Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma reportagem de Rui Frias, do Diário de Notícias, em que o autor apresenta as suas ideias sobre as candidaturas de momento à presidência do Sporting. Neste trabalho estava incluído o destituído presidente, consideração que eu ignoro por completo. Note-se que que as opiniões adiantadas são do autor e não correspondem, necessariamente, com as minhas. Os candidatos são apresentados pela ordem de candidaturas oficializadas.

 

image (3).jpg

 

Frederico Varandas


O médico que ajudou à queda da última direcção de Bruno de Carvalho, ao demitir-se da chefia do departamento clínico assumindo a sua disponibilidade para ser alternativa ao então presidente, foi o primeiro a apresentar oficialmente uma candidatura às eleições de 8 de Setembro.

 

Sob o lema "Unir o Sporting", apresentou um extenso rol de apoios sonantes, com vários ex-jogadores leoninos (Slimani, Daniel Carriço, Hugo Viana, Carvalho...) entre a sua Comissão de Honra, tal como o anterior técnico Jorge Jesus.

 

Na sua equipa conta com Francisco Salgado Zenha para a área financeira, Rogério Alves para a Mesa da Assembleia Geral e Miguel Albuquerque, actual director do futsal verde e branco.

 

Frederico Varandas promete transparência na gestão do clube, diz que todos os dirigentes terão de entregar declarações de rendimentos e que o Conselho Fiscal do Sporting vai funcionar como uma espécie de Tribunal Constitucional.

 

Crítico da parte final da gestão de Bruno de Carvalho, também elogia alguma obra do anterior presidente, como "o Pavilhão João Rocha, títulos internacionais e nacionais nas modalidades e, sobretudo, alguns dos momentos mais espectaculares de mobilização". Quer "um clube ecléctico e gigante, com corpo e com alma".

 

Sobre a actual equipa de futebol, promete que José Peseiro será também o seu treinador.

 

image (4).jpg

 

Fernando Tavares Pereira


O empresário da zona centro (natural de Tábua) foi o segundo candidato a fazer-se anunciar, numa conferência de imprensa em Coimbra, sublinhando que apresenta uma candidatura transversal a todo o país.

 

Sob o lema "Unidos Venceremos", disse querer um Sporting assim, unido. Bruno de Carvalho incluído, frisou. E prometeu rigor e estabilidade.

 

Afirmando que é uma candidatura de fora para dentro, sublinhou que vai "tentar dar voz aos núcleos do Sporting" e fazer com que alguns deles possam integrar o Conselho Leonino do Sporting.

 

Empresário nas áreas do turismo, agricultura, metalomecânica, entre outras, Tavares Pereira conta com o apoio do ex-presidente da Câmara de Loures, Carlos Teixeira, o antigo campeão mundial de kickboxing Fernando Fernandes e do antigo ciclista Marco Chagas.

 

Em relação à actual comissão de gestão, ao líder da SAD José Sousa Cintra e ao treinador José Peseiro, Tavares Pereira referiu que "tem de se dar o benefício a quem está neste momento a gerir o Sporting".

 

image (5).jpg

 

Pedro Madeira Rodrigues


Ancorado numa política de três vês - "Valores, visão e vitórias" - o gestor volta a apresentar-se às urnas, depois de em 2017 ter sido derrotado por Bruno de Carvalho, obtendo apenas 9,49% dos votos. Garante estar " muito mais preparado" do que nessa altura, com "a maturidade certa e as características para liderar" o Sporting e fazer do clube "uma referência mundial".

 

Foi o terceiro a apresentar-se publicamente e fê-lo sobretudo com uma novidade para o futebol: a aposta no treinador italiano Claudio Ranieri, que substituirá José Peseiro caso Madeira Rodrigues ganhe as eleições. "Tem o perfil de que o Sporting precisa", justificou.

 

Sem revelar nomes de apoiantes ou membros da sua equipa, prometeu investimento do Médio Oriente, embora o valor exacto "dependa das auditorias" a realizar no clube e SAD. Garantiu igualmente que vai avançar com um empréstimo obrigacionista de 100 milhões de euros, caso seja eleito. E revelou a intenção de ficar com 80% do capital social da SAD sob controlo do clube.

 

image (6).jpg

 

Dias Ferreira


Outro nome que repete uma candidatura, depois de ter concorrido às eleições de 2011, ganhas por Godinho Lopes. Tal como na altura, também desta vez conta com o apoio de Paulo Futre, que considera "um grande sportinguista e uma pessoa indispensável".

 

Dias Ferreira formalizou na sexta-feira a intenção de se candidatar, surgindo como o quarto nome na corrida às eleições de 8 de Setembro. Vai às urnas sob o mote "Somos todos Sporting". Antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral, o advogado justificou a opção de avançar, após um período de reflexão, com o facto de não se rever em nenhuma das candidaturas já apresentadas anteriormente.

 

O antigo dirigente alega conhecer muito bem a actual situação financeira do Sporting e a respectiva reestruturação e diz não estar arrependido de ter apoiado Bruno de Carvalho em momentos anteriores: "Todos fazemos juízos errados."

 

Defendendo a estabilidade possível da equipa de futebol, Dias Ferreira diz preferir fazer "um debate de ideias", mais do que discutir nomes de treinadores ou jogadores. Até porque as eleições ocorrem já depois do fecho de mercado.

 

publicado às 13:59

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


22 comentários

Sem imagem de perfil

De Anonimo a 09.07.2018 às 14:08

Falta aí um candidato
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 09.07.2018 às 14:19

O presidente bardamerda, não conta, pelo menos para estas eleições...
Sem imagem de perfil

De JCR a 10.07.2018 às 23:55

A bardamerda, ficou ofendida, por a ter comparado com tamanho bandalho e traste!
Sem imagem de perfil

De Governo Verde a 09.07.2018 às 14:37

Carlos Vieira e restantes elementos vão ser candidatos, pelo que percebi
Sem imagem de perfil

De PSousa a 09.07.2018 às 14:40

Infelizmente há mais uma candidatura e que poderá ter algum potencial de vitória, se os votos se dispersarem pelos restantes.
Vamos ver o que vai dar... eu por tudo o que vejo e leio, já escolhi, Frederico Varandas. #unir o Sporting
Sem imagem de perfil

De Luís a 10.07.2018 às 10:05

Como pode já ter escolhido se não se viu ainda, nenhum esboço de programa eleitoral, a não ser o de BdC . E estando eu convencido que BdC não irá concorrer porque estará a contas com um processo disciplinar ou então será suspenso de sócio por um determinado período. Escolher o quê?
Sem imagem de perfil

De Sr. Comentador a 09.07.2018 às 14:41

Fernando Tavares Pereira, Pedro Madeira Rodrigues e Dias Ferreira são candidatos sem hipóteses. Não têm ideias, capacidade e apoios que lhes permitam desempenhar essas funções.
Sem imagem de perfil

De Pedro Veloso a 09.07.2018 às 14:50

Futuramente,devia ser permitido uma segunda volta com os dois candidatos mais votados.
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 09.07.2018 às 15:05

Também concordo.
Sem imagem de perfil

De Pedro Veloso a 09.07.2018 às 15:12

Existem mais candidatos para um clube,que candidatos a presidência da Republica
Acho que não vou ficar minimamente esclarecido!
Só tenho uma certeza!No Bruno Miguel (caso concorra) não voto!
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 09.07.2018 às 17:27

Não foi o melhor exemplo, porque para PR foram 10 e entre eles Tino de Rans
Sem imagem de perfil

De Bento de Jesus Carvalho a 09.07.2018 às 15:21

Já aqui expressei a minha admiração por PMR, por ter sido o único a ter coragem para enfrentar o lunático. Deu o corpo às balas e foi atacado por quase todos, e confesso que me revolta um pouco a forma como muitos sportinguistas o tratam.
Porém, pela minha parte ainda não vi o suficiente para tomar uma decisão, mas excluo desde já Dias Ferreira, que não considero digno de ser Presidente do Sporting.
Sem imagem de perfil

De Luís a 09.07.2018 às 16:27

Candidatos a candidatos... Somente dia 8 de Agosto podemos perceber quem se apresentará; isto se não desistir em favor de outros, até ao dia das eleições.
Quando houver programas eleitorais, vou comentar, por agora só posso dizer que os sportinguistas terão de votar de livre vontade, mas nunca perdendo de vista algumas premissas que serão fundamentais para que o clube continue a ser dos sócios.
Sem imagem de perfil

De Adepto Enervado a 09.07.2018 às 16:37

Talvez Frederico Varandas se apresente como a candidatura mais consistente, o resto é mais do mesmo.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Cristiano Ronaldo