Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Apoio, Entusiasmo e Civismo

Rui Gomes, em 07.05.21

mw-1024.jpg

A impressionante e emocionante vaga de apoio à equipa de futebol do Sporting que, nesta fase decisiva, alastra, contagiante, por todo o país é mais um testemunho indiscutível da histórica, perpétua e vibrante portugalidade do nosso Clube – que não é de qualquer bairro ou cidade, mas de todo o Portugal.

A euforia e o entusiasmo grassam imparavelmente e com absoluta justificação. Mas o apoio será indubitavelmente mais importante, mais expressivo e de mais valioso efeito se expressado com respeito pelas regras sociais do civismo.

Ora, é profundamente lamentável, neste aspecto, que as manifestações populares de apoio sportinguista sejam visivelmente dominadas pelo comportamento repudiável, irritante e assustador de alguns grupos de jovens que teimam em manchar a festa com inadmissíveis pirotecnias, bombas e cortinas de fumos, tão incómodas e prejudiciais para a saúde dos outros participantes, particularmente as crianças e pessoas com problemas respiratórios.

Uma prática absolutamente condenável, que envolve todo o cenário numa densa fumarada e num ruído insuportável, prejudicando o visionamento das reportagens televisivas e a audição de ocasionais discursos e entrevistas. Precisamente a mesma que tem provocado o afastamento de algum público, sobretudo de idosos e famílias com crianças, do Estádio José Alvalade, com graves prejuízos financeiros para o Clube.

É claro que compete às nossas autoridades policiais impedir rigorosa e exemplarmente tais desmandos. No entanto, admito que seria do maior interesse o nosso próprio Sporting CP, através da sua presidência executiva – exaltando o prestígio da Instituição – incentivar directa e publicamente esses referidos grupos de jovens adeptos no sentido de actuarem civilizadamente.

Bandeiras, tarjas, cânticos, gritos de apoio – sim! Bombas, fumarada, desrespeito pelos outros – nunca!

Texto da autoria de Leão da Guia

publicado às 16:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


9 comentários

Imagem de perfil

De Fernando Albuquerque a 07.05.2021 às 20:09

Rui Gomes

Estou de acordo , que essas cortinas de fumo deveriam ser proibidas, seja nos estádios ou fora deles. Não tenho a certeza, mas julgo que não podem ser activadas dentro dos estádios, pois as apalpadelas , que nos fazem na entrada, serão no sentido de proibir a entrada nos mesmos. O SCP tem sido multado por causa do arremesso de tochas para dentro do campo. Esta prática tem de acabar, ou então quando fizerem um acordo futuro com as claques , essa situação deverá constar no mesmo, sendo os prevaricadores a pagar as multas, pois o clube não é o culpado de enviarem as referidas pirotecnias para dentro do campo. Quando frequentava os estádios uma das minhas indignações eram por causa dos fumos, pois por vezes tínhamos de esperar, que essas nuvens abalassem. Estou convicto, que esses fumos não fazem bem a ninguém, e as pessoas com problemas pulmonares ao inalarem os mesmos estão a ser prejudicados. Acabem com essas porcarias, pois existem muitas formas de apoiar as equipas. Fernando Albuquerque (SCP)




Sem imagem de perfil

De António Vieira a 07.05.2021 às 20:47

Sem imagem de perfil

De De Perry a 07.05.2021 às 22:07

Nunca pertenci, nem pertenço a nenhuma claque, mas já comprei 6 tochas verdes. No campeonato que ganhamos em 69/70, meti 6 foguetes em Alvalade. Festa sem foguetes,, agora tenho que usar rochas, não é festa.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.05.2021 às 22:14

Nem todos pensam da mesma maneira.
Sem imagem de perfil

De João Tavares a 07.05.2021 às 23:01

Há limites para tudo, e muitas vezes as claques ultrapassam esses limites.
Agora retirar o fumo verde, e mesmo alguns petardos, dos festejos por csusa de um alegado incómodo que provoque a idosos e crianças....por amor de deus.
Levei o meu puto a Alvalade ver a receção do autocarro no jogo com o Nacional... e não imaginam a injeção de sportinguismo que aquilo foi...seria impossível sem os fumos e os petardos.
Também há limites para o correto.... e ainda bem que os há.
SL
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 08.05.2021 às 09:10

Permito-me discordar detse texto. Nada do que venha destes "apoios" das claques é positivo.Não bastando, já, todo o histórico do consulado brunista, com os distúrbios e a violência que vem pontuando o comportamento delas (vide o que aconteceu no jogo com o Nacional) só não vê a natureza delinquente destes marginais acobertados na condição de "adeptos organizados" quem anda demasiado distraído!... Por muito que me custe nunca mais ter podido assistir a um jogo de futebol em Alvalade, também alinho com as vozes de sportinguistas que dizem que este sucesso da equipa comandada po Rúben Amorim teve, a seu favor, a descompressão de não levarem em cima o que passou a ser prática comum sempre que o Sporting jogassem em casa: assobiadelas à mais pequena falha dos jogadores e o coros de insultos contra os atuais dirigentes do clube. Fora a pafernália pirotécnica para o campo e as conseqentes multas ao clube.Só espero que, quando voltar a poder haver público mos recintos desportivos, vigore o que tornou os estádios ingleses, por exemplo,espaços civilizados partilhados por famílias e crianças: a interdição de entrada dos "hooligans" do futebol.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.05.2021 às 11:37

Não voltará a ser publicado se não se identificar.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 08.05.2021 às 10:07

Leão da Guia tem razão na sua proposta, mas receio que não se verifique o que sugere. Na verdade, há uma estética e um negócio muito associado a fumos nas manifestações desportivas.

A estética é propagandeada e divulgada em vídeos e fotografias e largamente consumida e admirada por muitos (muitos mesmo) adeptos do futebol independentemente do seu clube. No negócio há quem lucre e quem consuma. Quem lucra encarrega-se de divulgar o seu produto para que o negócio seja um sucesso.

Os sportinguistas são especiais, como referiu ontem o Leão do Norte aqui no Camarote Leonino. Neste aspecto dos fumos associados às manifestações desportivas são iguais à generalidade dos adeptos.
Sem imagem de perfil

De De Perry a 08.05.2021 às 13:56

Caro Leão Zargo, até nós casamentos são usados, concordo com os fumos, não com os petardos

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo