Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As eleições presidenciais

Leão Zargo, em 23.12.16

 

20139228_4qqUj.jpg

 Alberto Giacometti, “Praça”, 1948

 

 

O Sporting está em campanha eleitoral para os seus órgãos sociais. Para muitos sportinguistas Bruno de Carvalho iniciou a campanha logo no dia seguinte à sua eleição em Março de 2013. Para outros, começou quando o presidente do Sporting anunciou que se recandidatava ao cargo numa entrevista ao jornal Record em 27 de Março de 2015. Em qualquer dos dois casos, a recandidatura já se verifica há muito tempo e nunca chegou a ser um grande segredo.

 

Bruno de Carvalho chega a parecer o maior inimigo de si próprio. Quando venceu as eleições teve condições excepcionais para unir os sportinguistas. Fez o contrário. Catalogou os adeptos, processou judicialmente sócios, ameaçou antigos dirigentes com auditorias. Dividiu em vez de unir, caminhou sempre no fio da navalha. Em várias ocasiões o presidente do Clube fez lembrar Calisto Elói de “A Queda dum Anjo”, de Camilo Castelo Branco. A farsa e a comédia de braço dado.

 

Por estes dias, os jornais anunciaram os nomes de candidatos à presidência do Sporting. Há muita expectativa em Alvalade. Por um lado, parece ser cedo. O final do mês de Janeiro seria o momento adequado para isso. Mas, Bruno de Carvalho desgastou-se e esgotou-se no seu próprio labirinto de incoerências incapaz de perceber as prioridades estratégicas do Clube. E muitos sportinguistas defendem uma candidatura de apaziguamento que os una da cisão provocada pelo actual presidente.

 

Se alguém aparecer antes de Janeiro consegue grande visibilidade e o apoio de muitos adeptos que desejam a mudança. Mas, ficará sujeito a um elevadíssimo desgaste físico e emocional, terá a vida escrutinada e será ameaçado nas redes sociais. Não é para qualquer um. No final de Janeiro ainda há tempo para construir uma alternativa. Mas, esta será a altura para um peso pesado, isto é, alguém que os sportinguistas já imaginam como presidente.

 

Uma coisa é certa: quem tiver a coragem de avançar agora poderá ser o denominador comum que tantos e tantos desejam!

 

A “coragem de construir” decorre de uma coerência atitudinal, de uma acção dinâmica, de uma persistência interactiva e de uma utopia inspiradora. Os sportinguistas estão atentos e exigem aos candidatos propostas realistas e audazes, ambiciosas e transparentes. Estão cansados de uma lógica primária dos “bons" e dos "maus" de um e do outro lado, com pouco ou nada pelo meio e de cartilhas de ocasião sobre verdades absolutas. Quem for coerente com a história, a identidade e a matriz leonina e explicar ao que vem de modo cristalino, directo, convicto e fiável terá o voto da maioria dos sócios.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:38

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


25 comentários

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.12.2016 às 14:41

Excelente texto caro Leão Zargo, e certeiro.

Apesar de algum "barulho" na praça, concordo que ainda é cedo para este acto eleitoral se definir. Seria bom, para o Sporting, se surgissem dois ou três candidatos credíveis, mas duvido que seja esse o caso.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.12.2016 às 15:05

Tem razão, estimado Rui Gomes. Ainda é cedo... mas candeia que vai à frente!

Estamos de acordo no seguinte: seria muito bom que surgissem dois ou três candidatos credíveis que permitissem um debate esclarecedor sobre a realidade do Sporting. É que estamos todos fartos de bombas de fumo...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.12.2016 às 15:10

Já se verifica o Bruno a recrutar aliados, nomeadamente "papagaios" bem conhecidos. Falam muito e nada fazem...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.12.2016 às 15:31

Pelos vistos, ser "papagaio" compensa na perspectiva de alguns!
Sem imagem de perfil

De jpinto a 23.12.2016 às 15:14

Eu nao concordo que BC tivesse condições excepcionais para unir os Sportinguistas - nem excepcionais nem sequer razoaveis.

Numa casa onde não há pão todos ralham e ninguem tem razão. O Sporting corria o serio risco de se afundar ainda mais - aliás segundo ex.dirigentes e ex-candidatos - BC não aguentaria o cargo mais de 2 semanas e não haveria sequer dinheiro para pagar ordenados e em breve perderia todos os melhores jogadores por rescisões unilaterais dos contratos - nao me parece que houvesse grande união perante esse cenário

De resto concordo e espero que apareçam candidatos mas não é o timming que vai definir se é ou não o "denominador comum que tantos e tantos desejam" - é a sua capacidade e as suas qualidades e cá estaremos para tentar avaliar
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.12.2016 às 15:37

jpinto

Em 2013 havia um cansaço quase generalizado relativamente a um determinado modelo de governo do Sporting. Por se ter distanciado da matriz leonina, pelo fracasso na gestão financeira ou pelo insucesso desportivo. Nesse aspecto, Bruno de Carvalho usufruiu de um benefício da dúvida que não se voltará verificar com mais ninguém.

Curiosamente, Bruno de Carvalho está a seguir o mesmo caminho que conduziu ao descalabro de Godinho Lopes…
Sem imagem de perfil

De jpinto a 23.12.2016 às 15:46

respeito a sua opinião mas não concordo nem com uma nem com outra afirmação
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.12.2016 às 15:49

Compreendo-o, jpinto...
Sem imagem de perfil

De João a 23.12.2016 às 15:52

Nenhum apoiante de BdC como você é concordará com algo que seja menos apoteótico do homem.
Sem imagem de perfil

De jpinto a 23.12.2016 às 16:29

João

Se tiver algum argumento que rebata a minha opinião, força

Não sou dono da verdade.
Sem imagem de perfil

De HY a 23.12.2016 às 16:11

Uma pergunta,caro LZ: aqui no Camarote, por ex., alguma vez BdC gozou do benefício da dúvida?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.12.2016 às 16:27

Eu dei-lhe o benefício da dúvida em 2011. Rapidamente verifiquei que tinha tomado uma decisão errada.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.12.2016 às 16:41

Caro HY

Penso que os sportinguistas estavam tão desesperados que muitos (mas, muitos mesmo) deram o benefício da dúvida a BdC em 2013. Mais ainda encararam-no com uma expectativa optimista em 2011. O Rui Gomes refere-se a isso.

Entretanto, o próprio BdC encarregou-se de desbaratar esse confiança. É um pouco a história do escorpião.
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 23.12.2016 às 18:39

Cansaço?

O clube estava na miséria!!!!!
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.12.2016 às 19:32

Sim, há cansaço em muitos sportinguistas. Mas, no texto não utilizei a palavra "cansaço". Talvez o Lion 73 se refira a "desgastou-se e esgotou-se...". É diferente.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 23.12.2016 às 16:13

Eu acho exactamente o contrário, com base na mesma situação.

Esse cenário "apocaliptico" seria exactamente a oportunidade perfeita para unir os sportinguistas. Mas dava mais jeito falar em croquetes, sportinguenses, ameaçar com auditorias, etc, etc, no fundo, assumir o papel de messias.

Não é uma questão de contexto. BdC não é um homem que promova uniões. A sua imagem de marca e forma de "mobilização das massas" tem sido exactamente a procura constante de conflitos. Há quem goste aparentemente.

Relativamente ao timing, preferia a opção de um peso pesado mais proximo das eleições. Nem que seja para, até lá, me divertir a ver BdC a perseguir a própria cauda.

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.12.2016 às 16:44

Jorge

Pelos vistos, o BdC considerou essencial ter uma imagem de marca... mesmo que negativa!

Percebo o seu último parágrafo. O BdC desespera quando não tem alvo para disparar!
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 23.12.2016 às 19:22

Ainda hoje falava com um sportinguista com 77 anos, sócio há muitos anos, com 3 lugares na bancada central.
E dizia-me ele que se o primo de Ricardo Salgado fosse candidato, votaria nele, caso contrário vota BdC.
Razão: Quer uma pessoa tão ou mais "mafioso que os presidentes dos rivais".
Este é um pensamento mais ou menos generalizado, as pessoas não querem mais o presidente simpático e anjinho, a "política dos senhores doutores" como disse o caro Rui Gomes.
O clube mudou, os sportinguistas mudaram, mentalizem-se disso duma vez por todas.
E estão muito enganados se pensam que o apoio a BdC se resume a uma faixa etária mais jovem.

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.12.2016 às 19:34

José Sousa,
é muito interessante essa teoria a propósito de "mafiosos".
Mas, olhe que a teoria tem um ponto fraco: é que tem de se cavar sempre mais fundo à procura de um mafioso ainda mais mafioso!
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 23.12.2016 às 19:55

Boa noite caro Leão Zargo.
Há muito que defendo que existem 2 caminhos, e o presidente do SCP tem que escolher e rapidamente.
Ou seguimos o caminho mais escuro do futebol e lutamos de igual com os rivais.
Ou continuamos neste caminho que do clube diferente, que ganha 3 ligas em 40 anos. E neste caso não podemos e não devemos exigir este e o outro mundo, pois vamos a guerra com pistolas de água, os rivais têm armas verdadadeiras com munições reais.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 23.12.2016 às 21:00

Caro José Sousa,
Vou interferir no debate, independentemente do Leão Zargo lhe vir a responder. Com todo o respeito pela sua opinião, não concordo com a sua teoria. No futebol como na vida nunca há apenas dois caminhos. Há muitos e variados. No futebol há do mais escuro ao mais claro com muitos cambiantes. Por outro lado, a conquista de títulos não se pode restringir ao facto de sermos mais ou menos mafiosos. Para ganhar títulos temos de ter a melhor equipa. Ganhámos muitos quando assim aconteceu e não éramos mafiosos. Da mesma forma e pelas mesmas razões voltámos a ganhar mais recentemente. E quando o Porto ou o Benfica ganharam importantes provas europeias também foi por causa do "caminho escuro"? Dominavam o futebol europeu? E mesmo aceitando a sua teoria como certa, considera que foi gritando mais alto, insultando tudo e todos que conseguiram essa supremacia? Por fim, não vejo o desporto e o futebol em particular como uma guerra, antes pelo contrário. Mas acredito que muitos adeptos queiram que assim seja e isso só tem trazido descrédito a uma indústria/espectáculo que deve praticar uma sã rivalidade. E mais grave se torna quando o incentivo à violência parte de quem deve dar o exemplo.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 23.12.2016 às 21:28

Boa noite caro Nação Valente,
Os caminhos podem ser muitos, mas quem segue numa numa estrada com alcatrão tem vantagem sobre quem vai em terra batida.
Ganhamos muito em que décadas? E depois do 25 de Abril?
Como em qualquer sistema viciado, de vez em quando tem que ganhar outro para não dar demasiado nas vistas.
PdC dominou nas décadas de 80 e 90, o SLB lá tinha uma ou duas migalhas por decáda.
Quem terá a migalha neste reinado de LFV?
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 23.12.2016 às 21:01

Caro José Sousa

Não leve a mal, mas o amigo não apresenta qualquer alternativa para o Sporting. É que vê apenas duas hipóteses, ou um “mafioso” ou um “anjinho” na presidência do Clube. Isso não é alternativa.
No entanto, entre uma coisa e outra há outros caminhos para percorrer.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 23.12.2016 às 21:15

Infelizmente o futebol não se joga somente dentro das 4 linhas. Essa visão, que deveria ser a certa, é uma visão romântica mas já não existe.
Pode ter mil um caminhos, mas o resultado, a vitória ou derrota, dita a diferença entre a besta e o bestial.
Estariamos aqui a debater este assunto, se tivessemos ganho a liga?

Sem imagem de perfil

De José Sousa a 23.12.2016 às 20:31

Caro Leão Zargo,
O inverso também é verdade.
É que tem que se procurar nas nuvens um anjinho ainda mais anjinho que o outro.
Esta sempre foi a cultura sportinguista.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo