Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As Notas de Julius (15)

Rui Gomes, em 14.03.21

Screenshot (22).png

Na 15.ª edição desta rubrica, o leitor tem assim a oportunidade de apreciar - e se entender, criticar as notas (0-6) que o nosso colaborador Julius atribuiu aos jogadores do Sporting e a outros intervenientes do jogo de ontem com o Tondela - a contar para a 23.ª jornada da Liga NOS - que o Sporting venceu por 1-0, golo de Tiago Tomás aos 81 minutos.

"Vitória justa mas com exibição muito tímida da equipa do Sporting. Trouxeram o ouro de Tondela mas passaram ao lado do jogo. Esta estratégia de só assaltarem a fortaleza do inimigo nos últimos 15 minutos está a deixar os adeptos em geral num enorme estado de ansiedade. A equipa imprimiu pouca velocidade e andou sempre longe da baliza adversária, controlando à distância, apesar da necessidade de ganhar. O cântaro tantas as vezes  vai à fonte que um dia.......ficamos sem ele!".   

DESTAQUE - TIAGO TOMÁS - 3.5 - Marcou o golo da vitória e pouco mais. Vimo-lo falhar na primeira parte um golo cantado. Tem que treinar os movimentos de cabecear a bola; dá pouca impulsão na altura e dessa forma a bola vai-lhe subir sempre. Tem baixado o seu rendimento. Mas nunca vira a cara à luta.

ANTONIO ADÁN - 3 - Esteve especialmente atento nas saídas. Sem facilitar, pontapeou a bola muitas vezes para longe; teve um deslize num cruzamento que o podia ter traído mas no geral teve uma noite serena. 

PEDRO PORRO - 3.5 - Teve direito a polícia privado mas conseguiu fugir-lhe várias vezes e testar alguns dos seus bons cruzamentos que foram das iniciativas de maior dificuldade que o adversário teve que enfrentar na primeira parte.

GONÇALO INÁCIO - 3 - Não comprometeu, mas nunca se sentiu muito confortável; algumas decisões de risco em momentos que não tinha necessidade; mostra já ansiedade e sente o peso da responsabilidade.

SEBASTIÁN COATES - 3 -  Hoje teve maiores dificuldades na defesa e ainda falhou vários passes na saída, quase que fazia golo mas o guarda redes do Tondela socou a bola primeiro; foi amarelado e enfim vai poder descansar e recuperar do desgaste que já se lhe nota; não irá jogar no próximo jogo contra o Guimarães.

ZOUHAIR FEDDAL - 1.5 - Nunca conseguiu entrar no jogo e cometeu vários deslizes comprometedores; lento a reagir e a decidir; valeu-lhe hoje o Nuno Mendes ter feito um bom jogo, salvando-o algumas vezes.

NUNO MENDES - 3.5 - Foi um dos elementos que melhor executou a estratégia do treinador, conseguindo esquivar-se várias vezes à marcação do adversário impondo a sua velocidade; faltou-lhe melhor apoio lá na frente; cruzou para o lance que deu os três pontos.

JOÃO PALHINHA - 3.5 - Travou no seu terreno a sua batalha nos muitos duelos com o adversário e saiu-se quase sempre por cima; só não conseguiu ser tão eficaz na construção.

JOÃO MÁRIO - 2 - Passou ao lado do jogo; foi ele ontem uma das causas por a equipa não ter conseguido acelerar quando o jogo pedia mais velocidade; o treinador tinha que fazer algo para mudar o rumo dos acontecimentos e por isso teve que sair. 

NUNO SANTOS - 2 -  Nada fez de importante a registar, tentou um remate de primeira fora da área que saiu muito ao lado e fez um sprint até à sua área para cortar uma bola perigosa e mais nada se viu.

POTE - 2 - Tem muitas dificuldades em combinar com o Tiago, mas deu-lhe de bandeja a bola para o golo do ouro que trouxeram de Tondela; sente-se confortável no jogo interior mas sem apoios fica tempo a mais a ver jogar; também não esteve feliz nos duelos. 

TABATA - 2 - O treinador viu-se obrigado a intervir a meio da segunda parte fazendo forte alteração na estratégia inicial mexendo na defesa face ao sub-rendimento do Feddal; tenta ao mesmo tempo encontrar o seu lugar e pelo que se viu também não é à direita a defender que ele se safa.

DANIEL BRAGANÇA - 3 - Sempre que entra mostra serviço, foi à luta  de frente e a verdade é que após a sua entrada o Tondela começou a recuar ainda para mais perto da sua área. O Sporting se queria ganhar teria que mudar o ritmo do jogo dando-lhe mais velocidade no passe e na pressão sem bola e foi o que o Daniel trouxe à equipa. 

MATHEUS REIS - 2 - Foi mais um elemento a ajudar na hora de empurrar o adversário mais para trás mas depois do golo mostrou algum nervosismo naqueles oito minutos finais que pareceram uma eternidade, perdendo alguns duelos que nos enervaram a todos nós.

JOVANE CABRAL - 2.5 - Entrou para o derradeiro assalto mas devia ter entrado mais cedo; teve boas iniciativas pela esquerda que romperam a defesa do Tondela. Após o golo esqueceu-se que o jogo ainda não tinha termindo e não pressionou o adversário como se impunha.

MATHEUS NUNES - Às vezes penso que Rúben Amorim se esqueceu dele no banco ou enganou-se nos Matheus fazendo entrar o outro, o Reis, aos 75 minutos. O jogo pedia a sua entrada para o assalto final, mas acabou por entrar a 5 minutos do fim para defender os três pontos. Será que o Rúben que se enganou?

RÚBEN AMORIM - 4 - Será estratégia cansar o adversário com o carrossel para depois fazer o ataque final nos últimos 15 minutos, fazendo entrar nesse período vários jogadores com características diferentes? Poderá ser e a verdade é que tem resultado, mas o futebol praticado pela equipa não tem sido bonito de se ver, sempre no risco e como ainda falta um terço do campeonato para se jogar .......!!

PAKO AYESTARÁN - 3.5 - Joga-se bem em Tondela com uma equipa de ilustres desconhecidos e isso é muito mérito do seu treinador, mas aquele autocarro estacionado em frente à sua baliza era maior que o autocarro do Sporting que estava à espera da equipa junto à porta do estádio. Jogou xadrez com o Rúben, também guardou para os minutos finais os trunfos, mas perdeu, levou xeque-mate.

NUNO ALMEIDA (Árbitro) - 2 - Não fez uma boa arbitragem e os casos com erros mais graves foram sempre em prejuízo do Sporting; aquela falta não marcada sobre o Tomás junto à linha da grande área do Tondela é inexplicável, ele viu e manda seguir? O 'pisão' ao Tomás dentro da área ele viu e manda seguir? Cartão amarelo ao Coates porquê? Apeteceu-lhe dar-lhe o cartão?

GUSTAVO CORREIA (VAR) - 2 - Os 'pisões' dentro da área não fazem parte do protocolo nos jogos do Sporting?

publicado às 04:34

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


79 comentários

Sem imagem de perfil

De AlexandreP a 14.03.2021 às 08:31

Apesar de nao desculpar algumas falhas da nossa equipa,ontem foi claro que os arbitros inclinaram o campo contra nos e em benfica a favor deles...
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 11:27

Um bom dia de Domingo a todos os nossos leitores.

Caro AlexandreP

O Nuno Almeida é bem conhecido pelo Ferrari vermelho e tem sempre alguma dificuldade em apitar jogos do Sporting, aquela falta sobre o Tomás junto à area adversária só não foi marcada porque o arbitro não quis porque a vê claramente.

Agora que o Benfica necessita de um empurrãozinho para que não se afunde ainda mais e fique longe dos lugares da champion teve em 2 jogos seguidos a apitar o Tiago Martins e o Manuel Mota quisá o próximo em Braga terá este arbitro, não surpreenderia.
Sem imagem de perfil

De João Paulo Gonçalves a 14.03.2021 às 17:15

Lol! Ao Coates foi perdoado o segundo amarelo...
Bandido do árbitro!
Sem imagem de perfil

De João Tavares a 14.03.2021 às 08:33

Só um reparo: na verdade o Pote não deu nenhuma bola de bandeja ao TT, mas sim, tentou rematar à baliza e a bola bateu no defesa e sobrou para o TT.
Mas o mais importante: trouxemos os 3 pontos.
Sem imagem de perfil

De RCL a 14.03.2021 às 09:02

João Tavares
Voce viu o jogo com óculos escuros.
Pote manda a bola a rolar para TT, como a dizer, chuta que é tua.
Chutou à baliza
SL
Sem imagem de perfil

De João Tavares a 14.03.2021 às 09:28

Tire lá você os óculos (ou ponha) e vá lá ver melhor, veja lá se a bola não ressalta no defesa e vai parar ao TT?

Sem imagem de perfil

De RCL a 14.03.2021 às 09:41

Já vi o lance várias vezes, não mudei de opinião.
Talvez que alguém do blogue coloque o lance aqui
Sem imagem de perfil

De RCL a 14.03.2021 às 09:49

Voce enviovou recentemete?
Sem imagem de perfil

De RCL a 14.03.2021 às 09:53

" enviovou", nada de confusões.
Pote até faz o passe de pé esquerdo.
Vá `Gogle e escreva Tondela x sPORTING. Esta lá repetido várias vezes.
Sem imagem de perfil

De RCL a 14.03.2021 às 10:58

Vi o post à pressa, está aqui o resumo do jogo.
Tavares, veja em ampliação
SL
Sem imagem de perfil

De João Tavares a 14.03.2021 às 11:16

Aqui estão 2 sportinguistas com 2 opiniões distintas num lance televisionado.
Existem lances, que nem com VAR serão indiscutíveis...
Será a eterna discussão !!😄

SL 🦁
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 11:33

O Pote olha de facto para a baliza tentando colocar a bola fora do alcance do Guarda redes e a bola é logo travada por um defesa mas ressalta direitinha na direção do Tomás que solto na area fez um golo fácil, de todas as formas a ação do Pote é determinante tanto na excelente recepção da bola ao cruzamento do Nuno Mendes como depois no movimento seguinte que permitiu ao Tomás ficar com a fama.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 14.03.2021 às 08:40

Caro amigo julius

Vitória justíssima, mas muito difícil. Já se previa o bloco baixo do Tondela em organização defensiva. Pelos resultados deles em casa percebe-se que são muito fortes no seu reduto, até pela forma como nos tiraram profundidade e espaço.

Três pontos positivos:
- nos últimos 11 jogos conseguimos 10 vitórias e apenas sofremos 3 golos;
- Daniel Bragança tem aproveitado as oportunidades de Rúben Amorim e tem um papel cada vez mais decisivo no jogo da equipa;
- Paulinho está mais perto de ir a jogo.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 11:48

Amigo Leão Zargo,
tinhamos perdido os 2 ultimos jogos em Tondela para o campeonato o que já define o grau de dificuldade que é jogar no seu campo, ontem ainda se apresentaram mais fortes que nesses 2 anos anteriores e só um Sporting muito determinado, muito focado no essencial podia roubar-lhes os 3 pontos. Colocaram um jogador só para marcar o Porro o que faz reconhecer o grande respeito que os adversários têm pelo espanhol e pela influência que tem nesta equipa do Sporting.
Tivemos que fazer um jogo de desgaste aos jogadores do Tondela para depois os atacar nos 15 minutos finais com jogadores frescos, resultou mas foi de facto um jogo de grande paciência.
Tivemos 10 vitória nos ultimos 11 jogos e por isso ganhamos esta vantagem que temos que pode vir a ser determinante para o objectivo principal, de chegarem ao fim com menos pontos perdidos e serem os campeôes.
O Dani é um miudo com sêlo de garantia muito competente e como ja escrevi antes, não sabe jogar mal fá-lo sempre com muito critério.
A equipa necessita do Paulinho urgente, mas tem que chegar bem com a lesão definitivamente curada. Todos esperamos por ele.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 14.03.2021 às 18:27

Amigo julius,

o Porro merece essa atenção do treinador do Tondela, sem dúvida. Um Paulinho com a lesão definitivamente curada será muito importante para o jogo da equipa e pelas soluções ofensivas que permite.
Sem imagem de perfil

De José Gonçalves a 14.03.2021 às 08:42

Tirando o Porto, está foi a equipa mais difícil que o Sporting defrontou fora !
Equipa aguerrida, recheada de bons valores, dificultando as linhas de passe e muito rápida de movimentos, não é por acaso que dos pontos que fez, são praticamente todos em casa, ainda recebe Porto e Benfica ; iremos ver como conseguem bater-se, mas não irá ser fácil bater esta equipa!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 11:58

Caro amigo José Gonçalves,

De facto este Tondela em casa é um adversàrio dificil de bater mas fora tem perdido quase todos os jogos sendo das equipas que mais vezes perdeu (13 derrotas) tenho dificuldade em entender este enorme desnível entre os jogos em casa e fora porque como vimos ontem jogam muito bem de primeira e com critério, esperamos que voltem a jogar daquela forma quando receberem o Benfica e o Porto porque têm condiçôes de lhes roubarem pontos.
Imagem de perfil

De Greenlight a 14.03.2021 às 09:21

Caro Julius,
Parece-me que hoje foi um pouco severo com as notas. É verdade que nós sofremos à frente da TV mas também se pode dizer que a equipa nunca perdeu o Norte. RA faz a omelete com os ovos que tem e ontem o Tondela ia apagando o fogo, dificultando o cozinhado. Quanto às notas individuais: TT marcou o golo decisivo mas é verdade que falhou outro por deficiência técnica no cabeceamento; não é ou ainda não é um verdadeiro PL, embora lute o tempo todo, levando pancada do princípio ao fim com faltas às quais o habilidoso do árbitro fez vista grossa, com destaque para o pisão que o VAR fez de conta que não viu.
Também concordo que João Mário esteve abaixo do seu normal e que Daniel Bragança entrou bem, como é habitual.
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 12:17

Bom dia amigo Gren

Ontem a nossa equipa experimentou enormes dificuldades no seu jogo de penetração que foi quase inexistente, controlou é um facto mas sempre distante da baliza do Tondela, controlaram-nos muito bem o nossos movimentos que procuram a profundidade e o jogo interior e só poucas vezes assumimos o risco e sem risco fica mais dificil aparecerem as oportunidades para marcar.
Pareceu mais um jogo de desgaste para depois se apostar as fichas todas no final, temos melhores soluçôes no banco e eles ja estavam desgastados e tambem tiveram que ir ao banco e foi aí que ganhamos o jogo.

O TT tem que melhorar a sua tecnica de cabecear, não salta de forma conveniente e por isso a bola sai-lhe sempre disparada para cima, um ponta de lança não pode falhar aquela bola tão bem cruzada e que ja trazia o sêlo de meio golo, é um passe do toma-lá e faz-te famoso, mas é muito jovem ainda e vai concerteza poder melhorar.

O jogo pedia mais João Mario e ele não esteve nos seus dias , temos pouca gente com capacidade de provocar roturas no adversário e se ainda para mais não acompanharem os movimentos atá a area adversária ficamos como poucos elementos nessa zona, o que facilita qualquer defesa em modo autocarro.
Ganhamos os 3 pontos mas foi um jogo de nota 3 no geral não mais que isso.
O treinador tambem disse que é muito importante ganhar não jogando tão bem.

Árbitros? Já não nos surpreendem há muito tempo.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 12:18

Quis escrever " amigo Green" .
Sem imagem de perfil

De Orlando Santos a 14.03.2021 às 09:31

Bragança já merece ser titular, com ele, o jogo acelera. Se calhar é por isso que é guardado para a parte final.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 12:24

Amigo Orlando
O Dani tem sido uma peça cada vez mais decisiva em muitos jogos que ficam complicados e ontem foi determinante a sua entrada, claro que o beneficia entrar quando o adversário ja larga mais espaços pelo desgaste e ele aproveita melhor as suas caractristicas, é um miudo de grande combate e que tem uma enorme qualidade de passe, na definição o que trás outros problemas acrescidos aos adversários.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 14.03.2021 às 10:45

Bom dia Julius,

Mais uma vitória.... e isso é que importa.

As equipas cada vez mais defendem melhor contra o Sporting e isso deve-se à falta de profundidade.... ontem dou mérito ao Tondela que tacticamente esteve bem.
Gostei do Tiago Tomás, do Nuno Mendes e do Palhinha..... não gostei do Pote e Nuno Santos e aqui reside o problema, isto é, não estamos a conseguir ligar o nosso processo ofensivo, perdemos a bola muito facil e o Pote passa ao lado do jogo, e não foi um acaso a entrada do Bragança.... acho que em alguns jogos poderiamos entrar com Palhinha, João Mario e Matheus Nunes, acho importante não jogarmos sempre da mesma forma, criar duvidas nos adversários.

Queria ainda destacar as faltas de oportunidade do Jovane..... não percebo.... ok, não defende como o Nuno Santos mas acho que é dos poucos no plantel com características de abre lata, merece mais minutos.
Outra coisa que não entendo é estas entradas do Matheus Reis que do que vi parece-me um central e não um lateral.... não percebo o que ganhamos com ele, quando o objectivo é marcar golos.

Mais perto do título!

SL
Sem imagem de perfil

De RCL a 14.03.2021 às 10:56

O objetivo também é não sofrer golos, sobretudo no fim do jogo,como aconteceu ao Sporting, anos e anos
Por alguma razão Amorim é o treinador ( o melhor do mês de Fevereiro), outros teclam, teclam, teclam
SL
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 14.03.2021 às 12:29

O Amorim tem estado muito bem, e ok o objectivo é não sofrer golos e nesse aspecto nada a apontar..... outra coisa é querer melhorar, não somos os melhores do mundo bem pelo contrário, portanto o caminho é sempre de melhorar e não aceitar o que existe porque ganhámos, temos sempre de analisar o que correu menos bem.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 13:05

Sem duvida, a velha máxima que se não podes ganhar o jogo nâo arrisques perdê-lo aplica-se perfeitamente nesta equipa do Sporting versão 2020/21 do Rúben Amorim.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 12:59

Bom dia caro amigo Schmeichel,

Entramos no derradeiro terço do campeonato e a equipa tem a responsabilidade de em todos os jogos ter que jogar para ganhar, os nossos jovens são os que mais têm sofrido pela sua menor experiência para este nível de dificuldades, de exigência semana após semana e ainda faltam 11 jogos em que temos para já que ganhar 8, nota-se algum desgaste em alguns dos nossos jogadores que não é só fisico tambem mental mas não à volta a dar porque vão ter que continuar a dar o máximo do que podem e não podem.
Não conseguimos segurar tanto a bola porque esse desgaste ja faz o seu efeito, tira-nos mais velocidade e intensidade e tambem menos elementos nas "chegadas" constantes que deveria ter mais elementos a participar nesses movimentos de provocar roturas.
Depois porque TT não consegue segurar a bola ou ganhar mais duelos ainda está em crescimento muscular.

O problema do Jovane é mesmo por não defender como devia, cada vez mais se define num ala puro e os alas puros não defendem, viu-se nos 8 minutos finais após o nosso golo o ascendente em crescendo do Tondela porque tivemos varios elementos a não fazeram a pressão quando se exigia e estavam frescos, tinham acabado de entrar.

A saída do Feddal obrigou a varias mexidas, tinhamos que fazer o derradeiro assalto ao golo mas mantendo o equilibrio da equipa, se não podes ganhar não vamos arriscar perder o que explica a entrada do Matheus Reis.
Sem imagem de perfil

De Luis Moreira a 14.03.2021 às 11:02

TT - Paulinho - Pote são os homens golo há que juntá-los na frente . João Mário tem uma floresta de pernas á sua volta, empunha a batuta mas não dura o tempo todo ao nível a que joga
Porro tem direito a marcação individual sobra espaço para Nuno Mendes atacar do outro lado.
A defesa é competente e Adan com a sua experiência e destemor é o guarda redes certo.
Ontem viu-se que certas jogadas nossas de combinação perto da área foram treinadas até à exaustão pelo treinador do Tondela.
Com estas equipas é assim é preciso intensidade e não desistir . O golo chega , tarde mas chega.
Abraço verde
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 13:13

Caro amigo Luis Moreira

Pode não ser possivel juntar TT e Paulinho muitas vezes lá na frente, porque temos que ter gente no meio campo que depois faça lá chegar as bolas mas a equipa ja grita pelo Paulinho veremos se já o teremos contra o Guimarães.
Ontem o treinador espanhol do Tondela prestou honras especias ao Pedro Porro colocando-lhe um policia permanente para o não deixar jogar, sabia que é dali que sai grande parte dos melhores movimentos ofensivos da equipa do Sporting.

A defesa do Sporting tem sido a mais competente do campeonato e mais dificil de bater e Adán tem grande parte desse mérito.

Foi de facto um jogo de desgaste para ser depois decidido nos ultimos 15 minutos, o Sporting com melhor banco fez aí a diferença.
Sem imagem de perfil

De Rui a 14.03.2021 às 11:23

A vitória cá canta!
Não me importava mesmo que o Sporting fizesse apenas um remate e ganhasse por 1-0!
É claro que é mais simpático ver bons jogos com vitórias alargadas, mas prefiro um Sporting a ganhar com regularidade, mesmo que por pouco, do que fazer um ou dois grandes jogos e a seguir perder ou empatar, como vimos nos últimos anos.
Venha o próximo!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 13:21

Caro amigo Rui

Creio que não importaria a nenhum sportinguista, até podia ser marcado pelos defesas contrários.
O Sporting ganha com regularidade e por isso é o lider do campeonato que tem feito até agora uma prova extraordianária e que apesar de lhe terem colocado obstáculos de toda a espécie e de todo inesperados pela frente tem ultrapassado com distinção os jogos, contra tudo e contra todos.

São 12 pontos (à condição) de vantagem mas o pensamento é que é só 1ponto apenas e que tem que ser defendido até que caiam para o lado.
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 14.03.2021 às 11:56

Parabéns a todos!
Foi uma vitória difícil e saborosa mas que não posso considerar justa. O empate seria provavelmente, a certa altura, o resultado mais aceitável, face ao ascendente do adversário que colocou em causa a invencibilidade do Sporting neste campeonato, caso algum daqueles lances de ataque tivessem resultado num golo fortuito.
Houve algo que, de certa forma, modificou o rumo dos acontecimentos e deu alma à vitória do Sporting: as substituições!
Não colhe o argumento do campo difícil e do adversário quase imbatível. Por melhores “números” que o Tondela apresente em casa, o Sporting é o líder e, se quiser o título, só tem que saber contrariar tais estatísticas, face a um adversário claramente inferior.
O que sucede é que o onze e a disposição táctica inicial do Sporting não colabora para tal.
E tal é algo que se denota mais ainda desde que o Sporting se colocou definitivamente na condição de único favorito ao título de campeão nacional.
O peso dessa assunção de responsabilidade tem invariavelmente pesado sobre a cabeça de uma equipa muito jovem e que necessita de uma orientação e injeção de confiança daqueles que mais responsabilidade e capacidade têm para o fazer.
Desde logo o treinador que, por muito jovem que seja, não deixa de ser o líder do grupo e quem define as regras da equipa.
Depois passando pelos mais experientes e, se neste aspecto alguns se destacam pela positiva -casos de Coates e Palhinha- outros há que manifestamente têm jogos como estes de arrepiar- tal como João Mário ou Feddal.
O Sporting entrou dominador mas numa toada demasiadamente lenta e cautelosa, sempre à espera do rasgo de alguém e que até poderia ter surgido por Tomás.
Na segunda parte permitiu que o adversário ganha-se confiança e equilibra-se a jogo sem que se lhe tivesse notado reação alguma até que surgiram as substituições que manifestamente vieram a dar um impulso importante à equipa, embora pudessem ter resultado demasiado tardias.
No destaque também coloco Tomás, não pelo que fez mas pelo que faz. Este miúdo de 18 anos está a realizar um feito fantástico, o de se poder tornar campeão sendo a referencia atacante da temporada da equipa.
Justificam-se todos os erros e antevejo-lhe uma carreira auspiciosa assim que atingir a idade sénior.
Depois há a referir o jogo enorme de Palhinha que nunca vacila e que oferece a segurança decisiva naquele sector defensivo. Coates sempre presente e Porro sempre lutador.
Não entendo a insistência em Santos por ausência de Jovane, manifestamente muito melhor jogador a decidir, assim como não entendo que João Mário se deixe ficar tanto tempo em campo quando existem opções muito válidas no banco, quando aquele resolve estar em dia não.
Bragança tem tudo para vir a ser um jogador enorme...
O Sporting caminha para o título e, da minha parte, não me resta qualquer dúvida quanto a isso.
Basta apenas ser competente como em 2/3 do campeonato mostrou ser, tornando-se a melhor equipa e o único favorito a larga distância dos adversários.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 14.03.2021 às 12:18

Caro Leão Campeão:
A única equipa que fez por ganhar o jogo foi o Sporting..... tivesse o adversário jogado de igual para igual e hoje falava-mos de um resultado mais robusto para nós.... veja o resumo do jogo, veja as oportunidades que desperdiçámos e comprove...
O Tondela não é (especialmente em casa) uma equipa nada fácil, basta ver que o Braga perdeu aqui (que segundo certos entendidos azuis, é a melhor equipa a jogar futebol em Portugal! perdeu foi duas vezes com o Sporting...)
Foi um jogo sólido novamente da nossa equipa, fomos competentes defensivamente e ofensivamente notou-se claramente a falta de um ponta de lança com outros argumentos mas TT lutou bravamente e tenho que lhe tirar o chapéu, este miúdo vai longe....
EU ACREDITO NESTA EQUIPA E TREINADOR, venha o próximo jogo!
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.03.2021 às 13:02

Caro Paulo Salcedas, o Tondela é realmente uma equipa difícil de bater no seu terreno, mas faço um reparo. O Braga goleou em Tondela (4-0).
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.03.2021 às 15:13

E sabe se eles alinharam de autocarro contra o SC Braga?

Não é novidade alguma que a postura de equipas contra o Sporting é sempre diferente.

O Tondela, ontem, não entrou em campo para jogar, mas sim para não deixar o Sporting jogar.

Fez o mesmo com o SC Braga?... Duvido muito!!!
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.03.2021 às 15:37

Rui,
O comentário não procurou fazer uma comparação entre os dois jogos, mas sim um reparo face ao resultado.
Até porque o Braga jogou em Tondela à terceira jornada e desbloqueou o jogo na primeira parte.

Quanto às equipas jogarem com o autocarro contra o Sporting, temos de ser nós a arranjar o antídoto para esse "esquema", porque os adversários só vão aumentar o número e o "volume" desses autocarros.
Mas convenhamos que o nosso estilo de jogo, com jogadores mais talhados para jogar na profundidade, convida as equipas adversárias a fecharem-se mais.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 15:46

Mas por ter sido há terceira jornada explica muita coisa tambem, o Tondela vinha de trocar de treinador e estava ainda a construir um modelo novo de jogo com o novo treinador e levou o seu tempo a que os jogadores entendessem perfeitamente a nova forma com que iam jogar esta época.
Imagem de perfil

De Leão do Norte a 14.03.2021 às 16:03

Julius, a referência à terceira jornada foi precisamente para mostrar a diferença entre os jogos.
Para além da questão da adaptação ao treinador, à terceira jornada não há a pressão dos pontos que se verifica à vigésima terceira jornada.
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 14.03.2021 às 13:35

Caro Paulo Salcedas
Lamento informa-lo que Braga não só não perdeu em Tondela como até goleou... 4-0!!!
O Tondela pode ter as estatísticas que entender ter mas que para o efeito resultarão apenas na sua competente classificação na tabela que os podem conduzir ao seu objectivo final: a permanência.
Já o Sporting, caso queira atingir o seu objectivo principal, e se nos deixarmos de escondermos em desculpas sem nexo, dada a diferença qualitativa dos planteis, só tem que fazer como os outros candidatos: ganhar e, se for preciso, contrariando as tais estatísticas.
É isso que o Sporting tem feito ao longo da época, especialmente nos jogos que mais contam de forma decisiva como seja vencer o Benfica e Braga em casa e empatando os dois jogos com o campeão nacional.
Resta comprovar essa superioridade nos jogos na Luz e em Braga e ir cumprindo com a sua obrigação de ganhar os jogos que lhe restem.
Nem sempre se poderá ganhar - ontem quase foi o caso - mas tem que se saber ser mais competente e fazer melhor do que aquilo que se viu ontem que foi manifestamente pouco para um candidato ao título nacional.

A solidez do jogo foi posta em causa pela perda do controlo do jogo na segunda parte, permitindo-se que o adversário ganha-se confiança. Aos 52 minutos de jogo teve a melhor oportunidade do jogo que falhou clamorosamente e que resultaria numa dificuldade imensa, caso resultasse em golo, dada a forma muito deficiente como estávamos a atacar.
Tomás não é o responsável por essa ineficiência. É verdade que falhou um golo quase feito, ainda que não voltasse a falhar para bem de todos.
Agora o momento da equipa não o favorece minimamente. Luta como um verdadeiro leão e a bola mal e atabalhoadamente lá lhe chega. Perante isso não há milagres e outro qualquer dificilmente faria melhor.
O Sporting quando não funciona nas alas ou pelo centro do terreno só tem que saber colocar as peças certas no lugar certo.
Insisto que não entendo o esquecimento constante de Jovane, mais ridiculamente evidente quando no jogo anterior frente ao Santa Clara, Amorim, ao perceber a pouca qualidade que Santos tem oferecido à equipa, resolve promover Tabata à equipa principal quando também esse não tem feito sequer melhor, antes pelo contrário. Mais uma vez deixou Jovane no banco sendo que é precisamente depois da entrada dele que o Sporting consegue finalmente ter presença atacante, definição e conclusão de jogadas em golo e... vitórias! Em ambos os jogos...
O outro mistério prende-se com João Mário, longe de ser o miúdo que vimos aqui jogar em 2016, que se entende que entre de início mas que quando não funciona simplesmente tem que sair e dar lugar a outros que têm vindo a mostrar muito qualidade.
O Sporting caminha para o título - isso é certo - mas pode aliar a isso um pouco mais de qualidade que já demonstrou largamente ter.
Basta para tal ler os sinais que são óbvios.
Neto já foi afastado, tal como eu previa, pois era tão evidente que Inácio era melhor, por mais que aqui me criticassem por tal o dizer, tal como Nuno Santos tem muito pouco para oferecer a este onze. Outros há embora entenda a opção por eles, ainda que nada deva ser imutável.
Amorim é evidentemente conservador tanto na táctica como no seu onze, o que tem resultado num sucesso evidente, mas terá que ter a capacidade de sempre saber ler e se antecipar a um possível declínio na qualidade do jogo quando pode substituir jogadores que claramente aparentam baixa de forma.
Independentemente do que diga, nada disto é obviamente relevante.
Resulta apenas da minha opinião e apenas espero que Amorim sempre me contrarie nas minhas hipotéticas críticas.
É sinal que ele está absolutamente certo e que continuaremos a vencer.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 14.03.2021 às 15:14

"Hipotéticas críticas"... ???

Escreve sempre livros somente a criticar!!!

E não venha com a sua resposta típica, que não me impressionará.
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 14.03.2021 às 15:46

😁👍 You’re the best!...
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 14.03.2021 às 16:57

Caro Leão Campeão:
É por tudo isto que somos um clube diferente, é que mesmo que os nossos adversários não nos deitem abaixo, há sempre forças internas que se encarregam de o fazer...
Depois de anos e anos a ver os nossos rivais ganharem títulos, muitas vezes com jogos miseráveis em que ganhavam sabe-se lá como, muitas vezes com ajudas externas, agora que estamos onde estamos vem o caro criticar porque é que não joga o jogador X e joga o Y?
É muitas vezes por essas criticas, muitas sem sentido, de adeptos de bancada que começam problemas e se minam balneários...
Tenha dó, a equipa ganha, o resto são batatas, precisam é do nosso apoio e não da crítica.
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 14.03.2021 às 21:46

Claro... Paulo!
Porque nos outros clubes os seus adeptos são muito mais evoluídos como o senhor e outros que tais que não eu...
Daí que nunca critiquem coisa alguma e só por isso ganham sempre enquanto nós nunca.
Realmente, se há momentos em que se perde tempo na vida, são estes...!
Sem imagem de perfil

De RCL a 14.03.2021 às 13:15

Leão Campeão
Com esse Nick deve ser de 40/50, os meus filhos de 40, 42 anos só se lembram de 2 campeonatos. Não sei se seguiu o campeonato de 1961/62 com o campioníssimo(como jogador) Juca. Tem semelhanças com o actual. Teve 2 derrotas, espero que Amorim seja campeão invicto.
O Tondela teve uma oportunidade de golo numa falha na emenda. O Sporting além do golo teve outras duas, aquela de TT , cabeçada falhada, o rapaz não saltou.Há um penalti sobre o TT que até o Tribunal do Jogo é unanime. Este árbitro.............é melhor não dizer.
Hoje falam muito na posse de bola, lembro a seleção pós 1967 que tinha muita posse de bola mas golos, zero. Eram chamaados "armandinhos".
Futebol é golo o que o nosso CR7 fez e faz como ninguém no Mundo.
SL
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 14.03.2021 às 13:49

Caríssimo RCL 😁😁😁
Infelizmente não posso recordar 61/62 por ainda não ser nascido mas em todo o caso já recordo bem os campeonatos de 80 e 82 e ainda remotamente o de 74, que tive a oportunidade de assistir a todos e ao vivo.
Por isso sou um campeão de 6 títulos, dos quais 5 são presenciados ao vivo!
Estou com um bocadinho de mais sorte que os seus filhos...
😅
Concordo com tudo o que diz mas apenas ressalvo o erro do árbitro ao qual não lhe imputo responsabilidade no erro. O campo de visão dele é muito difícil, dado haver muitos jogadores à frente e o toque ter sido dado subtilmente no lado oculto ao campo de visão do árbitro. Na primeira impressão não se vislumbra nada e só depois, através da câmara atrás da baliza se percebe do contacto e visto ao retardador. O VAR também não pode intervir nesta situação, a menos que tivesse lugar a interrupção de jogo por alguma decisão do árbitro e posterior análise para revisão da hipotética decisão.

Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 14:21

Sim o VAR teve maior responsabilidade porque o pisão é claro e em qualquer outra parte do campo é sempre falta, mas o árbitro viu perfeitamente uma falta grosseira ao Tomás quase em cima da linha da area do Tondela e fez vista grossa mandando seguir o jogo, são detalhes? Mas foram sempre a prejudicar o mesmo lado.
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 14.03.2021 às 14:44

O VAR não tem responsabilidade alguma...
É preciso entender os protocolos!
Esta jogada só podia ser interrompida se houvesse uma falta onde não fosse questionável o critério de decisão ou se, por outro lado, tivesse havido uma decisão do árbitro, em benefício do infrator que conduzisse a uma reavaliação da jogada.
Por exemplo, se no seguimento da jogada tivesse resultado a expulsão de Coates, tal como o adversário reclama, é possível que o VAR aí chamasse à atenção do árbitro para a reavaliar já que esta resultaria de um início hipoteticamente irregular onde o infrator passaria a, por isso, ser altamente beneficiado.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 15:04

Nos lances de claras faltas na area que dão pontapé de penalti não são da responsabilidade do VAR?
O VAR hoie manda nas areas, se ver que foi falta para castigo máximo informa o árbitro que vá ver ao monitor.
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 14.03.2021 às 15:13

Não é assim que funciona.
Terá que ir ler o protocolo para o entender.
Ontem o VAR não poderia intervir. Teria obrigação de o fazer, isso sim, se o Coates fosse expulso no seguimento da jogada.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 15:17

Caro amigo, se o VAR ver uma falta clara na area espera que o jogo tenha uma paragem e avisa o árbitro para ir ver ao monitor.

Quantas vezes ja viu nos jogos os arbitros nas paragens pedirem aos jogadores que esperem um pouco mais por o VAR estar a analisar um possivel penalti? E só depois da infomação do VAR o jogo é reatado?
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 14.03.2021 às 15:49

A pedido do árbitro...
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 15:51

A pedido do árbitro ou a pedido do proprio VAR quando percebe que o árbitro não viu o lance, essa é a função do VAR auxiliar o árbitro em lances que não viu.
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 15:20

Onde o VAR não podia fazer nada foi no lance que descrevi na tal falta grosseira sobre o Tomás quase em cima da linha da grande area do Tondela que por ter sido fora da area não pode intervir. Mas o árbitro viu e ele sim devia ter marcado falta que seria muito perigosa para o Tondela. É grosseira.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 14.03.2021 às 17:16

Errado caro Leão Campeão, no caso do penalty sobre o TT (não assinalado) o var pode e deve intervir, porque essa situação enquadra-se nas situações de intervenção do VAR, trata-se de um claro e óbvio erro do árbitro dentro da grande área, veja lá bem o protocolo....
E lance não é só visível da camara por detrás da baliza na camara de frente também é evidente.
Sem imagem de perfil

De RCL a 14.03.2021 às 16:27

Leão Campeão
Você queria dizer felizmente não era nascido.
Mas viu Yazalde, talvez o maior jogador que algum dia vestiu de verde.
Uns aninhos antes, talvez com a mesma idade, em 1958 vi , na Beira, o Sporting campeão. Ainda me lembro do "xavascal" que fiz numa casa de benfiquistas(meu pai, meu irmão).
Na década de 80, com o aparecimento do maior vigarista de todos os tempos, o futebol mudou, passou a ser decidido na Frutaria e no Cabaré da Cocha. Nos Sportinguistas, com as nossas divisões, ajudamos à festa. Agora em ano Covid parece que esta a mudar.
Este campeonato será nosso, há que aproveitar a embalagem e voltar aos anos em que você ainda não era nascido.
ABS
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 13:51

Caro Leão Campeão bom dia,

É discutível a justiça de um resultado de empate no jogo de ontem, eu pessoalmente não valorizo nunca da mesma forma 2 equipas em que uma leva a maior parte do tempo a defender-se junto á sua area com uma linha de 6 e 7 defesas e a outra tem o objectivo mais dispendioso de ter que atacar de forma quase permanente na procura de provocar roturas no seu adversário.
Depois vimos que o Sporting teve 3 oportunidades claras de golo em que uma entrou e o Tondela não teve nenhuma e por ultimo quando chegou a hora do Sporting assumir o risco nos ultimos 15 minutos o Tondela não conseguiu manter a sua estrutura defensiva organizada da mesma forma e cedeu com abertura de roturas em que uma delas originou o golo da sua derrota.

Não foi um bonito jogo do Sporting de se ver mas foi um justo vencedor, o Tondela só conseguiu preocupar a sério nos ultimos minutos de jogo quando não tendo nada a perder partiu para o risco total.

É obvio que foram as substituiçôes a chave da vitória do Sporting, os treinadores de ambas as equipas sabiam-no, por isso arriscaram no jogo do desgaste e partiram para a confiança que tinham em atingir os seus objectivos nos minutos finais, o Rúbem com a confiança que acabaria por ganhar o jogo porque o Tondela não iria aguentar os 94 minutos a jogar sem erros e o Pako confiante que aguentaria a derradeira investida dos jogadores do Sporting e ganharia um ponto.

A melhor forma dos jovens da equipa ganharem mais experiência é vivê-la e é isso que têm feito e mesmo que vacilando algumas vezes não se têm deixado cair indo sempre á luta , ontem foi a vez dos mais experientes vacilarem como aconteceu com o João Mario e o Feddal mas um campeão faz-se na regularidade e no proximo jogo quisá ja estarão muito melhores.

O problema do Jovane viu-se nos 8 minutos finais logo após o golo do Sporting quando o tondela subiu as linhas, não pressionou de forma constante o adversàrio como se exigia naquele momento quando era proteger de qualquer forma o ouro que ja tinhamos conquistado.
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 14.03.2021 às 14:36

Bom dia Julius!
Ainda que concorde com a sua análise inicial, discordo profundamente com a resposta que me remeteu.
- Vislumbrei 2 oportunidades claras de golo do Sporting em todo o jogo (manifestamente muito pouco para um candidato ao título), ambas por Tomás que uma falhou e a outra marcou.
- A melhor oportunidade de todas, ainda assim, pertence precisamente ao Tondela aos 52 minutos quando, com a baliza completamente aberta, o avançado não consegui fazer o mais fácil que seria desviar para a baliza. E nem se tratou de chegar tarde a bola, simplesmente falhou...!
- o Tondela começou a preocupar bem antes do que diz, quando passou a pegar mais no jogo e a chegar mais à nossa área logo que começou a segunda parte.
Beneficiou pelo facto de o Sporting não demonstrar profundidade alguma no seu jogo e limitar um meio campo a dois - Palhinha e Mário - que se viram rapidamente às aranhas para defender e construir jogo que contrariasse o ascendente do adversário.
- De todas as substituições, Jovane e Bragança foram quem ofereceram mais consistência ao jogo e que melhor determinaram a necessária capacidade para a equipa finalmente conseguir chegar mais à frente e finalmente ao golo.
- Finalmente, permita-me que lhe diga isto: É de uma tremenda desonestidade intelectual promover Jovane a principal responsável pelo hipotético forcing final do Tondela, que eu não reparei por aí além, antes pelo contrário, vi uma equipa resignada logo após o golo do Sporting connosco a controlar tranquilamente o jogo até final.
Jovane tem características únicas e uma qualidade de jogo que supera largamente os seus companheiros de equipa no seu sector.
Poderia Nuno Santos ou Tabata nascerem 20 vezes que dificilmente seriam alguma vez melhor jogadores que Jovane é, com toda a franqueza, por mais qie Pedro Gonçalves, tenha vindo a ser dos jogadores mais fundamentais desta equipa pelos golos que marca, nem ele tem sequer os atributos técnicos de passe e distribuição de Jovane.
Já há uns tempos era precisamente caro Julius que defendia acerrimamente a permanência de Neto, que ninguém de perfeito juízo entendia, em detrimento do miúdo Inácio, evidentemente superior em qualidade como três jogos consecutivos com Porto , Benfica e Braga assim demonstraram, tendo apenas sofrido um golo nesses 270 minutos.
Volto a dizer: Jovane no banco é opção de Amorim mas este já não precisa de mais para provar a sua qualidade e competência, tão evidente logo a seguir à saída de Bruno Fernandes, quando andou a transportar a equipa às costas, tal como agora quando entra sempre para contribuir para a vitória da equipa.
Ninguém é perfeito, por isso Jovane não o será com certeza, tal como não o é Amorim nas suas decisões, nem eu ou o Julius nas nossas apreciações.
Mas uma coisa lhe garanto: se colocar à venda Jovane, Santos ou Tabata, quem os venha comprar é que nem sequer perde tempo as olhar para os dois últimos...
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 15:01

Amigo creio que está equivocado nunca defendi o Neto muito menos acerrimamente quando sempre fui um critico à sua qualidade, o que defendi era sua presença num balneário repleto de jovens e sendo uma extensão do treinador é um elemento importante, sempre disse que o Neto na nossa defesa era o elemento mais fraco e o Gonçalo estava recém a aparecer ainda e tinha que levar o seu tempo para estar pronto para a responsabilidade, até aí não tinhamos outro melhor e dessa forma era fundamental motivarmos o jogador porque se ele sente que não estavamos com ele pior seria.
Só por uma vez lhe fiz uma critica positiva em tantos jogos que efectuou até escrevi um comentário curioso, " hoje até o Neto jogou bem" o que ilustra o que penso dele.

Não entendeu a critica que fiz ao Jovane de longe o acuso de ser o unico que n4ao fez a devida pressão outros tambem não a fizeram mas ele incluído, o Jovane cada vez mais se define como um ala puro e os alas puros pouco defendem, veja o caso do Luís Dias no Porto está numa situação quase identica ao Jovane so entra nas segundas partes quando o adversário mais desgastado permite mais espaços até aí o Conceição dá prioriodade ao equilibrio da equipa.
É um facto que o Rúben podia utilizá-lo mais vezes mas como titular é discutível.

Eu conto 3 oportunidade claras de golo, e as 3 envolveu o jovem Tomás, a da cabeçada, a do golo e tambem a de um remate dentro da pequena area que foi interceptado in extremis por um defesa, com mais calo o Tomás faz golo foi ingénuo.

A oportunidade que descreve do Tondela não foi uma jogada forçada nem construída por eles mas sim consentida pela nossa defesa após uma monumental casa do Feddal.

O Tondela só conseguiu equiulibrar mais o jogo na segunda parte, equilibrar não é o mesmo que ter tido ascendente, na primeira parte só defendeu.

Por ultimo e pela experiência que vivi como treinador deixe-me dizer que é de todo importantíssimo ter sempre em cada jogo ter um ou dois ases no banco, mantem o adversário alerta e os proprios colegas da equipa que entraram como titulares, volto a referir o ás do Luis Diaz sempre lançado nas segundas partes do Porto. Para o treinador é muito importante sentir e saber que tem boas respostas no banco se ver que o jogo não está a correr de feição.
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 14.03.2021 às 15:34

Perde-se em semânticas para justificar o injustificável... meu caro!
Quanto a Jovane deixe-me que lhe diga o seguinte: em dois jogos consecutivos, o Sporting teve clara dificuldade em vencer. No primeiro, antevia-se o golo adversário quando se perdeu nitidamente o controlo do jogo. Fomos a tempo de emendar a mão e Jovane foi determinante para poder levar a equipa novamente ao golo e à vitória.
E Amorim suspirou de alívio...
Já no segundo, tivesse havido o tal golo do Tondela duma oportunidade claríssima
em que você aí se perde em justificações sem sentido e lá teríamos a mesma fórmula do costume: Jovane lá para dentro e toca a correr atrás do prejuízo.
Ora isto não faz sentido algum...
Uma equipa não se pode sujeitar sistematicamente ao erro para depois ir a correr emenda-lo.
Resolve uma vez, duas talvez, mas não vai resolver sempre...!
Finalmente, e eu não sou treinador de futebol como o caro Julius, nem sequer de nível 2, por isso estou largamente longe de poder opinar com tanta propriedade mas recordo-lhe que o Sporting aplica um sistema táctico em 3-4-3.
As responsabilidades defensivas são, em primeira mão de uma linha defensiva de 3 centrais, apoiados nas alas por dois laterais que jogam em profundidade e por dois meio campistas mais fixos.
Tal esquema táctico retira a importância que quer dar aos extremos avançados quando estes jogam de modo diferente num esquema táctico de 4-4-2.
É óbvio que, qualquer que seja o modelo táctico que se adopte, todos os jogadores têm que ter competências defensivas mas ainda está para demonstrar essa incapacidade face às prestações, tanto de Santos como de Tabata ou até mesmo de Gonçalves.
Aliás, mais do que neste jogo, foi gritante o erro táctico de Amorim, frente ao Santa Clara, que apostou numa ala inédita na direita com Nunes e Tabata, que o adversário aproveitou e muito bem.
Não foi por Nunes, desadaptado à posição, que mais se sofreu mas precisamente por Tabata completamente ausente dessas funções.
Tal só se emendou com a colocação de Mário naquela posição que imediatamente equilibrou a equipa defensivamente mas se a intenção é promover mais capacidade ofensiva, em detrimento do aspecto defensivo, então não há dúvidas que Jovane seja a melhor opção é sem nada ficar a perder para Tabata e até mesmo para Nuno Santos que, por mais esforçado que possa parecer ser, perder largamente do ponto de vista técnico para o miúdo.
Além disso, permita-me dizer-lhe o seguinte, já que para si não será novidade alguma enquanto treinador: ter um atacante em campo que mesmo que não ofereça maior capacidade defensiva, ofereça maior controle de bola, capacidade de distribuição, melhor definição e até muito mais apetência para o golo, da claramente uma vantagem imensa sobretudo a uma equipa que tem por hábito o controle do jogo.
Ou então o contrário colocaria a importância de um jogador como Cristiano Ronaldo em questão....!
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 16:10

Caro amigo, não me perco nunca em semânticas, troco sim é opiniôes dando a minha e nem todos devemos estar de acordo é respeitável.

O Jovane sózinho não será seguramente a soluçâo para que a equipa melhore a sua intensidade e velocidade de jogo, até porque o Jovane ja teve oportunidades em jogar como titular e não teve prestaçôes de encher o olho, parece que resulta mais quando entra nas segundas partes talvez que pelo desgaste o adversário permitir mais espaços que o Jovane consegue depois melhor aproveitar.
Eu pessoalmente gosto muito do Jovane e a tentação é colocá-lo em vez do Nuno Santos mas tenho plena confiança no Rúben e ele lá terá as suas razôes que respeito muito.

O facto de ter ases no banco não quer dizer que só os utilize quando o jogo está em prejuízo para a equipa, podem e devem ser sempre e tambem utilizados quando a equipa ja está a ganhar mas ao contrário a nos anteriores hoje olhamos para o banco e vemos boas soluçôes.

É simples, Jovane tem tendencia a entrar para dentro e o treinador quer manter a largura e com o Nuno Santos tem mais essa garantia, repare que com a largura obriga o adversário a estender mais as suas linhas defensivas. Tem que analisar as caractrsitisticas individuais de cada um e como elas podem ou não beneficiar a estratégia que se pretende olhando tambem para o advesário como o quer obrigar a desgastar-se mais, se o obrigar a estender-se mais no terreno terá maior desgaste a recuperar entre linhas.

Por ultimo o treinador joga com as armas que tem e que não são assim tantas como desejaria ou como todos desejariamos e nisso tem sido muito bom.
Sem imagem de perfil

De Leão Campeão a 14.03.2021 às 21:59

Julius...
Andou por aqui há uns tempos com a mesma conversa para justificar a opção por Neto em vez de Inácio.
Veremos se, com ainda 11 jogos pela frente, não me vai acabar por ter que dar razão mais uma vez...!
Os opções são de Amorim e muito bem. Tem feito um trabalho notável.
Isso não invalida troca de opiniões e impressões sobre o que se assista.
Aquilo que eu digo é taxativo.
Jovane tem muito mais qualidade técnica que os seus companheiros no lugar e com muito mais para oferecer a uma equipa que carece, de forma bem óbvia, de capacidade atacante, numa altura em que os adversários cada vez mais conseguem contrariar o esquema táctico do Sporting e se fecham por notório respeito pela nossa superioridade evidente em campo.
Já dizer que Jovane jogou a titular e não singrou, lamento dizer que mais uma vez está a ser desonesto. Jovane jogou a ponta de lança no início da época, lugar claramente onde ele não tem jogo. Até que Amorim “descobriu” Tiago Tomás...
Sem imagem de perfil

De RCL a 14.03.2021 às 16:35

Julius
Excelente comentário, de quem sabe da matéria.
- Amorim, mais uma vez, ganha o jogo nas substituições. O Sporting agora tem Banco.
- Jovane tem o mesmo problema que João Felix em Madrid. No futebol moderno os avançados tem de defender, é ver o Manchester City.
O Brasil perdeu a hegemonia do futebol mundial porque não se adaptou ao futebol moderno. Hoje , não dá..........." é golo no samba, é golo no couro".
SL
Imagem de perfil

De Julius Coelho a 14.03.2021 às 17:09

Mas o Sporting é de longe a equipa que tem a defesa menos batida por alguma razão será, porque todos os jogadores têm uma função a cumprir nossa ultima linha de defesa raramente fica sozinha e isolada, todos se agarram muito bem uns aos outros cumprindo o que têm que fazer.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Cristiano Ronaldo