Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




2020-05-18 (1).png

***Este texto é da autoria de Nação Valente.

Já tive ocasião de escrever num outro texto que estes tempos extraordinários que vivemos, com condicionamentos e reflexos imediatos, nomeadamente na economia mundial, não vão mudar nada nos comportamentos e atitudes.

Se agíssemos de acordo com bons princípios e reflectíssemos à luz do que se está a passar, perceberíamos que a nossa condição humana é extremamente frágil, e deveríamos chegar à conclusão que, para bem de todos, devemos ser mais solidários, mais humildes, mais racionais.

Mas nós somos o que somos... egoístas, arrogantes,com baixos níveis de formação cívica, porque é essa a genética da natureza humana. Muitos pensadores através dos séculos têm defendido que a natureza humana pode ser melhorada através da educação, mas até agora a evolução é muito reduzida.

Tudo isto e mais se reflecte na incapacidade de nos colocarmos no lugar do outro para o compreender e respeitar. Estes jovens que praticam agressividade gratuita, mostram até que, em certas camadas populacionais, estamos perante uma séria involução. As claques dos clubes são um refúgio de jovens sem valores, que se associam, não tanto em função do apoio ao desporto, mas muito mais para formarem grupos radicais, que funcionam com gangues violentos.

Desta vez foi (supostamente) um grupo associado ao SLB que atacou adeptos do SCP, possivelmente a comemorar publicamente, sem autorização, em tempos de confinamento. Foram os agredidos. Mas, noutra altura, poderão ser agressores. Quando é que os adeptos ordeiros percebem, de uma vez por todas, que esta gente não faz falta ao futebol?

Por outro lado, o Rui Gomes diz que o mal não está só nos dirigentes, mas também está nas autoridades. Veja-se o que se passa a propósito da utilização dos estádios no recomeço do campeonato. Não aprenderam nada e nem sequer vão aprender. O nosso futebol, com raras excepções, está inundado por mau dirigismo. E é também graças a isso que estas situações violentas continuam.

publicado às 04:17

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


7 comentários

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 19.05.2020 às 08:34

Não há punição severa para estas pessoas, por isso continuam a fazer o que fazem.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 19.05.2020 às 12:55

Mike,

Até certo ponto é verdade que não há punição. Os clubes protegem-nos. Mas também é verdade que as punições só por si não resolvem a questão que é mais profunda. Veja-se a título de exemplo, o caso de Alcochete. Pelo menos um ano de prisão preventiva, e pelos vistos não desmobilizou a violência, ligada ao futebol.
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 19.05.2020 às 13:19

NV,

O caso Alcochete ainda não teve sentença por causa do COVID, mas irá ter. Ao menos aí veremos justiça (espero eu) e algumas prisões efetivas.
Sem imagem de perfil

De João Paulo Gonçalves a 19.05.2020 às 11:24

Subscrevo o texto.
Realço o (supostamente).
Se houver alguma prova de que foram elementos das claques do Benfica e do Sporting, cá estarei para condenar os do meu lado.
Não há santos nestas histórias...
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 19.05.2020 às 13:02

JPG,

Temos de esperar mais desenvolvimentos sobre o caso. Mas se for uma luta de claques, geradas por ódios clubísticos, mostra que esta gente não é educável. E muitas vezes reflectem o tipo de dirigismo que existe
Sem imagem de perfil

De ChakraIndigo a 19.05.2020 às 20:07

Fonte oficial da polícia :
"as próprias vítimas dizem que não conseguem identificar os agressores".
"Aquilo que se fala é só de suspeitas. Não temos neste momento qualquer tipo de evidência - as imagens não mostram nada, as vítimas não conseguem identificar os agressores."
É abusivo partirmos do princípio que se tratam de adeptos do Benfica"

Fonte oficial da PSP ao jornal Record
Sem imagem de perfil

De Tork a 20.05.2020 às 11:17

Continua a barbárie, alimentada por energúmenos cujos valores fundamentais parecem ser aqueles que uma sociedade dita civilizada, renega e apelida de imorais e ilícitos.
É a nova cultura de rua, copiada de maus exemplos, uma mistura explosiva de hooligans e gangsters, onde a honra já perdeu o lugar, agora só existe espaço para actos deploráveis.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo