publicado às 03:01

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


23 comentários

Sem imagem de perfil

De MAV a 16.09.2021 às 09:49

Ontem estive em Alvalade e fui dos que aplaudiu no fim. Isso não quer dizer que o resultado não me deixe com vergonha do que aconteceu.
Penso que este resultado é pior do que o do Bayer. O Ajax neste momento não é um grande da Europa. Falei com alguns holandeses que até me disseram que não tinham grandes expectativas.
Perder 1/0 ou 5/1 não é a mesma coisa.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 16.09.2021 às 11:58

MAV,

Volto a repetir: não quero nem gosto que o Sporting perca; fico triste e aborrecido, mas sei que perder e ganhar, faz parte de qualquer competição desportiva. Por isso não sinto vergonha. Como se diz na gíria "vergonha é roubar". Sinto vergonha por coisas bem mais graves, que agora não vêm a propósito. Mas percebo que as emoções variam de acordo, com as características de cada pessoa.

O Ajax mostrou, para lá do desacerto do Sporting, que é uma equipa com boa capacidade atacante. Se é ou não um grande, veremos.

Claro que perder por 1 ou por 5 não é a mesma coisa. Tudo é relativo. Se perder por 1 deixa de ser uma derrota? Passa a ser uma vitória moral?



Sem imagem de perfil

De MAV a 16.09.2021 às 13:34

Ontem não lhe respondi RG mas vi o que escreveu... as suas considerações pelo termo que utilizei são a prova do seu olhar negativo sobre os menus comentários.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.09.2021 às 16:12

Ando aqui há 10 anos a lidar com comentários, sempre em crescendo.

Na essência, não hesito em dizer o que penso e sinto sem me preocupar em ser politicamente correcto.
Sem imagem de perfil

De MAV a 16.09.2021 às 12:46

NV

Não consigo concordar consigo não há vitórias morais mas há derrotas que abalam a moral. Como esta 5/1 é pesado.
Ontem o Brugge sim o Brugge!!! Empatou com o PSG. Portanto quem é o Ajax. Para dar 5!!! Para mim roubar é crime. Quando utilizo o termo vergonha é pelo facto do resultado ser tão expressivo e a incapacidade foi tão gritante ao ponto superar a frustração do que vi. Mas que nao me tirou a lucidez para aplausos no fim.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 16.09.2021 às 13:00

Mav,

Concordo que as derrotas abalam a moral. Todas. Se forem por maior margem, poderão afectar mais.

A fustração faz parte da vida, e o adepto não deixa de ser pessoa. Compreendo.

Também concordo que a diferença entre o Sporting e o Ajax, não é a expressa no resultado. Penso que dois golos antes de aquecer os motores, influenciaram tudo o resto. E até aceito que aconteceu porque a equipa entrou um pouco displicente.

Mas futebol são momentos. Centímetros, postes, sorte, podem determinar o decorrer de um jogo.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 16.09.2021 às 11:04

Portanto..... mais um mito que cai..... perdemos por 5-1 e os sportinguistas aplaudiram, mesmo as claques sem subsídios, apoiaram e não mandaram petardos..... de facto é preciso algumas vezes ouvir pessoas de fora neste caso o treinador do Ajax para reconhecer o valor dos sportinguistas.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 16.09.2021 às 12:01

Seria o cúmulo do absurdo vaiar a equipa que acabou de ser campeã, com todo o mérito, ao primeiro desaire, apesar da maior valia dos concorrentes directos.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 16.09.2021 às 13:50

Portanto, não foi defendido aqui no Camarote que o Sporting era mais forte sem adeptos no estádio?
Não foi defendido aqui no Camarote que as claques só iam aos jogos devido aos subsídios?
Sem imagem de perfil

De João F. a 16.09.2021 às 12:49

Desconfio que este sujeito, deve ter sido muito prejudicado com o afastamento das claques por parte da direcção! Não falha uma oportunidade para as valorizar, o que deixa a impressão que perdeu muito.Quanto aos prejuízos que têm dado, nisso chuta para fora.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 16.09.2021 às 13:57

É precisamente por querer defender o Sporting que eu bato no assunto das claques..... o que beneficiou o Sporting nesta guerra às claques? as multas continuam, as claques continuam a ir aos jogos, e com toda a certeza caso as claques queiram criticar o Varandas, irão fazê-lo, com ou sem apoios.

Portanto tenho de concluir que esta politica contra as claques é nociva ao clube, cria divisões internas, e não tem qualquer tipo de benefícios.... aliás leia-se a posição da PSP sobre este tema, e é muito claro quando diz que é um erro acabar com a casinha da JuveLeo, porque quem faz estratégia de segurança diz que é muito mais fácil quando há um local em concreto de encontro, na situação actual é uma anarquia com as claques espalhadas pelo estádio.
O responsável por esta anarquia chama-se Varandas, que nunca quis resolver o problema das claques apenas pretende potenciar esse problema porque sabe que isso o potencia a ele em detrimento do interesse coletivo do clube.,
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 16.09.2021 às 15:38

Schmeichel,

Parte de um pressuposto errado. Não há guerra contra as claques. Estas continuam a existir. Houve, de facto, um diferendo com duas claques, Juve Leo e Directivo 21, que eram a guarda pretoriana da anterior Direcção.

Depois de eleita nova Direcção foram estas claques que iniciarem uma guerra contra a mesma, como oposição organizada, visando derrubá-la. A Direcção reagiu e teve de deixar claro, que não são estas que dirigem o Sporting, como vinha acontecendo. O seu papel está definido. Compete-lhe apoiar a equipa, e não apoiar ou desapoiar presidentes.

O problema é que estas duas claques deixaram de respeitar o espírito, com que foram criadas. Se quiserem respeitar esse espírito, creio que a Direcção contará com elas, como com as outras.
Sem imagem de perfil

De João F. a 16.09.2021 às 16:22

Esse gajo já não tem emenda! Já lhe foi explicado isso mesmo aqui dezenas de vezes, mas como está fanatizado, pensa só nos prejuízos que teve e nunca enquanto as ditas claques prejudicaram o Sporting, tanto no plano desportivo como financeiro! Tornou-se incorrigível, cego e surdo! Está pronto a repetir sempre a mesma lengalenga até à exaustão. Para ele e outros, quem começou a guerra foi o Varandas, quando como se sabe quem insultava dentro e fora dos estádios eram essas claques fedorentas (tendo pelo menos uma delas cadastrados no seu comando) e que prepararam o ataque à Academia. Basta lembrar as ameaças feitas aos jogadores depois do jogo com o Marítimo, feito por alguns deles no aeroporto do Funchal no regresso a Lisboa.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 16.09.2021 às 17:22

Nação valente,

A única claque que manteve o apoio do clube foi a Torcida Verde, e esta por exemplo não foi ao jogo da Supertaça, em protesto com as regras de confinamento. É isto apoiar o clube acima de tudo?
Ser de uma claque não é apenas esse papel simplista de apoiar o clube, esse papel simplista é para as meninas dos pompons......

O Nação Valente diz recorrentemente que a JuveLeo era a guarda pretoriana do BdC, e que não pode desapoiar o actual presidente...... basicamente o que o Nação Valente está a dizer é que não existe liberdade de pensamento nas claques, isto é, uma pessoa da JuveLeo não pode no âmbito da sua liberdade individual gritar cânticos contra o Varandas, porque se o fizer retira-se os apoios. Isto é uma visão ditatorial do Sporting, e se alguém acusava o BdC de achar ser dono do clube, pergunto o que é isto?

Faço-lhe ainda outra observação do ponto de vista de defesa dos interesses do clube...... de que serve termos um espaço especifico no estádio para o cartão de adepto, se depois não há adeptos leoninos com cartão de adepto? uma bancada vazia defende o clube? e quando jogarmos fora, por exemplo na Luz, seremos mais fortes como equipa sem adeptos sportinguistas no estádio?
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 16.09.2021 às 18:15

Schmeichel,

Se para si o papel das claques, é apoiar ou desapoiar presidentes, interferindo na "governação" do clube estamos conversados. As claques não são um órgão eleito pelos sócios. São grupos organizados de adeptos, para apoiar as equipas.

Se exerceram a função ilegal de fazer cair presidentes ou influenciar decisões directivas, através de pressão, fazem me lembrar, (passe o exagero)os grupos de assalto nazi, que aterrorizavam os opositores.

Parece-me que confunde liberdade de opinião individual, com insultos organizados. A liberdade de opinião passa pelo respeito pelos outros, o que estes não fizeram. Os assuntos do Clube previstos estatutariamente, discutem-se nas AGs, entre todos os sócios de forma civilizada. Ora as últimas AGs mostraram que essa gente, não conhece a palavra, nem o seu significado.
Sem imagem de perfil

De João F. a 16.09.2021 às 18:30

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 16.09.2021 às 18:57

Nação Valente,

Duas notas...

1- nas AG só entram sócios, eu não concordo com qualquer tipo de ofensas, mas você não pode colocar a questão na JuveLeo quando são sócios do Sporting. Se de facto existem sócios que não se sabem comportar que se aja perante estes sócios e não perante a JuveLeo.

2- o direito de pressionar como um colectivo é um direito constitucional, por isso existem os sindicatos..... se um sindicalista agredir alguém acaba-se com o sindicato ou pune-se o cidadão? Só existe uma forma de combater a violência no desporto e esse caminho é punir os indivíduos que sejam prevaricadores.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 16.09.2021 às 23:07

Caro amigo Nação Valente,
Concordo em grande parte com o seu pensamento, mas permita-me discordar do ponto em que "foi apenas uma derrota".
É um facto que um derrota é uma derrota e que se traduz por zero pontos, independentemente de ser por 5 ou 2 golos. Também é verdade que, para além da derrota, é importante avaliarmos s forma como perdemos.
Mas a quantificação da derrota também tem de ser valorizada. Não por questões históricas ou morais, mas pela forma como nos afastou do objectivo do jogo e traduziu a nossa incapacidade.
Muito provavelmente estou influenciado por questões profissionais, mas o insucesso é algo que deve ser quantificado em relação à distância que o separou do objectivo. O futebol não é uma ciência exacta, muito longe disso, mas um afastamento tão numericamente marcado do objectivo deve ter uma valorização diferente, por mais mais ocasional que ele seja. Como se espera que este tenha sido.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 17.09.2021 às 11:25

Amigo Leão do Norte,

Concordo com o seu ponto de vista, no que respeito à quantificação da derrota, enquanto processo que nos afastou do objectivo, que seria pontuar, quer para a continuidade nas provas europeias, quer do ponto de vista financeiro, e até como tónico motivador.

Diferente, parece-me ser, a abordagem comum assente na reação emocional, da qual se destacam palavras como "vergonha", "humilhação" ou goleada criada pelo futebolês. Curiosamente, ou não, são usadas até à exaustão pela comunicação social, por razões que vão para além do seu significado. E isso irrita-me tanto, não sendo politicamente correcto, como perder.

Esperemos que tenha, de facto sido ocasional. Foi um jogo que correu mal, penso como treinador de bancada, que foi mal preparado, em função do adversário, mal executado pelos atletas no seu conjunto, e como cereja em cima do bolo, sem a pontinha de sorte, que é sempre necessária. E dois golos de rajada, seja porque razão for, não deixam de fazer mossa nos ânimos, mais consistentes.

E sem sentido de desculpa esfarrapada, a verdade é que todas as equipas, mesmo as maiores, já passaram por isto, e conhecem o sabor amargo, de uma derrota, sem apelo. Concordará que também é com os erros que aprendemos, e por isso espero que estes sejam uma boa lição.

Sporting sempre

Imagem de perfil

De Leão do Norte a 17.09.2021 às 16:30

"Concordará que também é com os erros que aprendemos, e por isso espero que estes sejam uma boa lição."

Concordo plenamente!
É precisamente por essa concordância que, na minha opinião, todas as derrotas são diferentes e fonte de ensinamento, motivo pelo qual a sua quantificação também é importante.
Nunca me conformarei que o Sporting, em determinados contextos competitivos, se "habitue" às derrotas ou as desvalorize.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Cristiano Ronaldo